José Sarney representou o “Novo e a Mudança”

Publicado em   30/mar/2013
por  Caio Hostilio

sarney2012[1]

Pode espernear, descabelar e até se rasgar, mas apenas José Sarney, quando governou o Maranhão, gerou perspectivas e não decepcionou o povo, isso desde que se candidatou ao governo do Estado.

Mas o que fez Sarney para não decepcionar e trazer de fato as perspectivas que o povo esperava?

A humildade, a determinação, o empenho e, principalmente, uma equipe pensante, fato esse que Sarney nunca negou.

Sarney nunca se colocou como um “deus”, pois tinha consciência que era preciso uma equipe que pensasse, tanto intelectualmente quanto tecnicamente. Citar nomes? Basta se lembrar da visão de Bandeira Tribuzi.

Sarney e sua equipe conseguiram transformar o Maranhão, cujos resultados em poucos anos podem ser considerados como os de melhor índice crescimento, a comparar com os demais estados brasileiros naquela época.

Essa equipe conseguiu ligar o Maranhão com o resto do país, isso com a BR 135 e estradas estaduais.

Não sei se eles visaram o Itaqui como um dos portos mais bem localizado no Brasil numa estratégia logística, olhando para o mercado internacional. O certo é que esse Porto, hoje, logisticamente é o que dar condições para indústria e a agropecuária de disputar no mercado internacional com preços compensadores, ainda mais com a ferrovia Norte/Sul. Essas duas obras é sem sombra de dúvida o maior legado deixado por um governante desse Estado.  

Trouxe a Universidade Federal do Maranhão e criou a UEMA, além do programa João de Barro para educação básica.  

Idealizaram a mobilidade urbana de São Luís, com o Anel Viário, além da Barragem do Bacanga e a ponte do São Francisco, obras essas que abriram as portas para o desenvolvimento imobiliário.

Foram diversas realização de Sarney e sua equipe. Eles tinham um planejamento detalhado, com uma organização que pudesse fluir os objetivos.

Como não citar Juscelino Kubitschek e sua equipe? Basta saber que nessa equipe figuraram Bernardo Sayão e Oscar Niemeyer, tanto quando governou Minas Gerais e quando presidiu o Brasil. Juscelino, assim como Sarney, sempre falava de sua equipe e que sem ela não poderia ter construido Brasilia.

Então, quando se fala em “Novo e Mudanças” é necessário que se diga quais pessoas estarão à frente, haja vista que não existe um epistemico, como quer fazer crer os seguidores de Flávio Dino e até ele mesmo pensa assim. Daí veio a denominação: “Professor de Deus”.

Exemplo? Cadê a equipe de transformações e novidades na gestão de Edivaldo Holanda Junior? Caso Flávio Dino tivera realmente algo de novidade a ser apresentado, isso já era para está sendo colocado em prática e vale ressaltar que se trata apenas de municipio e não de um estado.

Vejam a algazara em que se encontra a gestão atual, coisa que não condiz em nada com o que prometeram de mudança e novidade.

Novidade? Para dizer que é o “Novo e a Mudança” é preciso que se diga os projetos e quem são os homens e mulheres capazes de fazer essas tão sonhadas mudanças… Mas que mudança é essa que tanto o Flávio Dino alardeia, cujo discurso não fala em nenhum momento em projetos e equipe.

Por isso, Sarney foi quem de fato trouxe um modelo novo e de mudança para o Maranhão quando esteve no Palácio dos Leões.

  Publicado em: Governo

14 Responses to José Sarney representou o “Novo e a Mudança”

  1. Pingback: Os politiqueiros assistiram o Fantástico, ontem (21), principalmente a matéria sobre as ferrovias e portos? | Caio Hostilio

  2. Pingback: Os politiqueiros assistiram o Fantástico, ontem (21), principalmente a matéria sobre as ferrovias e portos? | Governo & Política

Deixe uma resposta

Busca no Blog