Caxias: Aulas remotas e auxílio dos pais são estratégias usadas pela Semect para levar ensino aos alunos da rede municipal em tempos de covid-19

Publicado em   16/jul/2020
por  Caio Hostilio

A Prefeitura Municipal de Caxias, por meio da Secretaria Municipal de Educação, Ciências e Tecnologia (Semect), mesmo no período da pandemia, segue com atividades educacionais de forma remota, o que chamamos de novo normal. As atividades acontecem de forma a garantir que os estudantes deem sequência aos estudos. As escolas da rede municipal trabalham com diferentes estratégias, adequando-se à realidade de cada estudante.

Nas aulas remotas, os alunos recebem as atividades na escola ou em suas residências para serem desenvolvidas em casa com o auxílio dos pais ou responsáveis, a exemplo do que acontece com a UEM Nossa Senhora de Nazaré, no povoado Trabalhosa, 1° Distrito de Caxias, como explica a gestora Soyara Almeida.

“Entregamos as atividades na escola para os pais. Essa foi a maneira encontrada pela instituição para garantir que o aluno não fique ocioso, que receba conteúdo e ocupe seu tempo com atividades educacionais em casa. O contexto em que vivemos atualmente exigiu de muitos professores estratégias que não estavam antes previstas. É uma nova rotina para todos, desafios que precisam ser vencidos”, diz a gestora.

A aluna do 9º ano Francileide da Silva Moura, que estuda na unidade, fala como está sendo a experiência das aulas remotas. “Fico feliz por estar aprendendo, mesmo que de forma diferente, por causa dessa doença estamos estudando em casa. É diferente, mas é para o bem de todos”, diz.

Outras escolas acessam o sistema PEGE, que é uma plataforma utilizada pela educação de Caxias, na qual os professores se adequam a um sistema virtual entre eles e os alunos. Nessa época de pandemia, as escolas estão trabalhando com lançamentos de aulas normais como sempre fizeram, além das atividades remotas.

Na UEM São Raimundo, no bairro Bacuri, zona urbana, as aulas também são conduzidas com todos os cuidados, como explica a professora Teresinha Costa dos Santos. “É satisfatório ensinar e mesmo nessa pandemia. É muito bom o contato com nossos alunos, é tudo novo e diferente, mas estamos fazendo o possível para que os nossos alunos aprendam da mesma forma”.

         

Eles podem enviar os arquivos em anexos, links de vídeo, fotos, arquivos pdf e doc. Há ainda uma outra sugestão abordada, que são as aulas via o sistema do aplicativo WhatsApp. Por esta estratégia, o aluno participa através de grupos de ensino por matéria, assim, cada professor repassa atividades aos alunos no grupo e eles tiram as dúvidas ou discutem com os professores cada tema. A ideia é que professor e os alunos de uma turma tenham interações nos mesmos horários em que as aulas da disciplina ocorreriam no modelo presencial.

A secretária municipal de Educação, Ana Célia Damasceno, ressalta que os desafios são grandes, mas cada etapa está sendo vencida com sucesso. “Nosso trabalho é contínuo e duradouro. Cada escola tem o seu papel, é tudo muito dificultoso, mas é a nova realidade, cheia de adversidade e que necessita de inovações, e assim estamos fazendo, com a colaboração e luta dos nossos educadores estamos conseguindo”, afirma.

  Publicado em: Política

Deixe uma resposta

Busca no Blog