Arquivo de dezembro de 2015

Hildo Rocha realiza ação em benefício dos desportistas maranhenses

Postado por Caio Hostilio em 30/dez/2015 - Sem Comentários

HILDO_ROCHA_COM_MINISTRO_DO_ESPROTE_22_12_2015O deputado federal Hildo Rocha tem aproveitado o recesso parlamentar para intensificar as andanças pelos ministérios com o objetivo de agilizar as ações e conseguir benefícios para os maranhenses. Esta semana visitou diversos órgãos da administração federal, foi recebido duas vezes pelo Ministro da Saúde, Marcelo Castro, e também se reuniu com o Ministro do Esporte, George Hilton dos Santos. A pauta girou em torno de projetos, convênios e programas da pasta voltados para o Maranhão.

Rocha ressaltou que dezenas de prefeituras maranhenses apresentaram, ao longo deste ano, projetos de construção, modernização de quadras, ginásios, espaços esportivos e aquisição de equipamentos para instituições de ensino e comunidades. O parlamentar lembrou que, entre os municípios beneficiados está Paulo Ramos. “O convênio para a construção de um estádio de futebol já foi assinado. Foi um pedido do prefeito Tancledo Araújo que conseguimos atender por meio de emenda de minha autoria”, destacou.

O deputado disse que inúmeros municípios estão com a tramitação adiantada, necessitando apenas de pequenos ajustes para que possam ser concretizados. “O Ministro explicou quais os procedimentos indispensáveis para que as prefeituras possam se beneficiar das parcerias. Vou informar aos prefeitos e, assim que as exigências forem atendidas, voltaremos a nos reunir para darmos sequencia aos projetos, e, dessa forma, ampliarmos a oferta de espaços adequados para a prática de diversas modalidades esportivas no nosso Estado”, destacou.

“Além dos projetos em andamento, também tratamos sobre a realização de novas parcerias entre o Ministério e municípios maranhenses que pleiteiam firmar parcerias com a finalidade de estimular os jovens e atletas de um modo geral”, disse Rocha.

“Grande salário”!!! Governo regulamenta salário mínimo de 2016 no valor de R$ 880

Postado por Caio Hostilio em 30/dez/2015 - Sem Comentários

G1

Foi publicado no “Diário Oficial da União” desta quarta-feira (30) o decreto nº 8.618, que regulamenta em R$ 880 o valor do salário mínimo que entrará em vigor em 1º de janeiro de 2016, assinado pela presidente Dilma Rousseff. O reajuste, com pagamento em fevereiro, representará o incremento de R$ 51,5 bilhões na renda dos trabalhadores, informou o Ministério do Trabalho na terça-feira (29).

Atualmente, o salário mínimo é de R$ 788. O novo valor representa um reajuste de 11,6%. A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) é de 10,28% no acumulado de 2015 até novembro e de 10,97% no acumulado dos últimos 12 meses.

A previsão do mercado é de que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial, fecha este ano em 10,72%.

 

SALÁRIO MÍNIMO
Valor para 2016 foi fixado em R$ 880

De acordo com o decreto, o valor
diário do salário mínimo corresponderá a R$ 29,33 e o valor por hora a R$ 4.

Em agosto, quando enviou a proposta de Orçamento de 2016 ao Congresso Nacional, o governo previa uma elevação do mínimo para R$ R$ 865,50. Quando o Congresso aprovou, no último dia 17, a previsão era R$ 870,99.

O valor foi alterado porque é atualizado com base nos parâmetros estabelecidos para sua correção – crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes e inflação do ano anterior medida pelo INPC, índice que reflete a alta de preços para famílias com renda entre um e cinco salários mínimos.

Em nota, o governo informou que o reajuste dá continuidade à política de valorização do mínimo, “com impacto direto sobre cerca de 40 milhões de trabalhadores e aposentados, que atualmente recebem o piso nacional”.

De acordo com dados da proposta de orçamento federal do próprio governo, enviada pelo Executivo ao Congresso Nacional no fim de agosto deste ano pelo Ministério do Planejamento, a cada R$ 1 de aumento no salário mínimo, há o impacto líquido de R$ 328 milhões nas contas públicas.

Isso porque o salário mínimo corrige os benefícios previdenciários. Pela lei, os aposentados não podem receber menos do que um salário mínimo. Além disso, também há efeito no pagamento de sentenças judiciais, da Lei Orgânica de Assistência Social (Loas) e do programa de Renda Mensal Vitalícia (RMV), do seguro-desemprego e abono salarial.

Com a confirmação de que ele avançará para R$ 880 no próximo ano, o aumento será de R$ 92. Com isso, o impacto total do reajuste, para as contas do governo federal, será de R4 30,2 bilhões no ano que vem. O valor foi confirmado pelo Ministério do Planejamento nesta terça-feira (29).

Além disso, o reajuste também terá impacto nas contas dos municípios. De acordo com levantamento da Confederação Nacional de Municípios (CNM), a medida causa impacto de R$ 2,6 bilhões às prefeituras.

Previsões iniciais

Em 2012, quando enviou a proposta da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2013, o governo previa que o salário mínimo superasse a barreira dos R$ 800 já em 2015.

Mas o crescimento do PIB ficou abaixo do que o governo esperava na ocasião, o que resultou em uma alta menor do mínimo.

Em abril de 2013, na proposta da LDO do ano seguinte, o governo previa que o salário mínimo somaria R$ 849,78 em 2016. Em março do ano passado, na proposta da LDO de 2015, a estimativa do Executivo para o valor do mínimo de 2016 já havia recuado para R$ 839,24.

Nota

Notas de reais (Foto: REUTERS/Cadu Gomes)

Leia abaixo a íntegra de nota divulgada na terça-feira sobre o reajuste do mínimo divulgada pela Secretaria de Imprensa da Presidência da República.

NOTA À IMPRENSA

Decreto assinado nesta terça-feira (29/12) pela presidenta da República, Dilma Rousseff, fixa o salário mínimo que entrará em vigor a partir de 1º de janeiro de 2016: R$ 880,00 (oitocentos e oitenta reais). O decreto será publicado no Diário Oficial da União de quarta-feira (30/12).

Com o decreto assinado hoje pela presidenta Dilma Rousseff, o governo federal dá continuidade à sua política de valorização do salário mínimo, com impacto direto sobre cerca de 40 milhões de trabalhadores e aposentados, que atualmente recebem o piso nacional.

O ministro Miguel Rossetto falará à imprensa às 15h na sede do Ministério do Trabalho & Previdência Social.

Secretaria de Imprensa
Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República

Com a palavra Flávio Dino!!!

Postado por Caio Hostilio em 30/dez/2015 - Sem Comentários

Com a palavra Flávio Dino

Com a palavra Flávio Dino

Caio, bom dia!

Aqui em Rosário a decepção é geral com o atual governo do estado que vem privilegiando um juiz federal  que além de está com uma construtora trabalhando para o governo tem os maiores negócios em toda região, e agora inventou de brincar de política, é mister que se trata de um juiz corrupto, pois, possui tudo que ele possui honestamente que não é, e tem um aliado dele que foi liberado da gerência de saúde para fazer campanha com o carro do estado e combustível do estado e ainda troca combustível com material de construção para dar pró povo.

Ele nem pisa mais na gerência e colocou duas pessoas para responder por ele. Esse é o governo da mudança?

Preço abusivo na conta de luz…

Postado por Caio Hostilio em 30/dez/2015 - Sem Comentários

1924020_1706427896243122_6067450801436557063_n
Por Ricardo Murad (Facebook)
É PRECISO UM BASTA
Conta de luz explodiu e está promovendo um verdadeiro confisco na renda das famílias.
Política injusta e irresponsável da presidente Dilma. Primeiro jurou baixar a conta de energia, e realmente baixou por decreto. Depois, sem condições de manter a promessa, cedeu às pressões e aprovou a mais maléfica política de preços para a energia elétrica, pondo no consumidor toda a responsabilidade pelo custo do sistema.

Do mesmo modo, parece que seguindo a cartilha da presidente Dilma, Flávio Dino, para cobrir a gastança feita de forma irresponsável – aumentou a folha em mais de 500 milhões com sinecuras para os seus aliados, afilhados e parentes, faz o maior aumento de impostos da história do Maranhão prejudicando micros, pequenos, médios e grandes empresários que aqui precisam aguentar duas crises: a da Dilma e a dele.

Prefeitura promove Réveillon e Lava Taças em São José de Ribamar

Postado por Caio Hostilio em 29/dez/2015 - 3 Comentários

lava taçasFesta será realizada nos dias 31 de dezembro, na virada do ano, e no dia 01 de janeiro, evento inédito que está sendo chamado do primeiro Lava Taças do município.

Uma vasta programação cultural, recheada de atrações locais, regionais e nacionais, será promovida pela Prefeitura de São José de Ribamar como forma de festejar a chegada de 2016 no município.

Os shows acontecerão nesta quinta-feira, dia 31, durante a tradicional virada do ano, e no dia 01 de janeiro – esta última, festa inédita que está sendo chamada de Lava Taças – na Praia de Banho e no Parque Municipal do Folclore Therezinha Jansen, ambos situados na orla marítima da sede da cidade.

“Organizamos uma programação direcionada aos ribamarenses e também aos visitantes que no dia 01 de janeiro estarão em nossa cidade. Será uma bela festa que, com toda certeza, trará muita animação e movimentará, nestes dois dias, a economia, beneficiando, direta e indiretamente, centenas de comerciantes e outros profissionais que trabalham com este tipo de evento”, afirmou o prefeito Gil Cutrim (PDT).

No dia 31, na Praia de Banho, a festa terá início a partir das 21h com as apresentações de Reinaldinho e Banda; Samba de Boa e Di Fratelli.

Já no dia 01 de janeiro, a partir das 16h, a programação acontece no Parque Municipal do Folclore Therezinha Jansen, cuja arquibancada foi inaugurada recentemente pelo prefeito.

A festa terá como atrações Grupo Argumento; Forrozão Uz Primuz; Diel França; Bruno Shinoda; DJ Neto Blemes; e o cantor Matheus Fernandez, uma das grandes revelações do ritmo sertanejo, este ano, no país.

Esquemas nas áreas da saúde e segurança foram organizados no sentido de oferecer comodidade ao público presente.

Ações de Hildo Rocha beneficiam saúde pública no Maranhão

Postado por Caio Hostilio em 29/dez/2015 - Sem Comentários

IMG-20151228-WA0177O parlamentar conseguiu aumentar em R$ 80 milhões o orçamento para a saúde pública, destinou recursos para Hospital Aldenora Bello e direcionou verbas para vários municípios.

O deputado Hildo Rocha recebeu, nesta terça-feira (29) a garantia de que os pleitos feitos por ele para o Maranhão, ao setor da saúde pública, serão atendidos. A confirmação aconteceu durante audiência do parlamentar com o Ministro da Saúde, Marcelo Castro. O deputado aproveitou a oportunidade para informar ao ministro que conseguiu, por meio de uma ação parlamentar, aumentar em R$ 80 milhões os recursos destinados no orçamento geral da União de 2016 para atendimentos de Média e Alta Complexidade (MAC) da saúde do Maranhão. “Depois de diversas tentativas com o relator do Orçamento Geral da União para 2016, deputado Ricardo Barros, conseguimos, mais essa importante conquista para o nosso Estado”, declarou Rocha.

O parlamentar explicou que a aprovação da proposta aconteceu no “apagar das luzes”. “Por meio de uma Emenda de Plenário, de nossa autoria, com o apoio direto do deputado Pedro Fernandes, coordenador da bancada maranhense no Congresso Nacional, assim como dos demais parlamentares do Maranhão, do Pará e de Santa Catarina, estados também beneficiados com a medida legislativa, conseguimos aumentar os recursos para a rede de saúde pública, beneficiando assim a população do nosso Estado”, destacou Hildo Rocha.

Aldenora Bello

O Ministro Marcelo Castro informou que a indicação feita pelo Deputado Hildo Rocha, a pedido da diretoria do Hospital Aldenora Bello foi liberada. Os recursos, no valor de R$ 300 mil, serão utilizados para equipar o centro cirúrgico. “Essa é mais uma ação que irá contribuir para o bom funcionamento daquela unidade de saúde especializada no tratamento do câncer”, declarou Rocha.

Nina Rodrigues

O município de Nina Rodrigues foi contemplado com recursos de emenda do parlamentar para aquisição de uma camionete Pick-Up a diesel, cabine dupla; aparelhos de ultrassom odontológico; Eletrocardiógrafos; mesas ginecológicas; bisturi elétrico; colposcópio; desfibriladores; notebooks; computadores; aparelhos de ar condicionado; aparelho de Raio X; autoclaves: entre outros equipamentos.

“Atendemos assim aos pleitos das lideranças políticas daquele município, Jones Braga, Pedro Custodio e vereadores que, mesmo adversários do atual prefeito, pediram nosso apoio para melhorar os serviços de saúde do povo de Nina Rodrigues”, afirmou Hildo Rocha.

Outras ações

Ainda durante a audiência o deputado tratou sobre o credenciamento de novos serviços de saúde; liberação de recursos para diversas localidades; formalização de novos convênios com vários municípios; readequação dos recursos de Média e Alta Complexidade de Buriticupu além da aquisição de equipamentos para a Maternidade de Buriticupu que deverá ser inaugurada em fevereiro (2016) com a presença do Ministro Marcelo Castro.

UPA

Acerca da manutenção da UPA de Barra do Corda, Hildo Rocha disse que novamente discutiu o assunto com Marcelo Castro e recebeu a garantia de que a partir do começo do próximo ano o Ministério começará a liberar os recursos solicitados. O parlamentar enfatizou que em diversas oportunidades debateu com o ministro acerca realidade da UPA de Barra do Corda.

“No que se refere à infraestrutura, equipamentos e profissionais para o atendimento, a unidade está preparada, é uma das melhores da região. O atendimento tem sido elogiado pela população. Porém, a prefeitura não tem condições de bancar todos os custos. A liberação de recursos, anunciada pelo Ministro, é de fundamental importância para que os pacientes possam receber um atendimento digno. Esse é o desejo do prefeito Eric Costa, o motivo do meu empenho, a vontade do Ministro, e o desejo da população”, comentou Rocha.

Então tá!!! Presidente do PT fala em ‘frustração’ com atos do governo e pede mudança na economia

Postado por Caio Hostilio em 29/dez/2015 - Sem Comentários

Rui FalcãoO presidente nacional do PT, Rui Falcão, publicou nesta segunda-feira, 28, um texto intitulado “Uma Nova e Ousada Política Econômica para 2016” no qual diz que “chega de altas de juros e cortes de investimentos” e cobra a adoção de medidas para a retomada do crescimento no ano que vem.

Com o texto, Falcão se junta ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e movimentos sociais e sindicais como a Central Única dos Trabalhadores (CUT), Movimento dos Sem Terra (MST), Central de Movimentos Populares (CMP) e Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) que cobram a adoção de medidas concretas para acompanhar a entrada de Nelson Barbosa no Ministério da Fazenda.

No texto divulgado nesta tarde, Falcão fala em retomada da “confiança” diante da “frustração” causada pelo início do segundo governo Dilma.

Leia a íntegra do texto:

Entre o final e de 2015 e o início de 2016, o governo da presidenta Dilma Rousseff precisa se concentrar na construção de uma pauta econômica que devolva à população a confiança perdida após a frustração dos primeiros atos de governo.

Claro que a oposição partidária do quanto pior melhor também contribuiu para agravar os problemas (muitos deles decorrentes da crise global do capitalismo), insistindo o ano todo com suas tentativas golpistas que desembocaram numa crise política.

Agora que o risco do impeachment arrefeceu, mas sem que as ameaças de direita tenham cessado, é hora de apresentar propostas capazes de retomar o crescimento econômico, de garantir o emprego, preservar a renda e os salários, controlar a inflação, investir, assegurar os direitos duramente conquistados pelo povo.

Chega de altas de juros e de cortes em investimentos. Nas propostas da Fundação Perseu Abramo e entidades parceiras, nos projetos da nossa Bancada, da Frente Brasil Popular, da CUT, do MST, entre outras, há subsídios à vontade para serem analisados e adotados.

Sabemos da competência, habilidade e capacidade de diálogo dos novos ministros Nelson Barbosa e Valdir Simão. Confiamos em que eles deem conta da tarefa, mudando com responsabilidade e ousadia a política econômica.

Cadê a segurança? Registradas mil mortes violentas na Região Metropolitana, diz SMDH

Postado por Caio Hostilio em 29/dez/2015 - Sem Comentários

Relatório foi divulgado no domingo (27) no site do órgão. Dados têm base no monitoramento de índices da SSP-MA e da imprensa.

G1

mortedouglasjrA Sociedade Maranhense de Direitos Humanos (SMDH) divulgou, no domingo (27), no site oficial do órgão, que foram registradas, até a data da divulgação, o total de 1.000 mortes violentas em 2015, na Região Metropolitana de São Luís.

Segundo o órgão, a informação é baseada em relatório sobre a violência produzido pela SMDH a partir do monitoramento dos veículos de comunicação e de dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-MA).

A conselheira Joisiane Gamba explica que o número representa “quase três vítimas fatais de crimes violentos por dia”.

Aproximadamente 77% das ocorrências são homicídios dolosos. O relatório também contabiliza casos de latrocínio, lesão corporal seguida de morte, homicídios decorrentes de intervenção policial, dentre outras situações.

“Destas mortes, 20,8% são pessoas entre 10 a 19 anos, e estes são dados apenas da Grande São Luís. Todos nós estamos chamados a intervir, a nos indignarmos, a trocarmos a tranquilidade dos condomínios fechados, a deixarmos de nos proteger atrás dos muros, [apenas] vendo nossa cidade se deteriorar, a nossa juventude ser morta e a população jovem e negra ser exterminada”, observa.

Em declaração à SMDH, o promotor da Infância e Juventude de São Luís, Márcio Thadeu Silva Marques, comentou que os dados. “A juventude negra tem sido a maior vítima da violência letal. Isso demonstra que o poder público não cumpre a política de prevenção dessa forma de violação de direitos, como determina o Estatuto da Igualdade Racial”, declara.

Jovens negros
Outro levantamento divulgado em meio deste ano pela SMDH mostra que 7.190 jovens com idades entre 15 e 29 anos, foram assassinados no período entre 2000 e 2012, no Maranhão. O estudo mostra que, do total, 87% eram negros. No período, a taxa de homicídios do grupo (jovens de raça negra) cresceu 192,1% no Estado maranhense.

lincha-2

Por que os combustíveis aumentam tanto de preço? Petróleos fecham em queda nesta segunda-feira

Postado por Caio Hostilio em 29/dez/2015 - Sem Comentários

petrobrasQual seria a justificativa do governo Dilma para os aumentos abusivos nos preços dos combustíveis e derivados do petróleo no Brasil?

Não tem justificativa plausível alguma. O que podemos ver é que os consumidores brasileiros são vítimas das corrupções praticadas pelo governo, que sequer verifica as consequências maléficas para a coletividade, haja vista que o preço dos combustíveis refletem nos aumentos dos preços dos demais produtos, principalmente os alimentícios.

O barril de Brent para entrega em fevereiro fechou nesta segunda-feira (28) cotado a US$ 36,53, após queda de 3,58%.

O barril de WTI, o petróleo do Texas, também caiu de forma expressiva, 3,64%, com cotação a US$ 36,72.

A pressão causada pelo excesso de oferta no mercado de petróleo vem influenciando fortemente a queda do preço do barril nas últimas cotações.

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog