Cansou de pedir por São Luís… Uma luta em vão!!!

Publicado em   09/ago/2012
por  Caio Hostilio

Este artigo abaixo é um dos escritos do meu pai – hoje com 88 anos e sem condições de escrever – publicado nos mais diversos jornais de São Luís (O Imparcial, EMA, JP, Atos e Fatos, Extra e no Veja Agora)… Sempre procurou chamar a atenção das autoridades pelo descaso com o Centro Histórico de São Luís, porém sua voz não surtiu efeito algum, para sua tristeza, coisa que ele não consegue digerir por não compreender a falta de amor pela cidade…

Republiquei este artigo no meu antigo blog no dia 04/10/2009, para que amenizasse a sua dor… Um homem que viveu a maior parte de sua vida no Rio de Janeiro e em Brasília, porém jamais se esqueceu da sua amada terra!!!

SÃO LUIS AOS POUCOS SE TRANSFORMA NUM CEMITÉRIO DE PRÉDIOS ABANDONADOS

Realmente é digna de dó a situação de abandono em que se encontra esta cidade tão bela e reconhecida como patrimônio histórico da humanidade, porque, depois de esquecida pelas autoridades responsáveis no que diz respeito à sua conservação, a tendência foi aumentar o número de prédios abandonados, sem que, antes disso, essa atitude livre fosse conduzida ao conhecimento da autoridade competente, para melhor controle da situação. Do contrário, a tendência seria piorar o estado do nosso centro histórico, cuja repercussão não recairá apenas sobre os proprietários de imóveis, mas também à autoridade municipal, que tem por obrigação conservar e zelar a boa paisagem da cidade, que não merece estar abandonada da forma em que se encontra.

Apatia essa que não significa apenas falta de senso de responsabilidade, mas também de carência de amor ao belo, uma vez que a verdade estimula a pessoa valorizar suas responsabilidades de criar mais riquezas e beleza, colaborando, assim, para que o mundo seja mais bem aproveitado pelo homem, enquanto a outra parte cabe ao governo do município de São Luis, com seu poder de polícia, intervir no sentido de conter os abusos de alguns proprietários que não se preocupam com o princípio conservador, cedendo espaço à depreciação de seus imóveis através do esquecimento ou relaxamento, mas criando um modelo mais eficaz que possa, dentro da lei e das possibilidades financeiras de cada um, melhorar a situação dos bens imóveis que contribuem para conservação do patrimônio histórico de São Luis, bem como de um ambiente de ordem, de conservação, limpeza e beleza, única forma que realmente corresponde à dignidade do povo ludoviscense.

A verdade é que São Luis é uma das cidades mais antigas do País, e, por sinal, uma das mais belas e atraentes, qualidades estas que não foram conquistadas pelo seu desenvolvimento natural, como tantas outras alcançaram, mas pela sua cultura herdada de outros povos vindos para cá, como franceses, portugueses e holandeses, os quais, em proporção ao tempo em que aqui estiveram, deixaram, além de sua história e conhecimentos, vários monumentos ao lado de um conjunto de casarões na maioria com azulejos variados, janelas com sacadas de ferro e portas feitas de tábua de bacuri, de cuja riqueza impar o maranhense deveria se orgulhar. Logo o nosso dever é lutar pela conservação desse patrimônio inestimável e não deixá-lo se acabar através dos tempos ou pelo descaso, como agora está acontecendo, por falta de amor a este enorme bem que merece continuação, para conhecimento de futuras gerações.

Militar, Professor e Advogado Jonas Costa

 

  Publicado em: Governo

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog