Arquivo de janeiro de 2017

Contaminada pela politicalha!!! Os políticos de Bacabal precisam zerar tudo em prol da coletividade

Postado por Caio Hostilio em 27/jan/2017 - Sem Comentários

Toda essa patacoada gerada pelos próprios “políticos” de Bacabal em torno do poder, seja no executivo ou no legislativo, vem refletindo diretamente nos serviços e ações publicas em prol do povo.

Uma falta de respeito e, principalmente, de humanismo com os munícipes de Bacabal.

Aí o prefeito, que não é prefeito de fato, visto que não tomou posse dentro dos ditames do regimento da Câmara de Vereadores, que também não tem presidente, pois os dois que se dizem presidir a casa não foram escolhidos de acordo com o regimento também, agora fecham hospitais em Bacabal por falta de recursos.

Ora bolas!!! Recursos têm, porém o prefeito não pode mexer e, com isso, a saúde (prioridade) parou. É uma gestão inexistente…

Os responsáveis políticos deveriam observar as conseqüências trágicas que virão com o fechamento das unidades hospitalares, que suspenderam todos os atendimentos.

Espera-se que os políticos deixem as politicalhas de lado e passem a praticar a verdadeira “política” em prol do povo…

Notícias

Postado por Caio Hostilio em 26/jan/2017 - Sem Comentários

Deputado Wellington solicita realização da XI Reunião do Parlamento Amazônico em Imperatriz

O Secretário de Direitos Humanos do Parlamento Amazônico, deputado Wellington do Curso (PP), apresentou indicação, na manhã desta quinta-feira (26), na Assembleia Legislativa, e encaminhou oficio à presidência e à coordenação geral do Parlamento Amazônico, solicitando que a próxima Reunião Ampliada do Parlamento Amazônico, em março de 2017, seja realizada na cidade de Imperatriz. A proposição foi encaminhada ao Presidente do Parlamento Amazônico, deputado estadual Sinésio Campos (PT/AM) e ao Coordenador Geral do Parlamento Amazônico, Flávio Ricardo Castro. Essa será a segunda reunião do Parlamento Amazônico no Maranhão. Desta vez, o deputado Wellington indicou a cidade de Imperatriz, por ser a segunda maior cidade do Maranhão e ser considerada, ainda, o Portal da Amazônia. A Amazônia maranhense é dona de rica biodiversidade, ocupa 26% do bioma amazônico, encontra-se em 62 municípios do Maranhão e representa, em termos de bioma, 34% do território do Estado. “Nós solicitamos que ocorra a a XI Reunião Ampliada do Parlamento Amazônico na cidade de Imperatriz devido a vários fatores. Um deles, sob o ponto de vista ecológico, é o fato de Imperatriz apresentar uma grande diversidade de espécies de plantas e animais. Em virtude de suas características, Imperatriz já recebeu o título de Portal da Amazônia e é por isso que é muito importante que a próxima reunião do Parlamento aconteça aqui, tendo por objetivo deliberar sobre questões principalmente sobre o meio ambiente, educação ambiental, extração ilegal de madeira, sustentabilidade e desenvolvimento econômico da região amazônica no Maranhão”, disse Wellington. A pedido do deputado Wellington, em 2015, aconteceu a III Reunião Ampliada do Parlamento Amazônico no Maranhão. A solenidade aconteceu no Plenário Nagib Haickel, na Assembleia Legislativa, e contou com a presença do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB); do presidente do Parlamento Amazônico, deputado Sinésio Campos (PT); do deputado estadual Diogo Moraes (PSB/PE), representando o deputado Sandro Locutor (PPS/ES), presidente da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale); do subdefensor geral do Estado, Werther de Moraes Lima Junior; além de outros parlamentares, acadêmicos e pesquisadores. A décima Reunião Ampliada do Parlamento Amazônico acontecerá no dia 16 de  fevereiro, em Marabá, no Pará. Será durante o evento a deliberação sobre o pedido para Imperatriz sediar a reunião do Parlamento Amazônico. Parlamento Amazônico – O Parlamento Amazônico é um fórum de debates permanente da Unale, com objetivo de deliberar sobre questões importantes para a região, como o meio ambiente, sustentabilidade, conservação, educação ambiental, populações locais, uso dos recursos regionais, etc. O Parlamento congrega os estados do Acre, Amazonas, Amapá, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins e é composto por mais de 240 parlamentares.

Operação Policial em Cururupu desbarata quadrilha que mantinha laboratório de cocaína

Na operação batizada de CAMALEAO, comandada pelo delegado Diego da delegacia de Cururupu, a polícia militar em conjunto com a polícia civil e o poder judiciário, realizou  na madrugada desta quarta feira 25/01/2017 na ilha de caçacueira do município de Cururupu – MA,   tendo êxito com a capitura dos elementos conhecidos como Valdemir Silva ( vulgo pau de mico ), Fabricio e vulgo “altao” desasticularam um laboratório e encontraram várias pedras de cocaína e maconha. Vale ressaltar o trabalho desempenhado pelo delegado de Cururupu Dr:Diego e do Juiz  Dr:Douglas Lima de Aguiar, ambos estão fazendo um excelente trabalho na cidade.

Prefeitura de Caxias emite nota para falar dos serviços de luz pública

A prefeitura de Caxias não está alheia às reivindicações no que se refere aos problemas de falta de energia em alguns pontos da cidade. Nessa época do ano, é normal haver casos pontuais de falta de energia em alguns locais da cidade bem como na zona rural de Caxias devido as chuvas. No caso especifico da praça Vespasiano Ramos (Praça da Igreja de São Benedito), no centro da cidade, houve interrupções momentâneas nos últimos dias, porém, rapidamente solucionada pela empresa prestadora de serviço para a prefeitura de Caxias Citelum. Segundo protocolo em anexo a esta nota, apenas uma reclamação foi feita na área no dia 24 de janeiro e, prontamente atendida pela empresa responsável. O gerente regional da empresa Citelum, Sr. Danilo Nunes, informou que existe indícios de ação de vândalos nessa área da praça Vespasiano Ramos, que possivelmente podem estar desarmando o quadro de alimentação da praça no intuito de deixar a área às escuras para praticar assaltos. A prefeitura juntamente com a Citelum, informa que está apurando e assim que confirmado, acionará os meios cabíveis para coibir tal prática e, que está ainda, buscando uma solução definitiva para sanar esse problema. O Gerente regional da Citelum, Danilo Nunes, informa também, que qualquer eventualidade com a rede elétrica, ou falta de energia na cidade ou zona rural, os usuários podem ligar para o número 0800-727-7173. A ligação é gratuita!

Dá para acreditar nisso? Petrobras anuncia revisão nos preços dos combustíveis

Postado por Caio Hostilio em 26/jan/2017 - Sem Comentários

De acordo com a política de preços anunciada pela Petrobras em outubro de 2016, o Grupo Executivo de Mercado e Preços (GEMP) decidiu reduzir o preço do diesel nas refinarias em 5,1%, em média, e da gasolina em 1,4%, em média. Os novos valores começam a ser aplicados a partir de 27/01/2017.

A decisão é explicada principalmente pelo efeito da valorização do real desde a última revisão de preços e por ajustes na competitividade da Petrobras no mercado interno e pela redução dos preços dos derivados nos mercados internacionais, especialmente do diesel, que registrou uma elevação de estoques em função de um inverno menos rigoroso que o inicialmente previsto no hemisfério norte.

A Petrobras reafirma sua política de revisão de preços pelos menos uma vez a cada 30 dias, o que lhe dá a flexibilidade necessária para lidar com variáveis com alta volatilidade. Os novos preços continuam com uma margem positiva em relação à paridade internacional, conforme princípio da política anunciada, e estão alinhados com os objetivos do plano de negócios 2017/2021.

Como a lei brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados, as revisões feitas pela Petrobras nas refinarias podem ou não se refletir no preço final ao consumidor. Isso dependerá de repasses feitos por outros integrantes da cadeia de combustíveis, especialmente distribuidoras e postos revendedores. Se o ajuste feito hoje for integralmente repassado e não houver alterações nas demais parcelas que compõem o preço ao consumidor final, o diesel pode cair 2,6% ou cerca de R$ 0,08 por litro, em média, e a gasolina, 0,4% ou R$ 0,02 por litro, em média.

 

A Subseção da OAB de Caxias solicita justificativas sobre o preço gás de cozinha praticado no município

Postado por Caio Hostilio em 26/jan/2017 - Sem Comentários

Esse blog já tratou do assunto através da matéria “Cadê o PROCON/MA, que não ver esse abuso? Em Caxias o botijão de gás custa R$ 75,00”, publicada no dia 17 de janeiro de 2017 e  da matéria “Após denúncia do blog, preço do gás de cozinha cai em Caxias”, publicada no dia 23 de janeiro de 2017. Agora, a Subseção da OAB de Caxias quer que o PROCON envie as justificativas das Empresas de Gás em Caxias, conforme abaixo:

COMUNICADO DA SUBSEÇÃO DA OAB DE CAXIAS SOBRE A REDUÇÃO DO PREÇO DO GÁS

Independente da redução do preço do gás de cozinha em Caxias, que não sabemos se vai ser duradouro ou se é só promocional, solicitamos do Presidente do PROCON/MA, Dr. Duarte Junior, que nos envie as justificativas das Empresas de Gás em Caxias em resposta à autuação das mesmas pelo Procon em Caxias, tendo em vista as reclamações dos cidadãos caxienses do exorbitante preço de R$ 70,00 cobrado, inferior aos preços das cidades vizinhas.

Assim que tivermos em mãos essas justificativas das Empresas de Gás em Caxias, nós da OAB Caxias vamos analisar e tomar as medidas cabíveis.

Desde já, agradecemos a iniciativa dos cidadãos caxienses em denunciar esse absurdo preço do gás, à Dra. Ireneide, Diretora de Fiscalização do Procon de Caxias, pela autuação das Empresas, e agradeço aos advogados Erinaldo e Tom, que juntos visitamos o Procon em Caxias, o que reforçou a luta pela redução do gás com a participação da OAB de Caxias. Mas a luta ainda não acabou.

Agostinho Ribeiro Neto – Presidente da Subseção da OAB de Caxias

Testemunha do caso dos PMs desaparecido em Buriticupu presta “esclarecimentos”

Postado por Caio Hostilio em 26/jan/2017 - Sem Comentários

O que se pode tirar de concreto do esclarecimento dessa testemunha? O certo é que ninguém sabe o que de fato ocorreu, visto que o sumiço dos dois policiais militares continua sem nenhum esclarecimento concreto… Enquanto isso, os familiares dos desaparecidos continuam sofrendo sem saber de notícias.

Escutem ao áudio.

Notícias

Postado por Caio Hostilio em 25/jan/2017 - 5 Comentários

O povo venceu!!! Moradores da Aurora conseguiram que a FUNAC saía do bairro em dezembro

Em audiência na Justiça, hoje (25), os moradores da Aurora enfim venceram e a unidade da FUNAC deixará o bairro em dezembro. O juiz Douglas Martins, da Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís, a audiência de conciliação entre o Governo Flávio Dino e a Associação de Moradores da Aurora, definiu que a unidade da FUNAC só ficará no bairro até o fim do ano, para alegria da comunidade. Foi conciliado, ainda, que o governo do Estado mantenha um posto da PM funcionando 24 horas e reformar de uma quadra poliesportiva, com implantação de academia. Aí estão os porquês das reivindicações valerem à pena.

Prefeitura de São José de Ribamar faz retirada de construções irregulares em áreas públicas

A Prefeitura de São José de Ribamar, por meio da Secretaria Municipal da Receita e Fiscalização Urbanística (SEMREC), deu início nesta quarta-feira (25), a ação de retirada de construções irregulares localizadas em áreas públicas do município. A operação foi conduzida pela Blitz Urbana que desde o início do mês de janeiro vem realizando a identificação e notificação das construções que apresentam irregularidades.De acordo com o Chefe do Departamento de Fiscalização Urbanística, Augusto Aranha, o intuito é o ordenamento dos espaços públicos que vinham sendo ocupados de maneira irregular, o que causava transtornos para os moradores do entorno.“É determinação do prefeito Luis Fernando que os espaços voltem a pertencer ao convívio e lazer das famílias. Todos os espaços ocupados de forma irregular continuarão sendo notificados e posteriormente retirados, a exemplos da operação que está em andamento”, detalhou Aranha informando ainda que a população pode denunciar espaços ocupados irregularmente. Construções Irregulares – A ação de retirada das construções irregulares teve início na Praça da UBS no bairro do Cohatrac V. No local funcionava um bar há mais de dez anos e de acordo com moradores da região o espaço além de irregular era utilizado por marginais para o tráfico de drogas, brigas além de prostituição. “Há tempos solicitávamos a retirada desse bar e nunca fomos atendidos. Ainda bem que agora a cidade passará a ter ordem”, disse o morador Ramon Sousa. Já a moradora Nívea Cardoso reclamou da falta de segurança causada por quem frequentava o espaço e do barulho gerado durante as festas que incomodava a todos”, desabafou. Além da área do Cohatrac V, a operação de retirada das construções irregulares também foi realizada na Avenida Califórnia, localizada no bairro Pindaí. No local foram derrubados 12 casebres edificados que obstruíam o acesso à via pública que inclusive havia requisição do Ministério Publico Estadual para retirada com prazo de 10 dias. A operação deverá também percorrer toda a orla marítima de São José de Ribamar. Bares e edificações irregulares que já foram notificados serão retirados.

Tema reúne prefeitos do Conguarás e discute ações no setor da saúde

O prefeito de Tuntum e presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão, Cleomar Tema, reuniu-se com gestores que integram o Consórcio da Região do Litoral Ocidental Maranhense (Conguarás) e o secretário estadual de Saúde, Carlos Lula. Na oportunidade, foi estabelecido um canal permanente de diálogo, através do qual, serão realizadas, a partir de agora, reuniões para tratar de assuntos de interesse dos municípios no setor da saúde, tais como convênios e funcionamento de unidades de atendimento, por exemplo. O primeiro encontro de trabalho acontecerá na próxima semana na sede da Secretaria de Estado da Saúde. Serão apresentadas ao secretário uma série de reivindicações dos dez municípios – Bequimão, Central do Maranhão, Mirinzal, Guimarães, Cedral, Porto Rico, Cururupu, Serrano do Maranhão, Bacuri e Apicum-açu – que compõem o Conguarás. Prefeito de Apicum-Açu e presidente do Consórcio, Cláudio Cunha avaliou o encontro como proveitoso. De acordo com ele, hoje a FAMEM e o Conguarás estão de mãos dadas, unidos e trabalhando em favor do desenvolvimento das cidades maranhenses.  Aproximar os municípios do governo do estado e buscar soluções para atender suas demandas foi um dos compromissos assumidos por Cleomar Tema, ainda durante sua pré-campanha à presidência da FAMEM, e que já está sendo concretizado. “Estamos trabalhando para unir os prefeitos e prefeitas de todas as regiões. Continuaremos assim, em ritmo acelerado, para fortalecermos novamente o municipalismo no Maranhão”, disse Cleomar Tema. Também participaram do encontro com Carlos Lula a prefeita Benedita Margarete Matos (Guimarães); o prefeito Adelbastos Rodrigues (São Francisco do Maranhão) que, por intermédio do presidente da Federação, também discutiu assuntos relacionados ao setor da saúde com o secretário; e o diretor-executivo da FAMEM, Gildásio Angelo da Silva.

Deputado Wellington solicita aumento do número de vagas para Educação Básica em São Luís

O professor e deputado estadual Wellington do Curso (PP) apresentou indicação na Assembleia Legislativa, na manhã desta quarta-feira (25), solicitando a ampliação do número de vagas para a Educação Básica em São Luís. A proposição será encaminhada ao Prefeito e ao Secretário Municipal de Educação. “Estamos apenas formalizando as reivindicações de vários pais e mães. Queremos apenas garantir que todas as nossas crianças tenham onde estudar.”, disse o professor Wellington.

Cadê o policiamento, Flávio Dino? Vídeo flagra motorista usando o espigão como pista de teste de velocidade!!!

Postado por Caio Hostilio em 25/jan/2017 - 5 Comentários

Absurdo total!!! A área foi construída para o lazer das ludovicenses e turista e não para teste de veículos em alta velocidade. Isso acontece porque o governo do Estado abandonou o logradouro e sequer mantém um policiamento na área, cuja necessidade é grande, visto que ali é freqüentado por turistas… Que identifiquem o condutor do veículo e o aplique às penalidades previstas.

Como formar bons policiais militares no Maranhão com essa denúncia abaixo?

Postado por Caio Hostilio em 25/jan/2017 - 52 Comentários

Seria providencial que outras medidas fossem tomadas e, assim, ver de fato uma formação qualificada de policiais militares, que realmente são que estão nas ruas lutando em dá segurança a coletividade:

Boa tarde meu amigo Caio,

Nos pólos alguns alunos receberam as bolsas e outros não. E ainda vão se formar no mês de março no começo do mês até dia 14 e o CFAP não vai dar fardamentos pros alunos.

Estão dizendo que se formaram de bicho forme, isto é o cumulo da falta de respeito com estes guerreiros;

Em Presidente Dutra, o coronel ta obrigando os alunos a compra a farda, eles mal têm como se sustentar, a família e alguns antigos que ajudam por isto o alunado já falaram que não vai compra nada e nos antigos estamos na luta com eles.

Mesmo que exista a hierarquia militar, praças e oficiais devemos ser mais unidos, irmãos de fardas, e espírito de corpo, que não é o que esta havendo com os alunos. Muita falta de respeito.

Por gentileza divulgue e ajude a nossa classe de trabalho.

Obrigado amigo. Aqui é um militar antigo que vos escreve no celular de meu sobrinho que é aluno.

 Boa tarde.

De 6 meses só receberam 4 meses, somente alguns alunos.  Equivalente a R$ 1.679,09.

Ajude os meninos divulgando entre outras coisas que eles sofrem. Que se eu for dizer vou passar o dia todo.

De antemão somente isto.

Obrigado Caio.

Em entrevista exclusiva ao blog, o prefeito de Caxias Fábio Gentil disse que querem inviabilizar sua gestão

Postado por Caio Hostilio em 25/jan/2017 - Sem Comentários

O atual prefeito de Caxias, Fábio Gentil, concedeu uma entrevista exclusiva ao blog Caio Hostilio, hoje (25), onde falou da situação financeira, dos problemas encontrados na saúde, na educação, na infreaestrutura, no sumiço de documentos e processos da prefeitura, além do desaparecimento de todos os equipamentos de informática. Gentil falou ainda das auditorias e da sua luta por recursos que foram diminuídos após sua posse e da forma espúria para inviabilizar sua gestão. Fábio Gentil concedeu essa entrevista na porta da SES, onde estava lutando para reaver os recursos cortados, que são de grande importância para viabilizar a volta do funcionamento da UPA e o Hospital Geral de Caxias.

Qual a situação da Prefeitura de Caxias junto a Secretária de Saúde do Estado?

Fábio Gentil: Primeiramente quero dizer que estive com dois secretários do governo do Estado e ambos me afirmaram que qualquer deliberação para o município de Caxias vai depender da determinação do deputado estadual e presidente da Assembléia Legislativa Humberto Coutinho. É impressionante que só agora o município se encontra inadimplente, pois até o dia 31 de dezembro de 2016, Caxias estava adimplente. O que chama a atenção é que a inadimplência de agora é decorrente de um convenio de 2009, ainda na gestão do então Humberto Coutinho. Estou aqui na SES para resgatar os valores diminuídos do repasse da saúde de Caxias, que perdeu R$ 2 milhões mensal, sendo R$ 1,3 milhões destinados para Maternidade Carmosina Coutinho e R$ 600 mil para o funcionamento da UPA, que tiveram todos os seus funcionários demitidos no dia 28 de dezembro de 2016.

E qual é a situação dessas duas unidades hospitalares atualmente?

Fábio Gentil: Vale ressaltar que a UPA tem como princípio a entrada do enfermo, que diminui os custos com a saúde pública. Essa unidade está precisando urgentemente de uma reforma, visto que ficou completamente deteriorada e sem seus equipamentos… Simplesmente sumiram. Por outro lado, o Hospital Geral, que deveria está atendendo a urgência e emergência, está sucateado e seus equipamentos também sumiram. A Maternidade Carmosina Coutinho perdeu sua referência, pois tem como obrigação atender todos os municípios da região, principalmente em partos complicados e de alto risco. Os recursos foram cortados. Volto a dizer que o hospital geral está destruído e que o Unicor foi inaugurado e nunca funcionou um dia sequer.  

Como está a situação financeira da Prefeitura de Caxias?

Fábio Gentil: Péssima!!! A ex-gestão deixou de pagar a conta de luz do município desde que perdeu o pleito em outubro de 2016 e a conta chega ao valor de R$ 1,8 milhão. A prefeitura está devendo R$ 3 milhões de empréstimos consignados, haja vista que o ex-gestor deixou de repassar os descontos em folha dos servidores referentes aos empréstimos consignados aos bancos credores. Deixou uma dívida de R$ 10 milhões com os fornecedores, isso em todas as áreas, além de ter emitido no dia 31 de dezembro de 2016 R$ 3 milhões em cheques.

Qual a situação física das escolas municipais?

Fábio Gentil: As escolas da sede estão num estado aceitável, mas as da Zona Rural estão todas num estado precário. Preciso reformá-las urgentemente.

Como foi encontrada a infraestrutura da cidade?

Fábio Gentil: Um caos!!! Encontrei a cidade tomada pelo lixo, sem o serviço de limpeza funcionando, cujo contrato eu tive que suspender, pois a COOPEMAR está sendo investigada pela Polícia Federal. As ruas estão esburacadas e sem saneamento.

O que sua gestão tem para se diferenciar da gestão anterior?

Fábio Gentil: A transparência, a vontade de recuperar os problemas deixados e valorização do funcionário público. Tivemos que demitir mais de 1.500 funcionários fantasmas.

Qual é a maior dificuldade que está ocorrendo?

Fábio Gentil: A documentação como um todo. Sumiram com todos os processos e todos os equipamentos de informática. 90% dos veículos estão parados por falta de manutenção. Todos os veículos da educação não estão funcionando, prejudicando, com isso, a visita as escolas. Na saúde, por exemplo, ambulâncias estão paradas, pois os motores podem fundir por falta de troca de óleo. Nunca trocaram.

Sua gestão vem buscando parceria com o governo federal?

Fábio Gentil: Sim. Estamos buscando totalmente essas parcerias com o governo federal, isso em todas as áreas. Também buscando apoio dos deputados federais e senadores, que vem dando uma sobrevida para minha gestão. Os deputados federais Luana Alves, Cleber Verde e André Fufuca já destinaram emendas para Caxias e o deputado estadual Sousa Neto também destinou emendas para o município.

A gestão Fábio Gentil está sofrendo alguma represália por ter vencido a eleição?

Fábio Gentil: Primeiramente quero dizer que honrei com o pagamento dos salários de todos os servidores públicos do município de Caxias no dia 20 de janeiro. Por outro lado, o município diante das dificuldades e corte dos recursos, principalmente os da saúde, estamos sem dinheiro para comprar medicamentos e efetuar outras ações governamentais. Meus opositores querem minha gestão inviável e eles estão fazendo de tudo para inviabilizá-la e, assim, querer mostrar aos caxienses que eles eram melhores. Mas venceremos todos os empecilhos que eles possam criar.

Sua gestão fez auditorias?

Fábio Gentil: Sim. Auditoria pela previdência e auditoria na previdência municipal, onde foi encontrado um rombo de R$ 50 milhões. Com certeza o enganado aí é o servidor público, que paga a sua previdência e não é recolhida.

Onde está erro para o bloqueio das contas da prefeitura de Bacabal?

Postado por Caio Hostilio em 25/jan/2017 - Sem Comentários

Esse puxa e estica já começou pela liberação da candidatura do ex-prefeito José Vieira Lins para concorrer pela Prefeitura de Bacabal. Caso ele de fato seja ficha suja, não poderia concorrer no pleito. Aí está o primeiro erro.

Após a eleição ficou a indecisão de quem assumiria a Prefeitura de Bacabal: José Vieira ou Roberto Costa. Não demorou em que o TSE desse o direito a José Vieira de assumir o cargo de Prefeito.

Aí veio a sessão da Câmara de Vereadores para dá posse ao prefeito José Vieira, dá posse aos vereadores e a votação para escolha da mesa diretora da casa.

A bagunça foi generalizada, pois o grupo liderado por José Vieira com apenas nove vereadores, sendo um suplente, deu posse ao prefeito e escolheu o seu presidente, enquanto que o grupo liderado pelo deputado Roberto Costa com oito vereadores também elegeram um presidente.

Diante da falta de quórum e da escolha da maioria nenhum dos dois vereadores que se propôs a toda essa bagunça preside a Câmara de Vereadores, haja vista que o voto do suplente não tem valor, pois o titular estava presente na casa e votou no candidato a presidente pelo grupo de Roberto Costa, logo uma votação com um número superior ao permitido.

Na verdade, o prefeito e sequer nenhum dos vereadores tomaram posse e as contas devem sim ficar bloqueadas até que todos tomem posse e façam a coisa pública correta.

Enquanto esse imbróglio político fica no puxa estica, o povo sofre com a falta das políticas publicas.

Busca no Blog