Não se brinca com profissionais!!! Em entrevista, Eduardo Cunha diz que PMDB assumirá uma nova postura

Publicado em   11/fev/2013
por  Caio Hostilio

Deputado diz que priorizará a bancada em detrimento do governo, faz alertas ao Planalto e avisa: a sigla não aceita perder espaço em 2014. Eu disse aqui que o PMDB é o partido mais profissional do Brasil e que Eduardo Campos e uma parte pequena do PT foram cutucar onça com vara curta!!! A resposta veio com a escolha do líder do PMDB na Câmara. Os afoitos daqui acham sabem muito e terminam comendo mosca…

Karla Correia

cumhaA notícia da eleição de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para a liderança da segunda maior bancada da Câmara dos Deputados foi recebida com preocupação pelo Palácio do Planalto, que encara o deputado fluminense como um risco em potencial para a agenda legislativa do governo no Congresso. E a primeira atitude de Cunha no cargo não deixou por menos. Já na primeira reunião que teve com o líder da legenda, o deputado anunciou a intenção de impedir que a política de desonerações utilizada pela presidente Dilma Rousseff como instrumento para manter a economia em movimento, em meio a uma crise mundial, atinja a receita de estados e municípios. “Que a desoneração seja feita apenas sobre a parte da União”, prega o líder. Apesar de apontar problemas na relação entre a bancada e o governo, ele não vê motivo de tensão no Planalto por conta da mudança que pretende estabelecer na postura do partido na Câmara. “Agora, a bancada vai se posicionar”, afirma, deixando claro que o comportamento “obediente” do PMDB nos dois primeiros anos do governo Dilma se deu em função do projeto de eleição de Henrique Eduardo Alves para a presidência da Casa. Em entrevista ao Correio, o novo líder do PMDB fala sobre a relação do partido com o Planalto e cobra mais espaço no governo para a ala mineira da legenda, sob pena de quebrar a harmonia da aliança entre PT e PMDB para as eleições de 2014

O primeiro posicionamento anunciado pelo senhor como novo líder do PMDB na Câmara vai contra a política de desonerações que o governo tem usado para enfrentar a crise…

Eu falei estritamente sobre uma parte dessa política de desoneração, que é a redução da alíquota do IPI e do Imposto de Renda. A posição da bancada é que as desonerações não podem ser feitas atingindo as receitas compartilhadas, que são distribuídas por meio do Fundo de Participação dos Estados (FPE) e do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Então, se é para fazer a desoneração do Imposto de Renda e do IPI, que seja feita apenas sobre a parte da União, sem atingir estados e municípios. A gente não está discutindo o mérito da desoneração. A gente está discutindo que a desoneração tem de ser feita sobre aquilo que pertence à União.

  Publicado em: Governo

2 Responses to Não se brinca com profissionais!!! Em entrevista, Eduardo Cunha diz que PMDB assumirá uma nova postura

  1. Pingback: Falei aqui que não se brinca com profissionais!!! Eleições no Congresso reforçam peso do PMDB no segundo mandato | Caio Hostilio

  2. Pingback: Esse blog sempre se antecipa!!! Cunha discute impeachment com ministro do Supremo |

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog