Notícias

Publicado em   29/abr/2011
por  Caio Hostilio

Acorda Castelo!!!

Segundo informações, quem ordenou o tal coronel Filho, da SMTT, a tomar aquela atitude prá lá de maluca – proibir os agentes de trânsito a não multar os carros da prefeitura -, foi o Secretário Adjunto, o tal Dr. Artur. Com isso, antes de demitir o coronel, mesmo que ele seja autoritário e arbitrário, não seria providencial apurar os fatos? Segundo o informante, o tal Dr. Artur ordenou  o coronel a tomar essa atitude ilícita, apenas verbalmente, mas como o cara é militar é gosta de tudo no papel, visto que papel não chora, não titubeou e fez a cagada. Caiu feito um patinho!!! O informante disse, ainda, que ele e várias outras pessoas da SMTT escutaram quando o coronel bobalhão disse que cumpriu apenas a ordem do secretário adjunto, Dr. Artur, que com certeza queria mostrar serviço, mesmo que ilícito, ao prefeito, ou seja, “nossos carros não possuem uma só multa”. Como Castelo dorme para administrar e é sisudo para as articulações políticas, sugiro ao secretário Clodomir Paz que abra um processo administrativo e, assim, punir todos: o mentor intelectual da idéia e o executor.

Gil Cutrim no PMDB 

Considerado como uma das principais lideranças jovens do Estado, o prefeito de São José de Ribamar, Gil Cutrim, congregou a juventude maranhense a se filiar ao PMDB com o objetivo de disputar as eleições municipais de 2012. “Tenho certeza que milhares de jovens maranhenses se identificam com a ideologia e diretrizes do partido. Quero pedir a estes jovens que se filiem e que disputem o maior número possível de vagas para os cargos de vereador e prefeito”, afirmou Cutrim durante Encontro Regional da sigla, realizado no auditório da Assembléia Legislativa nesta sexta-feira (29). 

Gastão Vieira defende adiamento do PNE para avançar no debate

A adoção do novo Plano Nacional de Educação (PNE), proposto pelo governo para os anos 2011-2020, deve ser adiada para aprofundar o debate sobre as suas metas. A proposta é do presidente da comissão especial do PNE na Câmara, Gastão Vieira (PMDB-MA), para que se discuta um acordo sobre as prioridades da educação com o governo federal, estadual e as prefeituras. “Não basta dizer que tem um plano, mas sim ter um que permita executar um processo perene de melhoria da educação brasileira”, declarou o parlamentar. A proposta contraria os interesses do governo e do próprio ministro da Educação, Fernando Haddad, que declarou a intenção de aprovar esse projeto ainda em 2011.

João Alberto na Assembléia Legislativa

O senador João Alberto (PMDB), esteve visitando na manhã desta sexta-feira (29), a Assembléia Legislativa do Maranhão. O senador se reuniu com o presidente da Casa, Arnaldo Melo (PMDB) e com o deputado Roberto Costa (PMDB), na sala da presidência. Durante a reunião eles conversaram sobre o papel da atual legislatura e os desafios para manter a governabilidade da Casa. O senador João Alberto, elogiou o presidente Arnaldo Melo e colocou-se a disposição da Assembléia Legislativa do Maranhão. Logo após, João Alberto foi para o Encontro Estadual do PMDB.

Reunião define pauta reivindicações de prefeitos; Marreca defende união dos prefeitos

O presidente da FAMEM, prefeito Junior Marreca, defendeu em Brasília, na última terça-feira (26), a união entre os prefeitos para uma nova rodada de negociações com o Governo Federal e as bancadas parlamentares na capital federal. Ele participou do encontro que definiu a programação do encontro municipalista nacional, a XIV Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. De acordo com o presidente, a parceria entre os gestores municipais pode fazer o movimento muito mais forte. “Nós, os prefeitos, somos uma classe forte, mas precisamos estar unidos nessa corrente para conseguir nossos pleitos. Unidos entre nós e unidos com nossas bancadas”, disse. Junior Marreca pretende levar a Brasília, este ano, o maior número de prefeitos maranhenses na história da Marcha dos Prefeitos. A reunião, ocorrida na sede da Confederação Nacional de Municípios (CNM), foi coordenada pelo presidente da entidade, Paulo Ziulkoski. Saúde, Royalties e Restos a Pagar foram os temas mais propostos pelos líderes estaduais. Na reunião, ficaram previamente acertados encontros dos prefeitos com os parlamentares das bancadas estaduais no Congresso Nacional e uma mobilização mais efetiva com a presença de todos os participantes da Marcha na Câmara dos Deputados e no Senado Federal. Para Junior Marreca, há a expectativa de conclusão da votação da Emenda Constitucional 29, que define o financiamento da Saúde Pública. “Essa emenda, depois de aprovada, pode garantir o fim de uma distorção que eximiu Estados e União de aplicar, em nove anos, nada menos que R$ 16,6 bilhões. Isso num período em que, somados, os Municípios investiram cerca de R$ 81 bilhões”, explicou.

  Publicado em: Governo

46 Responses to Notícias

Deixe uma resposta

Busca no Blog