Informativo

Publicado em   16/ago/2011
por  Caio Hostilio

Excelente nome, mas precisa consenso!!!!

A candidatura de Max Barros tem tudo para avançar e disputar a Prefeitura de São Luís com as mesmas condições do próprio prefeito João Castelo, que tentará a reeleição. Contudo, será necessário que a candidatura de Max Barros seja de consenso e que dêem condições reais políticas e estruturais para que ele possa realmente se integrar ao propósito. Condições políticas, técnicas e, principalmente, de gestão para gerir um governo que tanto São Luís espera. O certo é que os políticos de seu grupo, principalmente aqueles ligados a São Luís, precisarão entrar de corpo e alma nesse propósito, caso contrário acontecerá o que sempre aconteceu, ou seja, lançamento de vários candidatos e a falta do consenso. Espera-se que não façam com o Max Barros, o que fizeram com outros candidatos do grupo, ou seja, abandonam no meio do caminho… Por outro lado, Max precisará de um vice que traga o consenso e que ele seja do PT.

Enquanto isso, a oposição…

A “oposição” ainda está naquele chove não molha… O PDT será o fiel da balança, pois terá que optar em apoiar a reeleição de Castelo ou lançar um candidato próprio, porém para isso terá que ter nome e o nome com maior estrutura é o do Edivaldo Holanda Júnior, que ainda não se filiou ao partido Brizolista. O PSB deve lançar candidato próprio. O nome mais forte é o do Roberto Rocha, que conta com o apoio da Executiva Nacional do Partido. O PPS, por sua vez, fica sobre o muro… Será que Eliziane Gama sai candidata? Tenho minhas dúvidas, haja vista que o PPS é um partido altamente fisiologista.

 

 

Mato sem cachorro!!!

O prefeito João Castelo entrou num mato sem cachorro, pois fez várias alianças prematuramente e hoje vive num caos para tentar montar os cacos que ainda lhe sobraram. Para o prefeito Castelo sobre daqui para frente fazer ações que realmente sejam de bem-estar para a coletividade, caso contrário entrará cada vez mais num marasmo eleitoral.

 

Na “esquerda” o PSOL perdeu a identidade!!!

A “esquerda” PSTU e PSOL vão vir com apenas uma diferença… O PSOL perdeu sua identidade e deve sair com o Haroldo Sabóia, enquanto que o PSTU manterá seus candidatos de sempre: Marco Silva ou Noleto.

A disputa está em aberto…

Na verdade, a disputa pela prefeitura de São Luís está completamente em aberto. Até agora não há preferidos pelos ludovicenses. O eleitor vai buscar aquele que realmente possa melhorar de fato a infraestrutura, a saúde, a educação e a geração de emprego e renda da capital, não aceitando mais promessas mirabolantes, que não saem do papel, servindo apenas para ludibriar o povo.

Congresso ouve hoje explicações de Pedro Novais e Paulo Sérgio Passos

As denúncias de irregularidades nos ministérios dos Transportes e do Turismo dominarão esta terça-feira  (16/8) no Senado e na Câmara. O ministro do Turismo, Pedro Novais, prestará esclarecimentos em sessão conjunta promovida por três comissões da Câmara, enquanto o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, será ouvido na Comissão de Infraestrutura do Senado. Na Câmara, as comissões de Fiscalização Financeira e Controle, de Defesa do Consumidor e de Turismo e Desporto solicitaram a presença de Novais para esclarecer as denúncias de fraude em contratos no ministério. Isso só pode ser patacoada!!! Ora bolas!!! Esses dois ministros apenas dirão que não foram em suas gestões os referidos convênios, com isso o que eles têm a explicar?

 Força Nacional no Piauí

Os homens da Força Nacional reforçarão a segurança no Acre e Piauí, por determinações do Ministério da Justiça. A portaria, assinada pelo ministro José Eduardo Cardozo, está publicada nesta terça-feira (16/8) no Diário Oficial da União. A ordem é que a tropa nacional fique no Acre por, no mínimo, dois meses e no Piauí por 30 dias. No caso do Piauí, o período de 30 dias pode ser ampliado, segundo a portaria. A ideia é garantir a segurança enquanto os policiais militares do estado estão em greve. Os militares piauienses pedem reajuste salarial e equiparação com os policiais civis. No total, 340 homens no Piauí aderiram à paralisação. O Ministério da Justiça não divulgou detalhes da operação que será executada pela Força Nacional e o número de homens envolvidos. Segundo agentes, a ausência de detalhes é motivada por questões de segurança. Nesta segunda-feira (15/8), o governador se reuniu com autoridades na tentativa de encerrar o impasse.

  Publicado em: Governo

2 Responses to Informativo

  1. luis disse:

    É bem provável que, de maneira inconsciente (sic) Roberto Rocha, vai bancar o laranja do grupo Sarney novamente, assim como fez nas eleições de 2010, quando se lançou a senador. Resultado : acabou tirando votos de José Reinaldo e favorecendo João Alberto. A oposição maranhense ainda não entendeu que os partidos Maranhenses não existem, o que realmente pode determinar a vitória nas eleições é a formação de um grupo coeso, onde o principal objetivo e ganhar as eleições, depois decide-se o lugar de cada um.

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog