Com a saúde pública em frangalhos, enfermeiros da rede estadual paralisarão suas atividades no dia 21…

Publicado em   19/fev/2018
por  Caio Hostilio

Vendo a inércia dos órgãos fiscalizadores e a falta de consciência do governo do Estado com as condições de trabalho, os enfermeiros resolveram agir:

TRÊS ANOS DE ESCRAVIDÃO NO GOVERNO FLÁVIO DINO: Enfermeiros da Rede Estadual de Saúde farão uma Paralisação na próxima quarta-feira, dia 21 de fevereiro de 2018. A paralisação tem a finalidade de chamar a atenção da sociedade para a ausência de direitos te mínimos, assédio moral, demissões imotivadas, retaliações e as péssimas condições de trabalho a que estão submetidos os profissionais de enfermagem da rede estadual de saúde.

O Sindicato dos Enfermeiros tem denunciado nas redes sociais, já ajuizou centenas de ações judiciais na Justiça do trabalho, dezenas de audiências no Ministério Público do Trabalho e dezenas de Greves e Atos Públicos para combater as ações escravocratas e impiedosas do Governo Flávio contra os sofridos profissionais, que já estão há três anos sem férias sem férias e destituídos de todos os direitos trabalhistas.

Os profissionais clamam pelo apoio e ajuda da sociedade, pois mesmo em meio ao caos, salários atrasados, perseguições continuam atendendo o chamado e o compromisso em cuidar da vida e da saúde do povo, mesmo em meio aos maus tratos sofridos pelo governo Flávio Dino.

Nesta quarta dia 21, em frente ao Hospital Regional de Imperatriz com caminhada até o Hemomar, será realizado uma operação “PLANTÃO LEGAL”, para cuidar da vida profissional, dos direitos trabalhistas e buscar uma assistência justa, humana e responsável aos milhares de enfermeiros escravizados pelo Governo Flávio Dino, pra isso a enfermagem pede que a sociedade se solidarize e apoie suas lutas e sua dor em busca de condições dignas de trabalho.

  Publicado em: Governo

Deixe uma resposta

Publicidade



Busca no Blog