Arquivo de maio de 2018

O Brasil tem candidato que possa tirar o país do caos econômico, social e político?

Postado por Caio Hostilio em 30/maio/2018 - Sem Comentários

Ainda não apareceu esse candidato!!! Os que até aqui se colocaram a disposição dos brasileiros não tem o perfil e sequer capacidade para dá condições de reação de crescimento, esperança e de mudança…

A começar pelo ciclo vicioso dos partidos dos quais os candidatos fazem parte… Não se ver nenhum com características que dragam alguma mudança no campo político, haja vista que essas agremiações são viciadas no fisiologismo, no ganho fácil, no proselitismo falacioso, na politicalha que atrapalha os avanços e, principalmente, a mancha da corrupção.

Esses candidatos se apresentam como paladinos da moralidade, da ética e do respeito a coisa pública… Isso fica só no discurso, pois ao vencer a eleição buscará apoios para manter a maioria no Congresso Nacional, com isso veremos os velhos costumes e os eleitos velhacos praticando as mesmas coisas.

Já os que se colocarão como opositores simplesmente se pautarão na politicalha barata e medíocre, como se todas as ações fossem contra os brasileiros, ou seja, quanto pior melhor!!!

O Brasil precisa de um candidato que esteja ao lado do povo e não ao lado dos politiqueiros… Tem algum candidato assim? Ou o que vemos são candidatos recorrendo atrás dos politiqueiros e corruptos?

Só veremos mudança de fato no Brasil quando aparecer aquele que queria findar com essa prática canalha da política brasileira…

Como não aparece esse salvador para findar as práticas nefastas, seguiremos com uma falsa democracia não consolidada e com os politiqueiros aprontando contra o Brasil…

Não vejo entre esses candidatos alguém que possa mudar algo no Brasil.

“Só na propaganda de Flávio Dino pra gasolina ser algo barato” diz deputado Wellington ao cobrar redução de ICMS

Postado por Caio Hostilio em 29/maio/2018 - Sem Comentários

O deputado estadual Wellington do Curso voltou a solicitar do Governador Flávio Dino medidas coerentes que garantam a redução do ICMS, imposto que incide sobre combustível, no Maranhão. Ao justificar a solicitação, Wellington destacou que a propaganda do Governo tem disseminado uma ideia diferente do real, já que ignora diversos fatores sociais, a exemplo da pobreza que, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) -, aumentou na capital maranhense, São Luís, em 48% e segue crescendo nos interiores do estado.

Os dados corroboram outro levantamento, do IBGE, divulgado no fim do ano passado: segundo o instituto, nos dois primeiros anos de gestão, os comunistas mandaram de volta à pobreza mais de 300 mil maranhensesdo, sem falar no desemprego, que aumentou no Maranhão em 2017, batendo o recorde no número de desemprego no estado, desde 2012.

“Só na propaganda de Flávio Dino pra gasolina ser algo barato. Os impostos que incidem sobre o preço dos combustíveis são federais e estaduais, algo que traz para o Governador uma responsabilidade. A população espera medidas ativas e não apenas propagandas. o governador, pode reduzir a alíquota do ICMS. Isso é possível. E ele sabe disso, por que já fez uma vez para beneficiar aliados, reduzindo em 2016 a alíquota  no ICMS do diesel de 17% para 2% ”, afirmou o deputado Wellington.

De acordo com dados da Fecombustíveis – MA, atualmente, no Maranhão, R$ 1,09 do preço da gasolina é devido ao ICMS, imposto estadual, que corresponde a 26% do valor final na bomba (posto de combustível); no diesel, o valor destinado ao estado é de R$ 0, 601; e, ainda, de R$ 0,905 no preço do etanol.

E Eduardo Braide é candidato de fato ao governo do Maranhão?

Postado por Caio Hostilio em 29/maio/2018 - Sem Comentários

Ontem (28), perguntei, na Assembléia Legislativa do Maranhão, ao deputado Eduardo Braide se ele seria realmente candidato ao governo do Maranhão.

O deputado tentou se esquivar, mas me afirmou que dependerá do apoio de dois partidos políticos, que deverá fazer aliança com o PMN.

Perguntei, então, ao deputado Eduardo Braide quais seriam esses dois partidos políticos que estavam propensos a apoiar sua candidatura ao governo do Estado.

