“Não vai me calar”, diz deputado Wellington sobre tentativa de Flávio Dino de tirar propaganda do parlamentar sobre a “blitz do IPVA”

Publicado em   05/set/2018
por  Caio Hostilio

O deputado estadual Wellington do Curso, reconhecido pela população, de forma carinhosa, como “deputado do IPVA”, sofreu mais uma tentativa de censura por parte do governo Flávio Dino. A perseguição do governador, por meio de uma representação da coligação Todos pelo Maranhão, tenta tirar do ar a propaganda eleitoral gratuita de Wellington. Na propaganda, de apenas 30 segundos, o deputado Wellington apenas cita ter sido o único parlamentar que lutou para que Flávio Dino “parasse de tomar as motos e carros dos maranhenses com IPVA em atraso”.

A assessoria jurídica do deputado estadual Wellington do Curso já encaminhou resposta, evidenciando que o parlamanentar, em instante algum, faltou com a verdade em sua propaganda eleitoral.

“O governador Flávio Dino é o governador dos ataques, da perseguição. Não é a primeira vez em que somos perseguidos. Quem conhece sabe como lutamos para impedir sim que o Governo continuasse tomando motos e carros de trabalhadores maranhenses. Nunca fomos contra blitz e, tampouco, defendemos inadimplentes, mas há meios alternativos. Se há alguém mentindo e tentando enganar a população, esse alguém é Flávio Dino. Continuarei trabalhando de forma séria e honesta. O Governador não vai me calar. Enquanto eles nos perseguem, o trabalho em defesa do Maranhão continua”, declarou o deputado Wellington.

Wellington recebeu o título de “deputado do IPVA” diante dos varios projetos que o parlamentar já apresentou na Assembleia Legislativa, a exemplo do PL 99/2017, que proíbe a apreensão de veículos por conta exclusivo do não pagamento do IPVA; entre outros, como o que dispõe sobre o parcelamento do IPVA em até 12 vezes; além do que torna obrigatório que pátios em que veículos apreendidos estejam sejam cobertos e contem com as devidas condições para proteger o bem do cidadão. E ainda tem o Projeto de Lei N° 079/2018, que proíbe a remoção de veículos apreendidos para outro município fora do local de origem. O referido projeto  já foi aprovado pela Assembleia Legislativa e vai para sanção governamental.

  Publicado em: Governo

Deixe uma resposta

Busca no Blog