Polícia detém suspeito de assassinar italiana em Jericoacoara, no Ceará

Publicado em   27/dez/2014
por  Caio Hostilio

G1

Homem foi detido em Jericoacoara e foi encaminhado para Fortaleza. Ele foi ouvido, passou por exames e foi liberado, por não existir provas.

Gaia, com frequencia, públicava fotos da estadia no Brasil. (Foto: Reprodução/Facebook)

Gaia, com frequencia, públicava fotos da estadia no Brasil. (Foto: Reprodução/Facebook)

A Polícia Civil do Estado do Ceará, através da Delegacia de Proteção ao Turista (Deprotur), deteve no fim da tarde desta sexta-feira (26), um suspeito de matar a italiana Gaia Barbara Molinari no último dia 25, em Jijoca de Jericoacoara, a 287 Km de Fortaleza.

De acordo com as Polícias Civil e Militar, o suspeito foi conduzido à Deprotur, juntamente com uma testemunha, e foram ouvidos.

Em seguida, o suspeito foi encaminhado à sede da  Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) em Fortaleza onde passou por exames e foi liberado, por não existir indícios suficientes para a prisão em flagrante.

Liberação do corpo

O corpo da italiana Gaia Barbara Molinari vai ser liberado na próxima segunda-feira (29). A informação é do representante do vice-consulado da Itália no Ceará, Roberto Misici. O vice-consul da Itália na capital disse que as autoridades estão dando toda a assistência para os parentes de Gaia. E que já foram comunicados da morte.

“Nós estamos aguardando que o corpo seja encaminhado para Fortaleza. A liberação e o translado deve ocorrer de domingo para segunda-feira. A família não virá. Toda a responsabilidade foi dada a gente e todos os procedimentos vão ser feitos agora”, afirmou Roberto Misici.

Laudo sobre a morte

De acordo com o laudo da Polícia Civil, divulgado na tarde de sexta-feira, a turista italiana Gaia Molinari foi morta por estrangulamento. Segundo a polícia, Gaia sofreu vários golpes com objetos cortantes no corpo e no rosto antes de ser asfixiada por estrangulamento. O corpo dela foi encontrado próximo à Pedra Furada, ponto turístico da Praia de Jericoacoara, no litoral do Ceará.

O representante do vice-consulado da Itália no Ceará, Roberto Misici, disse que acompanha todo o processo para o traslado do corpo. “Estamos trabalhando da melhor maneira para que o corpo seja levado logo para a Itália. Mas como é um caso de homicídio, não é um processo muito rápido”. O caso ganhou destaque na imprensa italiana, que afirmou que Gaia estava no Brasil para participar de um projeto de ajuda a crianças carentes.

Antes de ir para Jericoacoara, a italiana estava hospedada em um albergue, em Fortaleza, desde o dia 16 de dezembro. No alberque Gaia conheceu uma carioca que a convidou para ir a Jericoacoara. De acordo com funcionários do albergue, no local ela deixou alguns objetos pessoais como um computador e o passaporte.

Investigações
Segundo informações da Polícia Militar (PM), o corpo da italiana foi encontrado por outros turistas na área do Serrote e apresentava vários ferimentos pelo corpo.

De acordo com a PM, o rosto da italiana estava perfurado e teve forte sangramento. Patrícia Bezerra afirmou que não há como saber se foi um crime de latrocínio e que qualquer informação precipitada pode prejudicar o andamento das investigações.

“Ainda é precipitado falar qualquer coisa sobre a morte da turista italiana. O que a gente sabe é que ela foi encontrada somente de biquíni, com canga e que do lado dela foram encontrados alguns objetos pessoais como bolsa, cópia do passaporte, chicletes e nada de valor”, disse a delegada Patrícia Bezerra.

Os moradores de Jijoca de Jericoacoara afirmam que a jovem estava em Jericoacoara acompanhada de uma amiga carioca. Ambas deveriam ter deixado a cidade de Jijoca na quarta-feira (24), mas Gaia Molinari não retornou do passeio na véspera do Natal. Ela trabalhava em um hostel em Jijoca de Jericoacoara em troca de hospedagem e viajava por vários países, segundo pessoas que conheceram a vítima.

Depoimento da amiga

Uma amiga da italiana que estava com Gaia na Praia de Jericoacoara, prestou depoimento na manhã desta sexta-feira (26) para a delegada Patrícia Bezerra na Delegacia de Proteção ao Turista (Deprotur). Ela não quis falar com a imprensa.

Ainda de acordo com a delegada Patrícia Bezerra, Gaia Molinari estava em Jericoacoara com a carioca desde último dia 21 de dezembro e se conheceram em Fortaleza.

Patrícia Bezerra acrescentou que a italiana estava hospedada em uma pousada na capital desde o dia 16 de dezembro, mas não soube informar se ela já estava há ais tempo em Fortaleza. Ainda segundo a delegada Patrícia Bezerra, responsável pelas investigações, o Consulado Italiano foi comunicado do homicídio e informou aos familiares da vítima.

O corpo da vítima foi localizado na tarde do último dia 25 em uma localidade conhecida como Serrote, na vila de Jijoca de Jericoacoara, e encaminhado à sede da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) no município de Sobral. Os exames lá realizados indicaram a causa da morte como asfixia por estrangulamento. Inicialmente, está descartada a hipótese de latrocínio.

  Publicado em: Governo

Deixe uma resposta

Busca no Blog