Arquivo de março de 2011

Camaro vira sonho de consumo!!!

Postado por Caio Hostilio em 26/mar/2011 - 82 Comentários

Oi. Todos nós sonhamos com algo não é mesmo? Alguma coisa que gostaríamos de ter ou realizar e ainda não conseguimos. E você? Qual é o seu maior sonho? Sonhar não paga nada, mas para concretizar o seu sonho de consumo é preciso ter muito dinheiro!!!

Casa, carro, jóia, barco… Para quem tem dinheiro é sempre bom, por isso não deixam de realizar seus sonhos e o desejo material ainda não conquistado.

Sabendo da disputa para quem tem mais dinheiro, a Chevrolet lançou a novidade mais esperada. Chegou com tudo. Unindo perfeitamente a performance de um esportivo com o conforto de um carro de luxo, o Camaro 2011 vem repleto de equipamentos diferenciados e potência fora de série. São 406 cavalos num motor V8 6,2!!!

Aqui no Maranhão, mais precisamente em São Luís, a disputa por um Camaro virou briga de gente grande. Para conseguir um Camaro, o barão terá que entrar na fila de espera, que já está cheia até julho.

O carro só pode ser comprado no dinheiro, à vista. Não existe financiamento. O comprador tem que ter bala na agulha. O brinquedinho custa R$ 200 mil.

Os primeiros a adquirir o Camaro em São Luís, foram os seguintes empresários: Daniel Filho (dono da Dalcar, revendedora Chevrolet, que com certeza lhe deu um desconto), o dono da Fribal, ENE Pires Oliveira e o “político” Othelino Neto, que é um dos comandantes do PPS (um partido socialista!!!), que anda de namoro com o governo João Castelo, por boquinhas na gestão tucana. Dizem as más línguas, que Othelino Neto foi um dos financiadores da campanha de Castelo. Caso isso seja verdade, de onde ele tirou tanto dinheiro para bancar uma campanha e comprar um Camaro à vista?

Voltemos à lista de espera. Está em exposição este camaro da foto, cuja briga por ele está entre o dono do Centro Elétrico, José Gonçalves Filho, e o jogador Kleber Pereira. De acordo com informações, quem chegar primeiro com os R$ 200 mil, em dinheiro, leva o carro.

Seria providencial que o “barão/político” Othelino Neto, nessas conversas reservadas com o prefeito Castelo, peça a recuperação de todas as vias de São Luís, visto que o Camaro é um carro para ser usado nas vias americanas e européias.

Contamos com você Othelino!!! Principalmente os proprietários dos Camaros como você!!!

Notícias

Postado por Caio Hostilio em 26/mar/2011 - 7 Comentários

Esse é o comprometimento com a educação pelo sindicado do PCdoB

A Secretaria informou que na capital maranhense, desde segunda-feira (21), os docentes que aderiram à greve começaram a retornar às salas de aulas. Relatos de gestores escolares informam que os sindicalistas que participam do movimento têm adentrado às escolas estaduais e retirado os professores de suas atividades, impedindo a realização das aulas. De acordo com a URE São Luís, quase 100% escolas de ensino fundamental da região metropolitana (municípios de São José de Ribamar, Paço do Lumiar, Raposa, Alcântara), incluindo as unidades de ensino da capital, estão com as atividades normais.

Enquanto isso, Sedel define detalhes do JEMs 2011

A realização da edição de 2011 dos Jogos Escolares Maranhenses (JEMs) foi o tema de duas reuniões envolvendo a Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Sedel) e os coordenadores das modalidades coletivas e individuais que serão disputadas na competição deste ano. Os encontros ocorreram na sede da Sedel, nas terça (22) e quinta-feiras (24). De acordo com o secretário-adjunto da Sedel, Alim Maluf Neto, estas reuniões servem para discutir questões fundamentais para a realização de uma competição perfeita. “Precisamos falar a mesma linguagem para fazermos um JEMs sem erros. Temos de trocar experiências e, por isso, estamos nos reunindo com gestores municipais e de escolas, federações e coordenadores”, explicou. As reuniões entre a Sedel e os coordenadores representaram, ainda, a possibilidade de atrair mais jovens para participar da edição deste ano dos Jogos Escolares. Segundo a coordenadora da modalidade tênis, Adyna Thaís Martins, os JEMs 2011 vai mostrar que o tênis é um esporte voltado para todas as classes sociais.

Governo do Estado nomeia mais 369 professores

A Governadora Roseana Sarney nomeou mais 369 professores aprovados no concurso público realizado em 2009. Os novos docentes da rede estadual de ensino tomarão posse, a partir da próxima terça-feira (30), das 13h às 18h, na sede da Superintendência de Administração de Recursos Humanos da Secretaria de Educação (Sarh/Seduc), no bairro Monte Castelo, em São Luís. A medida integra a política de valorização dos profissionais do Magistério da Educação Básica do Estado do Maranhão. Este ano, o Governo já contemplou cerca de 1.100 aprovados no concurso com o aproveitamento de excedentes, por meio de ato legal de remanejamento de vagas de municípios onde não houve aprovados para aqueles que têm excedentes e déficit de professores. A secretária de Educação, Olga Simão, destaca que os recém-nomeados para o cargo de professor de nível superior passarão a receber a remuneração mensal no valor de R$ 1.631,00 para uma jornada de trabalho de 20 horas semanais. Os professores que possuem duas nomeações (40 horas) irão receber remuneração no valor de R$ 3.262,00 – um dos melhores salários dentre os estados brasileiros que praticam a mesma jornada.

Aluísio vistoria obras da nova sede da Seic

O Secretário de Estado de Segurança Pública, Aluísio Mendes, acompanhado de integrantes do sistema de segurança, esteve, nesta sexta-feira (25), vistoriando o andamento das obras onde funcionará a nova sede da Superintendência de Investigações Criminais (Seic) da Polícia Civil, no antigo prédio da Rádio Timbiras, no Bairro de Fátima. Atualmente, compõem a Seic, os Departamentos de Narcóticos (Denarc), de Combate aos Crimes Tecnológicos (DCCT), Organizado (DCCO), Roubo a Instituições Financeiras (Dcrif), a Cargas, a Bancos, além do Grupo de Resposta Tática (GRT).  A obra foi dividida em duas etapas. Com a conclusão da primeira fase, prevista para o dia 15 de abril, cinco dos sete Departamentos da Seic serão transferidos para o novo local. A segunda fase contemplará com a transferência do Departamento de Narcóticos (Denarc) e o Departamento de Defesa de Serviços Delegados (DDSD), que será incorporado a Seic. De acordo com o secretário Aluísio Mendes, o novo prédio trará ganhos tanto para a polícia, como para a sociedade. “Essa obra faz parte de uma série de ações que o Governo do Estado vem executando para reequipar todo o aparato do Sistema de Segurança. Entregaremos em breve um dos mais modernos complexos de polícia da região. Com ele, as questões operacionais e técnicas serão desenvolvidas e mais ações poderão ser executadas”, explicou.

Polícia Civil prende traficante em Coroatá

Investigadores da Polícia Civil de Coroatá, sob o comando do Delegado Reno Cavalcante de Farias, prenderam, na noite da última quinta-feira (24), em flagrante delito pelo crime de tráfico de entorpecentes, Charles de Sousa da Mota, natural do Município de Zé Doca. O indiciado foi detido com várias pedras de crack, além de documentos que pertenciam a usuários, deixados como forma de garantia do pagamento posterior das drogas. Em depoimento, segundo informações policiais, Charles confirmou que trouxe 50 gramas de crack da cidade Paragominas no Estado do Pará, o que rende aproximadamente 600 cabeças de crack, que foram vendidas em 20 dias, cada uma custando R$10,00. O delegado Reno Cavalcante, titular do Distrito de Coroatá ressaltou que a Polícia Civil vai continuar as ações contra o tráfico de drogas em toda região, e que a prisão de mais um traficante é resultado de um plano estratégico estabelecido desde o inicio do ano pela Polícia Civil da Cidade.

Acorda Castelo: SES paga Prefeitura de São Luís, mas prefeitura não paga o que deve a SES

Postado por Caio Hostilio em 26/mar/2011 - Sem Comentários

A Secretaria de Estado da Saúde atualizou, nesta sexta-feira (25), o pagamento da contrapartida estadual do programa Farmácia Básica e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) devida à Prefeitura de São Luís, totalizando R$ 5.142.016,30.

A quitação, determinada pelo secretário de Saúde, Ricardo Murad, cumpre acordo referendado pela Comissão Intergestores Bipartite (CIB), no qual a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) assume a obrigação de repassar à SES R$ 8.978.573,89 em recursos federais já recebidos pelo Município para o pagamento dos serviços ambulatoriais e hospitalares prestados pelas unidades estaduais, no período de setembro a dezembro de 2010.

De acordo com as Ordens de Pagamento expedidas pela SES, foi paga à Prefeitura de São Luís a contrapartida estadual de R$ 2.657.766,30 do programa Farmácia Básica e R$ 2.484.250,00 do Samu, atualizando os repasses devidos até fevereiro deste ano.

Por outro lado, a Semus teria que quitar o débito de R$ 8.978.573,89 que tem com o Estado, ressalvando que esses recursos já foram repassados pelo Ministério da Saúde para o Fundo Municipal de Saúde de São Luís. O prazo para o Município também acabou nesta sexta-feira (25).

Ricardo Murad ressaltou que, desde o dia em que reassumiu a Secretaria de Saúde, determinou a atualização de todas as obrigações do Estado com todos os municípios, sem exceção. E essa determinação está sendo cumprida rigorosamente pela equipe da SES, a exemplo do que ocorreu com a Prefeitura de São Luís.

PAGAMENTO DA SES À PREFEITURA DE SÃO LUÍS

Farmácia básica 2010 – R$ 1.780.977,90

Farmácia básica janeiro e fevereiro 2011 – R$ 313.702,32

Samu 2009- R$ 653.750,00

Samu 2010-R$ 1.569.000,00

Samu janeiro e fevereiro 2011- R$ 261.500,00

Insumos diabetes 2010- R$ 478.757,50

Iinsumos diabetes janeiro e fevereiro 2011 – R$ 84.328,58

Ministro da Saúde se entusiasma com Programa Saúde é Vida

Postado por Caio Hostilio em 26/mar/2011 - 5 Comentários

Roseana Sarney e Ricardo Murad se reuniram com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, na noite de quinta-feira (24), em Brasília. Na ocasião, eles trataram sobre a consolidação das parcerias, por meio de convênios e programas do governo federal, e apresentaram um balanço do andamento das ações do Programa “Saúde é Vida”.

Roseana Sarney informou ao ministro que, das 72 unidades que integram o programa, 68 serão hospitais municipais (32 deles já com obra em fase final em processo de recebimento pela SES e 36 serão concluídos até o final deste ano) e quatro de 50 leitos (já construídos em Barreirinhas, Alto Alegre do Maranhão, Peritoró e Grajaú). Estes últimos comporão a rede estadual para o atendimento de urgência e emergência de média complexidade.

Além destes, os hospitais regionais de Coroatá e Timon completarão a rede de urgência/emergência de média e alta complexidade, e o Hospital Carlos Macieira (antigo Ipem), onde três andares já foram totalmente reformados, será referência na rede estadual para o atendimento de urgência e emergência de alta complexidade.

No caso das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), Roseana Sarney esclareceu que uma está em funcionamento (no Itaqui-Bacanga), seis estão prontas e uma está em fase de conclusão. A governadora destacou ainda que o programa compreende as áreas de atenção primária, assistência médica de média e alta complexidade, rede de urgência e emergência, rede interestadual (PI, TO e PA), novos leitos de UTI e hemocentros.

Após ouvir atentamente a governadora Roseana sobre o programa lançado em meados de 2009, o ministro Padilha demonstrou entusiasmo com a ação, que visa reestruturar o sistema de saúde no estado. “Estou impressionado. Trata-se de um grande projeto coordenado pelo Governo do Maranhão e vamos verificar como essas unidades hospitalares se encaixam nas políticas de saúde do governo”, destacou Alexandre Padilha.

 “O ministro Padilha verificou que temos um projeto forte, que está em andamento e em grade parte já executado”, declarou a governadora. Ricardo Murad ressaltou que o ministro foi bastante receptivo ao programa. “Ele nos garantiu que participará das inaugurações e que o Ministério será parceiro do Maranhão no financiamento do custeio deste fantástico empreendimento voltado o bem-estar da população”, disse o secretário estadual de Saúde.

No encontro, Roseana Sarney e Ricardo Murad apresentaram também solicitações do governo estadual à União. Além da parceria visando o pleno funcionamento da rede de hospitais do “Saúde é Vida”, foram tratadas a intensificação e a implantação de programas do Governo Federal em benefício do estado.

“Levamos ao ministro as propostas de recomposição das despesas do Estado no Sistema Único de Saúde (SUS), no valor de R$ 54 milhões; de liberação de R$ 48 milhões para o funcionamento da rede estadual de urgência e emergência; de R$ 24 milhões para as UPAs; o aumento da per capta do Estado de R$ 110,00 para R$ 150,00 e a parceria do Ministério da Saúde para a construção de três hospitais de alta complexidade nos municípios de Pinheiro, Caxias e Imperatriz, cujos projetos já estão prontos”, informou o secretário.

Alexandre Padilha confirmou a intenção de firmar parcerias e listou uma séria de políticas prioritárias do governo da presidenta Dilma Roussef na área de Saúde. Entre os citados pelo ministro, estão o Programa Saúde Não Tem Preço, que já está em vigor em convênios com a farmácia popular para pacientes com hipertensão e diabetes; e um que amplia o diagnóstico e o tratamento a mulheres que tenham câncer de cólo do útero.

“Certamente, os programas do Ministério serão ofertados nesta rede pronta, mostrada pela governadora Roseana, com hospitais de 50 ou 20 leitos”, declarou Padilha. O ministro também anunciou o projeto Rede Cegonha, a ser implantado na semana que vem, visando reduzir a mortalidade materna e o óbito infantil.

De acordo com Ricardo Murad, o ministro Padilha ficou entusiasmado pela forma silenciosa como a governadora Roseana está realizando um projeto revolucionário na saúde do Maranhão. “Há 10 anos, não se fazia investimentos em saúde no estado. Com esses investimentos, o Estado chegará ao patamar de leitos hospitalares compatível com a população maranhense”, assinalou o secretário.

Também participaram do encontro com ministro da Saúde, os deputados Sarney Filho, e os secretários de Estado Hildo Rocha (Assuntos Políticos), Sérgio Macedo (Comunicação Social) e o subsecretário de Saúde, José Márcio Leite.

Roseana cumpre sua agenda em Brasília

Postado por Caio Hostilio em 25/mar/2011 - 41 Comentários

Depois de visitar diversos ministros, a governadora Roseana Sarney foi recebida em audiência pela presidenta da República, Dilma Rousseff, nesta sexta-feira (25), no Palácio do Planalto. Em conversa de quase uma hora com a chefe do Executivo maranhense ratificou os pedidos feitos aos ministros durante toda a semana e entregou projeto de construção de casas populares para moradores de áreas ribeirinhas no Maranhão.

 Dilma Rousseff assegurou que vai firmar fortes parcerias com o Governo do Maranhão, para que o estado suporte o impacto dos grandes investimentos que aqui se instalam, como o da Refinaria Premium I, da Petrobras, em Bacabeira.

 Após o encontro, que fechou uma semana de audiências em 12 ministérios, Roseana Sarney comemorou os resultados obtidos em Brasília e, à noite, se reuniu com secretários que permaneciam em Brasília, para um balanço dos pleitos atendidos e dos que ficaram para estudos. “O nosso objetivo é montar uma planilha de tudo o que foi tratado aqui para um acompanhamento rigoroso dos resultados que vamos alcançar”, disse a governadora.

 Roseana Sarney também se encontrou com o ministro Chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, com quem também arrematou as negociações feitas nas audiências nos ministérios. Para a governadora, a viagem foi positiva e deve render aos maranhenses resultados da maior importância. Na quarta (23) e quinta-feira (24), Roseana esteve com os ministros José Eduardo Cardozo (Justiça), Fernando Bezerra (Integração Nacional), Orlando Silva (Esporte), Mário Negromonte (Cidades), Alfredo Nascimento (Transporte), Pedro Novais (Turismo), Wagner Rossi (Agricultura), Fernando Haddad (Educação), Ideli Salvatti (Pesca e Aquicultura), Izabella Teixeira (Meio Ambiente), Edison Lobão (Minas e Energia) e Alexandre Padilha (Saúde).

 A viagem de trabalho da governadora continua na segunda-feira (28), em audiências com a direção do BNDES, no Rio de Janeiro, e na terça-feira (29), novamente em Brasília, com o ministro Guido Mantega, da Fazenda.

Ricardo Teixeira: “Maracanã precisa ser implodido”

Postado por Caio Hostilio em 25/mar/2011 - 69 Comentários

Dirigente diz que estádio é inviável atualmente e que não possui vagas para estacionamento.

O presidente da CBF, Ricardo Teixeira, afirmou que o Maracanã precisa ser implodido e que os problemas de infra-estrutura esportiva no país não são um obstáculo para o Brasil ser sede da Copa do Mundo de 2014, quando um país da América do Sul será escolhido como sede.

– O Maracanã deve ser implodido, ele ficou inviável. Onde vão colocar estacionamento para três mil carros lá? – disse o dirigente, criticando a estrutura atual do maior estádio do país.

Ricardo Teixeira foi além e afirmou que entre os estádios que deverão receber jogos (caso o Mundial de 2014 seja mesmo no Brasil) não está o Maracanã.

– Deverão ser usados dois estádios para mais de 80 mil pessoas. Os demais terão que ter capacidade para 40 mil.

– Infra-estrutura esportiva não é obstáculo para realizarmos a Copa do Mundo no Brasil. Temos bons estádios, como a Arena da Baixada, por exemplo – concluiu.

Para mim e milhões de brasileiro isso seria derrubar o templo do futebol brasileiro. Implodindo o Maracanã, irão embora os momentos históricos do futebol nacional e internacional.

Inaugurado em junho de 1950, o maior estádio de futebol do mundo mantém, ao logo do tempo, todo o glamour que o transformou em um dos cartões-postais e ponto obrigatório para quem visita o Rio de Janeiro.

O Maraca, como é conhecido, foi palco de momentos memoráveis, como o mega-shows de Frank Sinatra e de Paul MacCartney, cujo público superou a 180 mil pessoas, registrado no Guiness Book. Recebeu o Papa João Paulo II.

O estádio impressiona pela imponência, estilo e beleza. Um verdadeiro monumento ao esporte, que pode ser visitado quase todos os dias e em diversos horários.

O Maracanã foi o palco dos grandes momentos do futebol brasileiro e mundial, como o milésimo gol de Pelé, finais do Campeonato Brasileiro de Futebol, competições internacionais e partidas da Seleção Brasileira de Futebol.

Vale ressaltar que o maior público-visitante de uma equipe de fora da cidade do Rio de Janeiro foi registrado na semifinal do Campeonato Brasileiro de 1976, entre Fluminense e Corinthians. Eu, como um tricolor de coração, estava lá e vi esse jogo que jamais esquecerei. Os corinthianos invadiram o Rio, pois estavam no estádio 40 mil torcedores do Corinthians, além das outras torcidas cariocas rivais ao tricolor carioca estiveram no Maracanã torcendo pela equipe paulista, entre os 146.043 pagantes, assim como outros milhares de torcedores não pagantes que estiveram no Maracanã. Nessa época o Fluminense tinha um grande time: “A Máquina”.

Para não deixar as outras torcidas frustradas, a maior goleada da história do Maracanã foi Flamengo 12 a 2 São Cristóvão. A segunda foi Jamaica 1×11 Canadá pelo torneio de futebol feminino dos Jogos Pan-americanos de 2007.

Para os vascaínos, vale lembrar que o Maracanã foi palco do milésimo gol da carreira de Pelé (Vasco 1 a 2 Santos), em 19 de novembro de 1969.

Foi no Maraca que Pelé se despediu da Seleção Brasileira Brasil 2 x 2 Iugoslávia, em 18 de julho de 1971.

O Maracanã foi palco de jogadas memoráveis do eterno Garricha pelo Botafogo e pela Seleção Brasileira. Ele também fez sua despedida lá, além de um jogo pela Seleção, cuja arrecadação foi destinada a ele.

Gol de Roberto Dinamite dando um chapeu em Osmar do Botafogo: um dos gols mais bonitos feitos no Maracanã

O “Maracanaço” foi palco ainda de jogadores inesquecíveis, ao menos os que vi jogar naquele monumento, como Zico, Roberto Dinamite, Flávio, Paulo César Caju, Lula, Zanata, Gerson, Jairzinho, Zequinha, Geraldo, Mendonça, Edinho, Rondinele, Rivelino, Doval, Junior, Romário, Romerito, Assis e Washington (casal vinte) e tantos outros craques.

Não posso concordar com a implosão do Maracanã, pois estive presente no último jogo antes da reforma: Fluminense 2 X 2 Vasco, pelo campeonato Brasileiro de 2010, onde as duas torcidas deram um show, além da estréia de Deco pelo Fluzão.

Não acredito que façam isso… Deixa o Maracanã lá, onde ele sempre esteve. A torcida não liga para estacionamentos, pois já se acostumou a ir de trem e metrô, e os que preferem ir de carro, as ruas dos bairros de São Francisco, do Maracanã e da Tijuca, comportam.

Que a CBF, então, construa um estádio novo na Barra da Tijuca, onde existe ainda muito espaço para construir estacionamento e um estádio moderno, para receber os estrangeiros e deixe o templo do futebol brasileiro para os campeonatos nacionais.

Notícias

Postado por Caio Hostilio em 25/mar/2011 - 4 Comentários

Esclarecimentos sobre atendimento oncológico em São Luís‏

A assistência médica e hospitalar aos pacientes com câncer em São Luís é de total responsabilidade da Prefeitura de São Luís, que tem a gestão plena do Sistema Único de Saúde (SUS). A Secretaria de Estado da Saúde (SES) complementa essa assistência mantendo um centro de oncologia no Hospital Tarquínio Lopes (Geral), com recursos próprios do Estado (fonte 121), exclusivamente para o atendimento a pacientes adultos. O funcionamento do serviço de urgência e emergência no Hospital Aldenora Belo é, portanto, de total responsabilidade da Prefeitura de São Luís.

Pais e alunos não aprovam greve de professores

Embora as aulas na rede estadual de ensino no interior do Maranhão e em algumas escolas da capital tenham voltado à normalidade, a situação da greve decretada pelo Sinproesemma ainda preocupa os estudantes. Uma demonstração disso é que 30 entidades representantes dos estudantes lançaram o “Manifesto estudantil pela volta às aulas” nesta quarta-feira (23). “A paralisação das aulas só prejudica os alunos. E, apesar de o Governo estar afirmando que quer negociar, o Sinproesemma não quer entrar em acordo. Não podemos deixar que esta situação nos prejudique ainda mais”, afirmou Islane Vieira, que cursa o 3º ano do ensino médio no C.E Roseana Sarney. “Há anos, as greves realizadas pelo Sinproesemma vêm prejudicando o ano letivo da rede estadual. Caso a greve se prolongue, não teremos todo o conteúdo escolar ministrado e sairemos mais uma vez em desvantagem em relação aos alunos das escolas particulares no período das provas para ingresso nas universidades”, apontou o estudante.

Reforma Tributária

O deputado Alexandre Almeida (PT do B), presidente da Comissão de Orçamento da Assembleia Legislativa, participou, em Brasília, de uma reunião com o deputado federal Sandro Mabel (PR – GO). Durante a reunião, que contou também com a presença do deputado federal Luciano Moreira (PMDB – MA), foi oficializado o convite para que Mabel esteja presente na audiência pública que será realizada no dia 13 abril, com o objetivo de discutir a proposta de Reforma Tributária que está em tramitação no Congresso Nacional. A proposta de reforma tributária foi aprovada por comissão especial em 2008. Entre os principais pontos do texto, está a unificação das 27 leis estaduais do ICMS e a criação do Imposto sobre Valor Adicionado Federal (IVA-F). Alexandre Almeida considera fundamental que a Assembleia maranhense faça uma ampla discussão sobre a Reforma Tributária, uma vez que esse assunto, segundo ele, é polemico, principalmente, em relação a proposta de unificação do ICMS.  “Hoje, cada estado tem sua legislação sobre o ICMS, por isso há alíquotas diferenciadas, o que, algumas vezes, gera conflitos entre os estados, a chamada guerra fiscal, mas precisamos discutir até que ponto a unificação vai ser benéfica para o Maranhão”, destacou.

Enquanto isso…

O deputado federal Luciano Moreira (PMDB/MA), 1º vice-presidente da Comissão de Finanças e Tributação (CFT) e demais membros, participaram de café da manhã, nesta quinta-feira (24), com o presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia, organizado pela CFT. O encontro, de iniciativa do próprio Luciano Moreira, teve como objetivo reforçar a discussão da Reforma Tributária na Comissão. A ideia é não permitir que a Comissão seja atropelada no início dos debates e que por ela passem as formulações embrionárias da Reforma Tributária. “O fato de a Comissão de Finanças e Tributação ser uma comissão terminativa significa que ela lida com temas de fins variados cotidianamente e requer dela que possua uma visão diferenciada e mais global. Além disso, a CFT recebe projetos e os estuda sob a perspectiva de viabilidade econômica e se interessa prioritariamente por estas questões”, argumentou Moreira.  O presidente da Câmara, Marco Maia, mostrou-se simpático à ideia de legitimar a CFT como responsável pelos trâmites relativos ao tema, mas levantou ressalvas durante a reunião. Segundo o deputado, caso a reforma seja proposta por emenda constitucional, ela terá como requisito a criação de uma Comissão Especial. Ele lembrou ainda que se houver outros assuntos vinculados, a reforma terá de ser analisada por comissões diversas.

Nunca é bom discutir educação, pois faz mal à saúde…

Postado por Caio Hostilio em 25/mar/2011 - 71 Comentários

Mais correto seria dizer “à saúde individual”. Discutir sobre educação, quando se faz seriamente, invariavelmente transforma estranhos, ou mesmo antigos bons colegas, em inimigos. Em contrapartida, é indispensável para o bem da sociedade, para o futuro de todos nós. Isso acontece por vários motivos, a saber:

a) Não estamos acostumados a discutir… Passamos muitos anos, em períodos semi ou completamente ditatoriais, aprendendo a como não interferir nas atitudes que os outros estavam encarregados de tomar sobre nossas vidas. Com isso, chegamos ao clímax de pensar que coisas como reunião de condomínio, associação de moradores, Câmara de Deputados são para “gente encrenqueira” ou “desocupada” ou ainda “oportunista”. A crítica, construtiva ou não, deveria ser recebida com serenidade e simplesmente examinada sem preconceito para em seguida ser assimilada ou descartada… Mas sempre do mesmo jeito sem nunca se precisar indagar quando? Onde? Ou por quê?

b) Quando se fala de educação, todos nós temos, direta ou indiretamente, alguma ou muita culpa. E poucos entre nós acham que esse assunto é pelo menos tão relevante quanto os resultados dos últimos jogos do campeonato estadual de futebol.

c) Muito mais do que exportações, PIB, câmbio e bolsa de valores, o grau de alfabetização e a capacidade para compreender em que mundo tecnologicamente, socialmente e ecologicamente vivemos são o que realmente define o patamar de desenvolvimento em que nos encontramos. Sinto muito com relação aos que pleiteiam provas sobre isso. Isso para mim é um axioma. Não é passível de discussão. Ou você aceita como verdade, ou rejeita sumariamente. Romanticamente, poderia dizer que há evidências de que surpreendentemente nascemos para aprender, muito mais do que para produzir índices econômicos… Para quem acredita em princípios, talvez este argumento baste.

Na maioria das vezes dar educação se confunde com dar informação. A priori, o sonho que temos é colocar os nossos filhos no mais caro dos colégios.

Pois é… O colégio é o principal responsável pela informação formal que o cidadão adquire. Informação esta que só consegue virar educação se o resto da sociedade, principalmente a família, estiver caminhando, decidindo, discutindo, evoluindo lado a lado com a escola e o aluno.

A partir de então, perde-se quase que completamente o fio da meada porque, na verdade, muitos questionam a utilidade da informação que se tem na escola, sem nenhum conhecimento pra isso.

Diretores ameaçam deixar a Vale se Agnelli sair. Hoje (25) haverá protesto na companhia

Postado por Caio Hostilio em 25/mar/2011 - Sem Comentários

Fonte: Email de BH

Com os crescentes rumores da saída de Roger Agnelli da presidência da Vale, a diretoria da mineradora começou a se mobilizar contra a troca na presidência.

Muitos diretores consideram uma intervenção por parte do governo se Agnelli deixar a empresa.

A mobilização atinge toda a companhia.

Muitos funcionários e diretores estão pretendendo ir trabalhar de preto nessa sexta-feira, como uma forma de protesto pela pressão para a saída de Agnelli.

Também estaria circulando um abaixo-assinado da companhia contra a saída de Agnelli.

O nome do sucessor de Roger Agnelli na presidência da Vale ainda não foi definido.

O que está certo é que terá de ser um nome de consenso entre o governo e o Bradesco, os maiores acionistas da mineradora.

Dificilmente também será uma solução interna, mas se for uma saída caseira, deverá ser Tito Martins, que atualmente preside a Vale Inco, que é a subsidiária da mineradora no Canadá.

‘Greve de Professores?’

Postado por Caio Hostilio em 25/mar/2011 - 2 Comentários

Tudo bem que o sindicato tenha que fingir fazer o seu papel, alega estar ‘defendendo os direitos da categoria’ e assim pouco se lixa se tal ‘greve’ é ilegal. A Justiça já decidiu que vai custar para o Sinproessema a bagatela de R$ 50 mil por dia para manter a paralisação.

Nesta quarta, trinta entidades estudantis repudiaram publicamente a ‘greve’. Os pais e alunos reclamam da falta de aulas nas poucas escolas que são afetadas pela irresponsabilidade daqueles que insistem em usar ‘os professores’ como massa de manobra para atingir o governo do Estado.

O certo é que politicalha não conseguiu a adesão da maioria dos professores, ficando o movimento de paralisação com índice baixo, visto que a classe tem consciência que esse gesto é uma manipulação daqueles que não aceitaram a derrota eleitoral em 2010 e agora querem criar o máximo de paralisações com o propósito de desarticular o governo do Estado.

A população já mostrou ser contra esse movimento, pois sabe que os professores daqui ganham 77% mais do que os professores de São Paulo, entre outras vantagens.

Na verdade, o maior interessado toda essa movimentação de desrespeito a educação são aqueles acostumados a usar e abusar de uma classe para alcançar seus intentos.

Que a politicalha não atrapalhe a educação, que precisa de pessoas realmente comprometidas em qualificá-la.

Enquanto isso, creches são inauguradas

O presidente do Senado, José Sarney, participou hoje, no Palácio do Planalto, ao lado da presidenta Dilma Rousseff e do vice-presidente Michel Temer, da cerimônia de entrega de 54 creches construídas pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) em todas as regiões do país.A cerimônia incluiu a assinatura de 419 termos de compromisso entre o governo federal e municípios para a construção de 718 novas unidades de educação infantil. O ministro da Educação, Fernando Haddad, previu o investimento total de cerca de R$ 766,9 milhões nas creches que atenderão 140 mil crianças.

Busca no Blog