Escritório Almeida Advogados Associados consegue habeas corpus aos presos pela Operação Rêmora

Publicado em   17/jun/2017
por  Caio Hostilio

As informações abaixo dão conta que o escritório Almeida Advogados Associados conseguiu a solturas dos presos na Operação Rêmora. O informante ilustra, ainda, que muitas coisas virão à tona… Leiam:

Caio,

Veja aí como esse escritório de advogacia conseguiu a soltura de presos na Operação Rêmora.

Segue decisão do habeas corpus que o escritório entrou em favor de um dos presos na Operação Rêmora. Entramos com três habeas corpus, dos quais dois já foram concedidos. Estou aguardando o outro.

Escritório de Advocacia é: ALMEIDA ADVOGADOS ASSOCIADOS que conseguiu habeas corpus aos favorecidos com o alvará de soltura: Valterleno Silva Reis, Mauro Serra dos Santos.

O presidente do PSDC, Antonio Augusto Silva Aragão também foi beneficiado por um Habeas Corpus impetrado por outro escritório de advocacia.

O único que ainda não foi beneficiado é o Bruno Balby Monteiro, cujo Habeas Corpus encontra-se nas mãos do mesmo Desembargador Federal que concedeu a ordem aos demais.

Todos esses foram presos na chamada Operação Rêmora, deflagrada pela Polícia Federal no dia 02 do corrente mês, que culminou com prisões, busca e apreensões e bloqueio de bens e valores dos envolvidos.

Segundo a PF, o motivo da operação seria a necessidade de fazer cessar os saques em espécie que estavam sendo realizados diretamente nas contas correntes do Instituto de Desenvolvimento e Apoio à Cidadania – IDAC, com quem a Secretaria de Estado da Saúde mantinha um contrato de gestão para gerenciamento de alguns hospitais do Estado, a exemplo do Hospital Geral de Barreirinhas, Hospital Regional de Carutapera, Hospital de Paulino Neves, Hospital Aquiles Lisboa, AME Imperatriz e AME Barra do Corda, além do recém incluído Hospital de Chapadinha.

Com exceção daquele localizado no município de Carutapera, todos esses demais hospitais passaram para a gestão do IDAC no atual governo de Flávio Dino. Segundo informações oficiosas, todos esses recursos foram sacados em espécie para atender aos anseios da própria Secretaria de Estado da Saúde, os quais seriam empregados para atendimento de despesas não contempladas no contrato de gestão celebrado com o IDAC.

O informante afirma que são verdadeiras essas informações e que muita água ainda vai rolar e muita gente deve estar preocupada nesse momento.

Aguardemos as cenas do próximo capítulo.

  Publicado em: Governo

One Response to Escritório Almeida Advogados Associados consegue habeas corpus aos presos pela Operação Rêmora

  1. Pingback: » SEAP não cumpre ordem de Desembargador Federal… O que estaria por trás desse descumprimento?

Deixe uma resposta

Publicidade

Busca no Blog