Como o povo gosta de ser enganado!!!

Publicado em   10/maio/2013
por  Caio Hostilio

dik3A melhor forma de enganar o povo é através das propagandas!!! Essa fórmula de ludibriar é antiga, mas como surte efeito, seja no setor empresarial, imobiliário, camelódromo e, principalmente, no setor político.

O certo é que esses maquiavélicos se aproveitam de um sentimento do ser humano que é sua mola propulsora: A esperança!!! Daí veio o dito popular: “comprou gato por lebre!!!”

Desde quando você escuta falar do “Novo e da Mudança” no Maranhão? Rsrsrsrsrsrs… Desde o dia que inventaram essa frase de efeito para o Flávio Dino, porém nunca lhe alertaram que novo e mudanças seriam essas, com isso vemos apenas a frase de efeito, mas a essência nunca foi apresentada. É como propaganda de veículos: Dizem que o carro tem todos os opcionais e o preço é tanto. Quando se chega à revendedora, dizem que aquele preço é apenas para versão “pé de boi” e que existem outras versões.

Assim venderam o “Novo e a Mudança” em 2012. Cadê a essência?

Foi com esse pensamento que no 30 de março de 2013 escrevi “Gerar perspectivas e depois ver decepções!!!”, leiam e mensurem:

Por que o homem busca os caminhos mais tortuosos para ludibriar seus semelhantes?

Tanto na campanha eleitoral de 2010 quanto na campanha eleitoral de 2012, foi usada a perspectiva do “Novo e o da Mudança”. Mas que novo é esse e que mudanças seriam essas? Gerou-se uma perspectiva na massa, isso condicionada numa didática farsante, haja vista que, nós brasileiros, ainda não estamos adaptados ao questionamento crítico, apenas nos ludibriamos…

A mesma perspectiva do “Novo e da Mudança” voltou fervorosa na eleição de 2012 para prefeito de São Luís. Apenas geraram expectativas, porém não conseguiram transmitir o que seria esse “Novo e essa Mudança”

O que se pode pensar etimologicamente das palavras “novo” e “mudança”? Poderíamos resumir apenas numa palavra: “Novidade”, mas cadê essa novidade? Então, devo gerar uma perspectiva da qual não tenho sequer um parâmetro que possa sustentar o que vendi para massa? Isso é falsear.

Vieram as decepções e com elas uma “Mudança” que melhor se assemelha aos seres humanos: tentar desdizer o que diz: “Novo e a Mudança” agora se transformou em só três meses de governo!!! Mas não esqueçam que “Novo e Mudanças” são perspectivas que são geradas de imediato, pois as novidades já eram para está prontas desde que criaram a expectativa do “Novo e da Mudança”, isso ocorreu logo após a candidatura de Flávio Dino para à Câmara Federal… Não foi criado um mito?

Por isso, vale ressaltar que tudo que é “perfeito” tem limites impostos pelo seu próprio ser ou estado de “perfeição”: um ser que manifeste as suas qualidades não o pode fazer sempre em todos os aspectos. O imperfeito, além de não manifestar sua potencialidade, quando o faz, pode fazê-lo de modo a não preencher as características do seu ser.

O homem não é perfeito e, portanto, sob diversos aspectos, ele é limitado, por isso gerar perspectivas sem sustentação e submeter seus semelhantes às frustrações.

Como seria diferente se os seres humanos não fossem tão falsos e hipócritas!!! Mas temos que aprender a conviver com esses dissabores, porque o homem percebe que seus sonhos nem sempre são realidades quando se analisa na perspectiva do tempo.

Prefiro me deliciar com o poema de Drummond: Para lê-lo acesse a matéria do dia 30 de março.

  Publicado em: Governo

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

PUBLICIDADE

Busca no Blog

Arquivos