STF declara guerra a Bolsonaro!!! Três investidas: Carmem Lúcia, Moraes e Barroso de uma só vez!!!

Publicado em   05/ago/2022
por  Caio Hostilio

Cármen Lúcia dá cinco dias para Bolsonaro se explicar sobre desfile de 7 de Setembro no Rio
Enquanto a ministra Cármen Lúcia deu prazo de cinco dias para Jair Bolsonaro (PL) se manifestar sobre alteração do local do desfile cívico-militar do dia 7 de setembro e das comemorações do bicentenário da Independência no Rio de Janeiro. “Requisitem-se, com urgência e prioridade, informações ao Presidente da República, a serem prestadas no prazo máximo e improrrogável de cinco dias. Na sequência, vista à Advocacia-Geral da União e à Procuradoria-Geral da República para manifestação na forma da legislação vigente, no prazo máximo e prioritário de três dias cada (§ 1º do art. 10 da Lei n. 9.868/1999). Ultrapassados os prazos, com ou sem manifestação dos agentes e órgãos públicos indicados, retornem-me os autos com urgência”, determinou a ministra.
URGENTE: Alexandre de Moraes nega pedido da PGR para arquivar inquérito contra Bolsonaro
O ministro Alexandre de Moraes negou o pedido da vice-procuradora-geral da República, Lindôra Araújo, que queria arquivar o inquérito contra o presidente Jair Bolsonaro no qual ele é investigado por um suposto vazamento de dados sigilosos. O caso apura se o chefe do Executivo federal divulgou, em 2021, um inquérito sigiloso da Polícia Federal (PF) sobre o ataque hacker contra o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nas eleições de 2018. “Não conheço dos pedidos de reconsideração e impugnação da Procuradoria Geral da Republica, por impertinentes e intempestivos. Publique-se e intime-se. Brasília, 5 de agosto de 2022”, diz o trecho final da decisão do magistrado. Na segunda-feira, 1º, Lindôra afirmou que Moraes havia violado o sistema acusatório ao ordenar novas medidas de apuração, apesar de um pedido anterior de arquivamento da Procuradoria-Geral da República (PGR), feito pelo procurador-geral, Augusto Aras. “Insta salientar que a violação ao sistema acusatório no caso concreto revela-se ainda mais grave, já que a decisão nula que decretou diligências investigativas ex officio foi prolatada após a promoção de arquivamento pela Procuradoria-Geral da República que vincula o Poder Judiciário, não podendo ser ignorada ou refutada como se verifica na espécie”, escreveu Lindôra.
Barroso prorroga apuração sobre a conduta de Bolsonaro na pandemia
Além do ministro Luís Roberto Barroso prorrogar por mais 60 dias o inquérito que apura a conduta de Jair Bolsonaro e aliados do governo durante a pandemia. A decisão desta quarta-feira (3) acatou a um pedido da PF, com aval da PGR, para dar continuidade à investigação sobre possível incitação ao crime, aberta a partir das conclusões da CPI da Covid. “Defiro o pedido de prorrogação do prazo para continuidade das investigações, por mais 60 dias, nos termos formulados pela Procuradoria-Geral da República. Com relação ao acesso os arquivos produzidos pela CPI, verifico que tais arquivos já foram compartilhados neste feito pelo Senado”, afirmou Barroso.

  Publicado em: Política

Uma comentário para STF declara guerra a Bolsonaro!!! Três investidas: Carmem Lúcia, Moraes e Barroso de uma só vez!!!

  1. Lopes disse:

    TÁ PASSANDO DA HORA DE FECHAR ESSAS EXTREMAS CORTES!

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

PUBLICIDADE

Busca no Blog

Arquivos