Tentar criar um mito é falsear as verdades!!!

Publicado em   03/abr/2013
por  Caio Hostilio

dinomarcioUm mito não pode ser criado, pois isso é um modo de falsear as verdades. O mito, para os gregos, era considerado uma história falseada.

Como isso, podemos dizer que a função de correspondência e semelhança não condiz com o âmbito lógico, passando a ser algo excludente, que não tem capacidade de abranger uma dinâmica e, principalmente, passa a ocultar e esquecer seus constitutivos de manifestação. Deixando a concepção original do real, ou seja, vêm à tona os modos de como falsearam um mito.

Assim que impuseram o ex-juiz Flávio Dino como o novo mito da política maranhense, os dois grupos antagônicos do Maranhão passaram a vê-lo dessa forma.

Por muitas vezes debati esse assunto com jornalistas e parlamentares, cujo pensamento deles não coadunava com o meu, pois olhava Flávio Dino simplesmente como um mito fabricado, que era oco, cujos objetivos não tinham consistência para o bem comum, mas sim a gana de alcançar o poder.

Um mito não se inventa ou cria. Ele nasce de sua própria historicidade dentro daquilo que escolheu para seguir. Flávio Dino não tem historicidade alguma na área política. Obteve um mandato de deputado federal com ajuda, muita ajuda, do Palácio dos Leões.

Desse modo, ainda que se argumente sobre experimentos, isso não passa de um pluralismo de idéias e uma abertura de possibilidades no sentido de superar o verdadeiro rigor do formalismo.

Não se pode esquecer que a questão originária do pensamento é conduzida à plenitude do real.

Fico com o pensamento dos gregos!!!

  Publicado em: Governo

4 Responses to Tentar criar um mito é falsear as verdades!!!

  1. joaozinho disse:

    Flávio Dino:
    a) Na metade do 3º médio, em julho/85, fez vestibular na UFMA como treneiro e aprovado em Direito, foi o 1º lugar geral.
    b) Em janeiro/86, ao término do Ensino Médio, agora como candidato pra valer, foi novamente o 1º lugar geral da UFMA.
    c) Ao entrar na UFMA, logo se destacou e disputou a direção do DCE, sendo eleito secretário geral.
    d) Ano seguinte, instituída a presidência coordenada, eleito coordenador do DCE.
    e) Passou em concurso público, funcionário do TRT, antes de formar-se em Direito.
    f) Formado, destacou-se como advogado tarbalhista e de diversos sindicatos; tornou-se membro da Comissão de Direitos Humanos da OAB.
    g) Aos 25 anos, APROVADO EM PRIMEIRO LUGAR NACIONAL NO CONCURSO PARA JUIZ FEDERAL, na 3ª e última etapa, oral, realizada no auditório do Supremo, foi aplaudido de pé por alguns ministros presentes, tal o brilhantismo da sua explanação diante de perguntas da douta banca.
    h) Em poucos anos destacou-se entre seus pares e foi eleito Presidente da Associação Nacional dos Juízes Federais (AJUFE), até hoje, o mais jovem eleito para o cargo.
    i) Primeiro juiz federal a fundamentar uma sentença de recon hecimento dos direitos de uma comunidade tradicional, os quilombolas do Frechal.
    j) Fez parte da Comissão que aperfeiçoou a legislação de combate ao trabalho escravo.
    l) Coordenou a Comissão especial Mista cujo trabalho resultou na emenda da Reforma do Judiciário que criou o Conselho Nacional de Justiça( CNJ).
    m) Foi o primeiro secretário geral do CNJ.
    n) Fundamentou a Resolução do CNJ de combate ao nepotismo ( No julgamento da Adin sobre essa matéria, o procurador recorreu pelo menos 10 vezes a argumentos existentes em um dos diversos livros do Flávio Dino) PS. Eu tinha vontade de ler algum livro dos advesários dele na eleição de 2014.
    o) Em 2006, foi eleito Dep Federal, o 3º mais votado em São Luís com mais de 25.500 votos, ficando atrá apenas de Itamaraty e Kléber que já estavam bem mais tempo que ele no cenário eleitoral. Foi disparado o mais votado na 76ª zona, a mais escolarizada da cidade.
    p) Nos 04 anos como Deputado Federal foi dos mais destacados entre os 513 do país ! Eu desafio que econtrem um único deputado maranhense que em 02 mandatos tenha aprovado mais emendas e relatorias que ele aprovou em um único mandato.
    q) À frente da Embratur, a partir de julho de 2011, embora afastado entre fev e Abr/ 2012, chegou ao fim do anos uma das 10 personalidades que mais contribuiu com o turismo nacional, precisamente o 3º mais, em lista que não incluiu o Excelentíssimo Ministro, ou seja, quem é bom, é bom mesmo, em tudo o que faz epor isso causa muita inveja.

    • Caio Hostilio disse:

      Você acha isso escrito o leva a ser um mito? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK… Flávio Dino não tem história política alguma, pois até o mandato que lhe deram, houve coisas esquisitas, como os votos de Tuntum, município que ele nunca tinha pisado os pés, isso em plena campanha!!! Todas as outras eleições ele perdeu e chorou muito!!!! Ele é fraco em gestão pública, no trato com as pessoas, pois se acha ainda um “deus”… Está longe de ser político, imagina virar um mito!!!!rsrsrsrsrsrsrsrsrs

  2. joaozinho disse:

    Fraco em gestão é quem governa um estado que não tem seca e tá levando de goleada do Piauí onde tem seca da braba. É quem inaugura um hospital em Lago dos Rodrigues, que passa a semana toda sem médico, obrigando seu povo abuscar tratamento em Teresina.

    • Caio Hostilio disse:

      KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK. Manda para Socorrão I!!!! Ah!!! peça para o teu ídolo tentar fazer ao menos um fluxograma!!!! rsrsrsrsrsrsrsrs

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog