Flávio Dino: um engodo do “Novo e da Mudança”

Publicado em   27/maio/2013
por  Caio Hostilio

Vencedor!!!

O engodo do Novo e da Mudança!!!

O maranhense tem que aprender com as próprias experiências pelas quais já passou e passa. Insistir no erro é algo que transcende os princípios da sensatez e da coerência coletiva.

Há vários anos, desde que o ex-juiz Flávio Dino ingressou na política de forma compensada pelo ex-governador José Reinaldo, ou seja, obtendo apenas um mandato de deputado federal graças à benevolência dos convênios eleitoreiros (basta observar a votação em Tuntum), que surgiu esse mal explicado slogan do “Novo e da Mudança”.

A angústia do povo em vive sobre a batuta do “Novo e da Mudança” está sendo vivido pelos ludovicenses, que caíram como patinhos na história da carochinha, sem ao menos questionar que novo seria esse e que mudanças seriam adotadas para alavancar a gestão pública e, assim, revolucionar o bem-estar da população de São Luís.

Verificou-se de início que a gestão Holanda Junior não tinha nenhum programa de governo e sequer algumas ações paliativas que pudessem modificar o caos instalado no sistema de saúde, na educação, na urbanização e no transporte coletivo. Tudo não passou de um engodo.

É preciso convir que para se dizer que tudo será novo e que haverão mudanças, é preciso que se tenha um plano de metas bem elaborado e, principalmente, com inovações administrativas. Não aconteceu nada e continua – isso depois de cinco meses de gestão-, sem acontecer nadica que se possa dizer que valeu apena apostar num falso slogan “Novo e a Mudança”.

Flávio Dino, por sua vez, continua a viajar pelo Maranhão vendendo e slogan, mesmo vendo o fiasco de seu engodo em São Luís, além de continuar com o jogo politiqueiro de que o culpado por todos os péssimos índices do Estado é a governadora, quando se sabe que existem mais 217 gestores públicos independentes. Flávio Dino não diz onde foram parar os bilhões e bilhões vindos para esses gestores e se os bilhões e bilhões fossem aplicados corretamente, com certeza os índices não seriam esses apresentados. Isso é para quem tem honestidade e, principalmente, para quem de fato quer a mudança!!!

O ex-juiz não consegue debater sobre políticas públicas e os caminhos de mudança em uma gestão pública. Seu debate se resume as politiquices de anos adotadas nesse estado.

Assim como a atual gestão de São Luís, Flávio Dino não passa de um engodo, que fora fabricado nos porões da casa de José Reinaldo.  

  Publicado em: Governo

12 comentários para Flávio Dino: um engodo do “Novo e da Mudança”

  1. gilberto disse:

    CAIO, ENTÃO A CULPA É SUA, OU É DO POVO.

    • Caio Hostilio disse:

      Não!!! A culpa é dos politiqueiros safados que não dizem a verdade… Um exemplo claro disso foi o uso de recursos de convênio para conseguir votos para Flávio Dino em Tuntum.

  2. Leo Santana disse:

    Longe de ser um excelente candidato, o comunista, ex-juiz, arrogante e prepotente Flávio Dino esta se viabilizando como única força capaz de desentocar a sarneyzada da Toca dos Leões. Não somente irei votar, como também pedirei votos para o Dino, entretanto, espero não escapar da frigideira e cair diretamente no fogo, mas a vida é feita de escolhas e já passou da hora de escolher outros inquilinos para a Toca dos Leões. Dos males o menor.

    • Caio Hostilio disse:

      Siga a sua vontade, porém veja como está a situação de São Luís… Você já viu algo de novo ou de mudança? Se existia algo de novo e de mudança, nesses cinco meses já deveriam ter implantado ao menos algumas… Cadê elas?

  3. Manoel Brandão disse:

    Porque essa raiva toda de o Flávio Dino, do novo e da mudança, está incomodando hein, Caio você está de brincadeira, ne? Que carecia de contrato emergencial, isso é um fato, agora, você querer achar chifre na cabeça de cavalo é que é de lascar. Aliás, tu sabes quanto o Governo do Estado do Maranhão já gastou com dispensa de licitação na saúde? Te digo: 1 bilhão e meio…. E aí, tens alguma coisa para falar a respeito? Tem algo mais absurdo que isso? Rapaz, se o Brasil fosse sério, tanto Jorge Murado como Roseana Sarney, estava presos há tempos…
    Tens alguma coisa para falar desse 1,5 bilhão com dispensa de licitação????

    • Caio Hostilio disse:

      Dispensa de Licitação é uma modalidade licitatória, seguindo o artigo 24 da lei ou por inexigibilidade, mas estamos vendo as obras e os equipamentos, enquanto que São Luís já recebeu mais R$ 300 milhões somente até maio e a saúde continua falida, com isso peça ao Flávio Dino para explicar aonde estão sendo aplicados esses recursos.

  4. Osmar Prado disse:

    Você já sabe, qual a diferença entre Estados Unidos e Coroatá ??.
    Resp.: Nos Estados Unidos tem Barack Obama e Coroatá tem buraco e lama…rsrsrs

    • Caio Hostilio disse:

      Pergunta aonde Orelha de Rato colocou todos os recursos de Coroatá… Basta pedir a declaração de bens dele e seus cupinchas… Por isso, a cidade está cheia de buracos, enquanto ele e seus cupinchas cheiros bens e grana!!!!

  5. IVES DE LEON disse:

    ENQUANTO VOMITA E DEFECA COM OS DEDOS, EDIVALDO JR VAI MOSTRANDO SERVIÇO, POIS ESTE BLOGUE SÓ FALA MAL DE SUA ADMINISTRAÇÃO, COMO O DESGOVERNOD E ROSENGANA ESTÁ PERFEITO…VEJA AÍ A NOTA E SE ROA, CAIETE MURAD
    A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria de Saúde (Semus), vem promovendo uma série de melhorias na Rede de Saúde da capital. O trabalho é fruto de uma série de visitas técnicas realizadas pelo secretário Vinicius Nina e equipes da Semus às Unidades de Saúde que compõem a Rede em São Luís.

    A reestruturação física da Rede de Saúde é uma ação importante da administração municipal, mas não é a única que vem sendo realizada. A normalização do abastecimento de medicamentos, alimentação e insumos foi um grande passo dado pela nova gestão que encontrou no início do ano um cenário de total deficiência em, praticamente, todas as Unidades de Saúde.

    Segundo o secretário, eventualmente, pode ser registrada a falta temporária de um ou outro item devido aos números de atendimentos superarem as expectativas, mas a reposição é feita rapidamente. “É um ponto que está sendo discutido e corrigido”, informa.

    A população vem tendo um papel fundamental, auxiliando a administração central nesses casos. Outro parceiro importante é o Ministério Público Estadual (MPE). Vinicius Nina afirma que o órgão é um grande aliado, orientando e identificando os meios legais para a resolução dos problemas.

    A normalização do fluxo do atendimento é uma das grandes preocupações da Semus. Além do grande número de atendimento a pacientes de outros municípios devido à falta de investimento nos sistemas de saúde no interior do estado. A inversão que hoje ocorre na procura pelos serviços é, também, uma das principais causas da superlotação nas portas de entrada dos hospitais de urgência e emergência.

    • Caio Hostilio disse:

      KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK… Pega sua cloaca e vai dizer isso nos Socorrões e nas unidades de saúde da Prefeitura….. KKKKKKKKKKKKKKK

  6. […] por isso que no dia 27 de maio de 2013, escrever “Flávio Dino: um engodo do “Novo e da Mudança”, exatamente as tendências das eleições de 2014. vejamos alguns […]

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

PUBLICIDADE

Busca no Blog

Arquivos