Arquivo de junho de 2013

Feliciano é uma celebridade?

Postado por Caio Hostilio em 30/jun/2013 - 2 Comentários

felicianoAcho que ele conseguiu se transformar numa espécie de celebridade amada e odiada ao mesmo tempo.

Quem o transformou nessa espécie de celebridade foram os seus opositores na Câmara Federal, tudo porque foi o escolhido para dirigir a Comissão de Direitos Humanos.

Foi bom para Feliciano? Com certeza eleitoralmente foi fantástico, pois ficou muito conhecido e tem tudo para ser um dos deputados mais bem votados nas eleições de 2014.

Cheguei a essa conclusão depois que postei a matéria “Agora o bicho pegou!!! Deputado autor da PEC 33 defende prisão de ministros do Supremo”, que não tinha nada a ver com o deputado, apenas uma citação da tal “Cura Gay”. Em nenhum momento a matéria tinha como foco o Feliciano, porém os comentários foi o que fez essa matéria ganhar uma repercussão prá lá de estranha, cujos debates favoráveis e contra foi travado e eu fui julgado de todas as formas.

Essa matéria nos últimos dias entre 1.500 e 2000 acessos por dia, a maioria esmagadora das cidades do Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Brasília.

Ontem (29), mostrei aqui que um pouco mais de 400 pessoas já haviam curtido a dita matéria no Facebook e hoje (30) esse número chegou a 1.100 curtições no Facebook, além de mais e mais comentários.

Esse Feliciano é ou não é uma celebridade?

37 respostas a Agora o bicho pegou!!! Deputado autor da PEC 33 defende prisão de ministros do Supremo

Total de curtição:

FACEBOOK: 1.100  TWITTER 10  SHARO 32

O corrupto e sua falsa moralidade!!!

Postado por Caio Hostilio em 30/jun/2013 - 2 Comentários

corrupção estiloÉ certo afirmar que o Brasil está cheio desse tipo de gente, haja vista que desde que Cabral achou o Brasil, essas terras foram impregnadas pelas corrupções, pois os portugueses ofereciam bugigangas aos índios em troca de informações sobre ouro e madeira de boa qualidade.

É complicado ficar sempre 100% limpo num país cheio de falsos moralistas, que na verdade são mais sujos que poleiro… Será que esses falsos moralistas pertencem a esse mundo ou é o mundo que não merecia esses falsos moralistas? Prefiro não responder, pois não quero tropeçar na minha própria língua!!!

Na verdade, eu gosto de falar sobre esse assunto, pois como esses falsos moralistas gostam tanto do óleo de peroba!!! Adoro vê-los e até ouvir suas baboseiras, quando até em pensamento são imorais. Por isso, assumo que sou imoral.

A corrupção vem de baixo pra cima ou cima pra baixo e os falsos moralistas se colocam acima de tudo que é corrupção. O problema é que os brasileiros relacionam a palavra “corrupção” apenas aos políticos, quando existem atos de corrupção dentro sua própria casa, no seu trabalho, com amigos… É evidente que a corrupção é da natureza humana.  Começa dentro de casa, no trabalho, numa roda de amigos, no seu relacionamento.

Mas é preciso que se tome a consciência de que o falso moralista é o pior dos corruptos. A corrupção tomou mais força com o neoliberalismo, pois o que está em jogo é o poder e, principalmente, o dinheiro, que supera toda cobiça, que faz com que os seres humanos passem por cima de seus semelhantes. O falso moralista tenta passar uma imagem de um ser acima de qualquer suspeita e tenta camuflar seus atos imorais e ilícitos, desviando a atenção dos menos esclarecidos. Alguns conseguem até se abrilhantar, mas tudo não passa de uma casca fraca!!!

Ora bolas!!! O falso moralista não consegue chegar aos obscuros e tenebrosos da sua mais profunda psique, onde os reais monstros se escondem, cujo resultado é o superego!!!
Como nós seres humanos somos hipócritas!!! Pois conseguimos ser amigo de nossas próprias presas e até traímos a nós mesmos. O ser humano é passivo da controvérsia, da sabotagem e de trair!!! O falso moralista pensa que age em sincronia, que o leva a ser destacado entre seus semelhantes, porém nem sempre positivamente.

Diante do que se ver, a corrupção já faz parte do cotidiano dos seres humanos, isso sem que sejam notados os falsos moralistas!!!

Como a integridade não é da natureza humana, mas sim a corrupção, vale fazer um questionamento:

Diga aí, se for um pouquinho honesto, qual foi o seu ato corrupto, mesquinho e egoísta do dia?

Não seja um falso moralista…

A Hipocrisia Humana

Postado por Caio Hostilio em 29/jun/2013 - 7 Comentários

Já falei em muitos artigos desse tema. O grande problema de tudo isso é saber que os seres humanos são tão hipócritas que sequer prestam a atenção nesse mal impregnado no DNA de todos nós… Nos sempre estamos a ouvir os falsos moralistas, os mentirosos, os canalhas, os safados e até sentimos pena!!! Como somos hipócritas… Leiam esse artigo abaixo e veja como você e sua espécie, da qual faço parte, é hipócrita.

Por Sebastião Fabiano Pinto Marques

a-mentira-mata-300x300Cuidado: a mentira mata. Centenas de milhares de pessoas morrem anualmente por causa da violência, falta de saúde, agrotóxicos, poluição, fome, acidentes de trânsito, falta de saneamento, desastres e outros problemas. A causa é a mesma de sempre: a mentira. Sabe que piorou no Brasil com a república. O maior conto de fadas já contado e que muitos bobos acreditam, apesar de haver 120 anos que ela não dá certo.

Fico impressionado com o alcance da hipocrisia humana quando dou uma parada e olho o mundo ao redor. Senhores, doutores e corruptores batem a mão no peito e defendem suas posições como se fossem exemplares perfeitos da mais pura ética e moral, dignos de fundarem qualquer religião que salve de modo cabal a alma de seus seguidores.

Alguns deles chegam a se contorcer quando escutam a palavra “violência” como se não cometessem atos de violência o tempo todo contra seus semelhantes. Esses senhores defensores dos direitos humanos, das liberdades e tantos nomes bonitos que infestam o discurso dos famélicos políticos; são os que mais causam mal e violentam a vida das pessoas. Eles perpetuam um sistema gerador das mais intensas contradições, a república, que reduziu os brasileiros a bestas que acreditam em contos da carochinha.

Uma sociedade doente, fraca e hipócrita como a nossa não tem moral para falar de ética porque ela é antiética em sua essência. Ela despreza a liberdade, repudia a igualdade e declarou ódio de morte contra a vida. Se ela diz que defende esses valores, isso é palavrório furado, é tática de demagogia. Por acaso você já ouviu algum político defendendo alguma ideia que não fosse justa e honesta? Pelo que ouço, dizem querer o bem da sociedade e por aí vai…

Se você duvida, levante da cadeira, dê uma voltinha na rua e experimente encontrar algum político em época eleitoral. Ele vai te dizer tanta coisa bonita e justa que você vai chorar de emoção! Talento impressionante! Será que os diretores de novela televisiva sabem disso?

O Doutor Fernando Collor de Melo, um dos muitos exemplos clássicos de corrupção política brasileira, foi o Presidente que sancionou a lei 8.429/1992 que estabelece normas severíssimas para punir e reprimir a improbidade administrativa. Isso mesmo! Aquele mesmo presidente que se autoproclamava o “Caçador de Marajás”.

A política brasileira tem esse dom nefando de atrair para si os piores elementos da sociedade. O senso comum não tem condições de julgar quem eles são através da TV, pois não é possível, pelo discurso, diferenciar o político picareta do sério. Sendo assim, nossa democracia, se é que podemos dizer isso, seria melhor definida como um jogo de cabra-cega no qual o eleitor, de olhos vendados, tenta acertar o rabo do burro de tempos em tempos.

O resultado dessas escolhas aleatórias é o que vemos hoje: caos econômico e social. Os politicólogos do governo talvez tenham outra versão para essa história: crescimento da balança comercial, aumento das exportações, responsabilidade administrativa e esse tanto de palavrório técnico para fazer parecer que está tudo bem. Entretanto, não acredito que isso seja verdade, pois o Brasil está podre de tanta corrupção política.

O Rio de Janeiro está fora de controle. Cada favela é uma cidade-estado independente. Lá o governo republicano do Brasil não exerce sua Soberania. A religião substituiu as escolas, e o empresário fora da lei – geralmente o traficante de drogas – assumiu para si as funções estatais. É comum vê-los encarregados pelo “fornecimento de energia elétrica”, “água”, “serviço postal” e “proteção”. Alguns deles já evoluíram e estão fazendo “julgamentos” nos quais decidem desde “divórcios” até a “pena de morte” dos seus “súditos”. Esse fenômeno não é recente. Basta lembrar que a maioria dos estados europeus tiveram origem em bárbaros fora da lei que se aproveitaram da fraqueza institucional do Império Romano.

O Estado brasileiro não consegue ver que há concorrentes dentro do seu próprio território. E de fato, ele não poderia. Os políticos estão muito preocupados com o próprio umbigo, assim, não sobra tempo para pensar nos seus semelhantes. Esse é o mal: quando os políticos buscam o próprio interesse – regra geral – prejudicam toda sociedade. Infelizmente, esse problema não é específico de um partido político, é geral. Faz parte de nossa cultura. Todos querem levar vantagem. E que mal tem nisso? A meu ver, nenhum. O problema é quando a minha vantagem ou a vantagem particular do fulano prejudica toda sociedade.

Não se muda a cultura de um povo. Isso é processo Milenar. O que se faz é adaptar-se à cultura de um povo. É graças ao “jeitinho” que somos criativos e competitivos no mercado… A arte de enganar.

falsidade-estou-fora-300x108Conscientizar é a solução? Não! Não é a conscientização que irá fazer de nosso país uma república melhor. Isso é conto de fadas! Veja o caso do dengue. Nunca se falou tanto sobre isso na televisão, rádio e internet. Tem até agente de saúde que vai à casa das pessoas todo mês para fazer prevenção e conversar. Adianta alguma coisa? Não. O dengue continua avançando. Por quê? Porque o povo não tem interesse pessoal em combater o mosquito. Eles acham que é obrigação só do governo. Aliás, limpar o quintal incomoda. Enfim: a propaganda contra o dengue é o melhor exemplo de que conscientizar não adianta nada quando o interesse pessoal está em jogo. Entre a vantagem pessoal e a consciência, a vantagem sempre leva vantagem… O político tem muita consciência do que faz. Ou você acredita que ele não sabe que surrupiar dinheiro público é crime dos mais infames? Lógico que sabe. Você que é bobo de acreditar que conscientizar as pessoas vão fazê-las parar de buscar vantagens para elas próprias.

Enquanto formos hipócritas, jamais teremos condições de construir um Estado que seja Estado. A falta de ética não é um problema de berço ou religioso como acredita o vulgo, é um problema de educação pública. As escolas privilegiam uma educação técnica, voltada para o ensino de ciências, mas despreza aquilo sem a qual nenhum conhecimento técnico produz bons frutos: ética. Aliás, temos outro problema sério. No nosso sistema atual, quem for ético não tem chance na política, nem nas empresas privadas. É a hipocrisia de nosso sistema. Fala-se de ética como se todos fossem exemplos impecáveis dela; mas se você quiser realmente praticá-la, será punido pela sociedade. Dois pesos, duas medidas! Quanta hipocrisia!

Se quisermos um país melhor, devemos aprender a diminuir nossa hipocrisia. E podemos começar admitindo que queremos levar vantagem em tudo. Que mal tem nisso? Você gosta de ser passado para trás o tempo todo? Você gosta de fazer parte de um país de bobocas?

Mas a podridão e a hipocrisia não são privilégios da política. Há também os bondosos servos de deus!! Eles dizem que o “amor” é a meta da vida deles, que é importante “ajudar o próximo” e blábláblá. O mais impressionante é que a maioria desses “doutores do amor” são aqueles que cobram um preço extra de seu semelhante, fazem negócio com tudo, vendendo, comprando, trocando e cobrando taxas… de Graça!!! Não!!! Tem preço: na igreja é 10% e na vida privada os outros 90%, pois “está escrito…”.

Também há os que ensinam ao povo aceitar sua condição desgraçada para entrar no “Reino de Deus”. Dizem que Deus fez o mundo injusto e que cabe aos fiéis aceitar isso sem indignar-se para receberem a “Santa recompensa”.

hipocrisia-politicaHipocrisia política: nas eleições, os políticos sempre sorriem e são “boa gente”. Mas tão logo elas passam, eles enfiam a faca nas nossas costas. O motivo é o mesmo de sempre: o interesse deles prevalesce e, infelizmente, não coincide com os da sociedade.

