MOVA SÃO LUÍS

Publicado em   30/maio/2012
por  Caio Hostilio

População da Área Itaqui-Bacanga e estudantes da UFMA realizam ato público pela melhoria do transporte público na região

Nos últimos dias, a Cidade de São Luís vive momentos de caos no transporte público. Com a greve dos rodoviários, as dificuldades apenas aumentam. Para os moradores da Área Itaqui-Bacanga que é uma das mais populosas de São Luís, com uma população estimada em 250 mil habitantes, segundo dados do último censo demográfico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), distribuídas em mais de 50 comunidades (Bairros e Vilas), isso é cada vez menos suportável.

A empresa brasiliense Taguatur Transporte é a única empresa de transporte coletivo responsável pelo transporte de passageiros na Área Itaqui-Bacanga. Atuando com uma espécie de monopólio, há mais de 40 anos na região, a empresa transporta em média cerca de um milhão de passageiros por mês com pouco mais de 20 linhas de ônibus. 

Os principais problemas apontados pelos usuários do transporte público na Área Itaqui-Bacanga são: ônibus velhos, demora entre um coletivo e outro, número insuficiente para a grande demanda de passageiros da área. 

Presenciando esses problemas diariamente, um grupo de jovens da Pastoral da Juventude (órgão da Igreja Católica) da Área Itaqui-Bacanga juntaram-se à estudantes da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e a partir de grupos de discussão e mobilização advindos da rede social Facebook, organizaram a 1ª Manifestação Mova São Luís.

O evento Mova São Luís, trata-se de um ato público, onde os jovens juntamente com os demais moradores da Área Itaqui-Bacanga pretendem fazer ouvir suas vozes e levar ao conhecimento das autoridades públicas e diretores da empresa Taguatur, as suas reivindicações por um transporte público de qualidade. Os organizadores elencaram as seguintes reivindicações:

– Criação do Conselho de Mobilidade Urbana, segundo os parâmetros da Política Nacional de Mobilidade Urbana, presente na LEI FEDERAL Nº 12.587, DE 3 DE JANEIRO DE 2012;

– Implantação a política tarifária, onde sociedade civil seja diretamente envolvida e consultada nesta construção, respeitando a modicidade;

– Implantação e regulamentação do Transporte Alternativo, bem como abertura de processo licitatório para novas empresas de ônibus, quebrando assim o monopólio exercido pela Taguatur;

– Ampliação das linhas de ônibus que servem a Universidade Federal do Maranhão, criando linhas específicas que façam o trajeto Campus – COHAB/COHATRAC, Campus – São Cristóvão, Campus -Distrito Industrial além de manter as linhas Campus Terminal da Praia Grande e Campus Não Integrado, afim reduzir a superlotação, e oferecer novas opções aos Discentes e Docentes;

– Não ao aumento das passagens de ônibus;

– Passe livre para todos os estudantes;

– Modernização e aumento da frota de ônibus;

– Criação da empresa municipal de transporte público;

– Criação de ciclovias em locais estratégicos;

A 1ª Manifestação Mova São Luís acontecerá nesta quinta-feira (31). A concentração será a partir das 15h na Praça do Bacanga (em frente a entrada da UFMA – Colun). Lá, os manifestantes irão confeccionar cartazes e faixas que estarão presentes na caminhada. A partir das 16h, eles seguirão em caminhada pela Avenida dos Portugueses. Está prevista uma parada em frente a Unidade Mista do Bacanga, onde haverá um ato simbólico em relação à saúde pública. Os participantes da manifestação seguirão até a frente da empresa Taguatur, onde encerrarão o ato público.

Durante todo o percurso, estão previstos vários momentos de palavras de ordem, músicas que retratem a realidade e apresentações culturais. Os organizadores trabalham com a estimativa de que cerca de 400 pessoas estejam presentes na manifestação.

CONTATOS: 

Gildean Farias (8894-9098 / 8244-8355 / 8472-3070)                   gildeanfarias@hotmail.com Enilson Ribeiro (8183-7047) enilson-c-r@hotmail.com

  Publicado em: Governo

2 Responses to MOVA SÃO LUÍS

  1. André Felipe Carvalho Pinheiro disse:

    Sou estudante do Colégio Universitário e sei bem das dificuldades que atingem grande parte dessa população, nós pelo menos temos uma viagem relativamente rápida do terminal ao Campus, imagine das pessoas que precisam ir mais adiante, chega a ser insuportável, a super lotação, muitas vezes me senti com falta de ar dentro do ônibus, pelo calor também. Quem depende do Campus não integrado precisa ter mais paciência ainda para esperar, enfim, a situação É UM CAOS!!!

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog