O Maranhão pode fazer oposição ao governo Bolsonaro?

Publicado em   09/jan/2019
por  Caio Hostilio

Até pode e faz parte da democracia, mas seria um suicídio econômico e social, pois o Maranhão se encontra numa situação de desgaste fiscal, econômico e social, pois seus gastos superam suas receitas, descumpre a Lei de Responsabilidade Fiscal, onde sucumbiram os mais de R$ 2 bilhões deixados do empréstimo do BNDES e endividou ainda mais o Estado com empréstimos mirabolantes, secou os cofres com FEPA, apropriou-se da verba federal do Porto do Itaqui, fechou várias frentes de trabalho ao facilitar o monopólio do Grupo Mateus, afugentou investimentos, sucateou a saúde pública, fragilizou a segurança pública, degringolou a educação de qualidade, desbancou o Turismo e a Cultura…

E ainda se acha no direito de querer ser o baluarte da oposição ao governo de Bolsonaro? Isso é não pensar nos maranhenses, que precisam do resgate da saúde pública, de uma segurança pública investigativa, de uma educação de qualidade e não de quantidade, do fomento do turismo e da cultura, da atração de investimentos e, assim, oferecer emprego e renda.

O povo não quer saber de politiquices, mas sim de uma gestão pública comprometida com o bem-estar coletivo, cujos serviços sejam eficientes e não politiqueiros!!!

  Publicado em: Governo

Deixe uma resposta

Busca no Blog