Notícias

Publicado em   03/ago/2012
por  Caio Hostilio

João Lisboa recebe ambulâncias… Alguém sabe dizer quantas unidades já foram entregues no Estado somente no ano de 2012?

O deputado estadual Antonio Pereira e o deputado federal Francisco Escórcio estiveram no município de João Lisboa, para entregar ambulâncias. Uma ação louvável e que merece toda atenção da coletividade e atenção dos gestores públicos daquele município. Mas fica aqui um questionamento: Os políticos maranhenses sabem quantas ambulâncias foi entregue somente esse ano aos municípios do Maranhão e ao Sistema de Saúde do Governo do Estado? Com certeza não!!! Sabem o porquê disso? Simplesmente por não terem a mínima preocupação com os recursos públicos aplicados corretamente, porém não sabem que esses bens são patrimônios públicos, que os mesmos sofrem correções e depreciações, além de precisarem de manutenções preventivas e não corretivas, cujas causas pelas quais vemos milhares de sucatas espalhadas por todo esse estado. Um desperdício do dinheiro público imensurável… Você já viu algum deputado ou vereador falar sobre esse assunto de uma tribuna? Nem vai ver, pois não conhecem do assunto e nem é de interesse deles!!! 

Axixá vence na estréia da Copa Maranhão

A segunda etapa da Copa Maranhão de Futebol Sub-18, que corresponde à região Munin/Lençóis começou com muitos gols na cidade de Axixá. Na primeira rodada, a equipe da casa conseguiu um importante resultado rumo ao título da etapa. Na tarde de quinta-feira (2), a equipe de Axixá sofreu, mas derrotou o Comercial (Rosário) por3 a2. Com a vitória, Axixá lidera a etapa com três pontos ganhos. A etapa região Munin/Lençóis será encerrada somente no domingo (5). Ao todo, quatro equipes estão na disputa desta etapa que vale uma vaga para a fase final da Copa Maranhão. Axixá, Comercial (Rosário), Morros e Palmeiras (Morros) se enfrentam entre si, sendo que o time que somar mais pontos avança no torneio. Na fase final, o campeão da etapa Munin/Lençóis se juntará aos times do Sporting Braga e São Luís, campeão e vice, respectivamente, da primeira etapa do torneio, realizadaem São Luís.Valedestacar que o campeão da Copa Maranhão receberá uma premiação de R$ 10 mil ou uma vaga para a Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2013.

  Publicado em: Governo

8 Responses to Notícias

  1. SAMUEL DE VITERBOS P. SANTOS disse:

    Mais louvável ainda seria se a maoiria dos municípios não precisassem de ambulâncias para deslocar pacientes para outros municípios, ou seja, que o munícipe pudesse ser tratado, em mais de 90% dos casos, em sua própria cidade, por especialistas e com recursos tecnológicos avançados, dispondo de tomógrafos e UTIs, por exemplo, mas não é o que vemos, no Maranhão e no Nordeste, em geral, pois os prefeitos desviam recursos da Saúde ( e da Educação, entre outros) para aquisição de bens pessoais, como mansões, carrões, fazendas e apartamentos, sem que o Ministério Público veja isso com mais interesse. Ás vezes, há a denúncia, que na maioria dos casos sequer é apurada; em outras, não é pedido ressarcimento dos bens ou valores desviados. Em qualquer cidade pequena do interior de São Paulo, por exemplo, tem tomógrafo. Por outro lado, pequenos hospitais como os que estão sendo construídos, de 20 ou 50 leitos, não vão de forma nenhuma resolver esse problema grave dos maranhenses mais pobres, pois tais hospitais não estão equipados o suficiente para receber uma demanda maior e mais complexa; além do que alguns hospitais antigos, outrora muito bons, foram negligenciados pelo Governo, a exemplo do Hospital Antônio Pontes de Aguiar, em Chapadinha, que falta de tudo.E aí vemos essas procissões de ambulâncias a singrar as estradas maranhesnses…

    • Caio Hostilio disse:

      CARAMBA!!! COMO VOCÊ DESCONHECE POR COMPLETO O QUE É SUS… PRIMEIRAMENTE, SÓ PARA TE MOSTRAR O QUANTO NÃO TEM NEM COMO COMEÇAR A DEBATER COM VOCÊ SOBRE SAÚDE PÚBLICA, PRIVADA,DE GRAÇA OU ATÉ ESPIRITUAL… CARA, AONDE TU IAS ARRUMAR MÉDICOS DE TODAS AS ESPECIALIDADES PARA COLOCAR EM TODOS OS MUNICIPIOS BRASILEIROS? RSRSRSRSRSRSRSRSRS… SEGUNDO: VOCÊ JÁ IMAGINOU O CUSTO DISSO? TERCEIRO: VOCÊ JÁ IMAGINOU O QUANTO OS PROFISSIONAIS, CASO EXISTISSEM TANTOS ASSIM, FICARIAM OCIOSOS, POR FALTA DO QUE FAZER?… CAMARADA, É POR ISSO QUE EXISTE O SUS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE – QUE QUER DIZER UM SISTEMA INTEGRADO… PARA VOCÊ NÃO FALAR MAIS BESTEIROL… UM MUNICÍPIO DE CINCO OU DEZ MIL HABITANTES JAMAIS PODERIAM TER TODAS AS ESPECIALIDADES MÉDICAS, SERIA INVIÁVEL, POIS NÃO TERIA PACIENTE PARA TANTA ESPECIALIDADES EXISTENTES, COM ISSO, FOI DIVIDIDO EM SAÚDE BÁSICA, BAIXA COMPLEXIDADE, MÉDIA COMPLEXIDADE E ALTA COMPLEXIDADE E PARA FAZER ESSE INTERCAMBIO É PRECISO AS AMBULÂNCIAS… CADA MUNICIPIO RECEBE DE ACORDO COM SUA RESPONSABILIDADE… NÃO PENSE QUE OS PACIENTES DE UM MUNICIPIO QUE OFERECE SAÚDE BÁSICA QUE PRECISA SER ATENTIDO POR UM MUNICIPIO DE MÉDIA OU ALTA COMPLEXIDADE, ESSE MUNICIPIO VAI ATENTÊ-LO DE GRAÇA, ISSO É MENTIRA… ELE É QUEM RECEBERÁ PELO ANTENDIMENTO DESSE PACIENTE. PORTANTO, NÃO FALE MAIS IDIOTICES…

  2. SAMUEL DE VITERBOS P. SANTOS-MÉDICO disse:

    Caro Blogueiro Caio Hostílio:
    Quando falo que gostaria que 90% dos munícipes fossem tratados no seu próprio município, já estou dando o desconto de 10% dos que não podem ser tratados , que têm que ser deslocados para outros centros de referência, porque o SUS funciona assim, dos de menor para os de maior complexidade. Você às vezes se faz de desentendido com seus leitores para defender e proteger um sistema que está sendo montado na SES, para desvio ou seja lá o que, de verbas que eram pra ser aplicadas mais adequadamente, de forma que o SUS pudesse funcionar melhor. Até um idiota sabe que não precisavam ser construídos 72 hospitais em todo o Maranhão para reverter a crise da saúde porque passa o Maranhão. A procissão de ambulâncias vai continuar porque teu chefe, Ricardo Murad, não entende e nunca vai entender adequadamente de saúde. Precisava era adequar e equipar grandes hospitais que estão ociosos no interior do Estado, como o de Chapadinha, o Antônio Pontes de Aguiar, por exemplo, que está totalmente sucateado, uma sombra do que foi no passado, e eu já trabalhei lá. Outra coisa, como foi bem demonstrado pelo deputado Dutra, esses esqueletos de hospitais que Ricardo deixou nos interiores, se não for feito nada, vai ser mais um monumento à corrupção neste Estado. Em Morros, foi construído mais um hospital, mas a prefeita se negou a assumí-lo, por saber que o município não tem condições de arcar com mais essa despesa, pois os recursos da Saúde não dão para manter dois hospitais, por se tratar de um município pequeno. Em Rosário, o hospital está totalmente sucateado, com os pacientes tendo que se deslocar às pressas para São Luís e não venha dizer que é culpa exclusiva do prefeito, pois o gestor da saúde do Maranhão é o Secretário de Saúde do Estado. Ele tem o poder de cobrar, fiscalizar e destinar recursos aos municípios, quando assim for decidido pela comissão que engloba Estado-Município. Em nenhum desses lugares foi construído hospital equipado com UTI, mesmo nas cidades maiores. Sabe porque? Porque nas maiores cidades do Maranhão só tinha desafeto de Ricardo Murad, como Caxias e Imperatriz, por exemplo.
    Por falar em profissionais, pede pra ele pagar os salários dos médicos de Barreirinhas, que já estão completando 03 meses sem receber e a coisa vai explodir, com vários colegas meus se recusando a ir para esses lugares, sem garantia nenhuma, sem concurso, porque nem o Estado nem os municípios vão poder arcar com essas despesas extras, de uma política totalmente equivocada, feita para beneficiar grupos determinados, com licitações suspeitas.
    Se você quiser saber mais, seja homem e leia a reportagem da Isto É( Os Hospitais de Roseana na UTI) ou então leia a denúncia de Dutra e Simplício Araújo, que mostram hospitais abandonados no interior do Estado, com jumentas prenhas e urtiga crescendo; outros, grandes demais para municípios paupérrimos, com 30 funcionários para dois pacientes internados. Desperdício de dinheiro público. Isso um dia será mostrado ao Brasil que não passou de uma grande farsa. Deveriam ser construídos cerca de 5 hospitais grandes, de referência, em cidades-pólos, com UTIs, tomógrafos, ultrassonografia, neonatologistas, ortopedistas, cardiologistas e outros especialistas. Isso sim, iria desafogar os heróicos Socorrões.Quanto às UPAs, têm a participação do Governo Federal, com verbas federais, o que, se houvesse desvio,ele responderia diretamente ao MPF, PF e Ministério da Saúde. Daí estarem prontas e funcionando. Mas não recebem pacientes trazidos pelo SAMU. Isso contraria todas as diretrizes do SUS, tu devias saber, já que conheces tão bem o Sistema Único de Saúde, como dizes.
    E o Hospital Carlos Macieira, tomado dos seus usuários antigos e colocado à disposição dos estagiários do CEUMA, para beneficiar quem?
    Das duas uma, Caio: ou você é muito bem pago para defender essas coisas absurdas ou você não entende nada de SAÚDE. Fico com a primeira, pois não acredito que alguém possa ter tão poucos neurônios…

    • Caio Hostilio disse:

      Nem vou me prestar a ler o teu comentário por que ele é a cópia fiel das idiotices de Jackson Lago, coisa ultrapassada e fora de proposito, coisa de quem não conhece nada, nadica de nada de gestão pública, logística, custos fixos e varíáveis… Portanto, meu caro… Esse papo de frango de 1899, já ficou para época no INPS, coisa completamente sem sentido, quando a medicina se resumia em clínico geral, parteira, pediatra e cirrugião… Estuda mais sobre administração pública e depois volte a debater… Coisas da época do Ford Bigode já ficou pra trás…

  3. ROBERTO CATANDUVAS disse:

    CONCORDO COM O DR. SAMUEL QUE ESSA COISA DE CONSTRUIR UM MONTE DE HOSPITAL NÃO É A SOLUÇAÕ P/ NOSSOS PROBLRMAS. ACHO QUE SE CONSTRUISSE 5 OU 7 HOSPITAIS GRANDES, ESTADUAIS, EM REGIÕES ESTRATEGICAS, PODERIA RESOLVER. MAS 72….

    • Caio Hostilio disse:

      Essa idéia é do antigo INPS, coisa ultrapassada e que não deu certo, visto que muitos com problemas de cirurgia de média complexidade morriam no percurso… O fator logístico do SUS é perfeito, cuja rede de hospitais de medias complexidades e altas complexidades dão mais condições de locomoção, principalmente nos casos de cirurgia de média complexidade, como apendicite ou uma cesariana de urgência… distâncias de 300 ou até 400 quilomentros, num estado de grande dimensões como o Maranhão, é preciso uma rede de hospitais, coisa exigida pelo Ministério da Saúde, que acertou. O SUS não tem mais a visão vesga do antigo INPS…

  4. Jose Raimundo P Costa disse:

    Totalmente equivocada essa política de saúde desse péssimo secretário Ricardo Murad. Esses hospitais serviram apenas pra encher os cofres do PMDB pra campanha de Roseana! Cada hospitalzinho desse custou cerca de R$1.400.000,00 !!! Um absurdo!!!

    • Caio Hostilio disse:

      rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrs….. Quanta falta de conhecimentos em custos e de preço de mercado de equipamento médico/hospitalar para falar uma merda dessa dimessão!!!

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog