Dois momentos importantes na AL

Publicado em   08/nov/2012
por  Caio Hostilio

Um Projeto que deveria ser abraçado por todos!!!

Já não é de hoje que os planos de saúde desrespeitam os consumidores brasileiros. O pior de tudo é ver seres humanos morrerem nas portas dos hospitais por seus planos terem sidos cortados o vínculo com aquela “unidade de saúde” e até porque não aceitam um cheque como garantia porque o cidadão é negro, como foi o caso do assessor do Ministério do Planejamento, que morreu na Porta do famigerado Hospital Santa Lúcia.

Foi imbuído nessa preocupação que o deputado Jota Pinto apresentou, hoje (8), um projeto de lei que obriga os planos de saúde do estado a avisar seus clientes, com um prazo de trinta dias de antecedência, as unidades hospitalares que não atenderam mais ao plano a que fazem parte.

O Projeto de Lei traz, ainda, que em caso da não informação ao assegurado, o plano pagará multa de R$500 aser recolhido no PROCON.

É preciso que seus pares comprem essa briga e aprovem esse projeto lei…

Bacelar comenta a reunião do ministro da Fazenda com os governadores   

O deputado Magno Bacelar comentou, da tribuna da Assembleia, a reunião dos governadores, ocorrida ontem, em Brasília, com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, sobre a unificação da alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadoria (ICMS). “Essa reforma que querem fazer vai prejudicar muito o Maranhão. Para os Estados nordestinos, que são estados pobres e vivem numa situação de penúria, qualquer recurso que perdem significa sacrificar a população”, afirmou.

Segundo o deputado, o Maranhão pode ter, por exemplo, na Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide), uma perda de R$ 100 milhões, o que é muito dinheiro para um estado pobre que realmente precisa. “Quando se tira receita do Estado, o Estado deixa de investir mais na educação, na saúde, na infraestrutura. Essas medidas econômicas estão levando os Estados do Nordeste a ficar asfixiados”, explicou.

Magno Bacelar disse que espera que a presidente Dilma não vete o projeto dos royalties do petróleo, aprovado pela Câmara e o Senado, que vai garantir R$ 220 milhões de receita para o estado do Maranhão. “Os Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo estão forçando a barra para que a presidente Dilma vete. Os Estados do Nordeste precisam ter igualdade. Nós queremos melhoria cada vez mais para o povo do Nordeste”, observou.

De acordo com o deputado, é muito fácil o governo federal dá isenção para a indústria automobilística, tirando dinheiro das prefeituras e dos Estados menores, para favorecer os grandes Estados como, por exemplo, São Paulo. “É importante que eles tenham essa visão de que quando tiram recursos dos municípios, recursos do Estado, quem sofre com isto é a população”, assinalou Magno Bacelar.

  Publicado em: Governo

4 Responses to Dois momentos importantes na AL

  1. Fernando disse:

    Importantissimo esse seu post em relacao aos planos de saude que ao meu ver Caio daqui mais alguns anos nenhum profissional da area medica irá mais aceitar. Observando de um lado vemos o valor pífio que pagam aos medicos por consultas e procedimentos cirurgicos. Por outro lado observamos as inumeras pessoas que sao prejudicadas, que se eforçam para pagareem um bendito plano e terminam ficando na mao.

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog