Afinal, quem responde pela prefeitura de Paço de Lumiar?

Publicado em   21/abr/2012
por  Caio Hostilio

Com a palavra a Dra. Vanessa Clementino Sousa… Em minha opinião, a Justiça é morosa, mesmo sabendo dos fatos. Todos são conscientes pelos quais motivos o vice Raimundo Filho foi cassado pela Câmara de Vereadores e não precisaria tanta burocracia baseada em fluxos de leis ultrapassadas… Os cheques por ele emitidos quando de sua breve passagem pela Prefeitura já comprova todo tipo de ilicitude praticado com recursos públicos.

Agora leio no blog do jornalista Gilberto Leda Paço do Lumiar: Raimundo Filho pode ser afastado a qualquer momento”, como se segue:

Já está nas mãos da juíza Vanessa Clementino Sousa, atualmente respondendo pela 1ª Vara de Paço do Lumiar – Jaqueline Caracas está de férias -, o Decreto nº 002/2012, da Câmara Municipal, com todas as informações sobre a sessão deliberativa que culminou com a cassação do vice-prefeito, Raimundo Filho (PHS).

Ele está atualmente no cargo de prefeito porque a mesma juíza não reconheceu o Decreto nº 001/2012 – que confirmava a cassação – como sendo válido. No despacho em que mandou empossar Filho, a magistrada argumentou que faltava o Legislativo Luminense informar melhor os motivos da cassação de Raimundo Filho, bem como dados técnicos da sessão que culminou com a cassação.

“Na verdade, todo o processo de cassação foi feito corretamente, só o decreto é que foi incompleto para a Justiça. Agora, com a edição do Decreto 002/2012, a Mesa Diretora da Casa corrigiu esse erro”, explicou ao blog, por telefone, o presidente da Câmara, Alderico Campos (DEM).

Cópias do mesmo decreto também foram encaminhadas ao Ministério Público e ao Banco do Brasil, que, aliás, ainda não reconhece o vice como legítimo prefeito de Paço do Lumiar.

Ele passou boa parte do dia no BB. Queria saber detalhes sobre o saldo nas contas da Prefeitura, mas não conseguiu.

Alderico não assume – Ainda por telefone, Alderico Campos informou que a simples entrega da documentação não garante a cassação automática de Raimundo Filho. A posse do próximo nome na linha sucessória depende de nova decisão judicial, que pode sair a qualquer momento, ou na semana que vem.

Além disso, Alderico garante que não assume. “Eu tenho interesse em ser candidato à reeleição para vereador e não assumo. Aí, já vai ser outro problema”, completou.

  Publicado em: Governo

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog