Para policial Militar, a transformação de Companhias e Batalhões não passa de propagandas enganosas…

Publicado em   20/jun/2018
por  Caio Hostilio

E assim segue a insegurança no Maranhão. Utilizasse de mudança de Companhia em Batalhão sem que se dê condições de infraestrutura e de contingente é passar para a opinião pública uma falsa segurança… Simplesmente ridículo!!!

Por SD Leite

Desde o início do Governo Flávio Dino foram criados  15 Batalhões de Policia Militar em vários municípios e na capital. Ao cidadão comum, essas medidas são alardeadas como ações de incremento da política de segurança publica e, que agora, o policiamento e os índices de violência vão melhorar,mas não é bem assim. Tudo bem, o governo cria um batalhão, onde antes era uma companhia, no entanto, o novo batalhão continuará com a mesma estrutura material e de pessoal, o que é mais grave. Será o mesmo efetivo policial, da antiga Companhia, operando no “novo batalhão”. Do quê adianta a criação de novos Batalhões ou a transformação de Cias em Batalhões sem o aumento da estrutura material e pessoal? Que interesses essa politica atende quando ela não determina, no mesmo ato de criação de um BPM, a criação de um Quadro Organizacional (QO) e redistribui o efetivo de maneira racional e de acordo com postos e graduações necessários?

Nas últimas medidas adotadas pelo comando anterior, e medida adotada recentemente pelo atual comando, não houve uma ação que mudasse a estrutura administrativa para “criar” vagas para suprir a, já tão defasada, carência de pessoal praça por graduação. Nos últimos 3 anos, a medida que se aproximava as datas de promoções, fossem elas de oficiais ou praças o que víamos era a transformação de unidades (sem atualização do QO) e tão somente a criação de vagas para oficiais superiores,como se um batalhão não precisasse de Capitães,Tenentes, Sub Tenentes,Sargentos,Cabos e Soldados. Com isso deixamos de  enfrentar o “sucateamento”da estrutura policial militar, principalmente no interior, e ainda  deixamos de encarar  e,a partir da criação de BPMs, de tentar minorar um problema que aflige todos os policiais militares do Maranhão, de forma mais critica e em especial as pracas, que é o atraso e a quase paralisia da carreira dos Policiais militares. Por conta disso encontramos vários militares preteridos e prejudicados em suas carreiras, justamente por quê o comando e consequentemente o governo não tiveram, e não têm, o devido zelo com a categoria. Cada Batalhão,por lei deve ter em seu QO (Quadro Organizacional)  um número definido de postos e graduações. Deve ter tantos Ten Cel, tantos Maj, Tantos Cap, tantos 1° e 2° Ten, tantos Sub Ten, tantos 1°,2° e 3° Sgt,tantos Cabos e tantos Soldados. Mas o que faz o governo? Cria o BPM e,em ato continuo,cria uma vaga de Ten Cel para comandar o novo BPM,mantendo os demais cargos dos demais postos e graduações nos mesmos moldes de quando era companhia, não passando a sua medida de mera maquiagem. Perde, portanto,a excelente oportunidade de,a partir da criação de um novo batalhão,dar mais um passo no sentido de resolver a questão das carreiras de todos os policiais militares do Maranhão.

Timon /MA 20-06-2018

SD Leite e CB Guimarães.

  Publicado em: Governo

3 Responses to Para policial Militar, a transformação de Companhias e Batalhões não passa de propagandas enganosas…

  1. Stenio Guilherme says:

    Caro Caio Hostílio, acho interessante o posicionamento desses dois policiais militares, há 4 anos, eles estavam insuflando e liderando uma greve da PMMA, com um único propósito, a eleição de um dos líderes, o que de fato ocorreu, temos hoje a caricatura de Deputado, conhecida como Cabo Campos, que vai chegar ao final dessa legislatura sem ter efetivamente representado os POLICIAIS MILITARES.
    Curiosamente estamos num ano político, eis que renascidos das cinzas, surgem as aves fênix, Soldado Leite e Cabo Guimarães os ARAUTOS DA VERDADE.
    Todavia, é bom informar ao nobre blogueiro, bem como ao público que acompanha sua página, que esses ARAUTOS DA VERDADE, na verdade têm vergonha de serem policiais militares, usam esse discurso pífio de luta de classes, no entanto, são um péssimo exemplo de trabalhadores, pois vivem se escondendo na Junta Militar de Saúde da PMMA, peço vênia para pedir para as pessoas que não acreditarem, que procurem o Comando do 11° BPM, sediado em Timon-MA, que vocês terão as informações necessárias e que comprovam a verdade.
    O que esses FALSOS PROFETAS querem na verdade, é se dá bem às custas da pobre PMMA, pois interesse e projeto institucional eles nunca tiveram, pelo contrário, a idéia deles é substituir a disciplina e a hierarquia, pela balbúrdia e anarquia.
    O que eles querem de fato, é usar esse discurso como mote político, já que o Cabo Campos não segue mais a cartilha deles, e, com isso intencionam concorrer a um mandato parlamentar, pois na PMMA nunca quiseram trabalhar.

    • S. Araujo says:

      O comentarista acima está “certo”, pois recebe $$$$$$ para fazer isso. O Soldado Leite não é nenhum arauto, mas é pessoa séria e quem a classe dos praças abraçou para substituir o incompetente e vendido Cabo Campos para ser representação desses homens e mulheres imbuído na dedeaa da sociedade, porém massacrados pela falta de atenção devida do governo, especialmente quanto ao trato da dignidade humana, pois nem sequer dicional noturno recebem pelaas jornadas desumanas trabalhadas à noite, bem como não tem carha horária de trabalho definida,, o que em alguns caso são submetidos a trabalho análogo à escravidão, vez que não recebem a mais pelas horas que ultrapassam à jornada predeterminada na Constituição Federal e nem podem sequer reclamar, sob pema de fivarem presos.
      Stenio, diga a quem escreveu o texto para voce publicar que os praças estão mais fortes que nunca. E, vamos eleger o Soldado Leite para calar a boca dos moleques de recados e se quem luta contra os praças.

      • francisco da silva torres says:

        O Soldado Leite e o Cabo Guimarães fazem uma analise critica sobre as criações dos batalhões na estrutura da Policia Militar que tem um único objetivo promover oficiais, nada contra se não houvesse um escalonamento das vagas por todos os postos e graduações na instituição, constituída pela grande maioria de trabalhadores: SOLDADOS, CABOS, SARGENTOS E SUBTENENTES, inviabilizando que haja ama progressão na carreira na base da instituição.

        Enquanto o Soldado Leite e o Cabo Guimarães estiveram presentes na Assembleia tivemos um equilibrio nas demandas da instituição Policial Militar, sendo que hoje esse equilibrio fora roubado das praças da PM, pois houve duas medidas provisórias a favor dos Oficiais da PM, melhorando o tempo de permanencia no posto para serem promovidos como também aumentando as vagas, com a suposta criação de batalhões. Ainda temos a vergonhosa implantação das gratificações onde o Coronel saiu de R$ 2mil para R$ 6 mil reais enquanto o Soldado de R$ 200 reais para R$ 215 reais. A criação de vagas na capelania sem concurso, enfim.

        É essa PM que eles defendem sem moral, sem escrúpulo, imagine se não houvesse alguém para denúnciar. É no minimo uma vergonha defender esse tipo de administração. Obrigado Soldado Leite e Cabo Guimarães exemplo de trabalhadores…

Deixe uma resposta

Publicidade



Busca no Blog