Arquivo de junho de 2014

E pra serviria o PT? Que seja uma chapa puro sangue!!!

Postado por Caio Hostilio em 30/jun/2014 - Sem Comentários

arnaldomeloedinho21Se o escolhido será o presidente da Assembléia Legislativa, Arnaldo Melo, para compor a chapa majoritária encabeçada pelo candidato Lobão Filho e tendo o deputado federal Gastão Vieira como candidato ao Senado – todos filiados ao PMDB -, pra que ainda manter uma aliança com o PT que se recusou a aceitar a vaga de vice na chapa majoritária e, ainda, não quer fazer parte das coligações proporcionais?

O nome do presidente da Assembléia Legislativa soma muito e deve trazer muita credibilidade a essa chapa “puro sangue” do PMDB, cujo Maranhão terá a honra de apresentar para a disputa pelo governo do Estado e a vaga no Senado.

O PT parece preferir caminhar com o PSDB!!!

Eleições 2014

Postado por Caio Hostilio em 30/jun/2014 - 1 Comentário

PRP oficializa apoio à Lobão Filho

Lobão Filho_PRP_ Gilson Teixeira 1O senador Lobão Filho (PMDB) e pré-candidato ao Governo do Maranhão, recebeu nesta segunda-feira (30), apoio oficial do Partido Republicano Progressista (PRP), durante convenção realizada na sede da sigla, no bairro do São Francisco, em São Luís. 17 candidatos a deputado estadual, três a deputado federal e dirigentes dos 170 diretórios de todo o Maranhão votaram por unanimidade em favor da aliança com o PMDB que reúne ainda mais 18 partidos.

O consenso segundo o presidente do PRP, ex-vereador Severino Sales, reflete a força política e de liderança que o senador Lobão Filho já mostra antes mesmo de iniciar de fato sua caminhada.

“A classe política está completamente mobilizada em torno do nome do senador Lobão Filho, porque acredita que o melhor nome é sem dúvida o dele e vamos seguir juntos, militância e todo o partido rumo à vitória”, declarou Sales que também confirmou durante a convenção, disputa por vaga na Assembleia Legislativa.

Lobão Filho que foi convidado pelo partido para a convenção disse que o PRP assim como os partidos coligados terão espaço reconhecido dentro de sua gestão. “Estamos seguindo juntos e será assim nossa caminhada que está apenas no início. A partir do dia 06 oficialmente vamos à luta com todos os nossos partidos levando nossa mensagem e propostas de avanço de desenvolvimento verdadeiro para o nosso Maranhão”, disse o peemedebista, convocando toda a militância do partido para a batalha.

Deputado estadual de segundo mandato, Marcos Caldas que concorre à reeleição, acredita que essa será a maior e mais democrática eleição porque o povo quer a verdadeira mudança. “Acredito muito na eleição do Lobão Filho porque ele caminha com mensagem de avanço e não de atraso. A campanha está sendo pautada com proposta e não com ódio, e isso é o que o povo espera de um pleito”, finalizou.

Convenção do PSTU lança Saulo Arcangeli ao Governo do Maranhão e Marcos Silva ao Senado Federal

sauloconvencao1Neste sábado (28 de junho) foi realizada a Convenção Estadual do PSTU que confirmou o nome do servidor público federal Saulo Arcangeli (42 anos) para Governador e do urbanitário Marcos Silva (48 anos) para Senador. O Partido não fará coligações com nenhum partido. A professora da rede municipal e militante do PSTU, Ana Paula Martins, será a candidata a vice-governadora.

Esteve presente na convenção Cláudia Durans, professora da UFMA e assistente social, candidata à Vice-Presidência da República pelo PSTU na chapa encabeçada por Zé Maria de Almeida. Cláudia ressaltou a importância do debate contra as opressões no Maranhão e que as candidaturas do PSTU no estado estarão à serviço da luta contra o machismo, o racismo e a homofobia.

Os nomes de Saulo Arcangeli e Ana Paula Martins para Governo e Marcos Silva para o Senado foram aclamados por todos os presentes. A campanha começará com visitas às categorias em seus locais de trabalho e a preparação de seminários temáticos que debaterão um Maranhão para os trabalhadores.

Governadora e ministro Miguel Rossetto entregam 119 motoniveladoras a municípios

Postado por Caio Hostilio em 30/jun/2014 - Sem Comentários

Foto 1 Governadora e ministro entregam 119 motoniveladoras foto Handson ChagasA governadora Roseana Sarney e o ministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rossetto, entregaram 119 motoniveladoras a municípios maranhenses nesta segunda-feira (30), em solenidade realizada no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (Tirirical), em São Luís. O evento integra a última etapa da ação desenvolvida dentro do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), no Maranhão.

Foto 2 governadora e ministro entregam 119 motoniveladoras foto Handson ChagasRoseana Sarney destacou a importância da ação e da parceria entre os governos federal, estadual e municipais. “O Maranhão é um estado muito grande, é um estado produtor e que precisa desse apoio. É, também, o estado com maior população rural do Brasil”, declarou.

Foto 3 governadora e ministro entregam 119 motoniveladoras foto Handson Chagas-1Roseana agradeceu o Governo Dilma pelo apoio em vários setores. “Só temos que agradecer ao governo federal pelos avanços, essas máquinas vão colaborar com as nossas ações em infraestrutura, pois estamos concluindo, em parceria com os municípios, 1.250 quilômetros de estradas vicinais. E abrindo estradas atendemos os produtores rurais, geramos emprego e renda”, ressaltou.

O evento contou com a presença do presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Carlos Guedes; de representantes do Ministério do Desenvolvimento Agrário, deputados federais e estaduais, secretários estaduais Fernando Fialho (Desenvolvimento Social e Agricultura Familiar), José Ribamar Vieira (Casa Militar) e Rodrigo Valente (Articulação Política em exercício); dezenas de prefeitos; vereadores e lideranças políticas e comunitárias.

O investimento é de R$ 55,3 milhões. As motoniveladoras fazem parte de um conjunto de equipamentos que visam à conservação contínua das estradas vicinais, que interligam o meio rural às cidades. A entrega beneficiará quase 1 milhão de habitantes da zona rural do estado, sendo 113 mil agricultores familiares. A solenidade marcou a conclusão da entrega dos equipamentos pelo MDA. No Maranhão, foram beneficiados 202 municípios com equipamentos do PAC 2.

“A ideia central é apoiar os municípios para que possam desenvolver melhor a manutenção das estradas vicinais. Isso significa apoiar as comunidades rurais, pequenos e médios produtores, além da agricultura familiar, pois a recuperação dessas estradas garante o escoamento da produção, o transporte escolar e a integração das comunidades”, declarou o ministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rossetto.

 Ele afirmou que, ao todo, foram entregues 744 máquinas no Maranhão, sendo 202 retroescavadeiras, 200 motoniveladoras, 200 caminhões-caçamba, 71 caminhões-pipa e 71 pás carregadeiras. O investimento total na aquisição dos equipamentos foi superior a R$ 210 milhões. “O programa não para por aqui, a expectativa é de realizar o PAC 3 com a entrega de novos equipamentos”, anunciou o ministro, que também revelou a liberação de R$ 500 milhões para o financiamento da agricultura familiar no Maranhão.

O prefeito de Peri-Mirim, João Ferreira Lopes, falou em nomes de todos os gestores de municípios beneficiados. O PAC é uma ação que está beneficiando mais de 237 mil agricultores familiares e quase dois milhões de moradores do meio rural. Além disso, dentro do programa, 71 municípios que enfrentam os efeitos da forte seca, também receberam equipamentos para auxiliar no transporte de água e em ações de enfrentamento da seca.

Municípios

São beneficiados municípios com até 50 mil habitantes. Pelo menos 93% dos municípios maranhenses entraram na lista. Para o prefeito de Alcântara, Domingos Araquém, a iniciativa vai contemplar áreas da educação e da saúde, além da agricultura familiar e quilombolas.

“Estrada é fundamental, principalmente no nosso município que possui 207 comunidades rurais e mais de 400 quilômetros de estradas vicinais”, revelou.

O prefeito de Bacuri, Valdoíno da Silva, também aprovou a iniciativa. “Não teríamos condições de comprar esses equipamentos. Os kits vão ajudar em todos os sentidos, inclusive no transporte escolar. Além disso, teremos condições de melhorar o acesso das comunidades rurais e dos bairros da periferia da cidade”, destacou.

Eita política!!! Dilma mandou Kassab apoiar Skaf ao governo

Postado por Caio Hostilio em 30/jun/2014 - Sem Comentários

Foi a mando da presidente que Kassab apoiou Paulo Skaf em São Paulo

Cláudio Humberto

DILMA NA CONCEN«√O NACIONAL DO PSD EM BRASÕLIADiante do crescimento pífio de Alexandre Padilha (PT) nas pesquisas ao governo de SP, a presidenta Dilma deixou claro ao presidente do PSD, Gilberto Kassab, que o preferia apoiando Paulo Skaf (PMDB), em lugar do governador tucano Geraldo Alckmin. Após naufrágio das costuras com PSDB, o ministro Guilherme Afif informou ao vice Michel Temer que a sigla ainda tinha interesse em compor com PMDB.

Assim que obteve sinal verde de Guilherme Afif, Michel Temer orientou Skaf a reforçar o convite para Kassab disputar mandato de senador.

Kassab tanto negociou com PT, PSDB e PMDB que saiu perdendo. Na negociação anterior com Skaf, teria levado a vaga de vice e do Senado.

Serristas chegaram a defender José Serra (PSDB) ao Senado com Gilberto Kassab (PSD) de primeiro suplente na chapa de Alckmin.

Dias atrás, Kassab disse a dirigentes que, seja qual fosse caminho, não havia hipótese de contrariar ou se desentender com José Serra.

E aí? Com confirmação das alianças, tempo de propaganda política na TV é definido

Postado por Caio Hostilio em 30/jun/2014 - 1 Comentário

A presidente Dilma Rousseff, com nove partidos coligados oficialmente terá aproximadamente 9 minutos e 40 segundos na propaganda eleitoral

Por Paulo de Tarso Lyra

20140630072610698542iÀs vésperas do fim do prazo para as convenções partidárias, o eleitorado brasileiro presenciou uma corrida frenética e ensandecida por alianças políticas que trouxessem tempo de televisão e palanques fortes nos estados para que os presidenciáveis pudessem ter espaço para expor propostas de campanha. A data-limite é hoje, mas os tempos de televisão estão praticamente definidos (leia quadro). A presidente Dilma Rousseff, com nove partidos coligados oficialmente terá aproximadamente 9 minutos e 40 segundos na propaganda eleitoral; Aécio Neves (PSDB e mais cinco legendas) terá 3 minutos e 10 segundos e Eduardo Campos (PSB e mais quatro partidos) terá ao seu dispor 1 minuto e 46 segundos.

Os acordos de última hora, contudo, incluíram nomeações às pressas para ministérios, defecções de último momento de aliados e necessidade de liberar acordos estaduais para fechar coligações no plano nacional. A convenção do PP, por exemplo, foi parar na Justiça, e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) foi obrigado a ratificar a aliança do partido com a presidente Dilma Rousseff no plano nacional. “Não havia por que reclamar, já que não fizemos nada que estivesse contra os estatutos do partido. Tanto que a bancada de deputados federais não reclamou da decisão”, disse o presidente nacional do PP, senador Ciro Nogueira (PI), acrescentando que pepistas mineiros não questionaram a aliança apesar do efusivo discurso contrário feito pelo presidente do diretório de Minas, o governador Alberto Pinto Coelho.

20140630072659565084aO PR, para acatar a aliança nacional com Dilma, chantageou o Planalto e conseguiu a exoneração do ministro dos Transportes, César Borges, substituído por Paulo Sérgio Passos. Existe a expectativa de que a legenda recupere também o controle do Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (DNIT), presidido atualmente pelo general Jorge Ernesto Pinto Fraxe, nomeado pela presidente Dilma em 2011, quando ela decidiu desalojar o PR do Ministério sob a acusação de superfaturamento em obras. “O PR pediu a porteira fechada para apoiar a presidente. Com a promessa de que isso acontecerá, não há por que o apoio não vir”, disse um interlocutor da legenda.

Como desfazer a Nota destrambelhada do secretário de saúde Santa Inês…

Postado por Caio Hostilio em 30/jun/2014 - Sem Comentários

prefeituraribamar alvesO secretário de Saúde de Santa Inês, que é filho do prefeito Ribamar Alves, cuja eleição foi pautada no “Novo e na Mudança” de Flávio Dino, tentou jogar para o governo federal e o estadual a incompetência da atual gestão em gerir a coisa pública, principalmente com os recursos advindos para cumprir com as prerrogativas determinadas pelo Ministério da Saúde, com bem expressa a Secretaria de Saúde do Estado em Nota:

O Município de Santa Inês por livre e espontânea vontade, resolveu celebrar com o Ministério da Saúde um Termo de Adesão por meio do qual assumiu a Gestão Plena do Sistema Municipal de Saúde, ou seja, adquiriu sua total autonomia para gerenciar o seu sistema de saúde. Em uma demonstração de que não teve qualquer arrependimento por essa atitude o município de Santa Inês, tendo por base o pressuposto na Portaria do Ministério da Saúde nº 399/2006, assinou com o Ministério da Saúde o Pacto de Gestão e consequentemente o Termo de Compromisso entre Entes Públicos, responsabilizando-se por todas as ações de saúde desenvolvidas no município de Santa Inês.

Agora, já com nova gestão do município, parece em razão do “chora, chora” demonstrado na “Carta Aberta ao Município de Santa Inês” pelo Secretário Municipal de Saúde, Dr. Thiago Zacariotto Lima Alves, este mostra-se arrependido dessa decisão. Assim, estando certa a nossa assertiva, cabe-lhe como primeira medida romper esse pacto com o Ministério da Saúde, renunciando a Gestão Plena e retornando à gestão estadual. Se o Ministério da Saúde não está atendendo seus pleitos, cabe-lhe apresentar de público, que projetos são esses e que setor do Ministério da Saúde estão estancados (sic).

Finalmente no que cabe à Secretaria de Estado da Saúde, cumpre esclarecer que foi feita a opção de funcionar e implementar a rede estadual de saúde, por meio do Programa Saúde é Vida, que se propôs e está concluindo a construção e equipamento de 64 Hospitais de Pequeno Porte em municípios que não tinham um leito sequer, 12 Hospitais Gerais Regionais de 50 Leitos, que atuam na retaguarda da atenção primária realizando procedimentos de média complexidade e 4 Hospitais Macrorregionais de Santa Inês, Pinheiro, Imperatriz e Caxias, que atuarão interligados aos Hospitais de Referência Estadual de Alta Complexidade Carlos Macieira e Tarquínio Lopes Filho em São Luís e o de Coroatá. Soma-se a isso o fato que já implantamos 250 leitos novos de UTI, Um Centro de Diagnóstico de Imagenologia, no antigo PAM-Diamante e um Centro de Referência em Diabetes e Hipertensão, além de 10 Unidades de Pronto Atendimento (UPAS). O povo do Maranhão, diferentemente do secretário de Santa Inês, já sente os reflexos e benefícios dessa rede, e o que atestam as pesquisas de opinião.

Ressalte-se ainda, especificamente ao município de Santa Inês, que ali pela primeira vez na história da saúde do Maranhão, cuidou o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, de construir e equipar um moderno hospital de média e alta complexidade de 100 leitos, com 10 leitos de Terapia Intensiva, serviço de imagenologia, incluindo um tomógrafo de última geração, laboratório de análises clínicas e centro cirúrgico. Esse hospital será capaz de resolver todas as urgências traumato-ortopédicas não somente de Santa Inês, mas de toda Região de Saúde de Santa Inês. Acresce-se a tudo isso que em uma prova inequívoca da humanização da saúde está construindo também em Santa Inês um Centro de Hemodiálise com 35 máquinas o que vai por a termo um longo e penoso sofrimento dos pacientes renais crônicos dessa Região que às duras penas, tinham que deslocar-se para outros centros para poderem sobreviver. Enfim, para que não se diga ou se levantem novos factoides em relação às ações da Secretaria de Estado da Saúde na Região de Saúde de Santa Inês, já está em plena operação há vários meses o Hospital Geral de Monção, com 50 leitos, atendendo ao próprio município e aos circunvizinhos.

Essa rede estadual de saúde, está interligada por uma Central Estadual de Leitos e por uma Central Estadual de Ambulâncias e mais um serviço tático aéreo, não se tendo conhecimento deste paciente a que alude o Secretário Thiago, que deixou de ser transportado ou atendido por nossos serviços, porque não tem registro dessa solicitação no nosso serviço de regulação.

Finalmente, afirmamos que não partiu da Secretaria de Estado da Saúde, qualquer inferência ou crítica a administração da saúde de Santa Inês, até porque temos muito que fazer e cuidar para com a saúde de todo Estado do Maranhão e não temos tempo a perder com as idiossincrasias do secretário.

Secretaria de Estado da Saúde do Maranhão

Detalhes que mostram desagrados e outros que fogem o caráter…

Postado por Caio Hostilio em 30/jun/2014 - 1 Comentário

Convencao do PCdoB_Foto_A.Baeta_0060 (2)-1Ontem (29), na convenção que homologou a candidatura de Flávio Dino ao governo do Estado, alguns detalhes chamam a atenção e chegam a demonstrar o desagrado de muitos em fazer parte de uma aliança que não condiz com suas perspectivas políticas…

Cortei a foto do evento para mostrar exatamente os semblantes daqueles que aparecem na moldura com aspecto de desgosto, tais como: Edivaldo Holanda, Sebastião Madeira, Waldir Maranhão, Pinto do Itamaraty, Neto Evangelista com um sorriso amarelo, assim como o Ribamar Alves, que teve que se esconder bem atrás…

Por outro lado, por que Flávio Dino optou pelo azul pastel dos tucanos e não pelo vermelho do PCdoB? Isso apenas vem demonstrar que o candidato oficial à Presidente da República dessa coligação é de fato o Aécio Neves…

Matéria verdadeira que deixa os politiqueiros safados e canalhas revoltado!!!

Postado por Caio Hostilio em 30/jun/2014 - Sem Comentários

Pesquisa aponta principais causas de morte dos brasileiros de 15 a 29 anos

Conheça os dois estados brasileiros mais perigosos para jovens no país. “É uma situação epidêmica”, alerta coordenador da pesquisa.

5d742db9bd7e46c1267c99203748562e8f4848f2O estudo “Mapa da Violência 2014. Os jovens do Brasil”, trouxe Alagoas mais uma vez à frente dos demais estados brasileiros em relação ao número de homicídios, dessa vez de jovens com idade entre 15 e 29 anos em 2012. Foram 138,3 mortes a cada 100 mil habitantes, como mostrou a reportagem do Fantástico na noite deste domingo (29) (veja a reportagem completa no vídeo ao lado).

De acordo com o secretário de estado da Defesa Social, Diógenes Tenório, há policiamento nas ruas para combater o crime, mas faltam políticas públicas em favor dos jovens. O secretário admitiu ter medo da violência desenfreada no estado. “Essa é a realidade, se você quer saber. Eu tenho medo que a minha própria família seja vítima de um negócio desses [crime de homicídio], de perder um dos membros [da família] porque os marginais estão à solta”, revelou o secretário em entrevista ao Fantástico.

Os estados do Espírito Santo e do Ceará aparecem como segundo e terceiro estados do país com a maior média de assassinatos de jovens, mas ainda com um número menor que o registrado em Alagoas: 101,7 e 94,6 homicídios a cada 100 mil habitantes respectivamente.

Para Julio Jacobo Waiselfisz, Coordenador da Área de Estudos da Violência da Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (FLACSO) e responsável pelo estudo realizado em parceria com Centro Brasileiro de Estudos Latino-Americano (Cebela), as taxas de homicídio em Alagoas são alarmantes. “Não têm equiparação na história do país”, revela.

O mesmo estudo divulgado há quase um ano mostrou que, em 2011, houve 950 assassinatos de jovens em Alagoas. O estudo trazia também dados de 2001, quando foram contabilizados 336 assassinatos. A média anual por grupo de 100 mil habitantes aumentou 185,6%, saindo de 54,8%, em 2001, para 156,4% naquele ano.

José Sarney: Uma lição de vida política e intelectual…

Postado por Caio Hostilio em 29/jun/2014 - 1 Comentário

sarneycalmoTive pouquíssimos momentos pessoalmente com o ex-presidente José Sarney, mas foram momentos agradáveis e de grande oportunidade para minha aprendizagem de vida, isso no sentido mais restrito de gentileza, diplomacia, simplicidade e, principalmente, do seu apego a fé em Deus.

Numa dessas oportunidades eu escrevi o artigo “Sarney: um equilibrista social e político”, quando pude observar todas essas qualidades acima acentuadas no caráter do ex-presidente da república.

Falei ao presidente do Senado na época, José Sarney, em seu gabinete, que depois de ler sua biografia cheguei à conclusão que ele foi um equilibrista na política por diversos momentos, mesmo passando por variações da juventude e a conjuntura maquiavélica que a política traz, ele é um homem de sorte, com certeza pela religiosidade que o acompanha.

“Presidente, sua passagem pelos governos de Costa Silva, Médici e Geisel foram terríveis, porém o senhor soube com maestria e diplomacia se sustentar na política. As armadilhas foram muitas. Não sei se outro político agüentaria”, falei a Sarney.

Sobre o seu governo na Presidência da República, falei ao senador que na época eu era funcionário do Hospital Sarah em Brasília, que sempre teve excelentes salários e que fui à loja Arapuã, no Venâncio 2000, para comprar um videocassete e que o gerente disse-me: “aproveite e compre mais coisas, pois o programa econômico será muito bom”. Na época vivíamos numa inflação grande e alguns, como eu desconfiava, então não comprei mais nada. Com o Plano Cruzado no apogeu, vi que tinha marcado bobeira e fui rapidamente a Disbrave, na W3 Norte e comprei um Passat TS (Zero) e que as últimas prestações apenas ia ao banco registrar Cz$ 0,01 e que tinha deixado de comprar uma Casa no Valparaizo, cuja negociação era simplesmente fantástica, ou seja, comprava a Casa, ficava seis meses sem pagar e ainda recebia Cz$ 6 mil da construtora. Hoje são as casas mais valorizadas do local. Quanta bobeira marquei, contudo foi o melhor momento econômico que eu vi no Brasil

Sarney, com toda sua simplicidade, disse: “Quem soube viver os momentos áureos do Plano Cruzados estão todos bem. Ele é visto diferente por pessoas que tem hoje 30 a 35 anos, pois eram crianças é não podem mensurar. Mas até hoje muitas pessoas me agradecem por aquele período”, respondeu Sarney.

Meu irmão pensou diferente de mim, pois soube aproveitar o período áureo do Plano Cruzado e investiu. Hoje, é dono do maior colégio do Valparaizo, tem chácara e vários outros imóveis.

Sarney com sua formação cristã soube transformá-la numa filosofia de vida, levando-o, com isso, a mensurar os momentos bons e ruins de sua vida política e intelectual. Sarney é um homem lúcido e um exemplo do seu tempo.

A sua vida está engajada com o mundo. Sarney segue a sentença imposta pela lei do Sinai. Sarney continua a viver para seu próprio prazer, com a diferença de que até hoje é um homem que trabalha mais de 15 horas por dia e ainda se deleita com a política e a intelectualidade, isso aos 81 anos. É um homem do seu tempo. A tônica de sua vida continua o prazer – um prazer num nível mais elevado e intelectualizado.

É um homem que sabe viver com os contrastes e as similaridades. Faz questão de mostrar que não faz exigências e demandas desconfortáveis, ao contrário, oferece o que o mundo dá, apenas num nível superior. Os glamoures do mundo são substituídos pelos seus pensamentos democráticos.

Logo depois escrevi “Sarney? E quem não é?”. Escrevi esse artigo para mostrar o quanto os politiqueiros maranhenses vivem e são eleitos usando sempre o nome do senador José Sarney… Mas para por fim: De que eu, tu, ele, nós, vós eles somos todos Sarney, escrevi um texto, no 06 de fevereiro de 2011, postado no meu antigo blog “A arte de fazer política não é para todos – SARNEY E SEUS 56 ANOS DE VIDA PÚBLICA”, leiam e tirem suas conclusões:

Não poderia deixar de dizer, primeiramente, que existem os que amam e os que odeiam José Sarney, mas uma coisa é clara, todos o admiram e fazem questão de contemplar sua inteligência na arte de fazer política. Antes que comecem a ler o que está abaixo, faça uma reflexão ao se perguntar: Por que eu amo? Por que eu odeio? Por que tanto os que amam quanto os que odeiam admiram? Os homens odeiam um ao outro pelo amor ao dinheiro, ganância e cobiça, ambição pessoal e desejo de poder, inveja e vingança. Também não é muito difícil para o homem se enganar a si mesmo, e descobrir uma causa que justifique o seu ódio.

Início, falando como tudo começou na vida política vitoriosa de José Sarney. De líder estudantil a deputado, governador, senador, presidente da república e quatro vezes presidente do Senado, esses foram os 56 anos de vida pública de José Sarney, hoje com 80 anos.

José Sarney, com seus 80 anos, dividiu o seu tempo em dois campos opostos, uma parte na vida política e a outra voltada para vida intelectual, chegando ao topo nas suas duas escolhas. Na política chegou a Presidência da República e na intelectual alcançou uma cadeira na Academia Brasileira de Letras. Pode-se afirmar que ele é um homem realizado em suas empreitadas que o destino o ofereceu com a benção de Deus.

Além de membro da Academia Brasileira de Letras, Sarney é membro do Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão, da Academia Maranhense de Letras, da Academia Brasiliense de Letras, da Academia das Ciências de Lisboa e Membro do InterAction Council (Chefes de Estado e de Governo). Ele é condecorado com a Medalha Machado de Assis, da Academia Brasileira de Letras, Medalha José Bonifácio. É Grão-Mestre e tem Grã-Cruz ou o Grão-Colar das seguintes ordens: Ordem Nacional do Mérito, Ordem do Rio Branco, Ordem do Mérito Judiciário, Ordem do Cruzeiro do Sul, Ordem da Legião de Honra (França), Ordem de Sant’lago da Espanha (Portugal).

Tudo indica, para ele, a arte na política está pautada no bom diálogo, no saber ouvir, na elegância e na diplomacia, princípios esses, que o fez um dos homens mais importantes da Republica, pois lhe coube a tarefa da redemocratização do Brasil e, ainda, lhe cabe a consolidação completa da democracia brasileira, mesmo com seus 80 anos de vida, ao ser reeleito presidente do Senado pela quarta vez.

A Política assim maiúscula deve ser ação, não mero discurso. Aves raras são os políticos que alcançam essas alturas.

José Sarney tem dois trunfos que os levou a ficar no topo da política por 56 anos: o otimismo e paixão, que aparecem como notas dominantes em cada uma das suas reflexões. Mas, o seu humor? O humor é a própria razão dos ingredientes seguros de sua longevidade na vida pública. Quantos aos 81 anos de idade – que se completarão nesse ano de 2011, não parece abalar o homem que nasceu com o dom da arte de fazer política, com firmeza e exuberância.

Por sua competência e maestria na arte da política, ele sempre esteve no topo das principais decisões políticas brasileiras dos últimos 30 anos. Por isso, Sarney se tornou um homem invejado e perseguido por muitos. Com isso, eu vejo e ouço muitos articulistas políticos brasileiros e parte da mídia com mil pedras nas mãos apedrejando José Sarney. O interessante é que quanto mais o apedrejam com histórias mirabolantes e fictícias, Sarney aumenta seu prestígio e respeito no meio político e para aqueles que o amam.

Neste sentido, observa-se que a questão dos que odeiam José Sarney é vista no âmbito do senso comum, sem que seja feita uma análise suscita e histórica. Na verdade, esse sentimento de ódio, porém recheado de inveja e ao mesmo tempo de admiração, foi condicionado nos que odeiam pelos discursos e matérias contrárias, do cotidiano dos que não aceitam a maestria de Sarney na política. Daí fica constituído a partir de elementos culturais, sociais, subjetivos e historicamente indefinidos, esse ódio ao ex-presidente José Sarney. Todavia, vale ressaltar que na esfera do cotidiano no âmbito político, adentramos quase que imediatamente na representatividade que a multidão exerce na varias interpretações que se cria em torno daquele que conseguiu bater todos os recordes, até a do patrono do Senado, o saudoso Ruy Barbosa.

Para terminar com 60 anos de vida pública, visto que ainda tem quatro anos de mandato, José Sarney mostra mais uma vez como se deve fazer política com arte e perspicácia. Ele se reelegeu para presidir o Senado por mais dois anos, com 70 votos a favor dos 81 senadores, cujo consenso ficou claro entre governo e oposição em torno de seu nome.

É certo afirmar que o ex-presidente José Sarney, por mais que seus adversários “invejosos” não aceitem sua brilhante vida política de 56 anos, que findará aos 60 anos, vai terminar com ele vitorioso e no topo das principais decisões do país.

E, ainda, aos 80 anos, depois de tudo que criou de bom para o povo brasileiro como presidente da república – cito apenas cinco que conseguir vivenciar mais de perto: a redemocratização do Brasil, a promulgação da Constituição de 1988 (conhecida como Constituição Cidadã), o salário desemprego, o MERCOSUL, o único presidente da republica a eleger mais de 20 governadores e a rede de hospitais Sarah, e como presidente do Senado, revolucionou a Casa, quando criou o PRODASEN, a TV e a Rádio Senado, além de seus projetos aprovados de grande importância para o povo brasileiro; José Sarney pretende deixar, ainda, a Reforma Política, Jurídica e Fiscal.

Outro fator que chama a atenção de muitos – tanto para os que amam quanto para os odeiam José Sarney – são os seus índices de aprovação: o de popularidade como presidente da República, principalmente no início do Plano Cruzado, e na geração de emprego, que só são menores que os índices do ex-presidente Lula.

Por fim, só me resta deixar um pensamento de Platão sobre a ciência política: “… Tem como tarefa unir, combatendo a separação, cultivar a prudência e a moderação contra a exacerbação, e manter o enérgico contra o claudicante, colocando cada grupo no exercício de sua função e harmonizando todo o corpo da sociedade. A ciência política é, portanto, arte de domínio exclusivo do estadista filósofo”.

Governadora Roseana e ministro Miguel Rossetto entregam 119 motoniveladoras a municípios

Postado por Caio Hostilio em 29/jun/2014 - 1 Comentário

Foto 1 - Governadora Roseana Sarney foto Antonio MartinsA governadora Roseana Sarney e o ministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rossetto, entregam 119 motoniveladoras a municípios maranhenses nesta segunda-feira (30), às 10h, no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP – BR-135, Km 02, no Tirirical). É a última etapa da ação, desenvolvida dentro do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), no Maranhão.

O investimento é de R$ 55,3 milhões. As motoniveladoras fazem parte de um conjunto de equipamentos que visam à conservação contínua das estradas vicinais, que interligam o meio rural às cidades.

A entrega beneficiará quase um milhão de habitantes da zona rural do estado, sendo 113 mil agricultores familiares. Com a solenidade desta segunda-feira (30), o MDA conclui a entrega de equipamentos no estado. No Maranhão, foram beneficiados 202 municípios com equipamentos do PAC 2.

Ao todo, foram entregues 744 máquinas no Maranhão, sendo 202 retroescavadeiras, 200 motoniveladoras, 200 caminhões-caçamba, 71 caminhões-pipa e 71 pás carregadeiras. O investimento total na aquisição dos equipamentos foi superior a R$ 210 milhões.

A ação beneficia mais de 237 mil agricultores familiares e quase dois milhões de moradores do meio rural. Além disso, dentro do PAC 2, 71 municípios que enfrentam os efeitos da forte seca, também receberam equipamentos para auxiliar no transporte de água e em ações de enfrentamento da seca.

MUNICÍPIOS BENEFICIADOS:

Alcântara, Altamira do Maranhão, Alto Alegre do Pindaré, Alto Parnaíba, Amapá do Maranhão, Anajatuba, Apicum-Açu, Araguanã, Araioses, Arame, Axixá, Bacabeira, Bacuri, Bacurituba, Benedito Leite, Bequimão, Bernardo do Mearim, Boa Vista do Gurupi, Bom Jesus das Selvas, Bom Lugar, Brejo de Areia, Buritirana, Cachoeira Grande, Cajapió, Campestre do Maranhão, Candido Mendes, Capinzal do Norte, Carolina, Carutapera, Cedral, Central do Maranhão, Centro do Guilherme, Centro Novo do Maranhão, Cidelândia, Conceição do Lago-Açu, Cururupu, Davinópolis, Dom Pedro, Esperantinópolis, Estreito, Feira Nova do Maranhão, Fernando Falcão, Formosa da Serra Negra, Fortaleza dos Nogueiras, Godofredo Viana, Governador Edison Lobão, Governador Eugênio Barros, Governador Luiz Rocha, Governador Newton Bello, Governador Nunes Freire, Graça Aranha, Humberto de Campos, Icatu, Igarapé do Meio, Igarapé Grande, Itaipava do Grajaú, Itinga do Maranhão, João Lisboa, Joselândia, Junco do Maranhão, Lago do Junco, Lago Verde, Lajeado Novo, Loreto, Luis Domingues, Maracaçumé, Maranhãozinho, Matinha, Miranda do Norte, Monção, Montes Altos, Morros, Nova Colinas, Nova Olinda do Maranhão, Olho d’Água das Cunhas, Pedreiras, Penalva, Peri-Mirim, Pindaré-Mirim, Pio XII, Pirapemas, Poção de Pedras, Porto Franco, Porto Rico do Maranhão, Presidente Juscelino, Presidente Médici, Presidente Vargas, Primeira Cruz, Raposa, Riachão, Ribamar Fiquene, Rosário, Sambaíba, Santa Luzia do Paruá, Santana do Maranhão, Santo Amaro do Maranhão, Santo Antônio dos Lopes, São Bento, São Domingos do Azeitão, São Félix de Balsas, São Francisco do Brejão, São João do Caru, São João do Paraíso, São Luis Gonzaga Do Maranhão, São Pedro dos Crentes, São Raimundo das Mangabeiras, São Vicente Ferrer, Satubinha, Senador La Rocque, Sítio Novo, Tasso Fragoso, Timbiras, Trizidela do Vale, Tufilândia, Turiaçu, Turilândia, Vila Nova dos Martírios, Vitoria do Mearim, Vitorino Freire.

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog