Governadora Roseana inaugura estrada e entrega embarcações na região do Baixo Parnaíba

Publicado em   19/jan/2013
por  Caio Hostilio

Foto 4 Go..[1]A MA-312, trecho de 23,5 quilômetros, no município de Água Doce do Maranhão (a 450km de São Luís), foi inaugurada pela governadora Roseana Sarney, nesta sexta-feira (18), durante visita à região do Baixo Parnaíba, portão de entrada do Delta das Américas. “Estamos tirando do isolamento todos os municípios que ainda não tinham estrada pavimentada. E uma ação que representa progresso, mais desenvolvimento, emprego e renda e um incentivo para o turismo”, declarou Roseana Sarney.

 Foto 3 Go..[1]Acompanharam a governadora na inauguração da estrada, o prefeito de Água Doce, Rocha Filho, e os secretários estaduais Luis Fernando Silva (Casa Civil), Max Barros (Infraestrutura), Fernando Fialho (Desenvolvimento Social e Agricultura Familiar), Hildo Rocha (Assuntos Políticos e Cidades), coronel José Ribamar Vieira (Casa Militar) e o líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado César Pires. A solenidade contou com presença de vereadores e prefeitos da região, lideranças políticas e a população.

Foto 2 Go..[1]“Desde a criação do município, ato que assinei, tenho grande responsabilidade sobre Água Doce”, revelou. Roseana Sarney reafirmou que a cidade continuará recebendo outras benfeitorias. “Evidentemente que não podemos resolver tudo, mas vamos continuar trabalhando em parceria com a Prefeitura para ajudar a população”, garantiu.

Para o prefeito de Água Doce do Maranhão, Rocha Filho, a estrada representa o fim do isolamento do município. “É um grande passo para o desenvolvimento do turismo, já que integramos o Delta das Américas. A estrada é uma grande obra do governo estadual que deve continuar colaborando para a melhoria do município”, ressaltou.

Facilidade

Para a população, a estrada representa um sonho realizado. O agente comunitário de saúde, Raimundo Nonato Santos Silva, destacou que a estrada facilita o acesso ao município. “Agora, ficou mais fácil chegar a Araioses e Parnaíba. Ninguém queria fazer transporte de passageiro, mas hoje já temos carro fazendo frete e transporte de pessoas”, observou.

O lavrador Reginaldo Alves Menezes, também, ressaltou a importância do serviço para a cidade. “Será mais fácil o escoamento da produção agrícola”. O vendedor ambulante, Nonato Santos, acredita que o custo de vida vai cair no município. “Antes, tudo chegava caro demais, vinha de lancha, mas as mercadorias já estão vindo pela estrada, bem mais baratas”, disse.

Roseana Sarney e comitiva percorreram 23,5 quilômetros da MA-312 até chegar a Barro Duro, no município de Tutóia, onde o prefeito Diringa e população aguardavam para descerrar a placa de inauguração da estrada. “Temos muito a agradecer por tirar nossa região do isolamento e abrir portas para o turismo no Delta das Américas”, declarou o prefeito.

O secretário de Infraestrurura, Max Barros, assinalou que o Governo do Estado trabalha intensamente para melhorar a infraestrutura de todas as regiões. “Somente nesta estrada foram investidos R$ 10 milhões, mas, já concluímos as obras dos trechos São Bernardo/Piragi, Araioses, Tutóia, Paulino Neves e entregaremos a estrada de Santana do Maranhão no mês de fevereiro”, anunciou.

Kits de pesca

Após a inauguração da estrada, a governadora Roseana Sarney participou da solenidade de entrega de 25 embarcações tipo canoa, com motores e rabeta, além de apetrechos de pesca para os pescadores da Colônia Z-78 de Água Doce. “O município tem um grande potencial pesqueiro que precisa ser incentivado. O investimento vai garantir uma melhoria na renda das famílias dos pescadores”, destacou Roseana Sarney.

O projeto tem investimento de R$ 296 mil, recursos do Fundo Maranhense de Combate à Pobreza (Fumacop). Segundo o secretário de Desenvolvimento Social e Agricultura Familiar, Fernando Fialho, a iniciativa visa contribuir para o desenvolvimento sustentável da pesca artesanal no município. “A iniciativa faz parte do programa de combate à pobreza e vai permitir que os pescadores tenham condições de trabalhar, pois muitos alugavam embarcações”, declarou.

Entre as metas do projeto, a melhoria da qualidade do processo de captura da produção pesqueira e da renda dos pescadores, além da contribuição para a pesca sustentável com capacidade de abastecer o município e áreas adjacentes no eixo que compreende todo o Delta do Parnaíba.

A estimativa é de que os pescadores do município passem a capturar mais de 20 kg de peixe por viagem. O preço médio para a comercialização é de R$ 8,00/kg. Portanto, o pescador artesanal pode passar a ter renda acima de R$ 2 mil/mês.

“Sem um barco a motor é muito difícil a nossa lida, assim vai ficar mais fácil ir para além-mar”, disse o pescador José Dantas Carvalho. Para José Ribamar Conceição Nunes, pescador há 20 anos, a iniciativa vai melhorar a vida dos pescadores da região. “Até mesmo para conseguir ajudante na hora da pesca vai ser mais fácil. A renda vai melhorar para essas famílias”, ressaltou.

A implantação do projeto vai garantir que a comunidade passe a contar com uma frota pesqueira bem equipada, além de possibilitar a circulação financeira, o desenvolvimento e a sustentabilidade da comunidade local.

  Publicado em: Governo

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog