A greve dos policiais e bombeiros militares e suas conseqüências…

Publicado em   28/nov/2011
por  Caio Hostilio

Vamos aos fatos que levaram essa greve inconstitucional virar num movimento completamente político.

Todo erro partiu do Legislativo. Tudo começou quando chegou na Casa a PEC que transferia da rubrica de horas extras para o piso salarial os 14% dados aos delegados, onde não havia nenhum aumento salarial, mas sim um acordo firmado, que esses 14% de horas extras mudariam de rubrica. A maioria dos deputados sabia disso, mas ficaram calados e outros passaram a alardear que o governo estava tanto um aumento aos delegados sem que tenha repassado aos Policiais Militares. O certo é que contabilmente e orçamentariamente não haveria mudança alguma.

Diante dessa informação, coronéis e seus padrinhos politiqueiros armaram um movimento e buscaram exatamente o Legislativo, que errou novamente ao atropelar o Executivo, fazendo acordos que não poderiam cumprir, visto que não houve nenhum contato com o Executivo sobre o assunto.

Ao retornar para cobrar o acordo, os mentores não tinham nenhuma proposta a oferecer aos policiais e bombeiros militares, coisa que foi um prato cheio nas mãos dos deputados de oposição, que não perderam tempo em jogar gasolina na greve, mesmo sabendo que era um ato inconstitucional e de que os delegados não estavam tendo aumento em seus vencimentos.

Agindo de boa-fé, o presidente Arnaldo Melo caiu como um patinho nas artimanhas politiqueiras, tanto dos governistas quanto dos oposicionistas. O Legislativo livrou casa da mãe Joana, ou seja, um camping.

O certo é que o presidente Arnaldo deveria ter pedido reintegração de posse, que fora invadido por grevistas ilícitos.

Hoje (28), o presidente Arnaldo Melo tomou uma decisão que fere o regimento da Casa, ao suspender a sessão que estavaem curso. Contudo, deixou transparecer que não deixará mais ser usado para as politicalhas de quem quer que seja. Os deputados oposicionistas queriam aproveitar para gerar mais conflitos, usando a sessão. De uma coisa eles não podem reclamar: O presidente descumpriu o regimento, haja vista que eles (os presentes) são apoiadores de uma greve irregular, inconstitucional e, principalmente, julgada improcedente pela Justiça. Moral e ética, esses oposicionistas não terão para fazer qualquer referência contra a atitude do presidente!!!

No intuito de buscar uma alternativa para sanar com essa greve politiqueira, estiveram reunidos, nesta tarde na Assembléia Legislativa, o presidente da Assembléia Legislativa, deputado Arnaldo Melo; o presidente do TJ, desembargador Jamil Gedeon e a procuradora-geral de Justiça, Fátima Travassos, além de vários deputados e do deputado Domingos Dutra.

A discussão tomou toda a tarde e sem que tenha chegado a um consenso, conforme afirmou o presidente Arnaldo Melo a jornalistas que estavam na Assembléia.

Pelo que se pode apurar, a greve está sendo completamente comandada pelos deputados oposicionistas, pelo presidente EMBRATUR, Flávio Dino, por Domingos Dutra e outros politiqueiros. As soluções estão nas mãos de um saldado deputado estadual de Roraima (PCdoB), Francisco Sampaio, e do delinqüente Prisco. Suas exigências ultrapassam a racionalidade em todos os parâmetros, reajuste de 30% e até eleição direta para o comando da PM. Fica mais que evidente que essa greve é totalmente política.   

Na verdade, os soldados, cabos e sargentos, que realmente trabalham de fato, ainda não se atentaram que estão servido apenas de massa de manobra.

No governo o que não falta é falsidade… Existem muitos que estão por trás fazendo armações, pois ainda não tiveram seus interesses atendidos.

Por último aparece o prefeito de Barra do Corda, Nenzim, apoiando essa greve irregular, chegando a mandar uma banda de boi, água e lanches aos que aderiram à greve no município. Depois seria providencial saber se toda essa alimentação foi adquirida com verba pública!!!!

Tardiamente, o alto comando da Polícia Militar do Maranhão divulgou nota no início da tarde desta segunda-feira anunciando a abertura de processo deserção e administrativa-disciplinar contra os policiais que continuaremem greve. Emminha opinião, essa atitude veio muito tarde… Não sei se isso terá o efeito desejado.

De resto, observa-se que o governo do Estado está agindo dentro dos princípios constitucionais, com isso tendo total apoio do Governo Federal, do Congresso Nacional e do Judiciário.

A Policia Civil aderiu a greve, mas esquece que também é irregular, visto que o STF já julgou como inconstitucional greves de policiais civis, já se tornando jurisprudência.

Já condicionaram na cabeça dos policiais que o Estado paralisará com suas greves… Ledo Engano, visto que pesquisas por todo o Brasil, as policias estão desacreditadas e a população se sente mais segura quando o Exército e a Força Nacional estão nas ruas.

  Publicado em: Governo

14 Responses to A greve dos policiais e bombeiros militares e suas conseqüências…

  1. panda says:

    “A verdade é filha do tempo, não da autoridade. ”
    Francis Bacon

  2. panda says:

    “Vis unita fortior, a força unida é mais forte. ”
    FRANCIS BACON

  3. panda says:

    “Não devemos ter medo dos confrontos. Até os planetas se chocam e do caos nascem as estrelas.”
    Charles Chaplin

  4. Prezado Professor Caio, sem se aperceber do deslize, partiu do Executivo a falha, ao anunciar à Assembléia a incorporação dos 14% aos subsídios dos Delegados. Da forma como a mensagem foi escrita, a idéia era realmente de um reajuste de 14%, e não somente de incorporação das horas extras. Veja o texto na íntegra, no diario da Assembleia do MA( http://www.al.ma.gov.br), mensagem nº063/11, datada de 30.09.2011 e publicada na pag. 09, do diario de 05.11.2011,

  5. JWlison says:

    Quem não pode com o pote, não pega na rodilha. A Rosengana agora pegou em merda. Eita mulherzinha fraca; é bom ela penico e sair.

  6. andré do nascimento says:

    caozinho de guarda do governo os pomposos dias de vcs estão acabando. 2014 vem aí.

    • Caio Hostilio says:

      Que seja feita a vontade do povo!!! Agora usar pais de familia como massa de manobra para seus intentos politiqueiros e no mínimo coisa de canalha, hipocrita, safado, pois não respeita a vida humana.

  7. Hiderlan de Oliveira Doudement 1ºTen.QOPMMA.Ref. says:

    Tu és um babaca recalcado. Para sobreviver tu vendeu tua pena e tua ombridade. Por existência de uma corja asquerosa,na qual tu estais,o Maranhão nunca trilha o caminho do desenvolvimento material,humano e social.

Deixe uma resposta

Busca no Blog