O deputado Eduardo Braide disse apenas que não poderia dizer por que estaria abrindo esses nomes aos seus opositores.

Diante dos fatos, fica claro que a candidatura do deputado Eduardo Braide ao governo do Maranhão é ainda uma incógnita, pois não se sabe qual seria sua posição diante da desistência desses dois partidos políticos em apoiá-lo.

Portanto, essa certeza ainda não existe.

Por outro lado, o deputado José Reinaldo, quer a candidatura do deputado Eduardo Braide ao governo do Maranhão, haja vista que ver nele a verdadeira terceira via com excelentes possibilidades.

Na verdade, o maior número de candidatos ao governo do Estado abre um leque de alternativas, coisa que traz um jogo com maiores cartadas e condições de melhor mensuração pelo eleitor.

Para Flávio Dino, ele pode tudo e o resto não pode nada…

Postado por Caio Hostilio em 29/maio/2018 - 1 Comentário

Eu sou rei!!!

Essa visão antidemocrática, arbitrária, autoritária e antiética é o que vemos acontecer na Justiça Eleitoral, na Justiça comum e no Ministério Público, cujos atos ilícitos de Flávio Dino são vistos como coisa comum, porém esses órgãos que deveriam primar pelas leis que regem o país, vêem os atos dos “inimigos” (adversários não são, haja vista que se fossem tratados assim não seriam perseguidos da forma que vemos acontecer no Maranhão) como algo que ataca de MORTE A FALSA SUPREMASSIA DE DINO…

Ora bolas!!! Caso olhassem com princípios jurisdicionais com certeza o governador Flávio Dino já teria sido punido e investigado de fato pelo Ministério Público… Isso não acontecerá ao menos nas instâncias que conduz o judiciário no Maranhão e muito menos pelo Ministério Público do Maranhão… SÃO AGACHADAS AOS ANSEIOS E DESEJOS DO GOVERNADOR!!!

Sabendo disso, o governador Flávio Dino usa e abusa do aparelho do estado para fazer suas presepadas eleitorais e até de ilícitos, como vimos na Secretária de Saúde, onde surrupiaram R$ 18 milhões e empregaram mais 400 funcionários fantasmas pagos com o dinheiro do contribuinte sem trabalhar… Isso não representa improbidade e corrupção para os órgãos fiscalizadores… A coisa é tão solta, que a gestão Flávio Dino, mesmo diante dessa falcatrua, deixou de pagar mais de R$ 63 milhões a empresa que geria o hospital Carlos Macieira… CADÊ A INVESTIGAÇÃO?

Aí transforma a Policia Militar do Maranhão em Comitê Eleitoral, onde utilizou a guarnição para espionar os adversários do governador… NÃO DEU EM NADA, NADICA DE NADA!!! TUDO PODE!!! Não satisfeito e sabendo que tudo pode, Flávio Dino encheu a PMMA de “coronéis pastores”, pagos com o dinheiro do contribuinte sem nenhum critério de avaliação… Esses “coronéis pastores” fazem a campanha abertamente de Flávio Dino… É MUITA PATACOADA COM O DINHEIRO DO CONTRIBUINTE SEM SER IMPORTUNADO PELOS ÓRGÃOS QUE DEVERIAM ESTÁ INVESTIGANDO E PUNINDO ESSAS ABERRAÇÕES COM O DINHEIRO PÚBLICO.

Por último, o uso da Rádio Timbira nos proselitismos e campanha eleitoral abertamente, sem que seja investigada…

E ASSIM SEGUE O MARANHÃO DE “TODOS NÓS”…

Hildo Rocha defende maior participação das Câmaras municipais no acompanhamento da saúde financeira dos municípios

Postado por Caio Hostilio em 29/maio/2018 - Sem Comentários

Membro da Comissão de Finanças e Tributação- CFT, o deputado federal Hildo Rocha defende maior protagonismo das Câmaras Municipais no acompanhamento das finanças dos Municípios.  O tema foi debatido na sessão que reuniu membros da Comissão.

Ao defender a aprovação do seu relatório ao projeto de Lei que obriga as Câmaras de Vereadores apreciar  os relatórios de gestão fiscal, o parlamentar enfatizou que cabe aos legisladores municipais a verificação da ordem fiscal. “Os legítimos fiscalizadores do executivo municipal são os vereadores. Portanto, cabe ao legislativo municipal fiscalizar e apreciar também a questão fiscal”, argumentou Hildo Rocha.

Prevenção X Punição

De acordo com o deputado, muitos prefeitos tem suas contas rejeitadas porque durante o processo de execução orçamentária não há um acompanhamento capaz de detectar, em tempo real, eventuais falhas na gestão fiscal .

“Os tribunais analisam as contas do exercício financeiro, anualmente, quando já não há mais tempo para se fazer as devidas correções. Dessa forma, os tribunais frequentemente, rejeitam as contas aplicando penalidades aos prefeitos. Na maioria dos casos, as rejeições poderiam ser evitadas caso as Câmaras Municipais exercessem maior protagonismo, fazendo a análise da gestão fiscal de 4 em 4 meses”, destacou Hildo Rocha.

Para justificar a tese, o deputado lembrou que é comum haver diminuição na arrecadação dos municípios. “Quando isso ocorre, involuntariamente alguns prefeitos terminam descumprindo a Lei de Responsabilidade Fiscal porque as despesas se mantém nos mesmos níveis enquanto a arrecadação cai. Com as contas sendo analisadas anualmente a identificação desses problemas já estará consumado ao passo que havendo um acompanhamento periódico faz-se as devidas correções, por meio da análise das câmaras municipais,” declarou o deputado.

Rocha enfatizou que a proposta visa essencialmente ajudar na administração. “A ideia não é condenar os prefeitos, mas ajudar na administração.  Muito diferente do que alguns estão pensando, não haverá dificuldades para os prefeitos, é muito melhor porque no momento em que os limites da  Lei de Responsabilidade Fiscal forem atingidos os vereadores irão alertar os gestores evitando assim que as prestações de contas cheguem aos Tribunais com afrontas a LRF”, afiançou o deputado.

Ideal municipalista

O parlamentar afirmou que os legisladores e legisladoras municipais são as pessoas mais indicados para ajudarem os prefeitos na tarefa de zelar pela saúde financeira dos municípios. “Sou municipalista. Entendo que o poder tem que ficar nos municípios com os verdadeiros representante do povo que são os vereadores e também os prefeitos e prefeitas, pois estes são eleitos para representarem a população dos municípios. São portanto, os legítimos representantes do povo. Logo, cabe aos legisladores municipais a tarefa de exercer o papel fiscalizador da gestão fiscal dos municípios que representam”, afirmou Hildo Rocha.

2ª etapa do concurso de Caxias endoidece os opositores…

Postado por Caio Hostilio em 29/maio/2018 - Sem Comentários

Os opositores à gestão de Fábio Gentil, em Caxias, fizeram de um tudo para que não ocorresse o concurso público, que prima pela meritocracia e abre espaço para todo e qualquer cidadão que queira entrar no serviço público sem ter um padrinho político.

Na 1ª etapa do concurso, os opositores praticaram as mais diversas práticas antidemocráticas para desqualificar o certamente, porém não deu certo e as provas foram aplicadas dentro dos princípios éticos que o caso requer.

Agora, a 2ª etapa garantiu aos mais de 34 mil candidatos um certame que possa de fato através da meritocracia a nomeação de 1.100 cargos oferecidos.

Bem programado, os concorrentes tiveram a oportunidade de responder as 40 questões das provas em três horas, isso para os cargos de nível médio, técnico e fundamental.

A organização do concurso mostra que é possível fazer prevalecer a coerência no tange a moralidade em concursos pública…

Coisa que endoidece os opositores do prefeito Fábio Gentil.

A volta dos militares se faz necessária no Brasil?

Postado por Caio Hostilio em 29/maio/2018 - Sem Comentários

Pela desordem institucional, pela descrença aos poderes constituídos e, principalmente, pela falsa cidadania uma democracia combalida, cuja corrupção é o carro chefe dessa trama politiqueira, COM CERTEZA SE FAZ NECESSÁRIA A VOLTA DOS MILITARES!!!

E aí está o motivo do pedido da volta dos militares ao poder, coisa que são ouvidas insistentes vozes que bradam além das redes sociais, que saem às ruas conclamando por uma intervenção militar como medida “única” com capacidade de moralização frente ao caos e desordem instalados no país.

O Brasil está submerso em um mar de lama, quando não há mais confiança nos poderes políticos constituídos (Executivo e Legislativo) e o Judiciário, que parece mais político-ideológico que jurisdicional.

A briguinha por seus interesses pessoais e de grupos mostra o quanto o Brasil precisa urgentemente de ordem, visto que é o povo que vem pagando por esses descalabros politiqueiros adotados no país… CHEGA!!!

A criação de partidinhos politiqueiros mostra o caráter dos políticos brasileiros, que só pensam em se dá bem, isso através do dinheiro do contribuinte.

As instituições políticas não conseguem conter a corrupção.

Diante dos fatos, é preciso sim que os militares voltem e, assim, traga de fato a ordem que tanto os brasileiros cobram…

Prefeitura estende horário de funcionamento em alguns postos de saúde para vacinação contra a gripe

Postado por Caio Hostilio em 28/maio/2018 - Sem Comentários

Com a finalidade de reforçar a cobertura, Semus mantém esta semana algumas unidades de saúde abertas até às 18h e fará busca ativa entre o público-alvo da campanha

O horário estendido proposta pela Prefeitura tem como objetivo ampliar o acesso do público-alvo à vacinaA Prefeitura de São Luís está se empenhando em cumprir a meta de vacinação contra a gripe estipulada pelo Ministério da Saúde que é imunizar, na capital, 209.974 pessoas pertencentes ao grupo de risco. Com a cobertura de sábado (26), quando a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) promoveu o Dia D Municipal, foi atingida 65% da meta. Como forma de intensificar a vacinação, o poder público municipal está estendendo o horário de funcionamento em algumas unidades municipais de saúde para reforçar a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, que encerra nesta sexta-feira (1º).

“O Dia D Municipal foi muito importante para alavancar a cobertura que devemos ter até o final da campanha, e ele será complementado com outras ações que faremos ao longo dessa última semana. Trabalhamos para cumprir a meta, pois a vacinação contra a influenza tem contribuído para a redução de complicações e internações decorrentes da gripe, especialmente na população de risco”, disse o secretário municipal de Saúde, Lula Fylho.

As Unidades Mistas e os centros de saúde Paulo Ramos, Turu, Cohab, Genésio Rego, Liberdade, Bezerra de Meneses, São Francisco, Djalma Marques, Fabiciana, Janaina, Clodomir Pinheiro e Vila Bacanga atenderão até às 18h, uma hora a mais do horário regular de funcionamento. O horário estendido tem como objetivo ampliar o acesso do público-alvo à vacina para garantir a cobertura da meta proposta pelo Ministério da Saúde.

O secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, afirmou que a Prefeitura está realizando diversas ações de mobilização para atingir a meta estabelecida para a capital. “Além de estendermos o horário de funcionamento das unidades de saúde, estamos, inclusive, levando os serviços de imunização contra a influenza às escolas e aos órgãos públicos, fazendo uma espécie de busca ativa para alcançarmos o máximo possível o público-alvo da campanha”, afirmou o secretário.

Ainda segundo o gestor da Saúde municipal, desde o início da campanha, o município tem vacina disponível em todas as unidades. “Mesmo assim, a adesão à vacinação em alguns grupos está abaixo do esperado. Por esse motivo estamos realizando essa força-tarefa para que as pessoas que integram os grupos prioritários da campanha sejam imunizadas”, frisou Lula Fylho.

A mobilização articulada pela Prefeitura de São Luís para imunizar o máximo de pessoas contra os tipos mais comuns do vírus da gripe visa diminuir a possibilidade de complicações causadas pela doença aos grupos de pessoas considerados mais suscetíveis ao problema, como são os idosos e as crianças, por exemplo.

A campanha de vacinação tem como público-alvo crianças de seis meses a menores de cinco anos, pessoas acima dos 60 anos de idade, trabalhadores da área da saúde, povos indígenas, gestantes, mulheres com até 45 dias após o parto, além da população privada de liberdade, dos funcionários do sistema prisional e das pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis.

EFICÁCIA

Segundo o Ministério da Saúde a vacina contra gripe é segura e tem eficácia de seis a 12 meses. A dose reduz as complicações que podem gerar casos mais graves da doença, internações ou até mesmo óbitos. Informa ainda que a vacina disponibilizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) é trivalente, pois protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no último ano, no Hemisfério Sul, de acordo a Organização Mundial da Saúde (OMS): o A/H1N1; A/H3N2 e influenza B.

A transmissão dos vírus influenza acontece por meio do contato com secreções das vias respiratórias, eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. Também ocorre por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz). O Ministério da Saúde orienta à população em geral, a adoção de cuidados simples como medida de prevenção para evitar a doença, como: lavar as mãos várias vezes ao dia; cobrir o nariz e a boca com lenço descartável ao tossir ou espirrar; não compartilhar objetos de uso pessoal; além de evitar locais com aglomeração de pessoas.

Ainda conforme o Ministério da Saúde, a vacina é contraindicada para pessoas com história de reação anafilática prévia em doses anteriores ou para pessoas que tenham alergia grave relacionada a ovo de galinha e seus derivados. Após a aplicação da vacina podem ocorrer, de forma rara, dor, vermelhidão e endurecimento no local da injeção. São manifestações consideradas benignas, cujos efeitos costumam passar em 48 horas.

Um povo otário? Caminhoneiros lutam por menor preço diesel e donos de carros e motos ficam em fila até de 48 horas para pagar por gasolina de até R$ 15,00 o litro…

Postado por Caio Hostilio em 28/maio/2018 - Sem Comentários

Como querem mudar alguma coisa nesse país, se o povo mesmo banca toda a canalhice dos governantes: Federal e Estadual, que impõem alíquotas gigantescas sobre os preços dos derivados do petróleo?

Será que ainda não conseguiram enxergar a canalhice por trás de tudo isso? Quanto maior o preço do combustível, com uma corrida desenfreada por gasolina e outros derivados, maravilhoso para os arrecadadores de impostos…  Estão vibrando com a idiotice do povo!!!

Já conseguiram mensurar quanto que entrou nesses 08 de greve, com a gasolina num preço altíssimo, nos cofres do governo Flávio Dino com o seu famigerado ICMS?

Com certeza não!!!

A arrecadação de Flávio Dino vai bater recorde, coisa que deixa o governador maravilhado, ainda mais sabendo que o contribuinte adora ser otário…

Eis aí um dos motivos para a corrupção ser endêmica no Brasil!!!

Não vou falar aqui dos aproveitadores, pois são eles os que mais gostam de criticar a corrupção na política…

EITA BRASIL!!!

Primeira etapa da pavimentação da BR-226 deverá ser concluída em junho, destaca Hildo Rocha

Postado por Caio Hostilio em 28/maio/2018 - Sem Comentários

Deputados federais que integram a Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara (CFFC) realizaram, neste fim de semana, visita técnica às obras de pavimentação do trecho de 100 km, da BR-226, localizado entre Timon e Presidente Dutra. De acordo com o deputado Hildo Rocha (MDB/MA), a vistoria foi motivada por insistentes reclamações feitas por lideranças de Barra do Corda; São Domingos, Governador Luís Rocha, Tuntum, Fernando Falcão; Jenipapo dos Vieiras.

“Recebemos muitas reclamações sobre a lentidão da obra. Por isso, apresentei requerimento para realizar essa visita técnica com a finalidade de verificarmos qual é o motivo da lentidão da obra, porque não falta dinheiro, tem emenda impositiva da bancada maranhense, nós conseguimos os recursos, então não tem motivos para a demora”, destacou Hildo Rocha.

Prazos para conclusão da obra

O deputado explicou que será elaborado um relatório no qual irão constar as impressões, recomendações e encaminhamentos solicitados pela Comissão. “Entre os encaminhamentos está a definição de prazos para a conclusão da obra. O primeiro trecho, de 25 Km entre o povoado Baú e o Km 100, deverá ser concluído até o dia 26 de junho. O prazo final para a conclusão total dos 100 km é 31 de dezembro deste ano.

Comitiva
Além do deputado Hildo Rocha, autor do requerimento para a vistoria, também participaram da visita os deputados federais Julião Amin (PDT), membro da comissão de fiscalização e controle; Rubens Pereira Júnior (PCdoB); o deputado estadual Rafael Leitoa (PDT); os representantes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Sebastião Luna e Glauco Henrique Silva, membros da diretoria do órgão; o representante da empresa Hytec Construções, Daniel Vasconcelos e vereadores da cidade de Timon.

Publicidade

Busca no Blog