Arquivo de março de 2021

Prefeitura avança com obras de acessibilidade pelo Centro Histórico de São Luís

Postado por Caio Hostilio em 31/mar/2021 - Sem Comentários

A Prefeitura de São Luís segue avançando com as adequações estruturais necessárias para reurbanizar e tornar mais acessível o Centro Histórico da capital. Por meio da Secretaria Municipal de Inovação, Sustentabilidade e Projeto Especiais (Semispe) e da Fundação Municipal do Patrimônio Histórico (Fumph), está sendo executada a recuperação de vias e calçadas consideradas essenciais para o acesso da população e turistas aos principais pontos do conjunto tombado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Ainda na primeira fase do Programa de Revitalização do Centro Histórico de São Luís, em pouco mais de um mês do início das atividades, os operários estão trabalhando no limite do estacionamento da Praia Grande e, também, na Travessa Boa Ventura, de onde foi retirada a camada de asfalto existente, que será substituída por paralelepípedo. Além disso, no local também será realizado o alargamento das calçadas e o consequente estreitamento da rua.

O trabalho também acontece nas ruas da Estrela e Portugal e Ladeira do Comércio, localizada atrás do Centro de Criatividade Odylo Costa, filho, onde está sendo feita a troca do piso da calçada que, para a segurança completa do pedestre, vai se somar às passagens elevadas, que estão sendo construídas em todos os pontos, dentro do trecho viário.

Todo o trabalho está sendo feito de forma a melhorar a acessibilidade e mobilidade do Centro Histórico. “As obras de melhoria em acessibilidade no Centro Histórico de São Luís têm como objetivo garantir a todos o direito de se locomover com autonomia. Ao mesmo tempo em que estamos focados em entregar soluções e serviços que melhorem a acessibilidade e a mobilidade, também estamos atentos à preservação do patrimônio histórico. Nosso compromisso é entregar uma cidade melhor para a população, conforme determinação do prefeito Eduardo Braide”, destacou a titular da Semispe, Verônica P. Pires.

De acordo com Tatyana Medeiros, coordenadora geral do Programa de Revitalização do Centro Histórico de São Luís, “a obra permitirá que a área seja frequentada por todos, independente das suas limitações, refletindo um processo de inclusão social, fomento do turismo e das relações sociais. As ações fazem parte do Programa de Revitalização do Centro Histórico de São Luís, financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID)”.

Acessibilidade

A obra que está sendo executada por meio da Semispe e Fumph no Centro Histórico de São Luís visa levar a acessibilidade universal à região de tombamento patrimonial histórico da área de tombamento federal e considerada patrimônio cultural da humanidade pela Unesco e limite de atuação do Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no Governo Federal.

O projeto contempla a implantação de rotas acessíveis com a construção de rampas, travessias elevadas de pedestres, reparos e alargamento de passeios, implantação de mobiliário urbano (bancos, lixeiras, bicicletários), reformas de banheiros para torná-los acessíveis, sinalização vertical e horizontal e paisagismo.

Programa

O Programa de Revitalização do Centro Histórico de São Luís visa a requalificação de espaços públicos que integram a parte histórica da cidade. As ações, que compreendem reformas e trabalho socioambiental nessas áreas, contribuem para o desenvolvimento sustentável do local por meio de atividades estratégicas que ativam os processos de revitalização urbana, cultural, socioeconômica e de habitação.

Restaurante Popular de Caxias vai se chamar ‘Deputado Zé Gentil’, segundo Decreto do Governo do Estado assinado por Flávio Dino à pedido de Fábio Gentil

Postado por Caio Hostilio em 31/mar/2021 - Sem Comentários

Por Pantheon 

O pedido foi feito pelo prefeito de Caxias (MA), Fábio Gentil, durante a assinatura dos convênios junto ao Governo do Estado, na manhã dessa segunda-feira (29). Após destacar que o Restaurante Popular foi um pleito do ex-deputado, Zé Gentil, o prefeito de Caxias, Fábio Gentil, também pediu que o Restaurante fosse eternizado com o nome do saudoso ‘Zé das Mães’, José Gentil Rosa, ‘Zé Gentil’.

“Como foi um objetivo do deputado Zé Gentil, já que o município adquiriu e comprou um prédio para que pudesse ser instalado em parceria com o Governo do Estado, porque nós entendemos que o Brasil só pode crescer dessa forma, quando existe uma parceria do ente municipalista e e o governo do estado. Seria de grande alegria nossa colocar o nome do deputado Zé Gentil”, pediu na ocasião, Fábio Gentil, prefeito de Caxias (MA)

O pedido foi atendido. Por meio de Decreto, o Governo do Maranhão, por meio do Governador Flávio Dino, ratificou a solicitação do gestor caxiense. O decreto traz a seguinte leitura: “O Restaurante Popular a cidade de Caxias passa a denominar-se ‘Restaurante Popular – Deputado Zé Gentil”.

Continue lendo aqui

Agora, querem pintar de esquerdopatas!!! Internet relembra que a Globo apoiou 1964 e o Regime Militar

Postado por Caio Hostilio em 31/mar/2021 - Sem Comentários

Bom, a Rede Globo nem sempre foi um antro de esquerdismo. Ela nasceu em 1925 pelas mãos do renomado jornalista Irineu Marinho, que morreu no mesmo ano, ficando a cargo de seu filho, Roberto, tocar o recém criado jornal ”O Globo”.

Nos anos 1930, o jornal adotava uma linha anticomunista, e em 1944 e 1950 Roberto Marinho apoiou o candidato a presidente do partido conservador UDN. Em 1955, Marinho recebeu a concessão pública para um canal de TV, inaugurando a TV Globo.

Em 1961, insatisfeito com o governo populista e cada vez mais socialista do presidente João Goulart, Roberto Marinho passou a fazer oposição a ”Jango”, como o presidente era conhecido. E então veio o golpe militar de 1964. Leia esse trecho de uma matéria do ”O Globo”:

“O povo está cansado das mentiras e das promessas de reformas demagógicas. Reformas sim, nós a faremos, a começar pela reforma da nossa atitude. De hoje em diante os comunistas e seus aliados encontrarão o povo de pé. […] Com Deus, pela Liberdade, marcharemos para a Salvação da Pátria!”

E foi durante o regime militar que as Organizações Globo cresceram absurdamente. Em 1984, Roberto Marinho publicou um editoral intitulado ”Julgamento da Revolução”, reafirmando o apoio ao golpe de 64:
”Participamos da Revolução de 1964, identificados com os anseios nacionais de preservação das lnstituições democráticas, ameaçadas pela radicalização ideológica, greves, desordem social e corrupção generalizada.”

Roberto Marinho morreu em 2003. Desde então, as Organizações Globo caminharam solidamente rumo ao esquerdismo. E embora Willian Bonner tenha lido um editoral da Globo em 2013, dizendo que o apoio ao Regime Militar ”foi um erro”, nós duvidamos muito que Roberto Marinho concordaria, se vivo estivesse.

Pergunta aos governadores!!! Lira questiona discrepância em distribuição e aplicação de vacinas

Postado por Caio Hostilio em 31/mar/2021 - Sem Comentários

“Por que o Brasil distribuiu 34 milhões de doses de vacinas e nós só temos 18 milhões de doses aplicados?”, perguntou o presidente da Câmara… Por que não fez essa pergunta diretamente aos governadores? Eles têm por obrigação justificar essa patacoada aos brasileiros e não aos politiqueiros de plantão!!! 

Coletiva sobre a reunião do comitê de combate à Covid. Arthur Lira, Rodrigo Pacheco e Queiroga

Esse comitê criado não pode está conivente com politicalhas praticadas nos Estados, seja por não abrirem leitos de UTI, que passaram a ser corredores da morte, uma vez que 90% dos entubados morrem, por não dizer o que estão fazendo com os bilhões recebidos e agora os porquês de retardo em vacinar a população…

COM ISSO, QUEM SÃO OS GENOCIDAS DE PLANTÃO???

Othelino reforça importância do Estado Democrático de Direito ao lembrar Golpe de 64

Postado por Caio Hostilio em 31/mar/2021 - 1 Comentário

Em vídeo publicado nas suas redes sociais, o presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), lembrou a passagem dos 57 anos do Golpe Militar de 1964, neste 31 de março. O chefe do Legislativo destacou que esta é uma data que não deve ser celebrada, mas precisa ficar registrada na história para que nunca mais se repita.

Othelino disse que o golpe militar de 1964 foi um triste período da história do Brasil, que se estendeu por 21 anos, em que as pessoas perderam a liberdade de expressão, a possibilidade de escolher os seus governantes e o país viveu um lamentável regime de exceção.

“Com o acirramento do regime militar e dos atos institucionais que foram se sucedendo, pessoas foram mortas, outras exiladas e famílias foram dilaceradas. Nós perdemos o nosso direito de ir e vir e de pensar diferente”, lembrou o parlamentar.

Othelino pontuou ainda que, infelizmente, algumas pessoas que ocupam posições de destaque na nação insistem em fazer insinuações a regimes de exceção e, por isso, é preciso que todos estejam mobilizados para a defesa da democracia.

“É necessário que todos estejamos mobilizados, independente de sermos de esquerda, centro ou direita, pois o que se está discutindo é a democracia, a preservação do Estado Democrático de Direito, que é um valor que todos os brasileiros e brasileiras de bem devem tratar como algo que não pode ser questionado. Vamos continuar juntos, lutando pela democracia, pelas liberdades e todos com uma única frase: Ditadura nunca mais!”, finalizou Othelino Neto.

