Enfim, as verdades sobre o Prédio das Promotorias vieram à tona!!!

Publicado em   27/dez/2011
por  Caio Hostilio

Alguns devem está pensando que foi um promotor corajoso que investigou tudo e descobriu… Não!!! Foi o acaso do destino… Sabe aquela história que tem males que vem para o bem? Pois é, foi através desses dissabores da vida que a verdade veio de mansinho, de onde menos se esperava…

Esse prédio foi construído fugindo totalmente os princípios arquitetônicos e, principalmente, o projeto estrutural original, levando ao indicio de desvio de recursos públicos de alta monta, conforme aponta o Parecer Técnico feito pela PhD Engenharia, uma das maiores empresas brasileiras de investigação em casos dessa natureza.

Os primeiros problemas estruturais começaram a aparecer assim que o prédio foi habitado, mas os problemas eram sanados aleatoriamente, com manutenções que não sanavam os problemas, pois a estrutura já nascera completamente comprometida.

Nesse momento já era para que os promotores da improbidade abrissem uma investigação, coisa que não fizeram, sabe-se lá por quê?

Até que chegou a gestão do procurador-geral de Justiça, Dr. Francisco, que pegou a caixa de dinamite prestes a explodir. Sem ter conhecimento dos fatos e acreditando no corpo de engenharia da Casa, contratou uma empresa para fazer a reforma do prédio, que ficou apelidado de espeto de pau. Essa empresa no afã de ganhar dinheiro, não solicitou o Projeto estrutural, com isso passou a escavar os pisos e descobrir que vigas não se sustentavam em pilares e que a laje não era condizente, além de não ter vigas de sustentação. O Dr. Francisco não deve tempo de aprofundar as investigações, pois seu mandato se findara.

Atenta aos acontecimentos, a nova Procuradora-Geral de Justiça do Estado, Fátima Travassos, ainda no governo Jackson Lago, mandou suspender o contrato de reforma do Prédio das Promotorias. Isso mexeu com as estruturas políticas do Ministério Público, inclusive da AMPEM.

Deu-se início uma campanha violeta – utilizando até outdoor – de que era necessária a reforma do Prédio das Promotorias. Ali já se verificava que os responsáveis pela aquela obra estavam preocupados e queriam que maquiassem a todo custo o espeto de pau e caso desabasse ficasse sob a responsabilidade do gestor atual.

Pressionada, a Procuradora resolveu dar início a reforma, fez duas licitações, sendo que ambas foram anuladas, pois as empresas inscritas não preenchiam os requisitos necessários. Vendo que ninguém se interessava pela reforma do prédio, Fátima Travassos passou a conversar com os grandes construtores de São Luís e questioná-los o porquê deles não fazerem parte das licitações… Todas as respostas eram as mesmas: “Aquele prédio não tem como reformar, pois não existe o Projeto Estrutural”.

Diante desse parecer, fica evidente que aquele prédio é realmente um ‘ESPETO DE PAU’, como bem classificou o promotor Juarez Medeiros. Fica evidente que muitos ali sabiam de tudo, mas se fecharam em copas. Fica evidente que um órgão que dispõe de diversos promotores de primeira linha se calou diante de uma imundície dessas… É inconcebível!!!  Cadê a Promotoria da Improbidade?

Agora, o ESPETO DE PAU não passará apenas por uma reformazinha como muitos incautos pensavam. Ali só existe uma casca prestes a cair. Por isso, terá que passar uma reformar, ou melhor, uma reconstrução de sua base estrutural, para depois sim ser feita a reforma de acabamento.

Simplesmente, o prédio construído há 10 anos não passa de uma casca, que consumiu milhões do dinheiro do contribuinte, que terá que pagar para reconstruí-lo… Os responsáveis vão ficar impunes? Eis a questão!!! Com a palavra o próprio Ministério Público. Ou devemos acreditar que ficarão calados diante disso e assumirem que realmente em casa de ferreiro o espeto é de pau?

Seria providencial que esse Parecer Técnico da PhD, que já está de posse do CNMP, fosse distribuído para todos os procuradores, promotores, autoridades do judiciário, TCE e a imprensa.

Abaixo apenas uma das partes interessantes desse Parecer:

Em tempo: Para contribuir com a matéria o comentário abaixo:

IVALDO CUTRIM

0 aprovado

ivaldosegundo@hotmail.com
187.41.231.185

 27/12/2011 as 23:19

Caio,

O mais estarrecedor deste escândalo do Ministério Público do Maranhão é que os protagonistas dessa estória, que ainda hoje não foi desvendada por completa, estão por aí incólumes, como se não tivessem cometido improbidade alguma. E ainda por cima, ávidos para voltar a ditar ordens naquela Instituição. Que virou ultimamente palco de politicalhas, especialmente insufladas por esses figurões.

Essas Excelências pensam que todos nós somos tolos e que não percebemos nada. As suas falhas, por ação e omissão, foram ululantes! Um dos ex-procuradores-gerais implicados tinha o poder / dever de aplicar penalidades cabíveis à construtora faltosa. E cobrar judicialmente os danos causados ao erário.

Nada foi feito! Usaram um álibi canhestro: que a construtora havia desaparecido do mercado e que ninguém sabia do paradeiro do seu representante legal e dos seus responsáveis (sócios).

Pura mentira! Pois o representante legal da Proenter Engenharia Ltda, o Sr. Euller Tácito Andrade, figura colunável, viveem São Luíse reside no Edifício Grand Trianon, no retorno do Parque Atlântico / Olho D’água. Mais, a Proenter hoje responde pelo nome de Exclusiva Engenharia… etc. Com atividades empresariais a todo vapor no nosso Estado, como a construção do Mix Mateus no Maiobão e recentemente a construção do luxuosíssimo Edifício San Gabriel no Bairro da Ponta da Areia, por trás do Posto Esso.

É bom que os promotores da probidade administrativa e do patrimônio público façam o rastreamento da Exclusiva e do patrimônio dos titulares da antiga Proenter, quiçá consigam pegar alguma coisa….

 

 

 

  Publicado em: Governo

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog