Veja como nossos representantes são politiqueiros!!! É de causar urticárias…

Publicado em   05/ago/2013
por  Caio Hostilio

rubensjuniorHoje (05), na Assembléia Legislativa o debate foi novamente o IDHM dos municípios maranhenses.

O deputado Othelino Neto usou da tribuna para culpar o governo do Estado pelos péssimos índices, mesmo sendo uma medição por município. Veio os deputados Bira do Pindaré e o Marcelo Tavares com a mesma história canalha, chegando a culpar os péssimos índices educacionais ao governo do Estado, quando é constitucional sabido que a responsabilidade pelo ensino infantil e fundamental é dos gestores municipais. Debate medíocre e canalha!!!

Mas o que mais berrou da tribuna foi o deputado Rubens Junior, como se a mãe dele, prefeita Matães fosse um exemplo em gestão pública. O pior é que o IDHM de Matões fez foi diminuir depois que ela assumiu a Prefeitura do Município.

Veja a posição entre todos os municípios brasileiros, no quadro abaixo, de Matões… Pobre município, pois aparece na 5.194 posição. Não seria melhor o deputado ficar calado, visto que a mensuração foi por município?

rubens juniorPor outro lado, veja essa matéria abaixo da Agência Brasil e olhe o quanto esses politiqueiros canalhas e safados gostam de colocar o Maranhão como terra arrasada:

Municípios pequenos registram maiores avanços no IDHM educação

Agência Brasil

As três cidades com maior avanço no componente educação do Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) de 1991 a 2010 estão no Tocantins, Maranhão e Piauí. Os três municípios, Ribamar Fiquene (MA), Capitão Gervásio Oliveira (PI) e Monte Santo do Tocantins (TO) têm menos de 10 mil habitantes e 30 escolas, entre rurais e urbanas. Em 20 anos, o componente educação cresceu mais de 5 mil vezes em dois casos e mais de 4 mil vezes em um caso. Saiu de 0,01 e passou para 0,527 na cidade maranhense; 0,464 na piauiense e 0,547 na tocantinense.

“O acesso à escola melhorou muito. Mas o interesse dos alunos não. Há 20 anos o pessoal tinha mais interesse em aprender. Eu comecei a dar aula em uma turma multisseriada de 60 alunos. Alfabetizava a turma toda sozinho e eles queriam aprender. Hoje não é mais assim”, diz Silva. O diretor aponta a falta de estrutura e material didático apropriado como fatores que levam a essa falta de vontade de estudar. Segundo ele, a escola está sem 50 livros para usar nas salas de aula desde o começo do ano.

Ribamar Fiquene teve a maior variação no IDHM Educação: aumento de 5.170 vezes. Em relação ao Ideb, o município superou a meta do índice para 2011 no 5º ano – 4,3 da meta de 3,7; e atingiu a meta de 3,7 para o 9º ano. Pelos dados do QEdu, baseados na Prova Brasil, em 2011, 17% dos alunos do 5º ano tinham aprendizado adequado em português. No 9º ano, a taxa caiu para 6% dos alunos. Já em matemática, 12% dos alunos do 5º ano e 1% dos alunos do 9º ano tinham o aprendizado aquedo ao período.

Debatam com dados científicos e não com canalhices e safadezas!!!

Clique aqui para ler a matéria toda…

  Publicado em: Governo

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

PUBLICIDADE

Busca no Blog

Arquivos