O pior é que sempre foi assim. Não é de agora que o ser humano tornou-se um grande vilão estuprador de almas. Os relatos históricos mais antigos atestam muitas matanças, barbáries, pilhagens e instituições que legitimaram a hipocrisia em nossa civilização. Sófocles, o grego, já dizia muito antes dos cristãos povoarem a terra que o dinheiro corrompe os corações humanos. E, por acaso, alguém o levou a sério?

Basta observar a comédia do natal que acontece todo final de ano no mundo cristão. O evento não tem nada a ver com o aniversariante, é apenas uma data comercial que serve para consolidar o domínio do deus capital e toda aquela hipocrisia rasteira pela qual o Nazareno foi pregado na cruz. Enfim: uma trágica ironia da história.

Ademais, se conversarmos com nossos conhecidos, observar-se que a maioria diz querer e praticar o bem em relação ao próximo. Mas se isso é verdade, sinceramente não entendo porque o Brasil é este grande celeiro de piratas avarentos.

O que dizer sobre tudo isso? Somos hipócritas!! Conhecemos o que precisa ser feito, sabemos como fazê-lo, mas não fazemos nada porque estamos brutalmente anestesiados para “tolerar” o fedor da latrina que é a nossa sociedade.

Agora o bicho pegou!!! Deputado autor da PEC 33 defende prisão de ministros do Supremo

Postado por Caio Hostilio em 29/jun/2013 - 2 Comentários

Até então não sabia o porquê de tanto acesso dessa matéria, que foi publicada no dia 01 maio de 2013. Ela bate o recorde de acesso, somente hoje (29), num sábado, cujos acessos tendem a cair, essa matéria teve 1500 acessos e surgiram dois comentários me atacando porque a resposta do primeiro comentário trata do “pastor” Feliciano.

Vamos a matéria, aos comentários, e outras formas de curtição, como o total do Facebook e outras páginas de relacionamento.

Autor da PEC 33, que limita ação do STF, Nazareno Fonteles diz que Fux, Gilmar e Cármen Lúcia deveriam responder a impeachment por decisões sobre royalties e partidos

nazarenoLeonardoPradoAutor da PEC 33, que submete algumas decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) ao crivo do Congresso, o deputado Nazareno Fonteles (PT-PI) queixa-se da postura de ministros da corte que, a seu ver, desrespeitaram a lei. Para ele, a atuação de Cármen Lúcia e Luiz Fux, no caso dos royalties, e de Gilmar Mendes, no caso dos novos partidos, deveria ser resolvida com prisões e impeachment.

“Lei dos royalties do petróleo… Carmén Lúcia e Fux. Fux interrompeu o regimento aqui. Se eu fosse presidente desta Casa ou do Congresso, eu aposto que se eles fizessem isso, mandava prendê-lo. E depois abria processo de impeachment, que é isso que está na Constituição, rapaz”, disparou o deputado, em entrevista exclusiva ao Congresso em Foco no plenário da Câmara, na noite da última segunda-feira (29).

Ao comentar a suspensão da votação do projeto que limita a criação de partidos, Nazareno disse que Gilmar Mendes também merecia ir para atrás das grades. “Um ato desse, por exemplo, que o Gilmar Mendes fez aqui, de entrar aqui com uma medida interrompendo uma lei [um projeto de lei], eu não pensava duas vezes”. O deputado confirmou quando foi questionado se se referia a “cadeia”. “Não é um atentado ao poder?”, respondeu Fonteles. “Claro que primeiro você teria que alertá-lo, mas, se ele reiterasse, é isso. E entrava com processo de impeachment no Senado contra ele.”

Juristas, membros do Judiciário e vários líderes da base governista criticaram a decisão da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara de admitir como constitucional a PEC 33. Alegam que ela viola uma das cláusulas pétreas da Constituição Federal ao descumprir o princípio da separação dos poderes (artigo 60 da Carta).

O deputado disse que o Judiciário não tem a palavra final sobre tudo. “Isso é a mentira que os juízes do Supremo vêm dizendo e a mídia, reverberando. Não existe palavra final”, afirmou Fonteles. Ele afirma que, como a Constituição diz que o poder emana do povo, o STF está “abaixo” dos parlamentares. “O Supremo não é eleito e nem é o povo”, critica.

Nazareno questiona oito decisões do Supremo:

1-     Fidelidade partidária. Supremo disse que mudança de partidos significa perda de mandato, mas Nazareno diz que a Constituição não prevê isso.

2-     Verticalização das eleições. Emenda do Congresso para que as coligações estaduais respeitassem a coerência das nacionais não valeu para a mesma eleição em que foi aprovada a mudança. “Mas a resolução deles sobre a fidelidade partidária foi feita no mesmo ano e valeu”.

3-     Uso de células-tronco embrionárias para pesquisa. STF não julgou outra Adin à Lei de Biossegurança semelhante por suposto temor das multinacionais dos transgênicos.

4-     Aborto de anencéfalos. STF criou uma possibilidade de aborto além do que está no Código Penal, que só pode ser modificado pelos parlamentares.

5-     Royalties. O ministro Luiz Fux decidiu suspender a votação do veto aos royalties. Depois, em 2013, com a retomada da votação, a ministra Cármen Lúcia suspendeu a lei aprovada pelo Congresso.

6-     Partidos políticos. Ministro Gilmar Mendes suspendeu liminarmente sessão do Senado que analisa projeto para limitar o funcionamento dos novos partidos políticos.

7-     União homoafetiva. STF decidiu com base em interpretação da Constituição em vez de deixar a votação para o Congresso, como aconteceu na França

8-     Suspensão de votações como vetos e royalties.

Fonte: Nazareno Fonteles, autor da PEC 33

9-     Reservas indígenas.  STF declarou legal a demarcação da Raposa Serra do Sol, mas, sem ser questionado sobre isso, criou 19 condições para a terra indígena. Ministério Público recorreu.

10-  Mensalão. STF determinou a perda imediata dos mandatos dos deputados condenados, apesar de o artigo 55 da Constituição ser contrário à medida.

 feliciano...12 respostas a Agora o bicho pegou!!! Deputado autor da PEC 33 defende prisão de ministros do Supremo

Telêmaco disse:

Maio 2, 2013 às 1:17 (Editar)

E porque um deputado evangélico da comissão de direitos humanos criou um projeto para. Curar os infelizes homossexuais? Será que alguns blogueiro bilbao vai ser curado? Ou irá queimar no fogo do inferno?

Responder

Caio Hostilio disse:

Maio 2, 2013 às 7:57 (Editar)

Acredito que ele tenha criado essa PEC para livrar seus companheiros, principalmente aqueles que fazem comentários como se fossem machochó, porém adora sentar numa boneca e usam pino de segurança no lugar do cinto de segurança.

Jeanine Santos da Silva disse:

Junho 29, 2013 às 1:57 (Editar)

Concordo plenamente com a resposta. Podia ter ido dormir sem esta.

Responder

Caio Hostilio disse:

Junho 29, 2013 às 8:32 (Editar)

Eu?

Jeanine Santos da Silva disse:

Junho 29, 2013 às 1:58 (Editar)

Quem precisa de cura são vocês.

Responder

Caio Hostilio disse:

Junho 29, 2013 às 8:31 (Editar)

Eu não, haja vista que respeito as preferências sexuais…

gerson disse:

junho 29, 2013 às 17:48 (Editar)

Telêmaco cara tu é bobinho!! Quem disse que o Pastor Feliciano criou o termo cura gay? primeiro foi o próprio conselho de psicologia que uso esse termo!!! Segundo: como presidente ele não vota, terceiro: não são apenas evangélicos que compõe a comissão de minorias!! Mano tu está bem equivocado!!! Se buscar informações verdadeiras ele esta retirando este termo de cura gay e não colocando claro que isso beneficia o gay que quiser buscar uma ajuda com psicólogos percebes!!! Então busca informação certa e não vai atrás do que a mídia global fala meu!!! Abraços

Responder

Caio Hostilio disse:

Junho 29, 2013 às 18:56 (Editar)

Bundão, bicho tu és um babaquara!!! Eu lá quero saber quem criou essa baboseira não interessa, mas o certo é que esse pastor é uma donzela!!! ui ui…

Cida Paula disse:

Junho 29, 2013 às 18:15 (Editar)

Tem certeza que foi Feliciano que criou o projeto? tem certeza que a finalidade do projeto é curar gays? Se informe direitinho sobre isso

Responder

Caio Hostilio disse:

Junho 29, 2013 às 18:54 (Editar)

Se foi ou não, isso não interessa, pois só se sabe que ele é um idiota…

Pesquisa maranhense trabalha no diagnóstico precoce do câncer de mama

Postado por Caio Hostilio em 29/jun/2013 - Sem Comentários

imagesA atriz Angelina Jolie recentemente foi manchete em jornais do mundo inteiro quando anunciou a retirada dos seios como forma de prevenir do câncer de mama. A decisão foi tomada após a realização de exame onde foi detectado 87% de possibilidade da atriz adquirir o câncer. O teste genético realizado por Jolie é indicado apenas para casos de alto risco, quando a mulher possui histórico familiar de câncer de mama. Nesses casos existe entre 40 e 80% de risco da mulher desenvolver a doença ao longo da vida.

Segundo a Sociedade Brasileira de Mastologia, com o exame é possível precisar o risco e quando necessário realizar a cirurgia preventiva e retirada do tecido mamário. No Brasil, dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) apontam que mais de 52 mil novos casos de câncer mama foram registrados em 2012. A atriz se destaca na estatística de mulheres que conseguiram vencer a doença preventivamente por fazer uso do exame.

Se diagnosticado precocemente, o paciente tem 98% chance de cura. Eis então a atitude a ser usada: a realização periódica dos exames de rotina como, por exemplo, o autoexame, ultrasom das mamas e mamografia.

A mamografia é de extrema importância para mulheres acima de 40 anos e deve ser realizado anualmente. Para as mais novas, o ultrassom das mamas é muito eficiente para prevenção do câncer de mama, ou seja, mais uma vez os exames aparecem como grandes aliados na prevenção.

Nesse momento as pesquisas surgem como ferramentas importantes para o diagnóstico precoce da doença. No Maranhão, o professor doutor da Universidade Federal do Maranhão (Ufma), Anselmo Cardoso de Paiva, com mestrado em Engenharia Estrutural e Doutorado em Informática, apresenta a pesquisa “Visualização e Processamento de Imagens Médicas na Mama”, financiada pela Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema), por meio do Edital Universal.

O objetivo da pesquisa é contribuir na área da detecção de massas na mama. “È importante a detecção de massas. Pois as mesmas podem se configurar como um nódulo benigno, um câncer ou outras patologias”, explicou Anselmo Paiva.

A pesquisa tem duas linhas de atuação. A primeira é a detecção de massas em imagens de mamografia, e a segunda é a geração de modelos tridimensionais da mama por para simulação de cirurgia mamária. “A pesquisa tem obtido bons resultados com taxas de acertos acima de 90% nos exames”, relatou o professor.

Realizada no Núcleo de Computação Aplicada do Departamento de Informática da Ufma, a pesquisa buscou o desenvolvimento de um sistema para simulação de cirurgia de mamoplastia. Funciona a partir das imagens da mamografia onde é construída uma imagem tridimensional da paciente e com esse modelo então é permitida a definição da região da mama a ser removida.

Após avaliação será decidido a remoção ou não da área afetada. “O sistema permite visualizar como a mama ficará após o processo de remoção parcial do tecido da mama através do processo numérico dos elementos finitos”, observou Anselmo Paiva.

O professor ressaltou o apoio da Fapema para sucesso da pesquisa. “Uma pesquisa de grande valor para sociedade, e que só foi possível pelo fundamental apoio financeiro da Fapema”. O edital Universal é um dos mais procurados pelos pesquisadores e tem como objetivo financiamento de projetos de pesquisa em instituições de ensino superior, públicas ou privadas, no Maranhão. Mais informações sobre o edital podem ser obtidas no site da Fundação.

Vai entender o povo!!! Pesquisa revela que turista ficou satisfeito com a Copa 2013

Postado por Caio Hostilio em 29/jun/2013 - Sem Comentários

De acordo com estudo do Ministério do Turismo, os jogos estiveram entre os principais motivos de viagem. A qualidade dos estádios foi elogiada por 95,3% dos estrangeiros

turismoO Ministério do Turismo divulgou, nesta sexta-feira (28), os resultados preliminares de um estudo realizado por meio da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE) sobre a qualidade da infraestrutura e dos serviços turísticos da Copa das Confederações. De acordo com o levantamento, o grau de satisfação de turistas brasileiros e estrangeiros está acima de 50% em mais da metade dos serviços avaliados.

“Os números mostram que o evento tem um grande potencial de atração turística. A Copa das Confederações foi o principal motivo de viagem para 85,3% do público em geral entrevistado”, afirmou o ministro do Turismo, Gastão Vieira. Nessa abordagem, estão incluídos brasileiros e estrangeiros questionados nas imediações dos estádios. Especificamente para os turistas estrangeiros, 68,9% afirmaram que vieram ao Brasil motivados pelos jogos – eles foram abordados no saguão dos aeroportos, no retorno para seus países de origem.

A maior parte do público em geral permaneceu até três noites na cidade-sede (73,4%) e se hospedou majoritariamente em hotéis (58,4%) e casas de família (37,1%). “A amostra aponta que a opção por hospedagem alternativa também é comum entre os visitantes e compõem um importante segmento para a acomodação dos turistas”, disse Gastão Vieira. Na página do Ministério do Turismo, é possível acessar informações sobre essas alternativas. Na questão dos preços, os meios de hospedagem receberam aprovação da maior parcela dos entrevistados (68,4%).

Entre os estrangeiros, o tempo de permanência no país é de 8 a 15 noites (41,5%), e a preferência por hotéis atinge a ampla maioria (84%). Entre os serviços que mais agradaram, citados espontaneamente pelo público em geral, destacam-se as condições gerais da cidade (10,1%), aspectos da natureza local (9,6%) e a qualidade dos jogos (8,1%). O público em geral também aprovou o preço dos restaurantes (79,5%), dos serviços de táxi (69,4%) e o preço da alimentação nos estádios recebeu aprovação de apenas 21,9% do público entrevistado. “A pesquisa é importante porque nos dá um diagnóstico dos serviços que precisam avançar até a Copa do Mundo de 2014”, diz.

Os itens de infraestrutura das cidades-sede mais bem avaliados pelos turistas estrangeiros foram os serviços de transporte privado (83,1%), a limpeza das ruas (78,3%) e a segurança pública (71,7%). Já os serviços turísticos mais bem vistos são os restaurantes (91,5%), a diversão noturna (86,2%) e o local de hospedagem (84,8%). O que mais chamou a atenção do turista nas cidades-sede foi a qualidade dos estádios, aparecendo nas três primeiras posições: qualidade dos estádios (95,3%), seguido pelo conforto de suas instalações (95,3%) e a disponibilidade dos funcionários para dar informações (89,5%).

Congressos promovidos pela SES abordaram várias especialidades médicas

Postado por Caio Hostilio em 29/jun/2013 - Sem Comentários

_Foto-1Diversas especialidades médicas são contempladas nas palestras e mesas redondas do II Congresso Maranhense de Medicina, que termina neste sábado (29), no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana. O evento, promovido pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), aconteceu paralelamente ao IV Congresso Norte Nordeste de Epidemiologia e Controle de Infecções Hospitalares, encerrado nesta sexta-feira (28), no Hotel Luzeiros.

_Foto-2Na área da dermatologia, a médica pediatra Deborah Aben-Athar Unger, do Pará, explicou aos presentes as principais causas de irritação na pele dos bebês. Ela falou sobre vírus e bactérias que podem acometer a cútis das crianças e os possíveis tratamentos. “Achei interessante a palestra, pois pude conhecer melhor a área na qual pretendo me especializar”, disse a estudante de medicina Allana Garcia.

Na área da ortopedia, a conferencista Leopoldina Milanez falou sobre os problemas no atendimento a pacientes vítimas de traumas e das dificuldades encontradas pelos profissionais de saúde no dia a dia. “O governo propôs trazer novos médicos de outros países para o Brasil, mas este não é o problema. A falta de infraestrutura, de disponibilidade de material cirúrgico, e o não acompanhamento das novas tecnologias pelo Sistema único de Saúde são alguns dos nossos gargalos”, disse a médica.

Já a última tarde do IV Congresso Norte Nordeste de Epidemiologia e Controle de Infecções Hospitalares reuniu dezenas de participantes que puderam assistir a discussões a exemplo da encabeçada pela promotora da saúde Glória Mafra, que falou sobre a relação entre os operadores do direito e a classe médica, apontando algumas questões como a legislação vigente, atributos das comissões de controle de infecção hospitalar dentro das unidades de saúde, entre outros temas. “É importante que os médicos se informem sobre a legislação, para evitar problemas e também para serem conhecedores de suas responsabilidades”, disse a promotora.

Poxa, são muitos proprietários de escravos, isso em pleno século XXI!!! Uma vergonha…

Postado por Caio Hostilio em 29/jun/2013 - 1 Comentário

A matéria abaixo de Leonardo Sakamoto é deixar qualquer um estarrecido, haja vista que o Brasil continua sendo o país mais escravista do mundo!!! O pior é que sempre tem politiqueiros no meio, principalmente os da bancada ruralista!!! Vamos a matéria, que apesar de extensa, vale a pena conferir:

Deputados federais e ex-ministro entram na “lista suja” do trabalho escravo

Leonardo Sakamoto – UOL

Clique aqui para ver a “lista suja” completa. A matéria é da Repórter Brasil.

O cadastro vem sendo atualizado semestralmente, desde o final de 2003, e reúne empregadores flagrados pelo poder público na exploração de mão de obra em condições análogas à escravidão. A “lista suja” tem sido um dos principais instrumentos no combate a esse crime, através da pressão da opinião pública e da repressão econômica. Após a inclusão do nome do infrator, instituições federais, como o Banco do Brasil, a Caixa Econômica Federal, o Banco da Amazônia, o Banco do Nordeste e o BNDES suspendem a contratação de financiamentos e o acesso ao crédito. Bancos privados também estão proibidos de conceder crédito rural aos relacionados na lista por determinação do Conselho Monetário Nacional. Quem é nela inserido também é submetido a restrições comerciais e outros tipo de bloqueio de negócios por parte das empresas signatárias do Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo – cujo faturamento representa cerca de 30% do Produto Interno Bruto brasileiro.

O nome de uma pessoa física ou jurídica é incluído na relação depois de concluído o processo administrativo referente à fiscalização dos auditores do governo federal e lá permanece por, pelo menos, dois anos. Durante esse período, o empregador deve garantir que regularizou os problemas e quitou suas pendências com o governo e os trabalhadores. Caso contrário, permanece na lista.

Uma empresa de Lyra entrou na lista por conta da libertação de 207 trabalhadores reduzidos à escravidão dos canaviais da unidade de Capinópolis (MG) da Laginha Agroindustrial, em agosto de 2010. Os trabalhadores migrantes foram resgatados em casas superlotadas, em péssimo estado de conservação, vivendo e trabalhando em condições degradantes na usina do Grupo João Lyra.

lyraAcima, deputado João Lyra. Abaixo, trabalhador resgatado em um de seus canaviais (Fotos Divulgação/PSD/MPT)

A inclusão é consequência do segundo flagrante envolvendo o grupo empresarial. Em 2008, outros 53 trabalhadores tinham sido resgatados na usina Laginha de União dos Palmares (AL). No ano passado, a ação criminal decorrente dessa libertação chegou ao Supremo Tribunal Federal (STF). Lyra e seu filho, Antônio José Pereira de Lyra, também considerado responsável pela situação, podem ser condenados pelo crime.

Não é o único problema envolvendo o deputado federal eleito em 2010 com o maior patrimônio declarado  – R$ 240 milhões. Um dos políticos mais ricos do Nordeste, pai de Teresa Collor, viúva de Pedro Collor, recentemente recebeu uma decisão do juiz Jasiel Ivo, da 9ª Vara do Trabalho, que determinou que sete empresas do grupo, entre estas, a Laginha, ficassem impedidas de fazer contratações enquanto problemas trabalhistas recorrentes não fossem resolvidas. Seu grupo empresarial tem sede em Alagoas e possui ramificações na Bahia e em Minas Gerais. No total são dez empresas dos ramos da agroindústria sucroalcooleira e de fertilizantes e adubos, além de companhias dos setores automobilístico, de transportes aéreos e hospitalar.

A assessoria do deputado prometeu um posicionamento, o que não aconteceu até a publicação desta reportagem.

Ex-ministro de Fernando Collor – Antônio Cabrera, ex-ministro da Agricultura do presidente Fernando Collor, passou a integrar a relação por conta da constatação da existência de 184 trabalhadores escravos em sua fazenda de cana em Limeira do Oeste (MG), em 2009. Cabrera, que também foi secretário estadual da Agricultura do governador tucano Mario Covas (1995-2001), produzia etanol em parceria com a empresa estadunidense Archer Daniels Midland (ADM). Segundo os fiscais do MTE, os empregados viviam em alojamentos precários e superlotados, chegaram a ser submetidos a jornadas de até 33 horas, estavam com suas carteiras de trabalho retidas pelo empregador havia mais de um mês, não tinham acesso à água potável, não dispunham de todos equipamentos de proteção individual (EPIs) exigidos, corriam riscos de acidentes e tinham de adquirir suas próprias ferramentas de trabalho, entre outras irregularidades.

Em entrevista à Repórter Brasil na época, o ex-ministro da Agricultura classificou a libertação de 184 de seus trabalhadores como “propaganda enganosa e mentirosa”. Segundo eles, os 46 autos de infração aplicados pelos fiscais da Superintendência Regional de Trabalho e Emprego de Minas Gerais (SRTE/MG) eram questão de “interpretação”. “A legislação, às vezes, é vaga, subjetiva. Fica a critério de algum auditor interpretar a lei da maneira que ele acha que deve ser interpretada.” No ano anterior, alguns desses problemas já haviam sido encontrados pela fiscalização, e o próprio assinara um termo de compromisso em que prometia melhorar as condições de trabalho.

Procurada no final desta sexta-feira, sua assessoria informou que ele estava em viagem e não poderia se posicionar.

Pecuária – O outro deputado federal que conta na lista suja atualizada é Urzeni Rocha (PSDB-RR). De acordo com denúncia do Ministério Público Federal de Roraima à Polícia Federal, entre setembro de 2009 e outubro de 2010 o parlamentar submeteu 26 trabalhadores à condição análoga à escravidão em sua fazenda de criação de gado no estado da região Norte. Além disso, teve áreas embargadas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Procurado, ele não foi localizado em seu gabinete e por e-mail até o fechamento desta reportagem.

Além dele, mais três políticos integrantes da lista suja atualizada atuam no setor pecuário: o deputado estadual maranhense Camilo Figueiredo (PSD), o prefeito de Manaíra (PB) José Simão de Souza e o ex-prefeito de Iaçu (BA) Adelson Souza de Oliveira.

Figueiredo é um dos sócios da Líder Agropecuária Ltda, empresa da família em cuja fazenda em Codó (MA) foram resgatadas sete pessoas em condições análogas à de escravos, em março de 2012. Na fiscalização, uma ação conjunta da SRTE/MA, MPT e Polícia Federal, constatou-se, entre outras irregularidades, que a água consumida pelos trabalhadores era a mesma utilizada pelos animais da propriedade. Retirada de uma lagoa suja com girinos, ela era acondicionada em pequenos potes de barro e consumida sem qualquer tratamento ou filtragem. Os empregados tomavam banho nessa lagoa, e, como não havia instalações sanitárias, utilizavam o mato como banheiro. De acordo com o auditor fiscal Carlos Henrique da Silveira Oliveira, que coordenou a ação, todos estavam submetidos às mesmas condições degradantes, incluindo as crianças pequenas. Os trabalhadores resgatados cuidavam da limpeza do pasto e ficavam alojados em barracos feitos com palha. Não tinham carteira de trabalho assinada e não contavam com nenhum equipamento de proteção individual.

Procurado, ele não foi localizado em seu gabinete, em seus celulares e por e-mail até o fechamento desta reportagem.

Em entrevista na época à Repórter Brasil, o deputado maranhense afirmou desconhecer as denúncias e disse que a fazenda era administrada por seu pai, Benedito Francisco da Silveira Figueiredo, o Biné Figueiredo, ex-prefeito de Codó. Biné, por sua vez, negou que fosse o administrador e alegou que não havia trabalhadores na propriedade, “apenas moradores”. Em 2009, Camilo Fugueiredo teve seu mandato cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MA), por causa de irregularidades na arrecadação e gastos de recursos públicos. Assim mesmo, foi reeleito no ano seguinte.

O prefeito de Manaíra, José Simão de Souza, foi incluído na lista suja por conta de uma fiscalização realizada em 2010. Na ocasião, foram libertados 20 trabalhadores de uma fazenda sua em Colméia (TO). As vítimas realizavam o roço do pasto e a aplicação de agrotóxicos. De acordo com a denúncia, elas eram alojadas em ambiente com péssimas condições de higiene e não tinham água potável ou local apropriado para o preparo de refeições. Além disso, descontava-se do salário dos funcionários valores correspondentes à aquisição de produtos vendidos pelo preposto do próprio prefeito. Procurado, ele não foi localizado na Prefeitura até o fechamento desta reportagem.

A denúncia contra Souza, no entanto, não foi aceita pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região, pois, de acordo com o órgão, não houve comprovação de redução à condição análoga à escravidão. O Ministério Público Federal recorreu, alegando que não há “justa causa” para a rejeição da denúncia.

mapaConsta da lista suja também o nome de Joana de Aguiar Franco, proprietária da Fazenda Santa Cruz, em Porto Nacional (TO). Em março de 2010, foi uma das propriedades denunciadas por trabalho escravo pela Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão em Tocantins. A fiscalização foi realizada em 2008 e foi resgatado um trabalhador. Joana é viúva de Milton de Aguiar Franco (falecido em 2002), fundador da Federação da Agricultura do Tocantins e o segundo secretário da Agricultura do Estado, no governo Siqueira Campos.

Procurada pela reportagem, a dona da Fazenda Santa Cruz disse que a denúncia “não vale nada” e afirmou que o caso ocorreu quando ainda não administrava a fazenda. Segundo Joana, o trabalhador resgatado trabalhava para um dos seus filhos, Marcos Antonio de Aguiar, no plantio de abacaxi.

Dendê e tomate – O dendê passou a fazer parte oficialmente da relação de atividades flagradas com trabalho escravo com a inclusão do vice-prefeito do município de Moju (PA), Altino Coelho Miranda (PSB). Também conhecido como Dedeco, ele foi flagrado duas vezes mantendo trabalhadores em condições análogas a de escravos em sua produção de dendê: uma vez em agosto de 2012, cujo resgate de dez funcionários o levou a constar da relação, e outra em 2007, que teve como consequência a libertação de 15 pessoas. Já Zélio Debas, liderança do PPS no município de Reserva, no Paraná, entrou na lista suja devido a um resgate de cinco trabalhadores em uma fazenda de tomate localizada na cidade, em 2012. Ele é considerado pioneiro em usar tomates da Monsanto.

Adelson Souza de Oliveira passou a figurar na relação por causa de um flagrante de trabalho escravo de 2007, realizado em uma fazenda localizada no município de Novo Repartimento (PA). Os quatro trabalhadores resgatados de sua propriedade, que teria cerca de 2.500 cabeças de gado bovino, eram um pai e três filhos – um deles, na época, com menos de 17 anos. Oliveira era o então prefeito de Iaçu, na Bahia. Segundo a equipe de fiscalização, os quatro empregados estavam alojados em barracões de lona no meio da mata, sem condições de segurança e higiene e sem água potável havia mais de um mês. As ferramentas de trabalho e os equipamentos de proteção individual estariam sendo descontados dos trabalhadores. À frente da Prefeitura de Iaçu entre 2005 e 2012, Oliveira teve suas contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios em 2005, 2007, 2008 e 2011. Todas, porém, foram aprovadas pela Câmara Municipal local.

A reportagem não conseguiu localizar os três últimos após a publicação da “lista suja” no final da tarde desta sexta.

Confira quem entrou na “lista suja” nesta atualização semestral:

Inclusões (Empregador CNPJ/CPF)

Abel Cordeiro da Silva Filho 560.938.299-87
Adailto Dantas de Cerqueira 091.906.195-87
Adão Ferreira Sobrinho 039.022.931-87
Adelson Sousa de Oliveira 262.938.625-20
Admar Lúcio da Silva 322.940.936-15
Agropecuária Roncador S/A 3144060000176
Agropecuária Corumbiara S/A. 4418398000131
Agropecuária União Ltda 05.447.594/0001-05
Agropecuária União Ltda 05.447.594/0001-05
Agropecuária Vale Dos Sonhos Ltda 04.297.445/0001-36
Ailton de Paula Souza 035.417.111-91
Alcides Spressão Júnior 924.408.278-00
Aldo Pedreschi 1527959872
Altino Coelho de Miranda 056.568.002-10
André Hayata 224.871.718-04
Anibal Zacharias 004.074.028-53
Anomildo Pimenta 016.085.761-91
Antônio Bezerra de Siqueira 085.132.014-72
Antônio Cabrera Mano Filho  018.987.008-77
Antônio Carlos da Cruz 089.200.281-68
Antônio José de Oliveira 232.820.706-59
Antônio Raimundo de Alencar 205.635.403-97
Aparecido Barbosa da Silva 244.344.268-34
Argemiro Vicente Lopes Júnior 246.590.531-72
Armando de Carvalho Osório 105.104.437-53
Arruda Rodrigues Participações Ltda 06.957.512/0001-27
Barra do Prata Agropecuária S/A 54.612.635/0004-11
Biodiesel Brasil Ltda 06.928.916/0001-92
Biomas – Reaproveitamento de Vegetais Ltda 07.436.774/0002-90
Carlos e Silva Ltda 03.981.182/0001-17
Cecília de Lourdes de Mello 10.365.584/0001-52
Célia Alves da Silva Domingues 046.384.078-03
César de Castro Brasileiro Borges 617.754.955-15
Cilésia Alves de Alencar  609.922.552-87
Cláudio Cravo 643.956.428-53
Claudionor Coelho Nava 026.212.311-87
Cleber Geremias 981.977.031-91
Clemilson de Lima Oliveira 008.949.993-03
CNA Serviços Agrícolas de Monte Aprazível Ltda  07.445.148/0001-89
Construtora Alves Ltda 06.997.176/0001-46
Construtora Coccaro Ltda 60.401.528/0001-02
Construtora Linhares Ltda  09.599.702/0001-08
Cooperativa Agroindustrial do Estado do Rio de Janeiro Ltda – COAGRO 5500757000168
Dejane de Sousa Ferreira 727.146.892-72
Destilaria Alpha Ltda 07.407.806/0001-48
Donisete Geraldo Leite 726.298.436-53
Dory Grando 305.095.649-68
Du Pont do Brasil S.A. 61.064.929/0032-75
Edgar Cézar Santana 092.268.182-15
Edson Azevedo Fernandes 005.421.458-04
Eduardo Kroeff Corbetta 108.003.280-00
Egbert Kohler 470.364.510-68
Egton de Oliveira Pajaro Júnior 393.527.576-53
Elton A. Zambiasi & Cia Ltda 10.377.479/0001-33
Ervateria Catanduvas Ltda 80.655.947/0001-70
Eurélio Piazza 107.517.509-72
Fabiano Costa 614.816.101-04
Fazenda Olinda S/A 09.761.172/0001-52
Flávio José dos Reis Freitas 258.529.146-49
Gabriel Augusto Camargos 178.405.116-00
Geccom Construtora Ltda 59.996.777/0001-09
Genilson Rodrigues da Silva 388.628.671-15
Gilberto Ferreira de Assis 028.085.361-00
Giovani de Deus Borges 350.184.026-87
Hédio José Froelich 160.656.039-53
Hildebrando Sisnando Pereira Lima 058.393.865-53
Hirohisa Nobushige 036.415.622-87
Ibá Agroindustrial Ltda 06.997.187/0001-26
Inês Feurstein 470.794.529-53
INFISA – Infinity Itaúnas Agrícolas S/A. 39403274000167
Irmãos Pagliosa & Cia Ltda 82.500.745/0001-84
Ivandilson da Costa Melo 331.508.502-15
J.C.A Moreira Júnior e Cia Ltda 11.401.972/0001-04
Jenesmar Vaz da Costa 283.581.471-04
Jeová de Souza Pimentel 153.704.531-87
Jeová Eduardo Divino 216.883.621-34
Jerônimo Aparecido de Freitas 205.703.178-00
JGR Engenharia e Serviços Ltda 00.981.363/0001-55
Joana de Aguiar Franco 824.394.941-00
João Andrade Barroso 071.462.212-53
João Carlos Burin 338.477.389-68
João Soares Rocha 211.230.636-72
Joaquim Oliveira da Silva 15132218687
Joaquim Reis da Silva 121.719.806-72
José Arismar Chaves 663.766.613-00
José Cortes Tonaco 060.428.801-87
José Gomes Silveira 049.838.667-87
José Simão de Sousa 287.711.504-63
Jossiel Virgínio Pimentel 227.301.258-68
Júlio César Moraes Nantes 181.558.041-00
Laci Martins Silva 016.173.971-72
Laercio Tagliari Bortolin 197.090.210-87
Laginha Agro Industrial S/A 12.274.379/0009-64
Leandro Adjuto Martins Carneiro 338.915.916-91
Leandro Adjuto Martins Carneiro 338.915.916-91
Leonel de Souza Gonçalves 188.542.816-20
Leones Wojcik 298.853.029-72
Líder Agropecuária Ltda 06.766.026/0001-21
Lourival Gabriel de Oliveira 011.585.621-87
Luis Carlos Reis 023.266.108-14
Luiz Bononi 144.009.799-20
Luiz Evaldo Glória 399.995.722-00
Maia e Borba S/A 01.850.114/0001-93
Manoel Primo Alves 159.755.761-72
Márcio Antônio Bortolotto 840.565.769-04
Marcos Antônio de Barba 348.103.749-04
Marcos Nogueira Dias 066.315.332-87
Marcus Vinícius Duarte Carneiro 925.552.417-87
Mário de Pinho Costa 003.571.381-04
Metalúrgica Andara Ltda 01.276.360/0001-83
Miguel Cirilo dos Santos 420.749.241-00
Milton de Assis Neves 826.369.668-20
Moacir Sansão 021.721.431-20
Monarka Brasil Estacionamento Ltda 07.944.367/0001-02
Neen Agropecuária e Florestadora Sociedade Ltda 10.312.570/0001-70
Neuza Cirilo Perão e Outros 08.235.308/0004-70
Oneildo Lopes Valadares 117.879.291-91
Paulo César Alves Carneiro 985.951.641-34
Paulo Gabriel Novais Miranda 737.698.435-68
Paulo Gorayeb Neves 416.109.546-53
Paulo Roberto Bastos Viana 021.706.045-53
R. G. Indústria e Comércio de Carvão Vegetal Ltda 07.363.228/0001-95
Raimundo Rocha Martins Filho 231.677.421-00
Raphael Carlos Galletti 161.508.135-68
Roberto Kumasaka 700.066.959-49
Rocha Silva Madeireira e Construção Ltda 07.875.846/0001-14
Rockenbach Tecnologia em Pré-Moldados Ltda 03.739.283/0001-86
Rogério Pirschner 017.351.267-48
Rui Pinto 737.571.877-68
Sebastião da Silva Lopes 178.024.662-53
Sérgio Antônio Nascimento 199.782.946-00
Sérgio Luiz Xavier Seronni 210.825.611-34
Simão Sarkis Simão 023.179.401-06
Terezinha Lazarim 427.737.099-34
Urzeni da Rocha Freitas Filho 155.493.051-00
Valdimiro Oliveira dos Santos 027.965.382-49
Versionil Coelho de Camargos 301.567.856-68
Wallveber Sales da Rocha 826.179.961-15
Walter Lizandro Godoy 063.473.987-53
WS Modas Ltda 13.978.690/0001-08
Zélio José Debas 509.742.549-91
Zelzito Gonçalves Meira 173.686.006-25

Posse da nova direção do Cosems‏

Postado por Caio Hostilio em 28/jun/2013 - Sem Comentários

Foto 2 posse cosems foto Handson ChagasOs novos dirigentes do Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Maranhão (Cosems) foram eleitos e empossados nesta sexta-feira (28) para comandar a entidade no biênio 2013/2015. A atual presidente da instituição, Iolete Arruda, foi reeleita para o cargo liderando a única chapa que disputou o pleito.

“Pretendemos continuar contribuindo para a melhoria da saúde pública do Maranhão, ampliando os avanços conquistados nos últimos quatro anos. Com o apoio do secretário Ricardo Murad, fortalecemos o Cosems e despertamos o interesse dos secretários municipais em participar da discussão e formulação das políticas públicas de saúde em nosso estado”, declarou Iolete Arruda, que é secretária de Saúde de Conceição do Lago Açu. Ela destacou como fundamental nesse processo as pactuações feitas pelo Estado com os municípios.

Além de Iolete Arruda, compõem a nova diretoria executiva do Cosems os secretários municipais de saúde de São José de Ribamar, Rodrigo Ericeira (vice-presidente); de Coroatá, Jocimar Pereira Gomes (1º vice-presidente); de Paço do Lumiar, Maria Ladir da Costa (1ª secretária); São João do Sóter, Maria do Carmo Lauande (2ª secretária); