O que é isso Madeira? IMPERATRIZ – Falta de medicamentos motiva ACP contra secretária de Saúde‏

Publicado em   28/ago/2015
por  Caio Hostilio

Explica aí prefeito Madeira!!!

Explica aí prefeito Madeira!!!

O Ministério Público do Maranhão ingressou, em 25 de agosto, com Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa contra a secretária da Saúde de Imperatriz, Conceição de Maria Soares Madeira. Formulou a manifestação ministerial o titular da Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde de Imperatriz, Newton Bello Neto.

A ação tem por base um inquérito civil, que investigava o descumprimento da decisão judicial, transitada em julgado, proferida em janeiro de 2013, a qual determinou ao município o fornecimento de medicações essenciais, entre outros insumos, a pessoas com deficiência e amputados do município de Imperatriz.

De acordo com a investigação da Promotoria, a secretária de Saúde vem desobedecendo rotineiramente a decisão judicial, não fornecendo os medicamentos, em contrariedade ao que foi garantido na sentença.

No decorrer do procedimento, o Ministério Público realizou diversas audiências com representantes do Município e do Cenapa (Centro de Assistência Profissionalizante ao Amputado e Deficiente Físico de Imperatriz), com o objetivo de estabelecer o diálogo e agilizar a regularização do fornecimento dos medicamentos.

O promotor acrescenta que o Município chegou a regularizar a entrega de alguns remédios e insumos, mas alguns dos itens assegurados pela decisão judicial foram fornecidos em quantidade insuficiente, mesmo após Recomendações expedidas pelo MPMA e de outros pedidos de providências para o cumprimento da sentença.

O maior absurdo é que, com todas as advertências feitas pela Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde, a secretária não somente continua a descumprir a decisão, como fez a situação piorar, no mês de agosto, quando deixou de fornecer a maior parte dos medicamentos e insumos”, destacou o promotor de justiça Newton Bello Neto.

PEDIDOS

Diante dos fatos, o MPMA pede a condenação da secretária da Saúde, Conceição de Maria Soares Madeira, solicitando à Justiça que determine a perda da função pública da ré, suspensão dos direitos políticos de três a cinco anos; pagamento de multa civil de até 100 vezes o valor das remunerações percebidas pelos agentes públicos envolvidos; proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por meio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de três anos.

Compartilhe :

  Publicado em: Governo

Deputada diz que Gil Cutrim, presidente da FAMEM, deve entrar na justiça para garantir custeio aos hospitais de 20 leitos

Publicado em   28/ago/2015
por  Caio Hostilio

DSC_2745Nesta quinta-feira (27), a deputada Andrea Murad (PMDB) voltou a cobrar a manutenção do governo para os hospitais de 20 leitos que estão presentes em 44 municípios maranhenses. A preocupação se intensificou com as declarações do Secretário de Estado da Saúde, Marcos Pacheco, durante reunião com prefeitos e secretários municipais de saúde, que disse não saber o que fazer com os hospitais. “Aí as pessoas me perguntam: o que vc vai fazer com os hospitais de 20 leitos? Eu sei lá pô! Quem tem que dizer o que vai ser feito é a regional, não sou eu”, declarou o gestor. A deputada sugeriu a intervenção da FAMEM para que o diálogo avance e os hospitais sejam mantidos.

“O presidente da FAMEM, Gil Cutrim, se tiver vontade, através do órgão, tem capacidade jurídica de representar todos os municípios para lutar pelo interesse e conseguir a continuidade de repasse para ao hospitais de 20 leitos. A FAMEM, pode representar todos os municípios e brigar pelo repasse de R$ 100 mil para os hospitais que são uma grande conquista para o povo, não são para os prefeitos, não são para os políticos e sim uma grande conquista para o povo maranhense. Enquanto o Governador Flávio Dino quer fechar os hospitais, o povo quer que eles estejam abertos atendendo a população nos seus municípios. Então, acho que o Presidente da FAMEM, o Gil Cutrim, deve lutar pelas causas dos prefeitos e não do governo. Eu realmente vou estar aqui na torcida para que o Gil Cutrim faça aquilo que ele foi eleito para fazer, que é defender os municípios maranhenses”, discursou.

Compartilhe :

  Publicado em: Governo

Wellington cobra esclarecimentos sobre destino de recursos de “ponte fantasma” em São Luís

Publicado em   27/ago/2015
por  Caio Hostilio

bb17817ff03af3336dc8050e38538606O deputado Wellington do Curso (PPS) requereu, na manhã desta quinta-feira (27), durante seu pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa, informações, em caráter de urgência, ao Ministério das Cidades, ao Tribunal de Contas da União e à Prefeitura de São Luís sobre os processos licitatórios, autuados ou em andamento, pareceres, empenhos e inscrições em restos a pagar, prestação de contas, ordens de pagamento e notas de crédito relacionados aos quase oito milhões destinados pela União à Prefeitura de São Luís para os serviços de drenagem, canalização e retificação do canal do Rio Gangan para a construção da Ponte “Pai Inácio”, no ano de 2013.

Ao justificar o Requerimento e fazer referência ao discurso proferido por ele na última terça-feira (25), no qual solicitou esclarecimentos sobre o motivo da demora na construção da ponte “Pai Inácio”, que já foi “lançada” duas vezes pela atual gestão, o parlamentar destacou o Princípio Constitucional da Publicidade e ressaltou a Lei de Acesso à Informação, além de enfatizar o direito do cidadão à transparência.

“O lamento dos ludovicenses, dentre inúmeros outros, faz referência ao questionamento até um tanto contraditório: o lançamento da mesma obra mais de uma vez, caracterizando a ‘ponte fantasma’.  Fazendo referência a esses anseios, protocolamos hoje três requerimentos: um à União, endereçado ao Ministro das Cidades, Gilberto Kassab; outro ao Presidente do Tribunal de Contas da União, Aroldo Cedraz, e um outro à Prefeitura de São Luís, solicitando informações sobre os quase 8 milhões liberados no ano de 2013 pela União à Prefeitura de São Luís, destinados à construção da ponte Pai Inácio sobre o rio Gangan. Enquanto representante do povo, não poderia me esquivar de trazer  à esta tribuna a dúvida que tem permeado a sociedade e, por isso, solicitamos tais informações. Bem sabemos que a Constituição Federal apregoa, em seu art. 37, o consagrado Princípio da Publicidade que vai ao encontro da Lei de Acesso à Informação. Ressalta-se não a mera concessão de informações, mas o zelo pelo bem público e direito à transparência, àquilo que é devido a todo cidadão: o respeito”, declarou.

Compartilhe :

  Publicado em: Governo

Mensagem anteriorPróxima mensagemVoltar para as mensagens Festejo de São José de Ribamar começa nesta sexta-feira

Publicado em   27/ago/2015
por  Caio Hostilio

8616Com o tema “São José de Ribamar, padroeiro do Maranhão, 100 anos de evangelização”, terá início nesta sexta-feira (28) o tradicional Festejo de São José, maior festa religiosa do Maranhão e que se estenderá até o dia 06 de setembro na cidade balneária.

A programação do evento, que conta com o apoio da administração do prefeito Gil Cutrim, está disponível no www.pascomsjr.blogspot.com.br

Durante entrevista coletiva, os padres que dirigem o santuário destacaram o momento em que vive o a comunidade católica do Maranhão, que comemora 100 anos de construção da Igreja Matriz.

 “Este ano, nosso tema faz referência aos 100 anos de construção de nossa atual Igreja Santuário”, explicou o reitor, Padre Cláudio Roberto.

Como tradicionalmente acontece, na manhã da última quarta-feira (26), fiéis do santo padroeiro do Maranhão participaram da lavagem da Igreja Matriz, ato preparatório para o festejo de São José de Ribamar 2015. A expectativa é de que mais de 200 mil pessoas visitem o município durante os dez dias do Festejo.

Mais de 50 missas e romarias fazem parte da programação do Festejo. “A igreja de São José tem sido um espaço de grandes manifestações divinas, com grandes milagres, curas e bênçãos”, afirmou o Padre Cláudio Roberto.

Um século de edificação

Em março de 1915, iniciava-se a construção da quarta e definitiva igreja de São José de Ribamar, após três tentativas frustradas de construção e posterior desabamento. Naquela época, viu-se que a cidade estava em fase de desenvolvimento e os moradores do então vilarejo decidiram erguer um templo que atendesse aos aspectos arquitetônicos de seu tempo.

“Pelos documentos que encontramos na paróquia e em outros lugares percebemos que os moradores do local quiseram construir uma nova igreja que correspondesse aos padrões estruturais da vila e também para atender à grande demanda de romeiros. Então, o bispo Dom Francisco de Paula e Silva aprovou o projeto do arquiteto J. Fernandes. A obra seria o mais moderno conjunto arquitetônico estilo gótico europeu construído no Maranhão”, conta o historiador Antônio Miranda.

Porém, tendo em vista dificuldades estruturais, agravadas pelas condições precárias de transporte, a obra não avançou, sobrando apenas o alicerce em formato de cruz. “Um novo projeto foi pensado para aproveitar o alicerce que já estava pronto. Com a permissão do mesmo bispo, as obras tiveram início, com nova arquitetura, em março de 1915”, afirma Antônio.

Segurança, Trânsito e Saúde

Durante os dez dias de festa, o efetivo das equipes dos serviços essenciais serão aumentados para atender a demanda dos turistas e devotos que passarão pela cidade.

Uma ‘Tenda da Saúde’ será montada na área do Santuário para dar suporte às ambulâncias que atuarão nos arredores das celebrações, romarias e demais eventos da programação.

Funcionários da Vigilância Sanitária Municipal atuarão junto aos trabalhadores do comércio informal distribuindo material de trabalho (toucas e luvas descartáveis, por exemplo). Fiscais do urbanismo farão vistoria no largo do Santuário, onde será proibida a circulação de ambulantes.

Segundo o Comandante do 13º Batalhão da PM, Coronel Alexandre, o efetivo policial será reforçado, principalmente nos dias de grande aglomeração, com o complemento do 8º Batalhão, CPRv e Guardas Municipais de São Luis e Ribamar.

O trânsito será interditado no perímetro de 100 metros do santuário, exceto no dia 06, onde será proibida a circulação de veículos ao longo da Avenida Gonçalves Dias.

Compartilhe :

  Publicado em: Governo

Ufa!!! Justiça determina que vice assuma cargo de prefeita foragida no MA

Publicado em   27/ago/2015
por  Caio Hostilio

Malrinete Gralhada (PMDB) aguarda ser empossada pela Câmara Municipal. Lidiane Leite está foragida da PF desde a semana passada.

G1 Ma

viceprefeitavertO juiz Cristóvão Sousa Barros, titular da 2ª Vara da Comarca de Bom Jardim (MA), concedeu, nesta quinta-feira (27), mandado de segurança determinando que a vice, Malrinete Gralhada (PMDB), assuma imediatamente a prefeitura da cidade, que está sem gestor desde que a prefeita Lidiane Leite da Silva, de 25 anos, fugia após ter a prisão decretada pela “Operação Éden”, da Polícia Federal. O Ministério Público já pediu a indisponibilidade dos bens e o afastamento de Lidiane  por meio de duas ações civis públicas por improbidade administrativa.

Na decisão, o juiz Cristóvão Sousa Barros afirma que a medida visa a “proteção do interesse público diante da situação de insegurança social e política que vive a Comunidade de Bom Jardim”. A determinação vale “enquanto perdurar o impedimento da prefeita”, observa o magistrado.

Procurado pelo G1, o advogado da prefeita Carlos Sérgio de Carvalho disse que ainda não tinha conhecimento da decisão e informou que Lidiane está estudando pedir o próprio afastamento da prefeitura em breve.

A vice Malrinete Gralhada (PMDB) disse ao G1 que vai aguardar ser empossada pela Câmara Municipal. “Eu tenho prazo de 24 horas para a câmara me dar posse, mas o presidente, vereador Arão Silva, está em São Luís. Eu já falei com o vice [vereador Cinego], que está aguardando a documentação da Justica”, informou.

Gralhada se disse pronta para assumir a cidade, que vive clima de incerteza. “Eu estou pronta para assumir e pronta para trabalhar pelo nosso município. Vamos, inicialmente, retomar a estabilidade. Temos que colocar o funcionalismo em dia, pois uns receberam os salários e outros não. E, de imediato, vamos pedir uma auditoria nas contas do município e regularizar a merenda escolar”, garantiu.

A vice havia ajuizado mandado de segurança no Fórum de Bom Jardim, na terça-feira (25). Ao G1, ela revelou que estava impedida de entrar na sede da prefeitura desde 2013, por determinação de Lidiane.

Compartilhe :

  Publicado em: Governo

OAB/MA impugna edital de seletivo da Sejap

Publicado em   27/ago/2015
por  Caio Hostilio

oabmaSegundo a Procuradoria da OAB/MA, algumas atribuições destinadas ao cargo de especialista penitenciário, previsto no edital, são privativas de advogados

A OAB/MA, por meio de sua Procuradoria, impugnou, nesta terça-feira (25), o Edital n.º 17/2015, lançado recentemente pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Sejap) do Governo do Estado do Maranhão. Em requerimento enviado ao titular da Sejap, Murilo de Andrade Oliveira, a seccional maranhense opôs-se a algumas exigências do certame, que é referente a processo seletivo para os cargos especialista penitenciário e técnico penitenciário temporário.

A impugnação é voltada especificamente aos requisitos de investidura e exercício das atribuições do cargo Especialista em Direito que, segundo item “2.1.12” da publicação, deve possuir bacharelado no curso superior em direito, sem, contudo, ser exigido que o candidato tenha inscrição nos quadros de advogados da OAB.

De acordo com o documento emitido pela Ordem, o procedimento de seleção caracteriza “uma incoerência de potencial ofensivo elevado, visto que afronta os princípios norteadores da profissão”, e já que algumas atribuições destinadas ao cargo são privativas de advogados, o que contrairia o disposto no Estatuto da Advocacia e a Ordem dos Advogados do Brasil. Exemplos dessas atividades são as atividades de consultoria, assessoria e direção jurídicas.

Segundo o disposto no edital, algumas funções destinadas ao cargo são: atendimentos jurídicos diretos, pessoais e individualizados aos presos, egressos e reeducandos, e orientação aos presos quanto ao cumprimento das saídas temporárias, entre outros tópicos.

Um dos itens que chamou a atenção da procuradoria da OAB/MA é a exigência de “exercer outras atribuições correlatas de natureza técnica conferidas por lei aos profissionais bacharéis em direito, que exijam formação de nível superior em conformidade com a OAB e Resoluções”. Segundo o procurador Gustavo Fonteles, o requisito faz ressalva baseada em lei inexistente. “O que se aproxima dela é um projeto de lei, o PL 5.749/13, que trata da figura do paralegal, que é o bacharel em Direito que poderá atuar profissionalmente sob a responsabilidade de um advogado, pelo lapso de três anos, sem possuir inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil”, explicou Fonteles.

Ainda de acordo com a procuradoria da OAB/MA, além de requerer a imediata retificação do edital e a não nomeação ao cargo de candidatos sem inscrição nos quadros da OAB, caso a Sejap não defira a impugnação da OAB/MA, a seccional maranhense irá impetrar mandado de segurança em face da secretaria.

Compartilhe :

  Publicado em: Governo

Pedro Fernandes solicita esclarecimento sobre possível redução de trabalhadores na duplicação da BR-135

Publicado em   27/ago/2015
por  Caio Hostilio

Foto 2 DO..[1]pedroBRASÍLIA – O deputado federal Pedro Fernandes (PTB-MA) solicitou esclarecimentos ao Ministério dos Transportes sobre uma informação recebida de que todos os trabalhadores que estão atuando na duplicação da BR-135 no Maranhão estariam de aviso prévio.
– Entramos em contato imediatamente com o Ministério para confirmarmos ou não essa informação, pois caso fosse verídica, seria mais um entrave para a entrega da obra ainda esse ano, como nos foi garantido – contou o líder da Bancada Federal. Em resposta ao deputado, o ministério informou que não houve redução de pessoal nas frentes de obras. O que ocorreu foi um ajuste no efetivo de prestadores de serviço administrativos, no escritório, o que acarretou aviso prévio para alguns funcionários.
Na mesma nota, o Ministério dos Transportes aproveita para esclarecer sobre o andamento da obra. Ela está dividida em 3 frentes: terraplanagem e delocamento de ferrovia; fundação do viaduto sobre a BR-402 em Bacabeira; e recuperação na região do Campo de Perizes. O Ministério ratificou, ainda, que os recursos do Orçamento da União de 2015 disponibilizados para o Ministério dos Transportes já foram empenhados em favor da obra no valor de R$ 37,4 milhões.

Compartilhe :

  Publicado em: Governo

Deputado Wellington destaca Semana Estadual de Enfrentamento e Combate ao Extermínio da Juventude Negra

Publicado em   27/ago/2015
por  Caio Hostilio

bb17817ff03af3336dc8050e38538606O vice-presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, deputado Wellington do Curso (PPS), utilizou suas redes sociais, na tarde de hoje (26), para destacar a Semana Estadual de Enfrentamento e Combate ao Extermínio da Juventude Negra no Maranhão, que iniciará na próxima segunda-feira (31).

Para o parlamentar, o principal objetivo da Semana é contribuir com o debate sobre políticas públicas para a juventude, além de envolver os jovens em encontros e estimular a participação deles em espaços gerais de decisão política.

“A Semana Estadual de Enfrentamento e Combate ao Extermínio da Juventude Negra no Maranhão tem por principal objetivo discutir sobre ações em defesa dos jovens maranhenses, estimulando assim a participação dos jovens em espaços gerais de decisão política. Sabemos que a juventude tem sido o alvo da violência em nosso Estado e temos perdido os nossos jovens para diversos vilões, dentre eles as drogas e a marginalidade. Sabendo de tal realidade, temos por principal objetivo articular ações que façam referência às necessidades da juventude e, assim, fazer com que o jovem pobre de hoje tenha condições que o permita ascender socialmente e, então, concretizar os seus sonhos”, declarou.

A Semana da Juventude iniciará na próxima segunda-feira (31), às 8 horas, no auditório Fernando Falcão (Assembleia Legislativa). O evento é resultado de uma parceria entre o deputado Wellington, por meio da Comissão de Direitos Humanos, e a Secretaria de Estado da Juventude e debaterá sobre inúmeras temáticas, dentre elas o extermínio de jovens e problemáticas que assolam a juventude no Maranhão.

Compartilhe :

  Publicado em: Governo

Comissão da Reforma Tributária ouvirá propostas da CNM

Publicado em   27/ago/2015
por  Caio Hostilio

COMISSÃO_REFORMA_TRIBUTÁRIA_HILDO_ROCHA_11_08_2015O deputado federal Hildo Rocha apresentou requerimento convidando a Confederação Nacional de Municípios (CNM) para participar de audiência pública da Comissão Especial encarregada de apresentar propostas relacionadas à reforma tributária.

“A CNM tem realizado, ao longo dos últimos 20 anos, pesquisas bem elaboradas sobre o nosso sistema tributário. A instituição tem muito a contribuir, tem propostas a serem apresentadas nesta comissão”, justificou Rocha.

“Já ouvimos a Frente Nacional de Prefeitos (FNP), entidade municipalista que reúne as capitais e os grandes municípios brasileiros; temos encontro agendado com os secretários de fazenda de todos os estados da federação (segunda-feira, 31); e precisamos ouvir a CNM, entidade que representa mais de cinco mil municípios”, destacou o parlamentar.

Prioridade

Há anos o parlamento brasileiro discute sobre a Reforma Tributária sem conseguir avançar satisfatoriamente. Por esse motivo o presidente Eduardo Cunha colocou o tema entre as prioridades da Câmara neste semestre. O objetivo é elaborar propostas para solucionar defasagens na divisão dos recursos entre União, estados, Distrito Federal e municípios. O assunto abrange propostas contidas no relatório do pacto federativo, já analisado e aprovado por outra comissão especial.

A Comissão da Reforma Tributária é presidida pelo deputado Hildo Rocha, estudioso do tema e parlamentar com forte atuação na defesa das causas municipalistas.

Compartilhe :

  Publicado em: Governo

Lidiane pode se entregar hoje!!! Ministra do STJ nega habeas corpus a prefeita de Bom Jardim, no MA

Publicado em   27/ago/2015
por  Caio Hostilio

print_stjDefesa diz que Lidiane Leite pode se entregar nesta quinta-feira (27). Lidiane Leite, 25, é suspeita de desviar milhões em verbas da educação.

G1

A ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Maria Thereza de Assis Moura, negou o pedido de habeas corpus da prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite. Ela está foragida desde quinta-feira (20), quando foi decretada sua prisão preventiva em desdobramentos da Operação Éden, que investiga fraudes em licitações, desvio de dinheiro da merenda escolar e transferências bancárias irregulares.

A defesa da prefeita protocolou pedido de habeas corpus, nesta terça-feira (25), solicitando a revogação da prisão preventiva da gestora ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). A estratégia pretendida era avaliar o melhor momento para que ela preste seu depoimento à Polícia Federal.

“Vamos apresentá-la o mais rápido possível, pois ela se considera injustiçada e nós entendemos que não há elementos para o pedido de prisão preventiva, mas a ministra entendeu de outra maneira. Agora nos resta acatar a decisão e traçar a melhor estratégia”, disse o advogado.

Se Lidiane Leite não se apresentar no município de Bom Jardim até o próximo domingo (30), ela pode perder o mandato, pois a legislação municipal vigente não permite afastamento do prefeito por um período superior a 10 dias.

Interpol
O superintendente da Polícia Federal no Maranhão, Alexandre Saraiva, disse ao G1 que solicitou na tarde desta terça-feira (25) à Interpol a inclusão do nome de Lidiane Leite na lista vermelha da organização. “Estamos aguardando o posicionamento da Interpol”, disse.

Sumiço e pânico

Lidiane está foragida há seis dias

Lidiane está foragida há seis dias

O advogado Carlos Sérgio de Carvalho disse em entrevista ao G1 que a prefeita “se escondeu em um momento de pânico”. Segundo ele, Lidiane estaria “depressiva, doente, ansiosa e sofrendo muito”, além de assustada com a repercussão do caso.

Para o Carlos Sérgio, o comportamento somado à juventude e beleza de Lidiane contribuíram para que o caso chegasse à amplitude atual. “Tirada de um contexto, [a atitude de Lidiane] pode ser interpretada como ostentação”, disse, garantindo que o salário de R$ 12 mil é compatível com a vida que ela levava.

Vida humilde

Prefeita Lidiane Leite acompanhada do então namorado Beto Rocha

Prefeita Lidiane Leite acompanhada do então
namorado Beto Rocha

Antes de se tornar prefeita por acaso e passar a ostentar uma vida de luxo nas redes sociais, a jovem vendia leite na porta da casa da mãe para sobreviver.

Na cidade, estudou apenas até o ensino fundamental e se valia da simpatia e da boa aparência para atrair a freguesia, o que chamou a atenção do fazendeiro Humberto Dantas dos Santos, o Beto Rocha, lançado candidato a prefeito pelo PMN, em 2012.

Ostentação

Prefeita de Bom Jardim (MA) ostentava boa vida nas redes sociais

Prefeita de Bom Jardim (MA) ostentava boa vida nas
redes sociais

A rotina de viagens, festas, roupas caras, veículos e passeios de luxo é incompatível com o salário de pouco mais de R$ 12 mil que Lidiane recebia como prefeita de Bom Jardim e passou a compartilhar por meio de fotos nas redes sociais.

“Eu compro é que eu quiser. Gasto sim com o que eu quero. Tô nem aí pra o que achem. Beijinho no ombro pros recalcados”, comenta a prefeita na internet. Em outro post, ela diz: “Devia era comprar um carro mais luxuoso pq graças a Deus o dinheiro ta sobrando (sic)”.

Repercussão Nacional
O caso de desvios em Bom Jardim ganhou repercussão nacional após uma reportagem exibida no telejornal Bom Dia Brasil mostrando a precariedade das escolas no município. A TV Globo obteve com exclusividade acesso a documentos da investigação de supostos desvios de recursos públicos da merenda escolar e da reforma de escolas.

Compartilhe :

  Publicado em: Governo

Será se consegue? Vice-prefeita de Bom Jardim (MA) vai à Justiça para assumir cargo

Publicado em   26/ago/2015
por  Caio Hostilio

G1

Vice-prefeita não tem acesso à prefeitura de Bom Jardim (MA)

Vice-prefeita não tem acesso à prefeitura de Bom
Jardim (MA)

A vice-prefeita de Bom Jardim (MA), Malrinete Gralhada (PMDB), solicitou nesta quarta-feira (26) um mandado de segurança no Fórum da cidade para assumir o comando do município, que ganhou destaque na última quinta-feira (20) após um escândalo de desvios de dinheiro público da educação investigado pela Polícia Federal (PF), com a fuga da prefeita Lidiane Leite da Silva (sem partido). Segundo ela, na cidade de 39 mil habitantes, a situação é de “abandono total”.

Eleita em 2012 pela coligação ‘A Esperança do Povo’, a vice-prefeita contou ao G1 que não despacha da sede da prefeitura desde 2013, quando a prefeita Lidiane, de 25 anos, passou a proibir sua entrada. “Ela rompeu comigo e com muitas outras lideranças e a partir de então disse que não era mais para eu entrar lá. Não participei de nenhum dia dessa administração”, relata.

O momento é de apreensão também para os servidores do município. Alguns estão sem receber, como os da área da saúde, que, segundo Malrinete, estão há três meses sem salário. A própria vice está sem receber há dois meses. “O povo quer uma decisão. As crianças estão sem merenda, sem escola. As aulas são em bar, debaixo de árvore”, diz.

Aos 49 anos, Malrinete afirma estar preparada para conduzir o Executivo municipal. “Estou esperando uma decisão da Justiça, e estarei pronta e preparada para o que for necessário”, garante.

Compartilhe :

  Publicado em: Governo

Assista aos vídeos!!! “Ele não sabe o que fazer com os hospitais de 20 leitos e eu não sei o que ele ainda faz como secretário”, disparou Andrea Murad sobre gestão de Marcos Pacheco e o destino dos hospitais de 20 leitos

Publicado em   26/ago/2015
por  Caio Hostilio

ANDREA 2608


A deputada Andrea Murad (PMDB) voltou a questionar a permanência do secretário de estado de saúde, Marcos Pacheco, após sua declaração aos prefeitos maranhenses quanto ao destino dos hospitais de 20 leitos. Na reunião do governo com os representantes dos municípios, que aconteceu na Fiema na última segunda-feira (24), Marcos Pacheco trouxe a público o que a atual gestão fará com os hospitais de pequeno porte: “aí as pessoas me perguntam: o que vc vai fazer com os hospitais de 20 leitos? Eu sei lá pô! Quem tem que dizer o que vai ser feito é a regional, não sou eu”. A postura da atual gestão e a proposta dos conglomerados apresentada não agradaram os prefeitos e foram duramente criticadas pela parlamentar em sessão plenária nesta quarta-feira (26).

“Ele diz que não sabe o que fazer com os hospitais de 20 leitos e eu não sei é o que ele faz ainda na Secretária de Saúde. O que ele se presta ainda para fazer na Secretaria e se dispor a ser secretário de Saúde? Nós temos que ter humildade e saber a hora de nos retirarmos quando não estamos dando conta do recado, até porque tudo que a atual gestão recebeu, estragou, a exemplo das UPAs “, discursou Andrea Murad.

Sobre os conglomerados, a deputada explicou que a proposta é antiga e que governos anteriores nunca conseguiram implantar pelo fato de deixar muitas prefeituras insatisfeitas com o compartilhamento de serviços médicos. Andrea Murad ressaltou ainda que o desejo de todas as prefeituras é que cada município tenha seu próprio hospital e que o Governo não tem interesse em ajudar ou fazer parcerias para melhorar a saúde pública no Maranhão.

“Essa ideia de conglomerado é uma tentativa antiga que nunca prosperou, assim, eles sugeriram o conglomerado, e quem não aceitar pode optar pela Portaria 113, recursos abaixo do previsto, com os critérios de produção e por habitantes. E os prefeitos saíram dessa reunião dizendo que não vão aderir à ideia, eles preferem manter os seus hospitais de 20 leitos funcionando ou pelo menos que o Governador inaugure esses hospitais, pois essa é uma conquista que cada município merece que é ter os seus hospitais de funcionando. O Governador acha que isso não é justo? Que os municípios maranhenses não merecem ter o seu hospital?”, indagou a deputada.

Compartilhe :

  Publicado em: Governo

Assista ao vídeo!!! Um pastor de fé no “capital”!!!

Publicado em   26/ago/2015
por  Caio Hostilio

pastorValdemiro Santiago de Oliveira, pastor da igreja Mundial do Poder de Deus, quer a sua contribuição, Faça parte do exército de 100 mil pessoas que farão uma oferta de fé e amor de R$ 200 reais. Você receberá um tijolinho de reconstrução de sua vida!!!

Compartilhe :

  Publicado em: Governo

Quem é limpo? Doleiro Youssef diz que Aécio recebeu dinheiro de corrupção de Furnas

Publicado em   26/ago/2015
por  Caio Hostilio

BBm64mQO doleiro Alberto Youssef afirmou nesta terça-feira durante depoimento à CPI da Petrobras que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) recebeu dinheiro de corrupção envolvendo Furnas, subsidiária da Eletrobras.

“Eu confirmo (que Aécio recebeu dinheiro de corrupção) por conta do que eu escutava do deputado José Janene, que era meu compadre e eu era operador dele”, disse o doleiro.

A assessoria de imprensa de Aécio afirmou que Youssef apenas disse que ouviu dizer que o senador recebeu propina, não que ele recebeu dinheiro de corrupção. Lembrou ainda que a Procuradoria-Geral da República considerou que não havia indícios suficientes contra o tucano e por isso não pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a abertura de investigação contra ele.

Em nota, o PSDB disse que as declarações dadas por Youssef à CPI não são “informações prestadas, mas sim de ilações inverídicas feitas por terceiros já falecidos, a respeito do então líder do PSDB na Câmara dos Deputados, podendo, inclusive, estar atendendo a algum tipo de interesse político de quem o fez à época”.

O partido diz ainda que Youssef repetiu à CPI o que disse em depoimento à Polícia Federal, que “nunca teve qualquer contato com o senador Aécio Neves e de que não teve conhecimento pessoal de qualquer ato, tendo apenas ouvido dizer um comentário feito por um terceiro já falecido”.

(Reportagem de Leonardo Goy)

Compartilhe :

  Publicado em: Governo

Mesmo foragida, prefeita de Bom Jardim cortou o salário da educação!!!

Publicado em   26/ago/2015
por  Caio Hostilio

Estadão

BBm6XL9Lidiane Rocha, a prefeita (PP) foragida de Bom Jardim, no interior do Maranhão, é acusada – em ação por improbidade movida pelo Ministério Público Estadual -, de ‘reduzir injustificadamente’ os vencimentos dos professores da rede municipal no mês de outubro.de 2014. Na ação, proposta em novembro, a Promotoria pede condenação de LIdiane. O processo está em curso.

O corte no holerite dos docentes reforça as suspeitas da Promotoria de que a gestão Lidiane sucateou o sistema de ensino do município de 40 mil habitantes situado a 275 quilômetros da capital São Luís. A prefeita está foragida há seis dias, alvo de investigação por supostos desvios de recursos que podem chegar a R$ 15 milhões – parte era destinada à merenda escolar das crianças.

Vaidosa, 25 anos, Lidiane exibe nas redes sociais imagens de uma vida de alto padrão para uma cidade à beira da miséria, com um dos menores IDHs do Brasil. Carros de luxo, festas e preocupação com a beleza, o que inclui até cirurgia plástica, marcam o dia a dia da moça.

Na quinta-feira, 20, foram presos dois ex-secretários de Lidiane – Antônio Gomes da Silva (Agricultura) e Humberto Dantas dos Santos (Coordenação Política), o Beto Rocha, ex-namorado da prefeita.

Bom Jardim vive um clima de revolta e ansiedade. Seus moradores querem saber da prefeita fujona. A Polícia Federal está no encalço de Lidiane e já colocou em alerta os agentes que atuam no aeroporto da capital maranhense. Um advogado disse que a prefeita ‘fugiu num momento de pânico’ e que ela deverá, afinal, se entregar.

Lidiane já é ré em três ações por improbidade. Uma delas trata do corte do holerite dos professores e pede a condenação da prefeita ao ressarcimento integral do dano causado, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos por cinco anos, pagamento de multa de até 100 vezes o valor da remuneração recebida no cargo de chefe do executiuvo de Bom Jardim, além da proibição de receber qualquer tipo de benefício ou incentivo do Poder Público, mesmo que por meio de empresa da qual seja sócia majoritária, pelo prazo de três anos.

A ação foi aberta pela promotora Karina Freitas Chaves. Ela recebeu um ofício do Sindicato dos Profissionais do Magistério do Ensino Público Municipal de Bom Jardim informando que a administração municipal havia suprimido valores dos vencimentos dos educadores. O corte de salários não teve qualquer justificativa.

A Promotoria ouviu professores que confirmaram e comprovaram a redução do contracheque. Os valores suprimidos variam entre R$ 535,37 e R$ 590. Na ação, a promotora Karina Freitas Chaves destaca que a Lei Municipal 567/2012 estabelece os salários dos professores da rede de ensino municipal. A redução dos vencimentos fere essa legislação e os princípios constitucionais da legalidade e da moralidade na administração pública, ‘configurando ato de improbidade administrativa’.

O Sindicato dos Profissionais do Magistério do Ensino Público Municipal de Bom Jardim-MA ( SINPROBEM) diz que os docentes são ‘desrespeitados, humilhados, vitimados de cenas lastimavelmente depreciativas, vis e indignas’. Eles questionam ‘onde está o compromisso que (Lidiane) fez durante a campanha’. “A prefeita desconhece o significado das palavras ética e moral”, afirma a entidade.

Compartilhe :

  Publicado em: Governo

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog