A nova forma de fazer política chegou ao Maranhão?

Publicado em   11/fev/2019
por  Caio Hostilio

Tirando as práticas velhas adotadas nas últimas eleições no Maranhão, principalmente nas de 2016 e 2018, quando se observou costumes ultrapassados e ações que não coadunam com os princípios democráticos e republicanos, cujos resultados não condizem com o verdadeiro desejo do povo, ou seja, o voto não foi livre, mas sim tutelado, o Estado vem dando sinais de mudança.

Contudo, se viu uma renovação exemplar, haja vista que foram eleitos diversos candidatos “novos” que não precisaram das máquinas públicas para se eleger… Um ponto positivo à democracia, pois eles podem seguir independentes.

A renovação na Câmara de Vereadores de São Luís, tendo o vereador Osmar Filho como presidente da Casa vem mostrar que podemos ver um legislativo mais atuante e com a abertura de debates voltados para os anseios dos ludovicenses.

Na Assembléia Legislativa deu continuidade ao trabalho do presidente Othelino Neto, que prima pela diplomacia, o respeito à minoria, cujos debates vão a exaustão, além de dá uma nova roupagem a Mesa Diretora da Casa… Um exemplo republicano.

O ludovicense terá a oportunidade, em 2020, de ver um leque de bons candidatos para substituir o atual prefeito Edivaldo Holanda Junior, que até aqui vem fazendo um bom trabalho.

Partidos e candidatos diversos trarão um debate de idéias, principalmente voltada para a “Nova Política”, deixando a velha política de escanteio… Poderão disputar os candidatos: Neto Evangelista, Eduardo Braide, Felipe Camarão, Eliziane Gama e alguém do PDT, que é a legenda mais forte na capital maranhense, como bem disse o presidente da Câmara de Vereadores de São Luís, Osmar Filho: “O PDT é um partido consolidado na capital e em praticamente todos os municípios de nosso estado. A proposta de um evento como este surge para começarmos a planejar os passos da legenda para o ano de 2019 e analisarmos o recorte da última eleição política”.

A disputa para o governo do Estado em 2022 poderá surgir dois grupos antagônicos, que hoje dão sustentação ao governo Flávio Dino, isso sem falar de uma terceira via que pode surgir do que sobrou da hoje estagnada oposição.

Como podemos verificar, a “Nova Política” vem surgindo no Maranhão e as velhas práticas políticas se definhando…

Municípios como o de Caxias e Imperatriz vêm deixando de lado as velhas práticas políticas, buscando inovações em suas ações.

A FAMEM pode dá sintonia aos prefeitos na busca da “Nova Política” e assim dá fim a velha política do Maranhão, que só traz o atraso ao Estado.

Que surjam novas lideranças e que as já existentes, tais como: Otlhelino Neto e Osmar Filho continuem dando o sentido real ao Legislativo…

Assim o povo espera!!!

  Publicado em: Governo

Deixe uma resposta

Publicidade

Busca no Blog