Afinal, por que os politiqueiros fecham os olhos para o crescimento do Maranhão?

Publicado em   11/fev/2013
por  Caio Hostilio

dedadaNa semana passada, chamei a atenção aqui do agronegócio de soja na região de Santa Quitéria, além do Maranhão continuar sendo o 3º maior produtor de arroz do país, coisa que os politiqueiros sequer se atreveram a debater na Assembléia na Legislativa, apenas se viu os sanguessugas dos contribuintes ficarem calados, tanto os opositores “babaquaras” quanto os da situação “bundão”, debatendo quem foi o rato que roeu o terno do professor de deus!!!

Debater sobre os recursos do SUS pelos gestores, os camaradas fogem do assunto como o diabo foge da cruz, principalmente quando postado aqui que São Luís já recebeu até agora R$ 70 milhões e deixa morrer uma senhora de Zé Doca por omissão de socorro. Quando se sabe que Caxias já recebeu mais R$ 7 milhões e a deputado Cleide Coutinho precisa explicar o que seu sobrinho fez com esse dinheiro, além dos demais gestores municipais.

Postei aqui quanto que cada gestor recebeu de complementação do Fundef, recurso esse que tem como finalidade pagar o corpo docente. Antes somente Luis Fernando pagava o 14º e 15º salários. Cadê o debate?

Mas vamos mostrar o quanto esses politiqueiros são canalhas e que não estão porra nenhuma preocupados com Maranhão.

Algum desses politiqueiros safados sabe dizer quantos postos de combustível, restaurantes, churrascarias, empreendimentos, hotéis e quantos empregos foram gerados, somente na estrada que liga Alto Alegre do Maranhão a São Mateus e de Alto Alegre do Maranhão a Peritoró? Será que esses politiqueiros saberiam dizer o motivo desses investimentos? Saberia porra nenhuma!!! Primeiro porque não estão preocupados coisa nenhuma com os maranhenses e em segundo lugar por não ter conhecimento algum em gestão pública.

Mas vamos ao fato. Tudo se deu pela excelente de gestão do ex-prefeito de Alto Alegre, Dr. Leorne, enquanto que as ex-gestões de São Mateus e Peritoró foram péssimas.

De 2004 para cá, Alto Alegre deu um salto em desenvolvimento muito grande, principalmente em infraestrutura, coisa que facilitou a atração de investimentos tanto de um lado quanto o outro da estrada, onde só víamos povoados pobres e esquecidos pelo tempo. Só espero que o atual prefeito dê continuidade a esse trabalho. Ah!!! Foi onde vi um dos menores preços do combustível (gasolina) praticado, haja vista que a região de Bacabeira e Santa dão um show.

Outro fator quem vem fazendo crescer o desenvolvimento entre Peritoró e Alto Alegre do Maranhão é o Hospital do Estado que fica logo após o posto da Polícia Rodoviária. O fluxo de ambulância é muito grande, coisa que vem crescendo o número de pequenas e médias empresas no seguimento de alimento.   

Esse é o Maranhão que os politiqueiros não vêem e não querem debater!!! Por que será? Será por quê?

  Publicado em: Governo

17 Responses to Afinal, por que os politiqueiros fecham os olhos para o crescimento do Maranhão?

  1. Antonio Lima disse:

    Professor, eu concordo plenamente com o Senhor quando diz que a nossa classe política não tem visão e nem tão pouco compromissos com os interesses da população. É triste, é lamentável mas é a mais pura verdade.
    Por falar em projetos que viabilizariam o crescimento e o desenvolvimento, que se bem executado mudaria a triste e dura ralidade de miséria e pobreza em que vivem a população dos municípios de São Mateus e …, por ali existir um dos maiores projetos de produção irrigada do nordeste, que é o Projeto SALANGÔ, onede nem quiabo e maxixe se produz para atender à demanda dos moradores do local. Projeto aquele que consumiu centenas de milhões e o único resultado prático visível produzido para aquela Micro Região e para o Estado foi a agressão e a destruição do meio ambiente, pois produção nenhuma ali existe. Ah! e como é praxe em tudo que os governos fazem por essas bandas, o desvio de recursos é outra triste realidade, conforme (http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u24504.shtml).
    Devo dizer que é preocupante saber que o crescimento daquela Micro Região tem se dado em decorrência da instalação de um hospital.
    O nosso Estado tem todas as condições para crescer e se desenvolver, no entanto a nossa classe política precisa mudar a visão míope e priorizar os projetos que aproveite melhor os nossos recursos naturais e valorize o nosso potencial de produzir alimentos aproveitando racionalmente os recursos natural existentes no Estado, que ora estão sendo dizimados para dar lugar à culturas que sabidamente são prejudiciais ao meio e pouco ou quase nada contribui com as melhorias nas condições de vida da população como um todo.
    Muito me incomoda passar naquela localidade, Rancho Papouco, que fica entre Santa Rita e Bacabeiras, onde os moradores vivem da venda de farinha e frutas de época sem que o Estado tenha feito um projeto sequer para dinamizar o aproveitamento do recursos e melhorar a renda e as condições de vida daquela Comunidade.
    O que acontece naquela Comunidade é um exemplo vivo do descaso e da falta de visão e de compromissos dos nossos gestores.

    • Caio Hostilio disse:

      não disse que foi pela instalação do hospital, mas sim pela infraestrutura oferecida pela prefeitura de Alto Alegre do Maranhão, que soube atrair investimentos, coisa que os gestores desses localidades citadas por você deveria fazer o mesmo e não só esperar pelo governo do Estado. Aqui não exite um só gestor, mas sim 218 gestores públicos que deveriam lugar pelas políticas públicas e pela atração de investimentos. Sobre o Salangô, concordo, mas quais seriam os porquês dos “opositores”, que passaram no governo 5 anos não ter colocado aquele projeto em prática? Fizeram tanta discurso idiota antes, falaram tanta merda e quando pegaram o governo esqueçeram o projeto. Por que será? Será por quê? Você sabe a resposta?

      • Antonio Lima disse:

        Francamente Professor, endereçou a pergunta à pessoa errada, essa pergunta deve ser feita a quem aprovou e executou aquele malfadado Projeto, que sabidamente serviu apenas para enriquecer ainda mais os poderosos, que há décadas mandam neste Estado e não estão nem um pouco preocupados com a situação de miséria em que vive grande parcela da nossa População.
        Por falar em Salangô, sabes quanto custa um quilo de maxixe, de quiabo, um maço de vinagreira, de cheiro verde, de farinha nas feiras e supermercados da Capital?
        O Maranhão da soja, da alumina, de porta de saída para o ferro de Carajás, do desmatamento para gerar carvão par a produção de gusa, das usinas de geração de energia a carvão não é o Maranhão que queremos, pois não serve aos maranhenses.

        • Caio Hostilio disse:

          Mas os caras ficaram cinco anos e por que não deram o rumo certo? O que houve? E quais são esses rumos certos? Cadê esses rumos? Cadê esses projetos? estou aqui há 16 anos e já escutei muita história da carochinha sem nenhum rumo ou quiçá uma idéia. Você as têm? Cadê os caras para mostrá-las? Criticar é fácil, eu quero é a solução!!! Até hoje não mostraram essa solução sequer nesses cinco anos, apenas a LEI DO CÂO, e nem tampouco nas gestões dos municipios que governam, pois os camaradas governam os maiores municipios desses estado desde que eu cheguei aqui e nunca fizeram porra nenhuma. Onde estão esses rumos?

  2. Movimenentos Sociais disse:

    é nobre sim a luta do amigo em mostrar um Maranhão que tenta ressurgir do caos. no caso da educação publica de qualidade ainda falta muito e de fato nada tem servido de exemplo pelo muito a ser feito. desenvolvimento sem sustentabilidade não merece ser festejado porque predominao o capitalismo brutal e selvagem, no caso do agronegocio resultando na falta de fiscalização favorecendo lucratividade enquanto rios e residentes são contaminado; chaminés contaminando com fumaça da queima de carvão mineral; residuos toxicos e altamente toxicos da bauxita contaminando o solo; o xarope das fabricas de bebidas contaminando o solo e rios; agua de lastro 4contaminando 640 km de litoral; e um bando de safados insensiveis a tudo isso. se não vale discutir o Socioambientalismo, promover por promover a politicagem nem pensar…

    • Caio Hostilio disse:

      Não!!! Esse teu papo não tem nada a ver com desenvolvimento economico, mas sim com questões sindicais, coisas que merece outro tipo de debate, mas não nesse contexto e debate.

  3. Movimentos Sociais disse:

    ???????????????????

    • Caio Hostilio disse:

      Você parece não ter resposta? Amigo, não confunda alhos com bugalhos. Desenvolvimento economico são parâmetros com diversos seguimentos. Só para te deixar mais confuso ainda. Você saberia responder o porquê do Brasil ser a 6ª, mesmo tendo os piores índeces em educação, degração ambiental, de miséria, moradia?

      • Movimentos Sociais disse:

        claro, professor. é justamente pelo tipo de politicos que acreditavamos não serem capazes de se dobrar amilhadamente aos interesses de elites, de grupos politicos e de velhas oligarquias. Ademais vc procura por que não discutem o maranhão, e a resposta vc mesmo a tem e demonstra ter. um abraço.

        • Caio Hostilio disse:

          O problema é que os politiqueiros querem o poder para apaniguar seus miquinhos e outros apaniguados e o povo que se foda. Não foi assim no governo de Zé Reinaldo e Jackson Lago? Ou foi diferente? O politiqueiro mais canalha, que se julga o salvador da patria foi o pior deles, pois o seu partidinho foi o que deu maior apoio a LEI DO CÂO, pois era e é o dono do sindicato dos professores… Isso é que é pouca vergonha e muita falta de caráter!!!

  4. Movimentos Sociais disse:

    POR QUE AINDA EM 2013 NÃO ACONTECE UM SEMINARIO, TERMINANTEMENTE SUPRAPARTIDARIO TRATANDO DO CRESCIMENTO ESTRATEGICO ECONOMICO DO MARANHÃO, BASEADO NA SUSTENTABILIDADE ? de certo, interesses politiqueiros e capitalistas co-responsaveis pela preocupante realidade socioambiental até o presente momento observada nos Distritos Industriais e nos 217 municipios deste estado, tentarão inviabilizar o sucesso das discussões, para não desnudar procedimentos da SEMA e SEDINC, socioeconomicamente danosos, e mesmo assim em andamento e sem questionamento por quem de direito.

    • Caio Hostilio disse:

      Apenas um adendo: O economia mais forte do mundo USA é contra todo tipo de encontro que fale sobre acordos que matenha o meio ambiente, você sabe por quê?

  5. Movimentos Sociais disse:

    sabemos sim senhor. sabemos também que a manutenção da hipocrisia neste estado por parte do governo e parlamento, que não mais podendo continuar maquiando a consequencia dessa politica dos norte americanos em favor de sua propria economia, estão preocupados com os alertas de Movimentos Sociais e Sociedade Civil a respeito. e vamos ver se nos 3 poderes publicos deste estado, vai perdurar a prioridade apenas pelo interesse capitalista, e não pelo desenvolvimento sustentavel, já que estamos num ano pre-eleitoral e precisamos votar em quem de fato, em não é e não tem sido MAQUIADORES POLITICOS ………………………………

  6. Pingback: Vejam como os politiqueiros sempre debateram o IDHM do Maranhão de forma canalha… | Caio Hostilio

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog