Então, como confiar nessas informações que geram pânico e medo? Governo de Brasília descarta primeira morte por coronavírus: “Desencontro de informações”

Publicado em   28/mar/2020
por  Caio Hostilio

O Governo do Distrito Federal negou neste sábado a informação sobre a primeira morte registrada pelo novo coronavírus em Brasília.

Segundo a Secretaria de Saúde de Brasília, houve um “desencontro de informações”.

  Publicado em: Política

A hipocrisia reina entre os seres humanos!!!

Publicado em   28/mar/2020
por  Caio Hostilio

O que vemos nos dias atuais é a mentira cavalgar vestida de doce hipocrisia e a sinceridade? Despida e incompreendida. É como se comunicar com transparência fosse um crime, uma ousadia para quem tira as armaduras… Assim segue os seres humanos nessa vida terrena!!!

É eles estão errados? Muitos sociólogos e analistas definem os seus semelhantes como entidades passivas, como meras testemunhas do que acontece neste mundo. E observamos a hipocrisia reinar na política e nos demais ambientes onde os seres humanos alegam viver em harmonia… Quanta hipocrisia!!!

O silêncio mostra a passividade de muitos pelo cansaço!!! A hipocrisia chaga ao máximo quando vemos aqueles que defendem a igualdade, contundo, no seu íntimo desprezam os que não possuem os seus direitos e oportunidade… Esse é o mundo da utopia.

É certo afirmar que a hipocrisia supera até a mentira… Os seres humanos estão fadados a viver nesse mundo!!! Quantos convivem com a falta de honestidade, cujas seus semelhantes escondem suas próprias personalidades afim de exibe uma falsa nobreza e moral?

De fato você, leitor, conhece muitas pessoas com esses comportamentos.

Pobre ser humano que precisa ser hipócrita para sobreviver!!!

  Publicado em: Política

Quanta hipocrisia!!! O isolamento num país em que 31,1 milhões de cidadãos não têm acesso a água e 11,6 milhões vivem em imóveis impróprios?

Publicado em   28/mar/2020
por  Caio Hostilio

Eis que a hipocrisia toda conta!!! Como bem mostra o G1 , cuja reportagem diz que no Brasil a pobreza extrema, a falta de saneamento básico e a precariedade das moradias são desafios para conter a expansão do vírus. Mas os discursos hipócritas tentam abafar esses dados e ainda querem fazer comparações com países de primeiro mundo.

Há dois pontos fundamentais que indicam as dificuldades do país no enfrentamento à pandemia do coronavírus:

  • 31,1 milhões de brasileiros (16% da população) não têm acesso a água fornecida por meio da rede geral de abastecimento; 74,2 milhões (37% da população) vivem em áreas sem coleta de esgoto e outros 5,8 milhões não têm banheiro em casa.
  • 11,6 milhões de brasileiros (5,6% da população) vivem em imóveis com mais de 3 moradores por dormitório, o que é considerado adensamento excessivo.

Os números sobre condições de habitação são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad) de 2018 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Outra pesquisa, a Síntese de Indicadores Sociais (SIS) de 2018, também do IBGE, mostra que o país tem 13,5 milhões de pessoas na pobreza extrema (vivendo com até R$ 145 por mês).

“Temos tido um avanço [no saneamento básico], mas é muito pequeno, principalmente em relação à água tratada, cuja oferta está estagnada há mais ou menos dez anos. O que o país tem investido em água tem coberto apenas o avanço demográfico, a expansão das cidades – mas não consegue atacar o déficit”, afirma ele.

O Ministério da Saúde já considera que há transmissão comunitária do novo coronavírus em todos os estados brasileiros. Isso significa não é possível rastrear qual a origem da infecção – e que o vírus circula entre pessoas que não viajaram para fora do país nem tiveram contato com quem esteve no exterior.

“Como é que vai lavar as mãos se não tem água em casa?”, questiona o presidente do Trata Brasil.

Édison Carlos destaca que mesmo em lugares com abastecimento de água tratada muitas vezes recebem fornecimento é intermitente, ou seja, a população não conta com água tratada em tempo integral. Segundo ele, faltam dados precisos para informar exatamente quantos domicílios brasileiros recebem água tratada 24 horas por dia, sete dias da semana, sem interrupção.

Sem água tratada o tempo inteiro

A casa da recepcionista Carla Ponce no Grande Recife está há dias sem água, e a família teme o avanço da Covid-19 no estado — Foto: Arquivo pessoal

A casa da recepcionista Carla Ponce no Grande Recife está há dias sem água, e a família teme o avanço da Covid-19 no estado 

A recepcionista Carla Ponce, moradora do bairro do Mauriti, no Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife, é uma dessas pessoas sem acesso a água tratada em tempo integral. Ela não tem água nas torneiras de casa desde a sexta-feira (20). Os pratos e as roupas se acumulam, mas a principal preocupação é a higienização dos moradores da residência.

“Eu tenho um reservatório, mas está com menos de dois palmos. Estamos mais preocupados por causa da pandemia que está acontecendo”, afirmou… Contudo, isso é diferente no resto dos Estados?

Em Camaragibe, também no Grande Recife, a babá Ana Cláudia Santos enfrenta o mesmo cenário.

“É desesperador, porque eu não posso deixar a minha filha para buscar água, e tenho que reaproveitar a água do banho dela para tomar banho ou para dar descarga”, diz ela, que é mãe de uma menina de 3 anos com um tumor cerebral e está sem água em casa há 13 dias.

Reservatório de água da recepcionista Carla Ponce, que sofre com falta de água no Recife — Foto: Arquivo pessoal

Reservatório de água da recepcionista Carla Ponce, que sofre com falta de água no Recife

Desigualdade social e regional

Édison Carlos, do Instituto Trata Brasil, chama a atenção para o fato de que a população mais vulnerável social e economicamente é, também, a que enfrenta maior escassez de saneamento.

“São pessoas que moram nas periferias das grandes cidades, em favelas, áreas de invasão, áreas rurais, no semiárido”, disse.

Considerando dados do IBGE, dos cerca de 5,8 milhões de brasileiros que não têm banheiro em casa, 4,7 milhões são pretos ou pardos – e 4 milhões não têm sequer o ensino fundamental completo.

O Nordeste – que até terça-feira (24) tinha 16% dos casos confirmados de coronavírus do país – tem a maior quantidade de gente sem fornecimento de água: são mais de 11 milhões de pessoas (37% de toda a população que não tem acesso à água).

Já o Sudeste – que tem 58% dos casos de Covid-19 – tem índices melhores de saneamento básico, mas, ainda assim, são perto de 7 milhões de pessoas sem água (21% de toda a população brasileira sem fornecimento de água) e mais de 10 milhões sem coleta de esgoto (14%).

Condições de saneamento básico por regiões
Número de pessoas (em mil) que moram em regiões com oferta de saneamento básico por tipo de condição.
Sem banheiro em casaSem água tratadaSem coleta de esgotoNorteNordesteSudesteSulCentro-Oeste010k20k30k40k
Fonte: IBGE

Levando-se em conta apenas a população que não tem banheiro em casa, 60% vive na Região Norte do país – são 3,5 milhões de pessoas nesta condição. No Nordeste, estão 1,9 milhão, no Sudeste cerca de 250 mil e no Sul 22 mil.

No estado de São Paulo, onde está concentrado o maior número de casos de Covid-19, são cerca de 33,4 mil pessoas vivendo em casas sem banheiro. Isso representa 0,1% de toda a população do estado, estimada em 45,5 milhões.

“É muita gente, por se tratar do estado mais rico do país, com uma das maiores e melhores empresas de água e esgoto do mundo, que investe sozinha um quarto do que o Brasil investe em saneamento”, afirmou o presidente-executivo do Instituto Trata Brasil, Édison Carlos.

NA VERDADE, TODOS ESSES BRASILEIROS ESTÃO FADADOS A TODO TIPO DE DOENÇAS E VÍRUS!!! 

  Publicado em: Política

Assembleia e Seduc firmam parceria para gravação de videoaulas aos alunos da rede pública de ensino

Publicado em   27/mar/2020
por  Caio Hostilio

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), e o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, oficializaram parceria, nesta sexta-feira (27), visando à utilização da estrutura do Complexo de Comunicação da Alema para a gravação de videoaulas voltadas aos estudantes das redes públicas estadual e municipais. A reunião contou também com a participação do diretor de Comunicação da Alema, jornalista Edwin Jinkings.

O instrumento pedagógico servirá como auxílio aos alunos nesse período de suspensão das aulas por conta da pandemia do novo coronavírus. O conteúdo produzido será veiculado pela TV Assembleia (canal aberto digital 51.2/17 TVN), além de outras emissoras de rádio, por meio de audioaulas, e de plataformas digitais para que todos tenham a possibilidade de acesso à aprendizagem.

O chefe do Legislativo maranhense pontuou que é mais uma parceria da Assembleia com o Governo do Estado, a exemplo da que foi firmada na área da Saúde, para amenizar os efeitos da crise provocada pela COVID-19, no Maranhão.

“É uma iniciativa muito importante para que os alunos, que, infelizmente, não estão podendo frequentar as escolas em razão da pandemia, possam ter acesso ao conteúdo e, assim, a comunidade escolar permaneça mobilizada e os prejuízos sejam menores”, afirmou Othelino.

Colaboração

O secretário de Educação, Felipe Camarão, explicou que as videoaulas não substituirão as aulas presenciais, mas serão um reforço nesse período de suspensão das atividades escolares. Ainda de acordo com o titular da Seduc, serão produzidos conteúdos para o Ensino Fundamental e Médio. As aulas serão gravadas seguindo os protocolos de segurança recomendados por órgãos de saúde.

“Nós teremos videoaulas, que serão transmitidas pela TV Assembleia e disponibilizadas, também, na internet, além de audioaulas transmitidas pelas rádios, de modo que possamos atingir o máximo de estudantes possível em todo o Maranhão. A expectativa é de que os pais possam garantir que seus filhos assistam para que, depois que a suspensão acabar e as aulas voltarem, a gente faça apenas o reforço do conteúdo e a vida seguir normalmente, que é o mais importante”, assinalou.

Felipe Camarão agradeceu a parceria com os deputados estaduais pela importante colaboração em mais uma ação de combate ao novo coronavírus. “Agradecemos imensamente a todos os deputados estaduais, na pessoa do presidente Othelino, que, mais uma vez, demonstra o seu espírito público, trabalhando, efetivamente, em benefício do povo do Maranhão”.

O diretor de Comunicação da Alema, jornalista Edwin Jinkings, informou que as gravações das videoaulas serão iniciadas neste sábado (28), com transmissão do conteúdo a partir de segunda-feira (30), no período da manhã, das 8h às 10h20, e à tarde, das 13h40 às 16h.

“Uma ação de grande importância para os alunos da rede de ensino pública do Maranhão. É um trabalho que será desenvolvido em parceria com a Assembleia, por meio da Diretoria de Comunicação, juntamente com a comunicação da Seduc. Estamos todos empenhados em colaborar, da melhor forma possível, para superarmos essa crise sanitária que o país vive com medidas contra o avanço da pandemia de coronavírus em nosso estado”, frisou Edwin Jinkings.

  Publicado em: Política

Se realmente estivessem preocupados com a vida já tinham introduzido a hidroxicloroquina no tratamento do coronavírus… A prova da eficiência segue abaixo:

Publicado em   27/mar/2020
por  Caio Hostilio

A rede do plano de saúde Prevent Senior iniciou na semana passada o protocolo de uso da hidroxicloroquina associada à azitromicina para pacientes com a Covid-19. Em entrevista a O Antagonista, o diretor-executivo Pedro Benedito Batista Júnior revelou que o tratamento teve sucesso em mais de 50 pacientes.

“Pacientes que entraram na terapia e estavam já em entubação apresentaram melhora e alguns já foram extubados. Da mesma maneira, tivemos mais de 50 pacientes positivos que internaram, iniciaram o tratamento, os sintomas foram controlados e agora estão em domicílio”, diz.

“O problema da Covid-19 é que os primeiros sintomas ocorrem já no pico máximo da inflamação. A gente introduz a hidroxicloroquina para conter essa ‘tempestade inflamatória’ no organismo. O que ela faz? Eleva o pH do meio celular e impede que a membrada do vírus possa se acoplar à membrada da célula saudável e jogar para dentro dela todo o seu RNA, e a partir daí se replicar.”

A azitromicina, segundo o médico, é usada para “frear alguma outra infecção oportunista, estabilizando a imunidade do paciente”.

Batista Júnior pondera que os testes ainda estão no início e é cedo para consolidar esse protocolo de tratamento. “Quando eu tiver 1000 pacientes que forem tratados nesse protocolo, aí a gente vai compilar os resultados, fazer uma análise critica de todos os fatores, com todos os exames de cada pessoa, para poder ter um cenário sólido.”

O médico também alerta para a necessidade de manter o isolamento social, essencial para evitar o aumento do contágio. “O tratamento com a hidroxicloroquina tem se mostrando extremamente animador, mas o que mais tem controlado a entrada de pacientes no hospital é a quarentena. Nesse momento, é fundamental que a gente não tenha uma superlotação, o que poderia comprometer a própria capacidade de tratarmos todos.”

Ele avisa que a população brasileira ainda está se contaminando e não se sabe qual será o cume da curva epidêmica. “Há um furor para se quebrar a quarentena nos próximos 15 dias, o que é muito perigoso.”

Batista Júnior dá como exemplo a exposição de mais de 600 mil idosos na primeira semana de vacinação da gripe comum. “O que aconteceu no dia de ontem? Um aumento de 42% nas internações de idosos que contraíram o vírus na segunda-feira.”

O médico corrobora a informação de que o grupo de maior risco é formado por idosos acima de 80 anos, com alguma comorbidade (hipertensão, diabetes etc), mas também teve de tratar com hidroxicloroquina pacientes jovens e saudáveis, entre 20 e 50 anos.

  Publicado em: Política

Diante do último levantamento do MS, o coronavírus só evoluiu contundentemente em São Paulo? Coisa estranha!!!

Publicado em   27/mar/2020
por  Caio Hostilio

Não gera uma dúvida nesses dados após o decreto do governador Dória, conforme a matéria “Caramba, assim o índice de morte por coronavírus vai subir assustadoramente!!! Governo de SP determina que qualquer cadáver deve ser considerado portador potencial de Covid-19?

Vamos aos dados:

As informações do Ministério da Saúde, indicam 3.417 divididos assim: 145 casos no Norte; 539 no Nordeste; 318 no Centro-Oeste; 1.952 no Sudeste; e 463 no Sul. Mas os dados dizem que São Paulo concentra 1.223 casos, e o Rio, 493, o que sobra para Minas Gerais e Espírito Santo são apenas 236 casos? E olha que somente o Espírito Santo não faz fronteira com São Paulo…

Vamos aos dados das 92 mortes. Dessa quantidade só São Paulo leva 68 óbitos confirmados, sobrando para o resto dos estados apenas 24 óbitos, que se contabiliza assim: Amapá (1); Ceará (3); Pernambuco (4); Rio de Janeiro (10); São Paulo (68); Goiás (1); Paraná (2); Santa Catarina (1); Rio Grande do Sul (2).

O secretário de vigilância do Ministério da Saúde, Wanderson Kleber de Oliveira, disse que o perfil das vítimas mostra que, entre as pessoas com entre 20 e 39 anos, foram registradas três mortes. Entre 40 e 59 anos, o total de mortes chega a seis. Já outras 76 mortes ocorreram no grupo de pacientes com mais de 60 anos.

Essa evolução repentina está muito esquisita!!!

  Publicado em: Política

Edivaldo nega boato e alerta para o perigo das fake news durante a pandemia do coronavírus

Publicado em   27/mar/2020
por  Caio Hostilio

Por meio das suas redes sociais o prefeito Edivaldo Holanda Junior alertou  para o perigo que as fake news podem trazer para a saúde pública neste momento de pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Circulou nas rede sociais e whatsapp que a Prefeitura de São Luís determinaria a volta às aulas nas escolas municipais e a reabertura do comércio. A informação é falsa. Edivaldo reforça que continuará mantendo as medidas de isolamento social, conforme recomendam as autoridades de saúde.

Em sua publicação nas redes sociais, Edivaldo pediu à população de São Luís que “não compartilhe fake news, isso atrapalha e muito o nosso trabalho de combate à doença”, destacou.

O apelo de Edivaldo é importante, pois segundo especialistas no assunto, a quantidade de peças de desinformação circulando nas redes é sem precedentes. As publicações falsas trazem desde tratamentos que seriam eficazes contra a Covid-19, ações que estariam sendo tomadas pelos órgãos públicos, formas de transmissão ou prevenção sem validação médica. Estas informações contribuem para aumentar os riscos à saúde da população.

Por isso, é fundamental que toda e qualquer informação recebida via redes sociais ou whatsapp sejam checadas antes de serem compartilhadas. É fundamental verificar as fontes e origem das informações. O Ministério da Saúde criou um aplicativo e um site apenas para tratar do tema coronavírus. Os canais oficiais da Prefeitura de São Luís e do Governo do Estado também têm divulgado informações constantemente. A imprensa também tem prestado um importante serviço à sociedade, divulgando informações validadas por diversos especialistas da área da saúde

  Publicado em: Política

Em mais uma sessão com votação remota, Assembleia aprova matérias urgentes contra a pandemia do novo coronavírus

Publicado em   27/mar/2020
por  Caio Hostilio

A Assembleia Legislativa do Maranhão aprovou, na segunda Sessão Extraordinária com Votação Remota por Videoconferência, realizada nesta sexta-feira (27), o Decreto do Executivo Municipal de São Luís, que declara estado de calamidade pública na capital, além de duas Medidas Provisórias do Governo do Estado, uma propondo a inclusão do álcool gel na cesta básica, com redução do ICMS do produto, e outra dispondo sobre a Perícia Oficial de Natureza Criminal.

A sessão foi convocada pelo presidente da Casa, deputado Othelino Neto (PCdoB), conforme a Resolução Legislativa que garante a realização de sessões extraordinárias remotas para a deliberação de temas importantes e urgentes de interesse dos maranhenses, sempre que necessário, neste período de isolamento social por conta da pandemia do novo coronavírus.

Após a aprovação, as matérias foram promulgadas pelo presidente do Parlamento Estadual, que reforçou a importância das sessões deliberativas remotas. “Cumprimento todos e agradeço pela disponibilidade em realizarmos mais essa sessão remota importante para o Maranhão, tendo em vista que não podemos estar juntos. E sempre que necessário, convocaremos novamente para deliberarmos sobre temas relevantes visando resguardar o bem-estar da população maranhense”, ressaltou.

Na oportunidade, o chefe do Legislativo comentou sobre a relevância das mensagens aprovadas, diante do crescimento do número de casos no Estado, e chamou a atenção para as recomendações de higiene orientadas pelo Ministério da Saúde.

“Não temos controle da evolução da incidência da COVID-19, então, especialmente, agora, devemos estar atentos aos cuidados com a higiene pessoal para evitar que mais casos aconteçam. Também precisamos garantir a proteção das pessoas do grupo de risco, como é o caso dos idosos, e evitar aglomerações para que, no menor espaço de tempo, possamos retornar à normalidade”, disse Othelino.

Redução do ICMS

À distância, de forma online, os 36 deputados presentes na sessão remota interagiram e debateram acerca das proposições em pauta na Ordem Do Dia. Uma das iniciativas mais elogiadas foi a Medida Provisória, que inclui dispositivos à Lei 7.799/02, para reduzir a alíquota de 18% para 12%, nas operações internas e de importação de insumos para fabricar álcool gel, luvas e máscaras médicas e hipoclorito de sódio 5%. A MP sugere, ainda, a inclusão de produtos destinados à prevenção da infecção pelo novo coronavírus, como álcool gel e álcool 70%, na cesta básica.

“O Governo está de parabéns, mas peço que inclua nos seus pacotes de medidas auxílio para os municípios, com o envio de materiais de proteção individual como máscaras, luvas, álcool gel, tendo em vista a dificuldade para compra dos produtos nesses locais”, sugeriu o presidente da Comissão de Saúde, deputado Ciro Neto.
A Medida Provisória também foi elogiada por deputados oposicionistas. “Historicamente, fui contra o aumento de impostos do governo. Mas quando ele se redime e apresenta diminuição, seria contraditório não votar a favor. Por isso, voto sim”, justificou o líder da oposição na Assembleia, deputado César Pires.

No mesmo sentido, o deputado Adriano Sarney se pronunciou. “Fico feliz por essa decisão, porque fiz uma indicação nesse sentido e, claro, sempre votarei a favor da redução de impostos. Mais uma vez, parabenizo o governador pela iniciativa”, destacou.

Decreto Municipal

Em seguida, o deputado Duarte Jr. comentou sobre o Decreto Municipal, aprovado por unanimidade, reconhecendo estado de calamidade pública em São Luís, para enfrentamento da pandemia decorrente da COVID-19 e do aumento do número de casos de H1N1.

“Assim como o Governo do Estado, a Prefeitura terá também, agora, segurança jurídica para buscar meios de combate à pandemia. E, de fato, precisamos ter alternativas para respostas mais rápidas a favor da população”, acentuou o parlamentar.

Em suma, o Decreto estabelece medidas preventivas, baseadas nos critérios já adotados pela Organização Mundial de Saúde, União e Estado, como por exemplo, a suspensão de todas as atividades dos órgãos públicos e entidades vinculadas ao Poder Executivo Municipal, até o dia 5 de abril de 2020, exceto as atividades consideradas essenciais, que deverão funcionar em regime de trabalho remoto, enquanto durar a situação de calamidade.

Ambas as proposições somam-se às diversas medidas de proteção e fortalecimento da rede estadual de saúde, adotadas ao longo dos últimos dias.

Perícia Criminal

Em outra Medida Provisória, aprovada pela Assembleia, o Governo do Estado cria, na estrutura da Polícia Civil do Maranhão, a Perícia Oficial de Natureza Criminal, que terá por atribuição a realização de exames periciais necessários à elucidação de ilícitos penais.

Para o deputado Dr. Yglésio, o aperfeiçoamento da estrutura administrativa tornará mais eficiente a prestação dos serviços públicos de responsabilidade da Polícia Civil.  “Vai fortalecer o serviço já que hoje há um déficit investigatório. Temos cerca de 95% de homicídios não esclarecidos no Brasil, portanto, é fundamental fortalecer esse trabalho, no Maranhão”, afirmou.

A questão foi defendida também pelo deputado Rafael Leitoa, líder da base governista. “É uma conquista enorme para a perícia técnica do estado. Fica agora o compromisso de continuarmos debatendo o tema para melhorar e aperfeiçoar ainda mais a classe”, disse.

  Publicado em: Política

Caramba, assim o índice de morte por coronavírus vai subir assustadoramente!!! Governo de SP determina que qualquer cadáver deve ser considerado portador potencial de Covid-19

Publicado em   27/mar/2020
por  Caio Hostilio

O cara foi assassinado… Não!!! Foi vítima do coronavírus… O cidadão morreu de infarto… Não!!! Foi vítima do coronavírus… Um enfermo de câncer terminal veio a óbito… Não!!! Foi vítima do coronavírus… Alguns casos que mais matam no Estado de São Paulo vão transformar o a pandemia em índices assustadores… Não vai demorar em São Paulo ultrapassar China, Itália, Espanha e o USA, reunidos!!! 

Joao Doria

É o que diz a reportagem de Márcio Falcão para o Portal O Antagonista.

O texto é do dia 20 de março. Para especialista da área, segundo o site a matéria, essa determinação pode abrir brecha para inflar registros de “vítimas do Covid-19”.

A resolução fixa medidas de enfrentamento e contenção ao Covid-19, no âmbito da Superintendência da Polícia Técnico-Científica, nos seus Institutos Médico-Legal e na Criminalística.

O governo diz que as regras são para resguardar a saúde dos servidores da perícias criminal oficial, quanto para reduzir as possibilidades de contágio e disseminação da doença”.

  Publicado em: Política

Assistam ao vídeo!!! Deputado Dr. Yglésio se revolta com espancamento de vendedores ambulantes em Brejo…

Publicado em   27/mar/2020
por  Caio Hostilio


Na verdade, o que se ver em todas as camadas sociais é pânico e as ações tacanhas dos gestores públicos por esse país afora, cujas consequências trariam esse tipo de revolta. Caminhoneiros pretendem parar por conta da falta de logística pela estrada, com certeza trará um caos pior com o desabastecimento.

Vejo pessoas de máscaras por onde ando, como se ela resolvesse o problema. A OMS deixa claro que quem deve usar máscara é aquele que está infectado, pois se ele não tiver e esteja perto de cinco pessoas de máscara, com certeza as cinco sairão contaminadas, haja vista que basta um espiro para encher suas roupas, mãos, cabelo etc com o vírus do coronavírus.

Falta entendimento e capacidade técnica de não levar o pânico à sociedade… Várias pessoas, inclusive as autoridades, estão esquecendo da Dengue que já matou no Maranhão centenas de pessoas, esquecendo do H1N1, que em 2008 trouxe diversos óbitos…

Por outro lado, os gestores públicos não higienizam e desinfectam as ruas e logradouros públicos, onde o vírus está por todo lado… Basta ver o exemplo do Japão, da própria China e de Brasília.

Esse ato em BREJO REALMENTE É UM ABSURDO TREMENDO!!!

  Publicado em: Política

Busca no Blog