Notícias

Publicado em   29/jan/2016
por  Caio Hostilio

Prefeitura de Ribamar antecipa pagamento de servidores para esta sexta-feira

GIL CUTRIM (2)Mesmo diante da crise financeira que prejudica as cidades maranhenses, São José de Ribamar continua pagando em dia, e dentro do mês vigente, o funcionalismo público.  Atendendo determinação do prefeito Gil Cutrim (PDT), a Secretaria Municipal de Planejamento, Administração e Finanças de São José de Ribamar antecipou, para esta sexta-feira (29), o pagamento dos salários dos servidores públicos do município. A antecipação – o pagamento estava agendado para o início da próxima semana – visa beneficiar o funcionalismo público, aquecer a economia da cidade já a partir deste fim de semana e segue uma linha de trabalho, adotada desde 2011, que sempre garantiu o pagamento em dia dos salários dos profissionais. Mesmo diante da crise financeira que continua prejudicando as cidades maranhenses, ocasionada principalmente pela queda constante de repasses, por parte do Governo Federal, de recursos do Fundo de Participação dos Municípios – São José de Ribamar nunca atrasou o pagamento dos salários dos servidores, quitando os mesmos sempre dentro do mês vigente. Também sempre pagou em dia o 13º salário, chegando a antecipá-lo por diversas vezes, como aconteceu em dezembro do ano passado. “Possuímos um planejamento orçamentário e financeiro bem definido. Além disso, adotados várias medidas de contenção de gastos que nos proporcionaram ter um pouco mais de fôlego para cumprimos nossas obrigações, dentre elas o pagamento em dia do funcionalismo, manutenção dos serviços existentes e execução de novas obras, por exemplo”, explicou Gil Cutrim. A Prefeitura ribamarense também já implantou várias outras ações de valorização dos servidores municipais da cidade, tais como concessão de três reajustes salariais para os profissionais do magistério (um de 15%, outro de 22% e o terceiro de 8%); implantação de reajuste salarial (ou reposicionamento) para os servidores efetivos, de acordo com o tempo de serviço prestado; concessão de promoções e progressões para professores; criação do novo Estatuto do Servidor Público de São José de Ribamar; instalação da Junta Médica dos servidores municipais; implantação do Portal do Servidor (www.saojosederibamar.ma.gov.br/servidor); implantação do Plano de Carreiras, Cargos e Remuneração; dentre outras.

Hildo Rocha critica modelo adotada por Flávio Dino para a Rota das Emoções: “estão vendendo ilusões”

Foto_01Segundo o parlamentar, a formatação pactuada entre o Maranhão, o Ceará e o Piauí é prejudicial à economia do EstadoEm entrevista à Rádio Verdes Mares, de São José de Ribamar, o deputado federal Hildo Rocha disse que o Governador Flávio Dino cometeu um grande erro ao aceitar que a formatação da Rota das Emoções tenha como porta de entrada o estado do Ceará. “Na forma como o acordo foi pactuado, não é bom para o Maranhão. O correto seria eleger Barreirinhas como a porta de entrada para a Rota, ou então São Luís. A maior parte do Delta das Américas está no Maranhão. Apenas 10% pertence ao Piauí. Além disso, o modelo exclui a capital do nosso Estado em benefício do Ceará. Eles estão vendendo ilusão para os maranhenses. As nossas belezas naturais que Deus nos vão servir para beneficiar o Ceará” , argumentou o parlamentar.  O acordo firmado nesta terça-feira (26), entre os governadores Flávio Dino (Maranhão); Camilo Santana (Ceará); e Wellington Dias (Piauí), marca o reinício das ações que tem como objetivo desenvolver o turismo em 14 cidades da Rota das Emoções. Ilha Grande, Parnaíba, Luís Correia e Cajueiro da Praia, no Piauí; Barreirinhas, Paulino Neves, Araioses, Tutóia e Santo Amaro no Maranhão; e Barroquinha, Camocim, Chaval, Cruz e Jijoca de Jericoacoara, no Ceará. “Podemos observar que eles excluíram todos os municípios do Munim: Morros, Icatu, Presidente Juscelino e Axixá. Humberto de Campos que fazem parte do parque dos lençóis”, observou.  Rocha enfatizou que o governador deveria ter feito uma pesquisa mais aprofundada a fim de se inteirar acerca do assunto. Segundo o deputado, a capital maranhense não poderia ter sido excluída do roteiro e advertiu que o governo deve apressar a conclusão do terminal de passageiros do aeroporto de Barreirinhas que foi iniciado pela Roseana Sarney. “Do jeito que está idealizado, a tendência é que os turistas passem mais tempo nos municípios do Ceará e do Piauí. Atualmente o turista que viaja de avião para os lençóis maranhenses, desce em São Luís, hospeda-se aqui e em seguida viaja para lá, passando de dois a três dias hospedados em uma das cidades daquela região. Da forma acordada pelo Flávio Dino, a cadeia produtiva do turismo maranhense tem pouco a ganhar porque os visitantes irão se hospedar, consumir e demandar serviços em maior escala nos Estados vizinhos que integram a Rota. Os hotéis, as empresas de transporte, os restaurantes, os prestadores de serviços instalados no Maranhão serão prejudicados”, destacou.  O projeto será gerenciado pela Agência de Desenvolvimento Regional Sustentável (ADRS), organismo criado exclusivamente com o objetivo de promover e o apoiar a comercialização de produtos turísticos; a qualificação da mão de obra do setor; o fortalecimento da economia; e a geração de emprego e renda nos municípios integrantes.

Perguntar não ofender:

perguntaSenhor Governador quando vai abrir o orçamento do Estado? Será que vai pagar as emendas do carnaval com dinheiro do próprio bolso?

Prefeitura de Balsas emite Nota de Esclarecimento

hcfehajcWellington do Curso fala da falta de respeito do transporte coletivo com os deficientes físicos em São Luís

deficienteVai ao ar, na edição desta sexta-feira (29) do programa “Encontro com a Fátima”, em rede nacional, a reportagem com a Maria de Jesus Costa Chaves, a moça com deficiência que teve que rastejar, para se locomover, ao usar o transporte público de São Luís. Uma situação similar à enfrentada por várias outras pessoas. No vídeo abaixo, observamos uma outra ocasião em que Maria (a mesma que teve que se se arrastar no ônibus para locomover-se) não conseguiu ter acesso ao ônibus porque o elevador não estava funcionando. Dessa vez, o fato aconteceu no ônibus Cidade Olímpica-São Francisco, em frente ao Shopping São Luís. A gravação foi feita na segunda-feira (25), pelo Sr. Hilk Sann que ficou indignado com a situação. Os vários vídeos evidenciam que tais fatos não são exceções, mas sim a “regra” originada da falta de respeito com que a Prefeitura de São Luís trata as pessoas com deficiência. Por ouvirmos e sabermos das dificuldades enfrentadas pelas pessoas com deficiência, desde o ano de 2015, utilizamos o Parlamento Estadual para propor e cobrar ações que garantam a acessibilidade e a inclusão. Exemplo disso é a audiência pública que solicitamos, desde o dia 14 de dezembro de 2015, objetivando discutir sobre o Estatuto da Pessoa com Deficiência, tendo por principal objetivo estabelecer o debate acerca das principais disposições do Estatuto (Lei n. 13.146/2015), destacando suas possibilidades de efetivação no Maranhão. A fim de propiciar um debate e proposição de soluções, a Audiência contará com a representatividade da Defensoria Pública; do Ministério Público; do Conselho Estadual da Pessoa com Deficiência, dentre outros. Enquanto vice-presidente da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e das Minorias da Assembleia Legislativa, reafirmo o meu compromisso em defesa das pessoas com deficiência e aproveito para convidar a todos para a Audiência que acontecerá na próxima terça-feira (02). Estamos unidos com o objetivo não de culpar um ou outro agente, mas de encontrar soluções para as problemáticas e, então, garantir o cumprimento dos direitos das minorias, evidenciando assim o respeito que é devido a todo cidadão!

  Publicado em: Governo

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

PUBLICIDADE

Busca no Blog

Arquivos