Gestão Fábio Gentil: O respeito à gestão pública é inerente ao bom desempenho administrativo…

Publicado em   15/nov/2018
por  Caio Hostilio

O problema maior é o “político”, que muito das vezes se transformam por pura vaidade ou até mesmo por não conseguir seus intentos pessoais… Aí surgem as apelações, cujos comentários não condizem com a realidade, haja vista que é preciso sempre observar os ditames das leis que o poder público tem que seguir principalmente o da lei das licitações.

Assim, a gestão pública não pode furtar-se a considerar o âmbito da efetividade em seu exercício cotidiano. Da mesma maneira, a gestão pública não pode desconsiderar a dinâmica e o funcionamento das necessidades da coletividade.

Por isso, os objetivos a serem perseguidos são aqueles que trazem o bem-estar do povo. Em outras palavras, nesses espaços de intermediação entre o poder público e sociedade são construídos politicamente os principais problemas a serem solucionados.

Por último, a concepção da governança pública requer um ambiente capaz de estabelecer uma dinâmica cooperativa entre sociedade e o poder público.

Por isso, que a gestão Fábio Gentil, em Caxias, deve continuar cumprindo com suas promessas de campanha, principalmente aquelas que trazem o crescimento econômico, cultural e social, pois o Mirante da Balaiada já ganhou expressão nacional. Que continue honrando com os pagamentos dos servidores públicos e dos aposentados. Que continue cumprindo os ditames das leis que regulamentam o serviço público, principalmente a Lei 8666/93, respeitando a livre participação de todas as empresas aptas a participar. Ganhando aquela que oferecer as melhores condições e o menor preço, isso independente de sua localidade, pois quem ganha com isso é o contribuinte…

O resto é apenas politiquices sem embasamento!!!

  Publicado em: Governo

Aprovada fiscalização conjunta da Câmara Federal e TCU, na saúde pública do Maranhão

Publicado em   15/nov/2018
por  Caio Hostilio

A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados aprovou o parecer pela implementação da Proposta de Fiscalização e Controle – PFC 175/2018, de autoria dos deputados Jorge Solla (PT/BA) e Roberto de Lucena (Podemos/São Paulo),  que tem o propósito de investigar a aplicação de recursos públicos federais nos programas de atenção à saúde básica em todo o território nacional.

Relator inclui municípios do Maranhão na fiscalização

Hildo Rocha, que é o relator da PFC, incluiu na fiscalização, inicialmente, dois municípios maranhenses que serão submetidos ao pente-fino da Câmara Federal e do TCU (Tribunal de Contas da União): Presidente Dutra e Jenipapo dos Vieiras.

De acordo com o parlamentar, esses dois municípios tiveram aumento de receita do Sistema Único de Saúde (SUS), mas em vez de melhorar a qualidade dos atendimentos  de saúde ocorreu justamente o contrário, houve perda na qualidade de atendimento registrando-se inclusive a diminuição em procedimentos como exames e consultas.

“O artigo 71 da Constituição Federal é bastante claro quando diz que a Câmara Federal deve fiscalizar o uso dos recursos públicos. Com base nesse preceito aprovamos na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara Federal uma fiscalização dos recursos aplicados na saúde pública, principalmente na atenção básica, mas podemos estender a investigação também para a média e alta complexidade”, explicou Hildo Rocha.

O parlamentar destacou ainda que a fiscalização alcançará o Brasil inteiro. “Pretendemos saber como estão funcionando os serviços, queremos identificar os problemas e apontarmos ideias para melhorarmos a qualidade dos atendimentos na rede pública de saúde”, informou o deputado.

De acordo com Hildo Rocha, as constantes e incisivas reclamações da população indicam que o sistema de saúde pública brasileiro não vai bem. Rocha ressaltou que além dos dois municípios que serão fiscalizados (Presidente Dutra e Jenipapo dos Vieiras), outras localidades poderão vir a ser incluídas.

“Durante o processo de fiscalização, como relator da PFC tenho a prerrogativa de incluir municípios para serem fiscalizados, desde que autorizado pela maioria dos membros da Comissão”, esclareceu o deputado.

De acordo com Hildo Rocha, a iniciativa busca essencialmente contribuir para aprimorar os serviços públicos no setor da saúde.

“Temos que acabar com o sofrimento das pessoas, acabar as filas enormes para exames, consultas e tratamentos. É inadmissível que haja desperdício de recursos públicos na saúde; é vergonhoso, mas, existem gestores desviando dinheiro da saúde, isso faz com que pessoas sejam humilhadas e destratadas, quando necessitam de serviços de saúde pública”, alegou o parlamentar.

Rocha enfatizou que, por falta de atendimento adequado, na rede pública de saúde, milhares de pessoas vem a óbito. “Então, municípios que apresentam maiores indícios de irregularidades no uso de recursos da saúde, como é o caso desses dois que foram incluídos, serão fiscalizados pela Câmara Federal, em conjunto com o Tribunal de Contas da União e os seus gestores poderão ser punidos, conforme estabelece a nossa Constituição Federal”, afiançou Hildo Rocha.

https://youtu.be/H0V307FN_8U

  Publicado em: Governo

O médico Érico Cantanhede tece sua opinião sobre o “Mais Médicos”…

Publicado em   15/nov/2018
por  Caio Hostilio

Por Érico Cantanhede

O programa “mais médicos” não passou de uma fachada para financiar a ditadura cubana, pelo PT e seus asseclas no governo Dilma, escravisando esses profissionais aqui no Brasil onde Cuba ficava com mais de 70% do valor do contrato, sendo ainda que os impedia de trazer seus familiares, onde a maioria nem médicos eram.

Todos os médicos estrangeiros e os brasileiros que estudam foram serão bem-vindos para trabalhar no país de forma normativa  desde que passem na prova do REVALIDA.

Enfim,  Bolsonaro cumpriu mais uma promessa de campanha, pois dará acima de tudo lisura e oportunidade para os médicos brasileiros exercerem suas atividades profissionais,  haja vista que muitos já carecem de trabalho.

  Publicado em: Governo

O médico e agora deputado estadual Yglésio Moyses comenta sobre o programa “Mais Médico”

Publicado em   15/nov/2018
por  Caio Hostilio

Por Yglésio Moyses

Mais Médicos é o programa onde houve o maior contraponto possível entre uma sociedade que buscar assistir as pessoas na sua integralidade, em que, mesmo com a pobreza extrema do país, consegue ter uma expectativa de vida de mais de 80 anos e analfabetismo ZERO.

O “rival” do contraponto? Um colosso  continental de PIB de 2 trilhões de dólares, onde crianças ainda morrem de diarréia no Sertão e na Amazônia, onde 28% da população é analfabeta funcional, mas mesmo assim a nossa sociedade é “mais avançada” e nossa medicina curativa, tantas vezes arrogante, é capaz de delimitar quem é ou não médico, mas não ataca a proliferação de faculdades de fim de semana, das Vassouras da vida, não ataca a falta de comprometimento social de uma geração crescente de profissionais que viraram vendedores de cosméticos e de tratamentos picaretas no Instagram, pra encher os bolsos cultivando esperanças em gente mentalmente atordoada com a opressão estética dos tempos modernos.

Graças a Deus que tínhamos os cubanos pra fazer o “serviço sujo”, nas palavras de alguns colegas. Agora, espera-se que a galera do plantão do Instagram mexa a bundinha e se digne a trabalhar em Belágua, em Água Doce do Maranhão, em tantos outros rincões onde, apesar da estrutura péssima, existem seres humanos que precisam de cuidado, de conforto e do efeito placebo que um bom atendimento médico, cubano ou não , é capaz de gerar em vítimas acima de tudo, da desesperança.

Bolsonaro deu um triplo carpado no abismo:

1) revalidar o diploma: o currículo cubano não tem as mesmas habilidades, a medicina é outra lá, mas não deixa de ser Medicina, porque a finalidade é CURAR.

2) pagar o salário integral: os médicos cubanos de modo geral, tem sentimento de nacionalismo e não são formados pra andarem de Audi, Land Rover ou Toyota Hilux. Essas pessoas pensam diferente porque as aspirações são diferentes.

3) repassar individualmente o salário: acho válido, desde que fosse pactuado um percentil justo do convênio pra seguir fazendo formação médica e não 100%. Programas de Estado não são CLT. Eles precisam de verba, Cuba é uma Ilha de Miséria.

Dilma falhou na gênese do projeto, mas Bolsonaro foi um completo irresponsável ao adotar essa comunicação belicosa pela arma social mais dura que temos hoje : o Twitter. Espero que esse erro de gestão seja contornado, e que ele seja reconhecido como o Presidente Ballubet du Rouet. Pra quem não lembra, Ballubet era o cavalo do jóquei Rodrigo Pessoa, que ao atravessar os obstáculos, sempre refugava!

Sigo torcendo a favor do Bolsonaro, não tem como desejar o mal ao país, mas essa do Mais Médicos foi extremamente irresponsável, como tantas outras decisões do nosso Trump versão Error403.

  Publicado em: Governo

Lula tenta tumultuar depoimento e toma ‘cala boca’ da Juíza Gabriela Hardt(VEJA O VÍDEO)

Publicado em   14/nov/2018
por  Caio Hostilio

Arrogante e alterado Lula adotou a mesma estratégia de enfrentamento na audiência com a juíza Gabriela Hardt. Se fez de bobo e disse que não sabia do que era acusado e a questionou: “Sou dono do sítio ou não?”

Hardt endureceu e de um belíssimo cala boca no malandro: “Isso é o senhor que tem que responder. Se começar com esse tom, a gente vai ter problema.”

Assista, logo no início a ‘reprimenda’ da Juíza:

  Publicado em: Governo

Cuba queria continuar recebendo dinheiro fácil!!! O comunismo de araque de Cuba anuncia que abandonará o Mais Médicos no Brasil

Publicado em   14/nov/2018
por  Caio Hostilio

Ora bolas!!! Queriam que seus “médicos” tutelados trabalhassem sem que fossem revalidados os seus diplomas, caso exigido para os médicos brasileiros que se formam em outros países. A situação desses “médicos tutelados cubanos” é a forma mais esdrúxula de trabalho escravo, visto que os “lideres comunistas de araque cubano” ficam com 70% do que os “médicos tutelados cubanos” recebem no Brasil. Na verdade, a cúpula do comunismo de araque de Cuba recebe toda a grana para gastar com a vida nababesca que levam, enquanto que o povo cubano passa fome!!! O Brasil tem médico suficiente para suprir as necessidades, bastando, para isso, o estimulo para que eles aceitem a praticar a medicina os interiores do país!!!!

O governo cubano anunciou nesta quarta-feira que está saindo do programa social Mais Médicos no Brasil.

O motivo, segundo o comunicado, são as declarações do presidente eleito Jair Bolsonaro, que anunciou mudanças ao projeto.

Cuba tomou a decisão de solicitar o retorno dos mais de 11 mil médicos cubanos que trabalham atualmente no Brasil depois que Bolsonaro questionou a preparação dos especialistas, condicionou sua permanência no programa “à revalidação do diploma” e impôs “como via única a contratação individual”.

“Diante desta lamentável realidade, o Ministério da Saúde Pública (Minsap) de Cuba tomou a decisão de não continuar participando do programa ‘Mais Médicos’ e assim o comunicou à diretora da OPS (Organização Pan-Americana da Saúde) e aos líderes políticos brasileiros que fundaram e defenderam esta iniciativa”, anunciou a entidade em comunicado.

  Publicado em: Governo

Factóide indo pro espaço!!! Comissão Eleitoral confirma candidatura Thiago Diaz na OAB/MA

Publicado em   14/nov/2018
por  Caio Hostilio

Pelo que tudo indica, os factóides estão indo pro espaço pela disputa da presidência da OAB/MA, visto que o atual presidente e que disputada a eleição, Thiago Diaz, comprovou mais uma vez sua elegibilidade para disputa nas eleições deste ano, de acordo com a decisão da Comissão Eleitoral da OAB/MA, após reconhecer sua disponibilidade legal pra participação do pleito.

Os fake News criados pelos adversários de Thiago Diaz, principalmente o de que ele está inelegível, passou a ser piada entre os advogados, que vêem essa atitude como de desespero.

A preocupação de seus adversários é pelo fato do atual presidente liderar com folga todas as pesquisas pela corrida pela a presidência da OAB/MA.

“Nunca atacamos adversários com notícias falsas, tampouco sua honra e dignidade. Como já havia dito anteriormente, fizemos uma gestão correta que sempre prezou pela transparência. Agora, a Comissão Eleitoral comprova o que sempre dissemos, contra todas as inverdades divulgadas por adversários. Vamos à luta e à vitória com a Chapa 4 pela advocacia maranhense”, disse Diaz.

  Publicado em: Governo

Maior conjunto habitacional popular de Imperatriz será concluído graças à atuação de Hildo Rocha

Publicado em   14/nov/2018
por  Caio Hostilio

O Residencial Canto da Serra, maior conjunto habitacional de casas populares do Maranhão, corria o risco de entrar para a vergonhosa estatística de obras inacabadas. O empreendimento ficou parado por mais de dois anos. Mas, graças à atuação dos deputados Hildo Rocha e João Marcelo e do senador João Alberto, o empreendimento foi reiniciado. As casas do Residencial Canto da Serra ficaram prontas mas as 2.920 famílias que deveriam ser beneficiadas não puderam morar no local por causa dos alagamentos provocados pela falta de drenagem que inviabilizou a entrega dos imóveis.

Com a finalidade de verificar o andamento das obras o deputado federal Hildo Rocha visitou o local, no último final de semana. “Buscamos a solução, junto ao Ministério das Cidades e à Caixa Econômica Federal (CEF). Assim, além de solucionarmos o grave problema da falta de drenagem, também asseguramos as condições para que as casas sejam recuperadas e toda a infraestrutura seja implantada. Infelizmente, as pessoas que estão aguardando a conclusão dos trabalhos ainda terão que esperar por aproximadamente um ano e meio porque o local realmente precisa de intervenções que demandam muito tempo”, destacou Hildo Rocha.

Ação digna de aplausos

O vereador de Imperatriz, Ademar Freitas Junior( PSC),  ressaltou que é comum a ocorrência de problemas nos conjuntos residenciais de Imperatriz. “Quem mora nesses residenciais sabe das dificuldades principalmente com relação à drenagem. Com pouco tempo de entrega a obra começa se desfazer. Com relação ao Residencial Canto da Serra, por sorte, o deputado Hildo Rocha conseguiu destravar a obra. A nossa esperança é que desta vez os erros não voltem a acontecer”, disse o vereador Ademar.

Compromisso com a qualidade da obra

O responsável pela obra, Engenheiro Artur, afirmou que o compromisso da empresa executora do empreendimento é fazer tudo da melhor forma possível. “Estamos fazendo toda a parte de revisão de projeto para que possamos entregar um produto de qualidade, para que não tenhamos problemas na pós entrega”, afirmou Artur.

https://youtu.be/dN17bZfAmuc

  Publicado em: Governo

Aplicação corretamente dos recursos!!! Prefeitura de Caxias avança na construção de creches e escolas

Publicado em   14/nov/2018
por  Caio Hostilio


Uma gestão comprometida com a coisa pública é aquela que aplica os recursos corretamente e busca o bem-estar social. A gestão de Fábio Gentil em dois anos conseguiu trazer obras importantes para Caxias, cujos objetivos vão do social, passando pelo turismo e empreendedorismo, chegando à saúde e na educação, apresentando, com isso, que o planejamento se faz necessário e que os recursos bem aplicados trazem “in loco” as perspectivas da coletividade. Nenhum gestor de Caxias conseguiu empreender tanto quanto Fábio Gentil, haja vista que em tão pouco tempo entregou o Mirante da Balaiada, diversas escolas e infraestrutura nos bairros e, principalmente, honrar antecipadamente com o pagamento dos salários dos servidores municipais e dos aposentados… Que continue a preservar essa gestão modelar para o resto do Maranhão e para o país.  

Os operários trabalham em ritmo acelerado na construção da primeira escola do residencial Vila Paraíso. O prédio começou a ser construído no dia 1º de agosto de 2018. As paredes da escola já foram erguidas e estão recebendo reboque e parte do telhado já foi colocado com proteção térmica para amenizar o calor.

O secretário municipal de Infraestrutura, Murilo Novais, vistoriou no fim de semana a obra da escola, que está sendo construída com recursos próprios do FUNDEB, e destacou a agilidade em que o prédio público está sendo feito.

“Essa é uma obra modelo que retrata a responsabilidade do governo do prefeito Fabio Gentil. Uma escola padrão que vai ficar com uma qualidade incrível”, relatou Murilo Novais.

Estão sendo investidos R$ 1.922.986.83. A escola terá 08 salas de aula, 01 sala de informática, 01 laboratório de ciências, 01 biblioteca, salas dos professores e de reuniões, refeitório, auditório, banheiros e pátio amplo com rampas de acessibilidade.

“Estamos em parceria com a equipe da Associação dos Deficientes Físicos de Caxias (ADEFIC). Em todas as nossas obras estamos tendo essa preocupação da acessibilidade”, pontuou Murilo Novais.

Ainda de acordo com o secretário, toda mão de obra é local, gerando oportunidade de emprego para várias famílias. O ajudante de pedreiro Júlio da Conceição mora próximo ao trabalho e está feliz em ajudar a construir um ambiente importante para comunidade.

“Me sinto privilegiado em estar erguendo junto com meus colegas de trabalho essa escola. Pretendo colocar meus filhos para estudarem aqui, tenho certeza quem eles terão orgulho em saber que o pai deles ajudou a construir a escola”, relatou Júlio.

Além da escola, 02 creches estão sendo construídas na comunidade e outras 03 na zona urbana nos bairros: Bacuri, Luiza Queiroz e no Residencial Eugênio Coutinho, todas seguindo o mesmo padrão de qualidade, como preconiza o Ministério da Educação, com previsão de entrega no primeiro trimestre de 2019.

Cerca de 80 escolas das zonas urbana e rural estão sendo reformadas e ampliadas pela Prefeitura de Caxias no período de quase dois anos da nova administração.

  Publicado em: Governo

Prefeito Edivaldo vistoria montagem de estruturas da 12ª Feira do Livro de São Luís

Publicado em   14/nov/2018
por  Caio Hostilio

Evento será aberto nesta sexta-feira (16) e prossegue até o dia 25 de novembro, no Multicenter Sebrae com programação das 10h às 22h; durante a visita ao local do evento, o prefeito destacou a importância da FeliS

Prefeito Edivaldo vistoria montagem de estruturas da 12ª Feira do Livro de São LuísO prefeito Edivaldo Holanda Júnior acompanhou, nesta terça-feira (13), a montagem da estrutura que abrigará a 12ª edição da Feira do Livro de São Luís (FeliS), que será realizada no Multicenter Sebrae, Cohafuma, de 16 a 25 de novembro, com programação das 10h às 22h. O evento terá programação diversa que ocorrerá em espaços como auditórios para rodas de conversa e palestras, além de locais voltados para atividades dedicadas ao público infantil e realização de cursos e oficinas. A FeliS terá 70 estandes oferecendo mais de 500 atividades em todos os dias de evento.

“Este é o maior evento literário do Maranhão e uma grande estrutura está sendo montada para receber o público que poderá conferir e conhecer a literatura nacional, nomes do nosso Estado e ter acesso à história de diversos escritores e suas obras. A FeliS vem para estimular a vivência da cultura e história maranhenses, incentivar a leitura e ampliar o conhecimento. Convidamos a todos para fazer essa viagem literária e prestigiar o grande espaço de leitura que o evento representa”, pontuou o prefeito, acompanhado da primeira-dama Camila Holanda e secretários municipais, entre eles o de Cultura, Marlon Botão e de Turismo, Socorro Araújo.

Este ano, o tema da FeliS será ‘A Brasilidade na Cultura Contemporânea’, tendo como patrono o maranhense Graça Aranha. O escritor é considerado um dos articuladores da Semana da Arte Moderna, movimento que renovou a literatura e a cultura brasileira. O evento terá como homenageados os matemáticos Joaquim Gomes de Souza e João Antônio Coqueiro.

O secretário municipal de Cultura (Secult), Marlon Botão, destaca que o ritmo dos serviços está dentro do cronograma previsto de execução da montagem do espaço. “A 12ª FeliS começa a ganhar forma e já estamos nos últimos preparativos para a abertura desse grande evento literário da nossa cidade. Tudo foi pensado e planejado para atender bem a todos os visitantes”, observou.

ESTRUTURA

A montagem da estrutura segue o planejamento arquitetônico para distribuir os 70 estandes. São 30 a mais que no evento do ano anterior. Os espaços são dedicados à comercialização de livros, outros quatro estandes de patrocinadores e mais seis espaços voltados às atividades de parcerias institucionais. Avançam também os serviços de montagem dos palcos Principal e FeliS, assim como também dos auditórios Graça Aranha, Punga dos Saberes, Casa do Professor; Casa do Escritor e do já tradicional Café Literário, idealizado para receber poetas, escritores, acadêmicos e intelectuais.

Estão adiantados também os trabalhos de estruturação dos espaços dedicados à realização de oficinas literárias, o Espaço da Juventude, do Espaço Mulher, Espaço Criança Semed (Educação Infantil) e Espaço Criança Semed (Ensino Fundamental), Espaço Sesc de Leituras, do Cine FeliS, do Planetário e do Carro Biblioteca. Além disso, está sendo criado também um espaço de alimentação com mais de 50 opções de Food Trucks.

A estrutura do evento atende às adequações para receber cada evento da programação. No Cine FeliS, serão exibidos curtas infantis e documentários. Já a Casa do Escritor é onde serão lançados cerca de seis livros por dia. A Casa do Professor terá atividades voltadas para formação do educador. O Espaço da Juventude receberá programação diária com foco no público jovem. Na área de exposições, a Feira traz o melhor do artesanato local. A ambientação do espaço terá ainda portais de entrada em formatos de livro, estimulando os visitantes a imergirem no mundo da literatura.

Os serviços de montagem dos estandes, palcos, salas, auditórios e outros espaços estão sendo finalizados nos 11.500m² de área que será ocupada pelo evento. A FeliS é promovida pela Prefeitura de São Luís, por meio das secretarias de Cultura (Secult) e Educação (Semed), com correalização do Serviço Social do Comércio (Sesc) e Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas do Maranhão (Sebrae).

VISITAÇÃO

O maior evento literário do Maranhão deve receber mais de 150 mil pessoas, sendo na sua maioria estudantes, sendo mais de 10 mil alunos da rede pública estadual e municipal e participação de caravanas espontâneas de 14 municípios do estado. Turistas e moradores locais também participam da Feira que alcança um volume de venda de livros de, em média, R$ 2 milhões.

A programação conta com lançamentos de livros, palestras, rodas de conversa, mesa redonda e conferências, seminários, plenárias, sessões de cinema, bate-papo literário, workshop, oficinas e minicursos, intervenções artísticas, espetáculos teatrais, performances poéticas, contações de histórias, apresentações culturais, exposições e pocket shows.

FOMENTO À LEITURA

Consolidada como o maior evento cultural e de fomento à leitura do Estado do Maranhão, a Feira do Livro de São Luís (FeliS), foi criada pela Lei Municipal nº 4.449, em 2005. Foi concebida com o objetivo de fomentar a tradição literária e cultural da capital maranhense, propiciar o maior acesso ao livro, estimular a formação de novos leitores e incentivar as cadeias produtivas e criativas em torno do livro e da mediação da leitura.

PESQUISA DE PÚBLICO

Resultado de parceria com Universidade Federal do Maranhão (UFMA), esta edição da FeliS inova com a promoção de uma pesquisa de satisfação do público, que será realizada em tempo real, online. A partir de um aplicativo criado pela instituição, o público que visitar o evento será questionado sobre temas como satisfação com a variedade dos títulos comercializados, preços, estrutura dos espaços e programação oferecida.

Para além de confirmar o gosto pelo evento, o público irá opinar sobre todo o conjunto oferecido na edição. O resultado da pesquisa vai compor relatório para nortear a coordenação para o próximo evento, bem como apontar quesitos a melhorar, entre outros.

  Publicado em: Governo

Publicidade

Busca no Blog