Espera-se que realmente exista educação infantil!!! Lançado Pacto pela Alfabetização na Idade Certa no MA

Publicado em   18/fev/2013
por  Caio Hostilio

Enquanto os gestores públicos não investirem de fato no ensino infantil, detentor da alfabetização, oferecendo um ensino/aprendizagem voltado ao questionamento crítico, mudando o sistema de avaliação e a valorização do corpo docente, jamais teremos um seguimento coerente no ensino fundamento, médio e superior.

Foto 5 - ..[1]Com a participação de autoridades governamentais, prefeitos, secretários municipais de educação, gestores e professores da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e da Universidade Federal do Maranhão (Ufma) foi lançado, nesta segunda-feira (18), no auditório do Centro Pedagógico Paulo Freire, no Campus do Bacanga, o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa, que assegura que todas as crianças estejam alfabetizadas até os oito anos de idade, ao final do 3º ano do ensino fundamental.  

Foto 2 - ..[1]A solenidade foi presidida pelos secretários de Estado, Luís Fernando Silva (Chefe da Casa Civil), representando a governadora Roseana, Pedro Fernandes (da Educação), e o reitor da Ufma, Natalino Salgado. Participaram, também, o promotor de justiça da Promotoria Especializada na Defesa da Educação, Paulo Avelar, e o secretário de Educação de São Luís, Alan Kardec.  

Foto 4 - ..[1]Luís Fernando ressaltou o esforço conjunto de todos os entes federados em torno de um tema nacional para garantir o acesso à educação pública de qualidade, corrigindo questões fundamentais no processo ensino-aprendizagem. “A efetivação do pacto pela alfabetização no Maranhão representa um passo importante, congregando o esforço conjunto de todos para corrigir questões como baixo rendimento, repetência, evasão escolar e um grande prejuízo econômico e social”, destacou. 

“Estamos todos juntos – Estado, União e municípios – com o mesmo foco que é melhorar os índices educacionais. A Universidade Dom Bosco (UnDB) e o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação, apoiará as secretarias municipais de educação, para que o pacto chegue a todos os municípios do Maranhão”, enfatizou o secretário de Educação, Pedro Fernandes.

O reitor da Ufma, Natalino Salgado destacou a participação da Universidade nesse processo. “A Ufma está honrada em participar de um pacto tão relevante. Além da formação dos professores que é fundamental, acima de tudo, queremos ver a formação de nossas crianças. Sem educação, não há caminho nem futuro”, frisou.      

O prefeito de Cachoeira Grande, Francivaldo Vasconcelos Sousa, ressaltou a importância do pacto para o município.  “Este pacto é um incentivo para que possamos inserir nossos alunos nas políticas governamentais, que visam o benefício da alfabetização para todos”, realçou.

Formação

Os cursos de capacitação de professores, que fazem parte das ações do pacto, serão realizados ao longo deste ano, nos núcleos de Imperatriz, que reunirá professores de 34 municípios; São Luís, que sediará a formação para 43 municípios; Pinheiro (42 municípios); Caxias (17); Presidente Dutra (32); e Bacabal, que receberá outros 33 municípios.

A meta é que 938 professores orientadores e 32 formadores alfabetizem 22.571 alunos, de 201 municípios maranhenses, distribuídos da seguinte forma: 3.030 alunos em Imperatriz; 5.884 em São Luís; Pinheiro (3.953); Caxias (3.037); Presidente Dutra (2.955) e Bacabal (3.712).

O Pacto Nacional desenvolve um conjunto de ações coordenadas por um Comitê Gestor Nacional, do qual participam o Ministério da Educação (MEC); o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE); o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep); o Conselho Nacional dos Secretários Estaduais de Educação (Consed); a União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime).

  Publicado em: Governo

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog