Notícias

Publicado em   11/mar/2017
por  Caio Hostilio

Júnior Marreca após entregar patrulhas agrícolas em Itapecuru, vai apoiar a luta dos Agentes Comunitários de Saúde

Em apoio à regulamentação do Conselho Federal de Agentes Comunitários de Saúde, o deputado federal Júnior Marreca (PEN-MA) recebeu em seu gabinete a visita do Sr. Sérgio Gutenberg e do Sr. Higo, advogado. Na oportunidade foi solicitado o apoio do parlamentar na Proposta de Projeto de Lei que cria o Conselho Federal de Técnicos em Agentes Comunitários de Saúde e os Conselhos Regionais de Técnicos em Agentes Comunitários de Saúde. Contudo, vale lembrar que os produtores rurais de Itapecuru-Mirim foram beneficiadoscom a entrega de 13 patrulhas agrícolas, que foram adquiridas por meio de emenda do deputado federal Júnior Marreca (PEN-MA) no valor de mais de R$ 1,4 milhão, assim como entregou ao município de Matinha patrulha agrícola para o desenvolvimento da agricultura familiar, onde estiveram presentes a prefeita Linielda Nunes, vereadores e lideranças do município. Assistam ao vídeo

Projeto do deputado Wellington possibilita que policiais grávidas ou em aleitamento trabalhem perto de casa

Em defesa dos agentes de segurança pública do Maranhão, o deputado estadual Wellington do Curso (PP) apresentou Projeto de Lei que beneficia as policiais militares, civis e integrantes do Corpo de Bombeiros Militar. Trata-se de Projeto que dispõe sobre a remoção da agente de segurança pública durante o período de gestação ou de aleitamento materno. De acordo com o texto legislativo, fica assegurada à gestante, agente de segurança pública, a remoção para unidade de trabalho próxima de sua residência durante o período de gestação. “A remoção da agente de segurança pública (policial militar, civil ou do corpo de bombeiros) durante o período de gestação ou de aleitamento materno, da unidade de origem para unidade próxima da residência, tem por objetivo garantir o direito à vida e à saúde da criança. Além disso, a lotação da agente em local de trabalho próximo a sua residência interfere positivamente em sua estabilidade emocional e sua saúde, conferindo-lhe melhor desempenho no exercício de sua atividade laboral. Também os cuidados demandados por criança, até completar 1 (um) ano de idade, em especial no que se refere ao aleitamento materno, interessam ao Estado, sendo recomendável que se evitem os longos deslocamentos de servidora policial civil ou militar e bombeiro militar. Valorizar e facilitar o serviço das agentes, ao menos nesse período, é o mínimo que o Estado pode fazer por essas guerreiras que expõem suas vidas a risco para defender a sociedade”, disse Wellington. O Projeto de Lei foi encaminhado às Comissões temáticas da Assembleia Legislativa do Maranhão e, após tramitar, será encaminhado ao Governador do Estado, que deve sancionar a proposta.

Júnior Verde quer ampliar PAA no Maranhão

O deputado estadual Júnior Verde (PRB) anunciou que lutará para aumentar os recursos do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), um instrumento de apoio e fortalecimento da agricultura familiar maranhense. O anúncio foi feito durante reunião com o setor produtivo maranhense, realizada na última quinta (09), no Plenarinho da Assembleia Legislativa. O encontro discutiu o desenvolvimento local e sustentável e foi proposta pelo parlamentar. Mais de 40 municípios de todas as regiões do Estado estavam representados. Eles discutiram sobre a implantação do PAA no Maranhão, por meio da compra com doação simultânea (CDS) –  desenvolvido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e coordenado pela Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB). A superintendente da CONAB no Maranhão, Dulcileide Leite Cutrim, foi representada no evento, mas garantiu que o objetivo primordial do PAA é de fixar o homem no campo e garantir a compra de sua produção por intermédio de entidades, seja associação ou cooperativa. “E os alimentos serão doados para pessoas em situação de insegurança alimentar ”, explicou. Em 2016, o PAA investiu R$ 5,5 milhões no Maranhão, beneficiando 355 associações e executando 567 projetos em 104 municípios. “Mas ainda somos o Estado que menos acessa os recursos desse importantíssimo programa de renda e segurança alimentar. Este ano, esperamos contar com uma boa demanda de projetos para que possamos brigar por mais recursos”, destacou Júnior Verde.

  Publicado em: Governo

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

PUBLICIDADE

Busca no Blog

Arquivos