Independe de ideologia e lado político, quem realmente aprendeu a fazer política com José Sarney?

Publicado em   30/nov/2020
por  Caio Hostilio

Só para iniciar, José Sarney se manteve no topo da política maranhense e nacional por mais de 60 anos… Sua personalidade o fez escutar mais que falar, além de ser diplomático ao extremo. Tanto que até hoje é escutado por diversos lideres de âmbito nacionais.

José Sarney nunca foi de impor, mas sim de convencer com dialogo… Mas quem aprendeu de fato a fazer política com ele, que saiu de Pinheiro, foi deputado federal e líder de governo bem jovem, foi governador, senador, presidente da republica, senador, presidente do Senado por quatro vezes e ainda é o decano da Academia Brasileira de Letras?

Por isso é importante sempre frisar:  O verdadeiro líder não impõe, mas desperta nos outros a vontade de segui-lo. Um líder não manda, sua sabedoria conquista o desejo de seus liderados acompanha-lo.

Tentam impor a José Sarney uma oligarquia, que já disse aqui não existir oligarquias estanques, pois diversos romperam com ele e mantiveram um governo com a oposição… Isso só vem mostrar que todos os políticos passaram pelo grupo Sarney, porém não aprenderam fazer política com diplomacia.

O certo é Flávio Dino sempre nutriu um admiração por José Sarney e até quis seguir seus passos na política, porém suas práticas são antagônicas as de José Sarney, que nunca quis ser maior que “Deus” ou quiçá professor de “Deus”…

Esse blog sempre chamou a atenção para criação de falso mito: “Tentar criar um mito é falsear as verdades!!!“, no dia 03 de abril de 2013, escrevi esse texto, onde disse: “Um mito não pode ser criado, pois isso é um modo de falsear as verdades. O mito, para os gregos, era considerado uma história falseada. Como isso, podemos dizer que a função de correspondência e semelhança não condiz com o âmbito lógico, passando a ser algo excludente, que não tem capacidade de abranger uma dinâmica e, principalmente, passa a ocultar e esquecer seus constitutivos de manifestação. Deixando a concepção original do real, ou seja, vêm à tona os modos de como falsearam um mito. Assim que impuseram o ex-juiz Flávio Dino como o novo mito da política maranhense, os dois grupos antagônicos do Maranhão passaram a vê-lo dessa forma.”

José Reinaldo tentou criar um mito: Flávio Dino!!! O balão furou…“, publicado no dia 31 de agosto de 2013, onde disse: “Lembro-me bem que após as 2006 esse assunto de que Flávio Dino se transformara num mito, isso sem nenhuma historicidade que o fizesse levar a algo extraordinário na vida política, social e econômica. Na Assembléia Legislativa, por exemplo, os deputados, tanto os de posição quanto os de oposição, simplesmente embarcaram nessa nau criada por José Reinaldo, coisa que sempre questionei e critiquei. “Mito em quê… O que ele fez para se transformar num mito?”, sempre eu questionava, além de fazer questão de se lembrar das façanhas que foram utilizadas para que ele se transformasse num deputado federal, principalmente com os votos pra lá de esquisito em Tuntum.O certo é que a cria e a criatura transformaram a oposição maranhense numa verdadeira balburdia, principalmente em 2010 quando foram os principais opositores do Dr. Jackson Lago.”

Flávio Dino: uma mentira criada…“, publicado no dia 30 de novembro de 2017, onde disse: “Flávio Dino foi criado num laboratório para se transformar na salvação da oposição, porém foi quem mais castigou o verdadeiro mito oposicionista no Maranhão: Jackson Lago, que foi duramente e covardemente, na eleição de 2010, atacado pela então criação. Passaram para opinião pública que Flávio Dino, um ex-juiz, seria o baluarte para gerir o Maranhão e, assim, trazer a mudança que todos aguardavam ansiosos… Uma mentira contumaz!!!”

Portanto, fica evidente que o governador Flávio Dino, diante dessa sua postagem, deixa claro que seu apoio político só durou 6 anos ou quiçá 8 anos… Vai depender de como as novas lideranças agirão daqui pra frente.

  Publicado em: Política

Deixe uma resposta

Busca no Blog

Arquivos