General Mourão aponta excesso de partidos, rebate esquerdistas e expõe como o PT destruiu o Brasil

Publicado em   14/set/2019
por  Caio Hostilio

“Temos a crise política, econômica e social. A crise política é uma crise policial. Política e policial. Parcela do estamento político se envolveu de tal forma na corrupção que hoje responde a processos de norte a sul e de leste a oeste. Temos a vergonha de ter um ex-presidente da República encarcerado porque roubou. Isso é uma vergonha para qualquer país”, asseverou.

“E outros próceres políticos, todos presos ou em vias de serem presos. Com toda a contestação e toda a briga que ocorre no Judiciário. Nosso modelo político é caótico. É multifacetado. Com extrema fragmentação no Congresso Nacional.

Na Câmara dos Deputados, temos 26 partidos representados. Fica muito difícil a gente conseguir obter maioria, negociar. Ali, cada caso é um caso. É o que tem, dessa forma que temos de trabalhar”, protestou o general.

“Temos de buscar uma Reforma Política que enxugue o número de partidos e que os partidos representem o pensamento de setores da sociedade brasileira (…) A nossa Constituição cerceou boa parte do que poderia ser uma liberdade econômica mais avançada”, criticou o vice-presidente.

Veja o Vídeo.

  Publicado em: Política

Deixe uma resposta

Busca no Blog