Que sirva de exemplo para as presepadas envolvendo o Maranhão e o doleiro da Lava Jato… Como tem cheiro de armação e enxofre!!!

MiniEsse texto abaixo se encaixa perfeitamente…

Ser acusado de corrupção com dinheiro do povo pode. Tratar povo como burro, não

Jornal do Brasil

Se uma empresa sofre acusações infundadas – sobretudo quando essas acusações são graves, envolvem cifras bilionárias de dinheiro público e a mais importante estatal brasileira – a sua reação deve ser diretamente proporcional. O acusador, se estiver falando mentiras, deve enfrentar um processo na Justiça tão pesado quanto as falsas injúrias.

Contudo, uma nota paga, que tem como objetivo a defesa desta empreiteira, mas que se limita a afirmar que a relação de um alto executivo e um lobista se deu apenas para efetivar a compra de uma lancha, é tão inexpressiva e desprovida de consistência que nem de longe afasta as suspeitas fartamente divulgadas pela Polícia Federal e pela imprensa.

Ainda mais quando, ao vasculharmos o passado, constatamos que executivos desta mesma empreiteira já recorreram ao expediente de publicar notas pagas em jornal com objetivos bem menos nobres. Curiosamente, também foi através de nota no jornal que a mesma empreiteira também viu ser desmascarada uma jogada ilegal em licitação pública.

Em 1987, o jornalista Jânio de Freitas, num furo de reportagem, antecipou os resultados da licitação da ferrovia Norte-Sul. Ele publicou cinco dias antes dos resultados um anúncio classificado cifrado com os dados dos 18 vencedores, revelando a farsa. Entre os vencedores estava a tal empreiteira que agora novamente se vê envolvida em escândalos.

Em 2001, nova nota paga – e cifrada – em jornal expunha relações nebulosas da empreiteira. Mas desta vez quem publicou foi um ex-executivo da própria empreiteira. De acordo com reportagem da Veja de 3 de outubro de 2001, Roberto Amaral, aposentado da empresa, mandou publicar em jornais do Rio e de Minas Gerais um anúncio misterioso no qual se refere ao seu sucessor, José Rubens Goulart Pereira, como um defunto. O texto comunica a realização de uma missa pela passagem do quinquagésimo dia da “morte” de José Rubens. A missa teria acontecido na Fazenda Guanabira, uma propriedade que Roberto Amaral tem no município de Bananal, no interior de São Paulo.

Contudo, José Rubens estava vivo, e substituiu Roberto Amaral em 1998 na diretoria paulista da empreiteira, chegando a assumir a presidência de um dos braços do conglomerado. Entre debochado e ofensivo, o anúncio também fala de políticos que teriam sido lembrados na tal missa, como os ex-governadores de São Paulo Orestes Quércia e Paulo Maluf. Fala por fim num misterioso Mr. Swenka, do “Banco Helvético Cordier”, numa aparente mensagem cifrada.

No anúncio, de quase um palmo de altura, Roberto Amaral apresenta o desafeto usando o apelido de “Dolly”, numa referência à primeira ovelha clonada do mundo.

Veja o texto do anúncio:

Roberto Amaral e família comunicam a realização, ontem, dia 24 de setembro, do quinquagésimo dia in memorian de José Rubens (Dolly), realizada na Fazenda Guanabira. Auxiliar dedicado por 28 anos, sócio minoritário por 17 anos (até 2001, ano em que não prestou contas, como fazia rigorosamente todos os anos), o autor de inúmeras cartas na qual demonstrava sua eterna lealdade e gratidão, deixou patrimônio real considerável. Presentes estavam entre outros, Mr. Swenka, do Banco Helvético Cordier, Gabriel Donato de Andrade e Sérgio Andrade – donos da empresa Andrade Gutierrez. Os donos da empresa lideraram com fervor o entoar de um salmo em louvor e solidariedade ao Dr. Paulo Maluf e seu filho, Flávio, para que terminem as persecutórias agruras que estão enfrentando. Ao piano, José Carlos Martins, o abandonado no caso Pau-Brasil. Gabriel e Sérgio também fizeram penitência pedindo perdão a Orestes Quércia.

Alguns personagens deste texto também aparecem no escândalo da construção do prédio da Eletropaulo. Idealizado em 1990, no governo Orestes Quércia, suas obras começaram com seu sucessor, Luiz Antônio Fleury Filho, e ficaram sob responsabilidade da Andrade Gutierrez. O valor inicial era de US$ 125 milhões. O Tribunal de Contas do Estado embargou a obra três anos depois, ao constatar o descumprimento do projeto original, que previa a construção de dois edifícios de 86 mil metros quadrados. Naquele momento o empreendimento já havia consumido US$ 250 milhões, a um custo médio de US$ 2,5 mil por metro quadrado, enquanto os edifícios da região eram erguidos a US$ 800 o metro quadrado. Em 1998, o prédio foi repassado ao fundo de pensão da Companhia Energética de São Paulo (Cesp), como pagamento de dívidas futuras. Posteriormente, o imóvel voltou à carteira da Eletropaulo.

Envolvida em tantos escândalos nos últimos 30 anos, o melhor que esta empreiteira pode fazer é pedir desculpas, e não publicar notas pagas que nem as espertas e perspicazes crianças de hoje em dia acreditariam.

tags: Governo | Deixar um comentário

Flávio Dino é contra o Centro Histórico de São Luís!!!

"Palavra de rei não volta atrás. O povo tem que obedecer!!!"

“Palavra de rei não volta atrás. O povo tem que obedecer!!!”

Com uma atitude completamente pautada no ódio, no rancor, na vingança e até na politicagem, o governo de Flávio Dino plantou, ontem (27), uma matéria na Folha de São Paulo, cuja matéria mostra o quanto as informações passadas ao jornal foram distorcidas e fora da realidade, isso com o sentido apenas de desmoralizar o ex-presidente da república.

Segundo o jornal, o ex-presidente doou ao Estado, em maio de 2014, um sobrado tradicional português do final do século 18, comprado por ele em 2003, em risco de desabamento e cuja reforma havia sido determinada pela Justiça.

De acordo a matéria, o governo Dino acusou Sarney de tentar se livrar do custo da reforma e diz que não aceitará a doação do prédio. O imóvel integra o conjunto arquitetônico do centro histórico de São Luís, tombado pelo governo federal em 1974 e considerado patrimônio cultural da humanidade.

Falou mais, emm 30 de maio de 2014, Sarney doou o prédio ao Estado para a implantação de um polo digital. Ele foi incluído em um pacote de restaurações bancadas pelo PAC (Plano de Aceleração do Crescimento). Uma semana antes da transação, uma medida editada pela governadora Roseana Sarney (PMDB), filha do senador, autorizou o Estado a aceitar doações de imóveis que fizessem parte do PAC. O governo Dino pediu uma apuração sobre a negociação e não quer aceitar a transferência. A superintendente de gestão patrimonial, Lídia Helena Figueiredo, disse que é clara a intenção de transferir ao “Estado a responsabilidade de arcar com as despesas”. Sarney diz ter feito a doação a pedido do Iphan, a quem caberá a restauração.

Agora, vamos ao fato real. Ontem (27), conversei com a superintendente do Iphan/MA, Kátia Santos Bogea, que me relatou o que houve de fato.

Segundo Kátia Santos Bogea, o ex-presidente Sarney quando doou ao estado o acervo da antiga Fundação Sarney, incluiu dois prédios que ficam em frente ao Convento das Mercês e que estes estariam incluídos no PAC, mas por problemas não daria tempo de incluí-los, além de informar que ali seriam instaladas a Associação dos Moradores do Desterro e o pólo digital.

Kátia me falou que o ex-prefeito Castelo já havia desapropriado dois prédios que os mesmos iriam fazer parte do PAC, com a finalidade transformá-los em moradia e esse prédio, cujo dono era o ex-presidente Sarney fica colado nos mesmo.

Foi então, que a superintende do Iphan, Kátia Santos Bogea, buscou o então senador Sarney, em Brasília, para ver a possibilidade de ele doar o prédio para que fosse instalado o Pólo Digital e a Associação do Desterro, coisa que o ex-presidente acatou.

Kátia falou: “Não entendo porque tanta política, quando o assunto é a recuperação do Centro Histórico. O ex-prefeito Castelo desapropriou e o senador Sarney doou e o que vale é salvarmos esse acervo”.

tags: Governo | Deixar um comentário

Interventor da transparência ou (des) transparência da intervenção?

1421440895517Eis a questão!!!

Simplesmente atropelaram a lei que criou a Fundação da Memória Republicana e transformaram a figura do presidente da entidade numa espécie de “vaquinha de presépio”… Sequer deixaram uma brecha para que ficasse como a “Rainha da Inglaterra”.

O dono transparência, que usa e abusa das benesses publicas para melhorar os ganhos de seus sócios no seu empreendimento particular, através de nomeações gordas ou até na criação de cargos mirabolantes como “Síndico”, não titubeou em mover todo seu ódio e rancor familiar, principalmente após o saudoso caso “Opera Prima”, em colocar um dos seus para controlar a intervenção que desrespeita a lei em vigor.

O interventor não deixa por menos e segue o roteiro, cuja ordem é o de menosprezar o máximo tudo que diz respeito ao museu da Memória Republicana e, assim, forçar sua retirada do Convento das Mercês.

Como se ver, a (des) transparência vem intervindo naquilo que pertence ao povo brasileiro e que deveria ser mais transparente com a lei em vigor.

tags: Governo | Deixar um comentário

Notícias

Posicionamento de Sousa Neto

posicionamentoGil Cutrim e Ted Lago vistoriam cais de São José de Ribamar

DSC_0322O prefeito Gil Cutrim e o presidente da Empresa Maranhense de Administração Portuária, Ted Lago, realizaram nesta terça-feira (27) visita de inspeção ao cais de São José de Ribamar, logradouro público situado na orla marítima da sede município que funciona como terminal de passageiros de pequeno porte e que figura, ainda, como importante ponto turístico. Na oportunidade, foi montado um grupo de trabalho, formado por técnicos da prefeitura e da Emap, que irá discutir e elaborar ações emergenciais que visam, a curto prazo, recuperar parte da infraestrutura do cais no sentido de oferecer mais segurança aos usuários e visitantes. A vistoria e presença de técnicos da Empresa foram solicitadas por Gil Cutrim ao governo estadual, responsável pela manutenção do cais. Cutrim e Lago, acompanhados das suas respectivas equipes técnicas, inspecionaram toda a extensão do logradouro, cujo acesso de veículos está interditado desde 2013 – a medida foi tomada como forma de evitar acidentes. Ted Lago informou que o trabalho de recuperação do terminal/cais de São José de Ribamar será incluído no cronograma de ações da Emap de reestruturação e melhoramento dos chamados terminais de passageiros, dentre eles o da Ponta da Espera e do Cujupe. Nos próximos dias, a equipe técnica da prefeitura repassará à Empresa estudos recentes que mostram a atual situação do terminal e que contém sugestões no sentido de recuperar e revitalizar a sua infraestrutura. “As ações que serão adotadas visam, primeiramente, melhorar a infraestrutura como forma de garantir mais segurança aos usuários e visitantes. Além disso, também pretendemos adotar medidas direcionadas ao espaço como terminal de passageiro, dentre elas a adequação das rampas de embarque e desembarque. Dentro do que for possível neste momento, e o mais breve possível, o governo irá contribuir com o município”, explicou Ted Lago. Gil Cutrim agradeceu o apoio do governo do estado e disse estar esperançoso de que, em breve, as ações de revitalização serão iniciadas. “Este terminal também é um importante atrativo turístico. Melhorando sua infraestrutura e oferecendo mais segurança e comodidade aos usuários, iremos fomentar o setor [turístico], contribuindo para movimentar a economia na cidade”, disse.

PREFEITURA FAZ AÇÕES DE PREVENÇÃO PARA O PERÍODO CHUVOSO

LimpezaNa época chuvosa, as inundações trazem sempre um período de transtornos para quem transita pelas ruas, estradas e rodovias. De olho nesses problemas, o prefeito de Santa Inês, José de Ribamar Costa Alves, através de suas secretarias e departamentos, elaborou uma série de intervenções para manter transitável a malha viária do município. As primeiras ações ocorreram muito antes da chegada das chuvas. Através de contato mantido com a Vale, o prefeito conseguiu a doação de trilhos que estão sendo utilizados na construção de pontes que irão garantir a trafegabilidade nas estradas da zona rural. A primeira dessas pontes liga o Povoado Barradiço ao aterro sanitário. A visita de entrega dessa obra aconteceu na semana passada e contou com a presença do analista de Relacionamento com as Comunidades da Vale, José de Ribamar Borges Júnior; do superintendente de Manutenção de Vias da mineradora, Henrique Costa Ribeiro; do secretário de Administração/Finanças da Prefeitura de Santa Inês, José Reis Lima; e do diretor municipal de Limpeza Pública, Francisco de Assis Leite Júnior. Durante a visita, eles explicaram que a ponte é de vital importância para a manutenção da trafegabilidade ao aterro. De acordo com o diretor de Limpeza Pública, no ano passado a estrada teve seu tráfego cortado devido à inundação causada pelas chuvas. “Foi um momento muito difícil, pois tivemos que transportar o lixo por etapas. Essa ponte vai garantir que os caminhões trafeguem normalmente mesmo no período chuvoso” enfatizou Júnior Leite. Os integrantes do Executivo local receberam a garantia dos representantes da Vale de que existem trilhos disponíveis para a Prefeitura de Santa Inês.

João Abreu responde ao Jornalão Folha de São Paulo…

joãoabreuSão Luís, 27 de janeiro de 2015.

Ao

Jornal Folha de São Paulo

                   Senhor Diretor de Redação,

                   Em relação à matéria veiculada hoje por esse Jornal com o título “Youssef diz ter pago propina da UTC no Maranhão momentos antes de sua prisão”,onde sou nominalmente citado, informo o seguinte:

                   1 – É mentirosa a afirmação feita por Alberto Youssef de que me teria entregue dinheiro pessoalmente ou por intermédio de “emissários”, pois tais fatos jamais ocorreram.

                   2 – Alberto Youssef foi preso no Hotel Luzeiros, em São Luís,local onde nunca estive hospedado, conforme pode ser facilmente constatado junto à direção do hotel. Por sua vez, o Hotel Luzeiro é todo guarnecido por câmeras de segurança, inclusive nos andares dos apartamentos, o que servirá para desvendar quepercursos percorreu durante sua estadia no hotel.

                   3 – Jamais tive “emissário” encarregado de tratar de quaisquer assuntos com Alberto Youssef, seja de que natureza for.

                   4 – As afirmações mentirosas feitas por Alberto Youssef envolvendo meu nome constituem crime e ele por ela responderá na forma da lei.

                   Atenciosamente,

                   João Guilherme de Abreu

tags: Governo | Deixar um comentário

É muita patacoada da mídia paulistana!!!

Quando querem fazer canalhice é assim: O que esse caso abaixo tem a ver com a Operação Lava Jato? Nada, nadica de nada, nenhum tipo de relação. Mas a doação de R$ 3 milhões da OAS ao candidato Flávio Dino sem nenhuma justificativa plausível, cuja doadora é a mais imunda das empreiteiras citadas em toda investigação, os jornalões fazem de conta de nada aconteceu!!! Quanto custa esse silêncio?

Youssef diz ter pago propina da UTC no MA momentos antes de sua prisão

Paulo Muzzolon

Flávio Ferreira

Folha de São Paulo

14327325O doleiro Alberto Youssef afirmou em delação à Polícia Federal que efetuou pagamento de propina a um integrante do alto escalão do governo Roseana Sarney no Maranhão em nome da UTC no dia de sua prisão. Ele foi preso em março, em um hotel de São Luís (MA), durante as investigações da Operação Lava Jato.

Segundo Youssef, a entrega do dinheiro ocorreu momentos antes da prisão. Ao perceber que seria preso –após retornar uma ligação que descobriu ser de policiais federais do Paraná–, ele diz ter levado R$ 1,4 milhão ao quarto de João Abreu, a um emissário do então secretário da Casa Civil de Roseana Sarney. Depois disso, “retornou ao quarto e ficou esperando a polícia chegar”, de acordo com relato à Polícia Federal.

Além do dinheiro, ele também levou uma caixa de vinhos como presente ao então secretário.

O juiz federal Sergio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato, autorizou o compartilhamento do depoimento de Youssef e outras provas sobre o precatório com o atual governo do Maranhão, do governador Flávio Dino (PCdoB).

O CASO

O caso veio à tona no ano passado, após a contadora de Youssef, Meire Poza, ter revelado a propina em depoimento à PF. Segundo ela, o governo do Maranhão recebeu R$ 6 milhões para furar a fila de pagamento de precatórios e antecipar um pagamento de cerca de R$ 120 milhões para a empreiteira UTC/Constran.

Furar fila de precatório caracteriza, em tese, crime de responsabilidade, um dos motivos que podem levar ao impeachment de governador. Roseana já anunciou que abandonará a vida política.

Youssef estava em São Luís (MA) cuidando desse negócio quando foi preso pela Polícia Federal na Operação Lava Jato, em 17 de março deste ano.

O doleiro afirma ter recebido R$ 4 milhões pela operação. Ainda segundo Youssef, Abreu recebeu, além dos R$ 1,4 milhão, outras duas parcelas de R$ 800 mil, por meio de emissários.

A Constran teria contratado o doleiro para receber o precatório porque não conseguia receber do governo pela pavimentação de estrada que executara nos anos 1980.

A Justiça do Maranhão suspendeu o pagamento do precatório.

Em agosto, a gestão Roseana Sarney disse em nota que “não houve favorecimento no pagamento da ação de indenização proposta pela Constran, há mais de 25 anos”. “Foi realizado acordo judicial, com acompanhamento do Ministério Público, para negociação dessa ação, que trouxe uma economia de R$ 28,9 milhões aos cofres públicos”, afirmou.

A empreiteira nega veementemente que tenha rompido a ordem cronológica.

“O acordo foi realizado seguindo todos os trâmites legais e respeitou todos os prazos estabelecidos pela lei. Além disso, a empresa aceitou receber o valor em 24 parcelas sem nenhuma correção ou juros. A Constran repudia qualquer tentativa de relacioná-la ao pagamento de propinas”, disse, à época.

tags: Governo | 1 comentário

Andrea Murad: Quantos mais a seguirão nessa empreitada? Dois ou três? Eis a questão!!!

Vamos acabar com hipocrisias baratas e canalhas, haja vista que nós seres humanos somos tão hipócritas que conseguimos ser amigo de nossas próprias presas!!! Ora bolas!!! O maior bloco que Assembléia terá é governista e nele está o maior número de deputados eleitos exatamente pelos deputados eleitos pelas coligações que fizeram oposição ao governo que aí está… Para bagunçar ainda mais o balaio, o líder do atual governo também foi eleito pela coligação que lhe fez oposição e até o líder do maior bloco governista também foi eleito por uma coligação que fez oposição ao governador eleito… E a maioria esmagadora dos deputados eleitos pelas coligações contraria está agora tudo querendo mamar nas tetas do Palácio dos Leões. Portanto, é um balaio de seres humanos!!!

Do blog Jorge Aragão

andrea-murad-1De O Estado – A deputada estadual eleita Andrea Murad (PMDB) afirmou a O Estado que cobrará transparência na administração pública estadual e nos atos da Assembleia Legislativa durante o seu mandato. Ela admitiu que é praticamente irreversível a vitória do deputado Humberto Coutinho (PDT) na eleição para a presidência da Mesa Diretora da Casa e garantiu que ficará vigilante em relação ao tratamento que será dispensado pelo Executivo ao Poder Legislativo. Murad mantém candidatura de protesto para a Mesa.

A deputada afirmou que o Parlamento Estadual precisa atuar com independência e autonomia, sem que haja qualquer tipo de interferência do Governo do Estado nas decisões da Casa. “O que temos visto desde o início das discussões da eleição da Mesa é a atuação do governo no processo, principalmente com a imposição de candidatura. E em relação a isso precisamos ficar vigilantes, para que não haja essa mesma interferência na Casa ao longo de nosso mandato. A Assembleia não pode caminhar sob o que determina o Executivo”, disse.

Murad também afirmou que não aceitará tratamento desigual da direção da Mesa Diretora em relação aos deputados que compõem o plenário. “Não é correto, por exemplo, que gabinete de um colega tenha certa estrutura e o meu não, só porque não pertenço à base governista ou porque não votei na chapa ‘X’. Membros do atual governo pregam o fim dos privilégios. Então, que haja isso na prática. Vamos exigir transparência, publicação de todos os atos, fim dos privilégios e um parlamento livre”, completou.

Andrea Murad foi a primeira a se manifestar contrária a candidatura do deputado Humberto Coutinho à presidência da Casa. A justificativa é o fato de Coutinho ter sido, segundo a peemedebista, uma imposição do governador Flávio Dino (PCdoB).

Murad também tem questionado atos do Executivo, principalmente os que dizem respeito às despesas do Estado e no tocante à administração da rede de saúde. A parlamentar tem utilizado a sua página em rede social para fazer as denúncias.

Isolado ­ Murad também comentou o fato de o PMDB, partido que elegeu a maior bancada na Assembleia Legislativa ao lado do PV, ter ficado sem membros indicados para a Mesa Diretora da Casa.

Ela divergia com membros da sigla em relação ao apoio ­ já oficializado ­ a Humberto Coutinho. Defendia o lançamento de candidatura própria e veto ao nome do pedetista.

O partido acabou definindo posicionamento em relação a eleição da Mesa somente no sábado, quando as demais siglas já haviam feito a composição Blocos Parlamentares e da Mesa. Com isso, o partido ficou sem representatividade na direção da Casa.

“‘O desejo’ [de apoiar Humberto] dos deputados encaixou­se bem com a estratégia do novo governo, que era o de deixar o PMDB isolado. De nada adiantou a defesa fervorosa do partido à candidatura de Coutinho. Isolado está e isolado permanecerá”, finalizou.

tags: Governo | 2 comentários

Flávio Dino sabe que o povo está mudo, cego e surdo!!!

"Palavra de rei não volta atrás. O povo tem que obedecer!!!"

“Palavra de rei não volta atrás. O povo tem que obedecer!!!”

Ontem (26), fui convidado para participar de reunião que tinha como objetivo debater o IDH do Maranhão, onde estava presente o adjunto da Secretaria de Comunicação do Estado e outros assessores de comunicação. O engraçado é que no exato momento em essa reunião acontecia, o governo do estado estava reunido com 30 prefeitos no Palácio dos Leões.

A comunicação entre as duas reuniões era bem monitorada!!!

Utilizei da palavra para difundir o meu pensamento sobre o IDH do Maranhão no que tange a canalhice política utilizada nesse estado por anos ao condicionar no pensamento do povo de que tudo de errado era culpa de apenas um gestor público e não dos 218 gestores e que isso não se diferenciava no extrativismo social e sequer no nível de escolaridade, visto que o projeto apresentado apenas apresentava fomento econômico, deixando de lado os educacionais, os de saúde e os de infraestrutura.

Mas é nessa mentalidade míope do povo que Flávio Dino e seus auxiliares apostam e iram continuar, haja vista que esse é o grande gancho para se manter no poder…

O que interessaria ao Flávio Dino passar didaticamente ao povo como funcionam de fato os princípios e quais são as responsabilidades das três esferas governamentais?

Portanto, o povo não quer saber se o governo de Flávio Dino está nomeado pilantra, agiota, navalhado, rapinado, quadrilheiros e nem tampouco utilizando do nepotismo e da prática de nomear funcionários fantasmas!!!

Para o povo, que está mudo, cego e surdo, tudo isso está sendo feito em prol da mudança e do novo, que libertará o Maranhão!!!

A culpa de um criminoso perigoso ter fugido do Socorrão e virar notícia nacional, para o povo ainda é culpa da ex-gestão.

Oferecimento de salários pífios para professores é ainda culpa da ex-gestão.

O povo quer esse governo e os políticos querem tirar todas as vantagens dele…

E o Maranhão?

tags: Governo | 1 comentário

Flávio Dino: Como fazer educação de qualidade sem valorizar o corpo docente?

professorQuando será que os políticos brasileiros deixarão de usar o discurso mais nefasto em época eleitoral: “Vamos fazer uma educação de qualidade e de valorização do professor”, e assumir que essa classe passou a ser completamente desvalorizada no Brasil a partir da Lei 5692/71, cujos ditames restringem os professores a serem meros expositores de matérias, sem diálogo e sequer sem questionamento crítico. O Brasil precisa de gestores realmente comprometidos em reverter essa realidade educacional, onde os pontos cruciais estão pautados numa linha pedagógica que de fato traga o ensino/aprendizagem em sua essência e, principalmente, professores bem remunerados, que possam construir suas aulas na busca do aprendizado prazeroso, isso estimulando o questionamento e as críticas, pois assim veremos uma revolução educacional. Não é com essa proposta psicodélica que você, Flávio Dino, fará alguma mudança na educação no Maranhão ou quiçá melhorar os índices educacionais.

Não é de hoje que no Brasil exista um baixo interesse pela docência. Segundo estimativa do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), apenas no Ensino Médio e nas séries finais do Ensino Fundamental o déficit de professores com formação adequada à área que lecionam chega a 710 mil.

E não se trata de falta de vagas. A queda de procura tem sido imensa. É triste essa realidade, mas como mudar com a visão míope dos governantes brasileiros, que usam discursos fantasiosos e praticam o contrário?

10612795_1590943757791537_263471298842796258_n

tags: Governo | 3 comentários

Notícias

Eles merecem? Deputados devem custar R$ 75 milhões ao mês

camaraZecaRibeiroCamaradosDeputadosNa última semana de trabalhos, deputados e senadores aprovaram o reajuste salarial para a próxima legislatura. Ao acrescentar o acumulado do IPCA dos últimos quatro anos aos vencimentos atuais, eles verão os contracheques subirem dos atuais R$ 26,7 mil para R$ 33,7 mil. Desta forma, também vai aumentar o gasto que o país terá com cada parlamentar. A partir de 1º de fevereiro, quando o novo subsídio dos deputados federais passa valer, cada parlamentar pode custar mensalmente R$ 1.792.164,24 aos cofres públicos. Este valor leva em conta os 13 salários anuais, a média de gastos da ajuda de custo, do cotão, do auxílio-moradia e dos gastos com verba de gabinete. E aí, senhores contribuintes, vocês aprovam bancar tudo isso sem cobrar maior empenho dessa rapaziada?

Odebrecht assume sistemas de saneamento de São José de Ribamar e Paço do Lumiar

DSC_0145A Odebrecht Ambiental, empresa do Grupo Odebrecht e que atua em 180 municípios brasileiros atendendo mais de 16 milhões de pessoas, assumiu oficialmente nesta segunda-feira (26) a concessão dos sistemas de abastecimento de água e esgoto dos municípios de São José de Ribamar e Paço do Lumiar, localizados na região metropolitana de São Luís. Os detalhes da concessão, que tem validade pelos próximos 35 anos, foram divulgados durante coletiva de imprensa realizada no Hotel Luzeiros no período da manhã. Participaram da mesa de explanação o diretor da empresa no Maranhão, Helder Dantas; os prefeitos Gil Cutrim (São José de Ribamar) e Josemar Sobreiro (Paço do Lumiar) – presidente e vice-presidente do Consórcio Intermunicipal Pró Cidades, respectivamente – além do diretor da Câmara de Regulação do Consórcio, Gilvan Valporto. Focada em metas concretas que visam elevar os índices de abastecimento de água tratada e coleta e tratamento de esgoto, a Odebrecht Ambiental investirá mais de R$ 450 milhões, ao longo dos anos, na recuperação, otimização e ampliação dos sistemas dos dois municípios. O Consórcio foi idealizado pelo prefeito Gil Cutrim com o objetivo de fazer com que os municípios da Ilha atuem, de forma parceira e conjunta, em vários segmentos da administração pública em benefício das suas populações. São José de Ribamar e Paço, durante décadas, tiveram os seus sistemas gerenciados pela CAEMA, que pouco ou nada investiu para melhorá-los. A empresa possuirá escritórios de atendimento ao público nos dois municípios. Em São José de Ribamar, o trabalho será feito no prédio onde funcionava o antigo posto da CAEMA, localizado na Avenida Gonçalves Dias, na sede da cidade. Em Paço, o atendimento será feito em um prédio situado na Avenida 09, no Maiobão. Ambos estão em fase de estruturação e estarão operando nas próximas semanas. Os usuários, a partir de agora, também poderão manter contato com a concessionária através do 0800 771 0001 (a ligação pode ser feita, inclusive, de telefone celular) ou por meio do site www.odebrechtambiental.com  É importante frisar que os serviços da Odebrecht Ambiental serão regulados e fiscalizados pela Câmara de Regulação do Consórcio Intermunicipal Pró Cidade, formada por técnicos das duas administrações municipais e por representantes da sociedade civil organizada.

Gastão Vieira lança revista nesta terça-feira(27) em São Luís‏

banner gastao3O deputado federal, Gastão Vieira, lança nesta terça-feira (27) uma revista com o resumo das suas ações parlamentares entre 1987 e 2015. “Gastão Vieira: Trabalho pelo Maranhão” faz uma retrospectiva dos Projetos de Lei e emendas parlamentares que beneficiaram milhares de maranhenses durante os seus 28 anos de vida pública, desde quando foi eleito pela primeira vez deputado estadual. A publicação traz ainda as ações de Gastão Vieira quando esteve à frente da Secretaria Estadual de Educação, como a implantação das Bibliotecas Farol da Educação e a criação do Colegiado Escolar. Como deputado federal, por cinco mandatos, destaque para os Projetos de Lei e emendas que garantiram recursos para os municípios maranhenses. E como Ministro do Turismo, ações que ajudaram o Maranhão a fortalecer o setor em todas as regiões do estado. O lançamento da revista “Gastão Vieira: Trabalho pelo Maranhão” está marcado para as 18 horas, na Academia Maranhense de Letras, na Rua da Paz, 85, Centro de São Luís.

tags: Governo | Deixar um comentário

Ainda sobre o médico Campos da Paz…

aloysio-campos-da-paz-nasceu-no-rio-de-janeiro-em-1934Não poderia deixar de republicar alguns dos questionamentos feitos ao ilustre mestre Campos da Paz pelo Correio Brasilienze e suas respostas… Respostas que me pautaram minha em gestão pública e, principalmente, na condução da busca do ensino superior realmente voltado para o ensino/aprendizagem. Eis aí minhas críticas ao curso de medicina oferecido atualmente pela UFMA e, principalmente, os motivos pelos quais sou contra a abertura do curso de medicina em Imperatriz sem estrutura, cujos princípios da indissociabilidade em ensino, pesquisa e extensão não existirão.

Para ler a matéria completa clique aqui.

Por que o governo brasileiro não o adota o modelo do Sarah na gestão de grandes hospitais, como o Hospital de Base?

Você teria que mandar para casa a minha geração. Você só constrói, muda, se convencer os jovens. E você só convence os jovens se praticar o discurso que você faz… Um professor faria todo um discurso sobre dedicação exclusiva e às 5 horas da tarde pede licença para ir para o consultório particular. A transformação da assistência médica depende de uma conciliação do discurso com a prática. Não é complicado, mas demanda coragem. Uma luta política que vai conflitar com grandes corporações, com interesses pessoais bastante arraigados. O objetivo da rede Sarah hoje não é o de resolver o problema de assistência médica no país. Jamais foi! É o de criar um modelo que seja contraditório, para que a população entenda que pode existir um modelo diferente do que está por aí. Um pensador disse certa vez que o Sarah é um belo modelo de contradição. É preciso dizer que Brasília começou com um modelo de assistência médica semelhante ao Sarah. Ele foi deturpado pelo tempo.

Então o sistema público será engolido pelo privado?

Não é o que prevê a Constituição. Fui assessor da comissão de Saúde da Constituinte (entre 1986 a 1988) e criei a frase “Medicina é um dever do Estado e um direito do cidadão”. Só que nos capítulos seguintes determinam que quando o estado não puder prover, ele contrata a iniciativa privada. O que ocorre: o médico trabalha para o Estado e para a iniciativa privada. O médico e todo mundo. Aí implode o hospital público para transferir para o hospital privado, para obter lucros. Isso é o que está acontecendo. Essa decadência do serviço público no Brasil, que agora está sendo transferindo para a educação, decorre dessa coisa esquizofrênica. Quem paga essa conta somos nós, com o Imposto de Renda. O mesmo recurso que financia a Rede Sarah, vem da mesma fonte que financia o serviço privado no país. Na Constituinte, nós propomos o seguinte: você quer fazer medicina privada, ótimo; corra o risco do capital; o governo não pode bancar isso. No entanto, essa tese foi deturpada na elaboração da Lei Orgânica da Saúde.

O senhor também critica o isolamento de pessoas doentes em UTIs. Para o senhor, com mais de 50 anos de prática médica, como deve ser o tratamento de um paciente grave?

Eu venho de uma época em que as famílias, incluindo as crianças, estavam ao lado das pessoas queridas antes delas morrerem. Isso aconteceu no falecimento da minha avó e do meu avô, como conto no livro. Eu acho, no mínimo, cruel isolar uma pessoa dos seus entes queridos quando ela vai morrer.

Como deve ser o tratamento de uma pessoa em estágio terminal?

No Sarah, não temos UTI. Todos os equipamentos de cuidados intensivos podem ser levados de um lado para outro. Temos uma unidade que chamamos de primeiro estágio, onde há uma concentração maior de pessoas, que sabem lidar com esses aparelhos, mas a família entra. Não entram multidões, mas poucas pessoas, tomando cuidados contra infecções hospitalares. O importante é que a família esteja junto.

Essa experiência pode ser adotada por outros hospitais?

Tudo é possível. Basta querer. O problema não é de possibilidade, mas de vontade.

Quais foram pessoas importantes na criação do Sarah?

João Paulo de Reis Velloso. Foi uma pessoa que fez um trabalho muito importante no Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica aplicada) e na Seplan na década de 1970. Sem ele, dificilmente o projeto seria aprovado. Na elaboração do projeto, Eduardo Kertesz, que já morreu de câncer de pâncreas. Na transformação do Sarah como embrião de um projeto que veio a se tornar nacional, o ex-presidente José Sarney. Depois, alianças com pessoas como Lucio Costa, Pompeu de Souza, Darcy Ribeiro… Muitas pessoas de ontem e de hoje, várias delas que fazem parte do conselho. A ideia de criar o conselho, para respaldar os princípios e o cotidiano do Sarah, foi do Magalhães Pinto (José de Magalhães Pinto, político mineiro e criador do Banco Nacional). Quando eu lutei para que o Congresso aprovasse a lei que dei origem a rede Sarah (no início dos anos 1990), várias pessoas ajudaram nessa missão. Até então, o Sarah era uma fundação, vinculada ao Ministério da Saúde. Com a lei (aprovada em 1991), passou a ser uma associação (das Pioneiras Sociais) com contrato de gestão com o Ministério da Saúde. Portanto, uma instituição pública, não estatal. É difícil mencionar nomes sem fazer injustiça. São tantas pessoas…

A Rede Sarah precisa ser ampliada?

Não! Não. Você não faz assistência médica com tijolo, com estrutura metálica. Você faz com gente. E hoje no Brasil gente com G é muito difícil, devido ao grande número de faculdades de medicina que preparam pessoas sem qualificação e não há cursos de pós-graduação. Eu te dou um exemplo: Em 1917, a situação nos Estados Unidos era semelhante a que vivemos hoje aqui. O governo americano pediu um relatório, denominado Flexner. Era uma época em que médicos puxavam carochinha, vendendo xaropes de longa vida. Flexner fez o levantamento e propôs o fechamento da maioria das faculdades de medicina. A medida foi adotada em 1921/22 e implantou-se a residência médica. Além disso, o médico para praticar a profissão tinha de fazer uma pós-graduação em um serviço médico. A medicina americana deu um grande salto. Agora, está em crise devido a problemas econômicos, às grandes corporações e aos planos de saúde.

O governo brasileiro deve tomar a mesma atitude agora para melhorar a qualidade do ensino médico?

A qualidade do ensino médico começa pela qualidade da educação fundamental. Esse negócio de ficar abrindo faculdades, achando que vai melhorar a qualidade e o acesso é besteira. O Brasil tem que investir pesado na educação fundamental, para criar novas gerações qualificadas, que vão abrir os seus caminhos e ingressar no ensino superior – ser médico, engenheiro, advogado, fotógrafo… Esse problema não se resolve em um governo; resolve-se em três décadas, no mínimo, se começar hoje. Tem que se aplicar todos os recursos para educação no ensino fundamental. Todos. Manter as universidades federais. E as universidades particulares que se virem; elas cobram. Não podem receber subsídios do estado, como bolsa-educação. Um absurdo!

Qual é o ponto mais importante da criação da rede Sarah?

Desde a origem do projeto a missão principal é formar gente. Centenas e centenas de profissionais se formaram na rede Sarah. Muitas ficaram, muitas saíram. O sucesso da instituição se deve a um projeto constante, cotidiano e coerente de formação. E é uma formação que não implica somente no conhecimento da técnica; implica também em opções ideológicas. Não é fácil atrair um jovem para dedicar a sua vida a uma causa. O Sarah é uma causa. A pessoa larga tudo para ficar em tempo integral, com dedicação exclusiva. É bem paga, pois vivemos em uma sociedade de consumo. Precisa se dedicar e nem todas as pessoas querem correr o risco de cortar as amarras. Muitas vêem, trabalham, se qualificam e vão para os que eles chamam “a selva”. Alguns voltam da “selva” em outras seleções, porque aqui só é admitido com concurso público, bastante rigoroso.

Abaixo um comentário e uma resposta minha para que possam melhor mensurar…

Antonio Lima disse:

Como você se sente, tendo convivido junto a todos esses avanços que o Hospital Sarah desenvolveu, e continua desenvolvendo prestando serviço de excelente qualidade para a população, e hoje, conhecedor da realidade da saúde pública do nosso País, vê todos esses descasos das autoridades com a rede pública de saúde, sabendo que poderia ser bem diferente?

Que falta para termos o modelo do Sarah implantado em todas as unidades de saúde do nosso País, seria querer algo impossível?

Admin disse:

Antonio, Jatene quando foi Ministro da Saúde esteve no Sarah, é disse que o modelo do Sarah deveria ser copiado por todos os países, pois ali se via realmente a medicina em sua essência, principalmente com pesquisa e extensão. Não demorou para que hospitais de São Paulo copiassem o modelo do Sarah, como o INCOR, SIRIO e o Hospital da USP. Não seria dificil colocar em prática esse modelo no Brasil, para isso a exclusividade dos profissionais seria o primeiro passo, contudo mexeria com o bolso dos donos de clínicas particulares e, principalmente, dos Planos de Saúde. É como Dr. Campos disse na entrevista: “E preciso ter coragem”. Vou lhe dar um exemplo claro que mudanças mal feitas afeta diretamente na população. A antiga Fundação das Pioneiras Sociais era que administrava todos os cemitérios Brasília e a única que fornecia as urnas funerárias. Brasília tinha um serviço de excelência nesse sentido. O GDF – Governo do Distrito Federal brigou e tomou para si essa responsabilidade, terceirizando o serviço, com isso virou um caos total em Brasília, principalmente com o cartel das funerárias existentes hoje no DF e o descaso com os cuidados com os cemitérios, além da máfia da morte desconhecida (quando o médico sabe que o paciente pode morrer e não faz nada para salvá-lo, pois tem acordos com tais funerárias). Sou testemunha disso… Portanto, é complicado brigar contra o capital.

tags: Governo | 1 comentário

Afinal, em que mundo espiritual se vive? Estado Islâmico ordena novos ataques na Europa e no Ocidente

bemmalO grupo extremista Estado Islâmico (EI) ordenou, nesta segunda-feira a realização de novos ataques contra os países ocidentais, elogiando os atentados já executados por jihadistas, principalmente os ocorridos na França.

“Pedimos aos muçulmanos da Europa e do Ocidente infiel que ataquem em todos os lugares (…), nós prometemos aos cristãos que eles continuarão vivendo em estado de alerta, de terror, de medo e de insegurança (…) Vocês ainda não viram nada”, afirmou Mohammad al-Adnani, porta-voz do EI em uma mensagem de áudio publicada na internet.

No último domingo, o grupo confirmou, por meio da sua rádio, que executou o refém japonês Haruna Yukawa, um dia depois de ter divulgado um vídeo anunciando a efetivação.

“O Estado Islâmico cumpriu a sua ameaça e executou o refém japonês Haruna Yukawa após ter expirado o prazo dado ao Japão”, anunciou a rádio do grupo, Al-Bayan, por meio do Youtube.

“O segundo refém (Kenji Goto) apela aos seus familiares para pressionarem o governo para a libertação da nossa irmã Sajida Al Rishawi, detida na prisão dos opressores na Jordânia, em troca da sua libertação”, diz a mensagem.

A iraquiana Sajida Al Rishawi está presa e foi condenada à morte na Jordânia pelo envolvimento em um triplo atentado a bomba perpetrado em Amã em novembro de 2005 que provocou a morte de 60 pessoas.

tags: Governo | Deixar um comentário

Quando a transparência delata a falsa moralidade!!!

diganãofalsidadeO Falso Moralista é aquela pessoa que defende comportamentos rígidos e exemplares perante a sociedade, que aparenta ser uma pessoa de conduta social exemplar e não o é. Que prega a moral e os bons costumes, porem no seu dia-a-dia não pratica a moral que ele defende, ou julga correta Em diversas situações o ser humano sabe que é imoral, porém o falso moralista procura camuflar e transparecer que é um moralista, ético… Na verdade, um hipócrita.  

 Em minha opinião, esta pessoa também é conhecida como “Hipócrita. Tem conceito de valor, ética ou moral, mas confunde-se no momento de entendê-lo”. Tem a ilusão de estar sempre certo. Para esta pessoa, a lógica jamais conseguirá desmontar suas idéias inquestionáveis. “Àquele que critica suas idéias”, ela mostra desprezo, porque se mantém numa postura inflexível, considerando seu código de ética como sagrado. Por isso digo que o falso ético mesmo se delata!!!

Este tipo de pessoa que prega para todo mundo o que acha certo ou errado pode se colocar em situações embaraçosas, pois a qualquer momento irá cair em contradição porque não conseguirá se mostrar “certinha” o tempo todo. A qualquer momento que ela sair daquilo que acha certo e moralmente aceito, será tachada de “Falso Moralista” por não pregar nada daquilo que defende, faz isto apenas para se blindar e prejudicar os demais. São pessoas que já aprontaram coisas horríveis e ainda continuam fazendo e se esquecem que não têm nenhuma moral para falar dos outros.

Vamos a alguns exemplos claros:

Antes a cobrança e a crítica feitas aos berros da tribuna da Assembléia Legislativa, dos microfones das emissoras de rádios e através das matérias pagas nos jornalões paulistanos contra a gestão anterior era algo de transcendia o grau supremo da onipotência e da onisciência, porém deixava um rastro de enxofre no que se via em São Luís e nas demais cidades já abocanhadas pelo canto falso de uma mudança utópica.

Não bastou muito para vir à tona o bloqueio do pagamento de trabalhadores e nomeações esdrúxulas e escandalosas.

Outro exemplo clássico da falsa moralidade. Ver e ouvir todos aqueles que esbravejavam contra o nepotismo, a má conduta com a coisa pública, se calarem diante de tudo que está acontecendo e até fazer parte de toda essa pouca vergonha!!!

Mas vamos fazer apenas um questionamento, visto que as nomeações esdrúxulas e escabrosas já é algo tão comum, por que será que o governo atual não justificou até agora como e por que a OAS doou para sua campanha eleitoral do candidato vencedor R$ 3 milhões?

 Este tipo de gente não pensa duas vezes, atropela quem estiver em sua frente. Eu não sei se este texto foi para desabafar… Mas é que cansa ver falsos moralistas e hipócritas posarem como se fossem a Madre Tereza!!! Mostrar uma conduta que na verdade não tem? Este “Falso Moralismo” é a afetação de uma virtude, de um sentimento louvável que não se tem. Impostura, fingimento, simulação, falsidade e falsa devoção. Uma verdadeira hipocrisia.

tags: Governo | Deixar um comentário

Aí está um questionamento crítico a ser mensurado!!! Ou devemos aceitar tudo como está?

Por Thâmara Silva (Facebook)

Eleitor-palhaçoO povo em sua total ignorância e maioria já provaram mesmo que não sabe votar. Protestaram tanto contra a Dilma, paralisaram o Brasil pedindo a cabeça da mesma, e elegeram-na, agora estão reclamando pelo absurdo aumento doa impostos e afins.

Desde que a gestão da Mudança assumiu a prefeitura todos os ludovicenses reclamavam da omissão por parte de Ed. HOLANDA Jr, e vale lembrar que a prefeitura mesmo tendo muitos recursos nunca nos apresentou nenhuma grande obra para São Luís e muito menos realizou suas promessas mirabolantes. É minha gente, ele prometeu tudo que queríamos ouvir, creio que se a gente tivesse reclamado que São Luis estava num calor infernal ele com certeza prometeria climatizar a cidade, se ele ia cumprir? Lógico que não! Isso é uma utopia, sim, assim como 90% do que ele prometeu.

O fato é que São Luís virou um dos piores lugares para se viver e criar nossos filhos.

Observem ruas e avenidas intrafegáveis sem nenhuma assistência pública, escolas deterioradas e de péssima qualidade por falta de condições dignas. E vendo toda a situação agravante de abandono é com muita tristeza que vejo nas pesquisas Ed Holanda Jr subindo. Sinceramente o que queremos? É continuar mantendo os omissos e corruptos no poder? Já não bastam esses dois anos de mentiras e descaso que estamos vivendo nas mãos desse prefeito? É uma dura e triste realidade, mas o maranhense em sua maioria é frágil e manipulável, vivia a reclamar da prefeitura e elegeu para Senador o vice-prefeito de São Luís, aquele que colaborou junto a Holandinha para a perpetuação do caos e da desordem municipal. Realmente os mesmo analfabetos que não sabem o e fazer diante um caixa eletrônico não sabem o que fazer com sua cidadania.

É muito triste ver o povo servindo de massa de manobra, devido à ignorância e alienação onde ninguém faz nada para libertar-se disso. Se vendem por quantias irrisórias e por promessas falsas, onde com um pouco mais de questionamento crítico você desconstrói todo esse emaranhado de mentiras.

tags: Governo | 7 comentários

Mas não é que o dito popular: “O povo tem o governo que merece!” faz sentido… Holanda Junior cresce nas pesquisas!!!

eleitorbrasileiroVai entender o sentimento do povo!!! Ou melhor: vai entender o que fazem para ludibriar o povo!!! Ou ainda: será que o povo continua se iludindo com falsas promessas e se agasalhando com as poucas moedas que caem dos bolsos dos espertos?

Eis a questão!!!

O certo é que tudo vai de acordo como os diabinhos gostam… O povo só serve mesmo de massa de manobra!!!

Enquanto isso, eu recebo mais um email dos prestadores de serviços do ICN que prestam serviço da SEMUS que ainda não receberam seus salários, conforme o texto abaixo:

É MUITO TRISTE PARA UM PAI DE FAMÍLIA QUE TRABALHA O MÊS TODO EM PROL DE RECEBER SEUS VENCIMENTOS NO FINAL DO MÊS PRA HONRAR SEUS COMPROMISSOS E NA HORA FICAR COM AS MÃOS ABANANDO… E O NOSSO CASO FUNCIONÁRIOS DA “ICN” QUE PRESTAMOS SERVIÇOS A SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE SÃO LUIS, JÁ ESTAMOS SEM RECEBER O MÊS DE DEZEMBRO DE 2014 E JA ENTRANDO O MÊS DE JANEIRO DE 2015. E TODO DIA EMPRESA DIZ UMA COISA.. NÃO SABEMOS O QUE REALMENTE ESTA ACONTECENDO POIS A ICN ALEGA A FALTA DE REPASSE DO VALOR DO CONTRATO DA SEMUS. E NOS FUNCIONÁRIOS FICAMOS A MERECER DESTA SITUAÇÃO.. TRISTE ISSSOOO 

tags: Governo | 6 comentários

Por que Flávio Dino desafia com suas nomeações mirabolantes? Ministro do STF comenta sobre a dificuldade de julgar pessoas da elite brasileira‏

Ora bolas!!! Simplesmente porque sempre utilizará a mais surrada frase de que ainda não se deu a sentença, coisa que ele, como ex-juiz federal e conhecedor dos privilégios concedidos aos “superiores” jamais acontecerá!!!

Portanto, fica muito fácil nomear navalhado, rapinado, companheiros do Cachoeira, corruptos com desvios de milhões com o dinheiro da saúde, da educação, do uso descarado do nepotismo e assim por diante…

Mudar não é discurso, mas sim ações e para isso deveria começar pondo fim a tudo isso, que demonstra claramente que na muda no Quartel de Abrantes!!!

tags: Governo | Deixar um comentário