A falta de perspectiva para o melhoramento do transporte coletivo

Publicado em   12/jun/2013
por  Caio Hostilio

onibusPor mais que se espere por mudanças no transporte coletivo de São Luis, ao menos no mais arcaico modelo utilizado, simplesmente o transporte através de ônibus, observa-se que a capital do Maranhão, hoje com mais de um milhão de habitantes, está muito longe de oferecer aos seus munícipes um transporte coletivo seguro e com alternativas.

Ha mais de 20 já era para que os gestores dessa cidade planejasse alternativas de transporte coletivo, assim como uma malha viária que desse fluidez ao caos que vemos atualmente tanto no transporte coletivo quanto na engenharia de transito.

Simplesmente seus gestores se ativeram mais as questiúnculas política que em planejar uma cidade com urbanização moderna.

Como arrumar essa bagunça generalizada no transporte coletivo e na engenharia de transito, se o que continuamos a ver os mesmos vícios dos gestores anteriores?

A bilhetagem eletrônica, proposto pelo atual prefeito seria uma forma de melhora, haja vista que sumiriam os combalidos terminais de integração, modelo já ultrapassado, que gera um transito caótico em seu entorno, pelo fluxo de ônibus. A bilhetagem eletrônica já transformaria automaticamente todas as paradas num terminal.

Por que o prefeito não adotou esse modelo? Ora bolas!!! Porque não houve um planejamento de sua equipe, ficando, com isso, apenas um programa eleitoral, que copiou muito mal de outra cidade o sistema, coisa que apenas serviu para encher lingüiça nos programas de Holanda Júnior.

Resumo: O ludovicense vai continuar a pagar uma das passagens mais caras entre todas as capitais e ter o transporte coletivo mais arcaico que existe e sem perspectiva de outras alternativas de transporte de massa.

  Publicado em: Governo

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Busca no Blog

Arquivos