Prefeito Edivaldo inicia obras de revitalização da Fonte das Pedras, no Centro da capital

Publicado em   17/ago/2019
por  Caio Hostilio

Espaço histórico será totalmente reformado por meio do programa São Luís em Obras, recentemente lançado pelo prefeito Edivaldo e que levará infraestrutura a diversos bairros da capital, bem como ações para melhoria da mobilidade urbana, entre outras

Gestão do prefeito Edivaldo inicia obras de revitalização da Fonte das Pedras, no Centro da capitalA Prefeitura de São Luís deu início, esta semana, às obras de reforma total e requalificação da Fonte das Pedras, novo espaço público da capital maranhense a ser contemplado pelo conjunto de investimentos realizados na gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior. Os serviços de manutenção da Fonte das Pedras, uma das mais antigas e tradicionais áreas de vivência da capital, localizada na Rua Antônio Rayol, integram o programa São Luís em Obras, cujas ações vão promover novas melhorias na área da infraestrutura urbana e a requalificação de espaços públicos de São Luís. A obra é coordenada pela Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh), com projeto elaborado pela Fundação Municipal de Patrimônio Histórico (Fumph) e aprovado pelo Instituto Nacional do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

“A restauração da Fonte das Pedras é uma demanda antiga da população que agora será atendida por nossa gestão. Com mais esse serviço, damos continuidade ao trabalho de revitalização de espaços emblemáticos para a cidade e de grande importância para resguardar a memória local. E a Fonte das Pedras é um espaço importante por sua histórica, cultural e arquitetônica, que remete aos primórdios da fundação de São Luís, demarcando um período importante da construção da nossa cidade. Por isso tem toda a nossa atenção e foi incluído entre as nossas prioridades na área”, afirmou o prefeito Edivaldo.

A restauração da Fonte das Pedras compreende serviços de recuperação total do piso, do deck de madeira e da calçada externa; limpeza das galerias e dos tanques que recebem a água da fonte; recuperação das luminárias coloniais e pintura geral das paredes e dos gradeados. As carrancas da fonte passarão por serviços de limpeza geral.

Para deixar o espaço ainda mais aprazível à apreciação pública, será desenvolvido um novo projeto paisagístico na área já sombreada pelas frondosas árvores existentes no local. O projeto de restauração do logradouro contempla ainda a instalação de novas lixeiras e reforma dos banheiros, além de recuperação do reboco e pintura da fachada.

“Todo o esforço está sendo empreendido para que a obra de restauração da Fonte das Pedras seja executada dentro do cronograma estabelecido, para que muito em breve os ludovicenses e turistas voltem a usufruir desse espaço amplamente requalificado e melhorado”, observou o secretário municipal de Urbanismo e Habitação, Mádison Leonardo Andrade.

A vendedora Jovina Freire Costa, que trabalha nas imediações da Fonte das Pedras há quase uma década, ressalta a importância da restauração do espaço. “O local é muito utilizado para o descanso das pessoas, principalmente comerciários das lojas próximas que utilizam o intervalo do almoço para passar o tempo aqui sob à sombra das árvores. Acredito que a reforma vai transformar o espaço em um lugar muito melhor e mais bonito para todos”, disse.

HISTÓRIA

Tombada pelo IPHAN em 1963, a Fonte das Pedras foi construída pelos holandeses no século XVII. A história da Fonte das Pedras está ligada a dois momentos históricos maranhenses: o local serviu de acampamento para o comandante português Jerônimo de Albuquerque e suas tropas, antes de expulsar os invasores franceses do Maranhão, chefiados por Daniel de La Touche, em 1615. Durante a invasão holandesa, em 1641, os holandeses canalizaram as águas e construíram a fonte.

Em 1762, a Fonte das Pedras estava em ruínas e a reconstrução do espaço com as características que conserva até hoje, com bicas e carrancas em lioz português, frontão de alvenaria, calçamento, galerias subterrâneas, bicas e carrancas em lioz português, deu-se no período de 1819-1822, durante o governo de Bernardo da Silveira Pinto da Fonseca. A fonte recuperada recebeu um muro com portão em estilo colonial, que passou a protegê-la.

Foi modificada em 1832 pelo engenheiro maranhense José Joaquim Lopes, que traçou a forma atual da fachada, em estilo colonial português e projetou o tanque para escoamento da água das bicas.

PACOTE DE OBRAS

No pacote de investimentos, além da Fonte das Pedras, estão inseridos ainda no programa São Luís em Obras os serviços de reformas dos mercados do São Francisco, Cohab e Coradinho; e a restauração completa do Mercado das Tulhas, na Praia Grande, entre outras importantes obras que contemplam várias regiões da capital.

O programa inclui também a requalificação da Praça da Saudade, Praça da Misericórdia e entorno; requalificação do Parque do Bom Menino, Praça da Bíblia e entorno, intervenções viárias em diferentes pontos da cidade, entre outros. Novas obras do programa da Prefeitura de São Luís começam a ser executadas ainda neste mês de agosto e incluem serviços de pavimentação e drenagem por toda a cidade, ampliando os investimentos já realizados pela gestão do prefeito Edivaldo para a melhoria da infraestrutura da capital.

As intervenções do São Luís em Obras somam-se às diversas já executadas pela gestão do prefeito Edivaldo, visando transformar os espaços públicos e devolver à população uma cidade muito mais estruturada e bonita. Soma-se se ainda as obras executadas pelo IPHAN em parceria com a Prefeitura, a exemplo da Praça Pedro II e o Complexo Deodoro, logradouros já entregues, e a Rua Grande, que será entregue nos próximos dias.

O pacote de obras para revitalização da área central da cidade contempla ainda a revitalização da Praça João Lisboa, do Largo do Carmo e a construção da nova Praça das Mercês, nas imediações do Convento das Mercês. Os logradouros vão passar por ampla intervenção de requalificação urbana e vão somar ao conjunto de intervenções realizadas pelo Iphan, em parceria com a Prefeitura de São Luís e empresa Vale.

  Publicado em: Política

Deixe uma resposta

Busca no Blog