Assistam ao vídeo!!! Erlânio Xavier faz apelo para que os maranhenses cumpram as medidas se segurança..

Postado por Caio Hostilio em 31/mar/2021 - Sem Comentários

Diante do agravamento da pandemia e o risco de colapso do sistema de saúde, o presidente Erlanio Xavier faz um apelo aos maranhenses para que cumpram as medidas de segurança e não façam viagens durante o feriado. O presidente também pede o empenho dos colegas prefeitos e prefeitas para que mantenham medidas de distanciamento social para conter o avanço da Covid-19 e continuem a vacinação também durante o feriado. Contamos com o apoio da população para proteger vidas.
#Famem #Maranhão #Coronavírus #Covid19

Edivaldo Holanda Junior: NOTA DE PESAR – Batista Matos

Postado por Caio Hostilio em 31/mar/2021 - Sem Comentários

Manifesto o mais profundo pesar e tristeza pela partida do querido amigo, irmão em Cristo, Batista Matos, vereador de São Luís.

Jornalista com atuação em diversos veículos de imprensa da capital, Batista integrou a minha equipe como Secretário de Comunicação. A política era uma de suas paixões e Deus permitiu, nas últimas eleições, a realização do seu sonho de ser eleito vereador.

São Luís perde um jovem e dedicado político, que tinha em seu coração o desejo de ajudar as pessoas.

Me solidarizo com sua esposa, Liana; seus amados filhos, Samuel e Daniel; sua mãe; demais parentes e amigos. Que Deus conforte o coração de todos e que dê forças para superar essa grande perda.

Edivaldo Holanda Junior

Assembleia Legislativa: Nota de Pesar – Batista Matos

Postado por Caio Hostilio em 31/mar/2021 - Sem Comentários

A Assembleia Legislativa do Maranhão lamenta profundamente o falecimento do radialista, jornalista e vereador de São Luís, João Batista Matos, aos 46 anos, na manhã desta quarta-feira (31).

Como profissional  da Comunicação, ele trabalhou nas redações dos jornais O Estado do Maranhão, O Imparcial e rádios Mirante e FM Esperança. Exerceu ainda cargos públicos, como o de secretário municipal de Comunicação da Prefeitura de São Luís.

Na Câmara de Vereadores, Batista Matos estava em seu primeiro mandato,
conquistado, nas últimas  eleições, com muita luta e determinação.

Consternados com a imensa perda de uma liderança muito querida, prestamos nossa solidariedade e condolências aos familiares, em especial, à esposa Liana Ramalho e aos dois filhos, Samuel e Daniel, assim como aos amigos.

Othelino Neto 
Presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão

Edwin Jinkings
Diretor de Comunicação

Enquanto os politiqueiros e a mídia viciada estrebucham, Mercado ignora demissão de comandantes das Forças Armadas; Bolsa sobe e dólar cai

Postado por Caio Hostilio em 31/mar/2021 - Sem Comentários

A saída dos comandantes das três Forças Armadas nesta terça-feira (30), foi 0 ignorada pelo mercado financeiro. Na sessão de hoje, indicadores financeiros mostraram uma redução de risco no Brasil. O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou em alta de 1,24%, a 116.849,67 pontos. O dólar teve queda de 0,15%, a R$ 5,7580. O real foi a moeda emergente que mais se valorizou no pregão.

O Ministério da Defesa anunciou a saída dos comandantes das três Forças Armadas: Edson Pujol (Exército), Ilques Barbosa (Marinha) e Antônio Carlos Moretti Bermudez (Aeronáutica).

Na nota, o ministério não informou o motivo da saída dos três nem anunciou os substitutos.

Em um sinal de menor aversão a risco, os juros futuros cederam. Juros futuros são taxas de juros esperadas pelo mercado nos próximos meses e anos. São a principal referência para o custo de empréstimos que são liberados atualmente, mas cuja quitação ocorrerá no futuro. O juro para julho 2026 foi de 8,718% na véspera para 8,53% nesta terça. A taxa para janeiro de 2033 foi de 9,44% para 9,34%.

O risco-país medido pelo CDS de cinco anos sobe 1,9%, próximo ao fechamento do mercado, indo a 231,6 pontos, maior nível desde outubro de 2020.

Segundo André Perfeito, economista-chefe da Necton, à Folha de S. Paulo, a mudança nas Forças Armadas não implica grandes alterações de curto prazo, por isso o mercado não reage à notícia. “Não dá para dizer que Bolsonaro perdeu sua influência sobre as Forças Armadas, e mesmo que tenha perdido, militar não tem voto no Congresso. O mercado está mais interessado em saber se vão ser aprovadas as reformas ou não, e aparentemente Bolsonaro se aproximou do centrão”, disse.

Busca no Blog

Arquivos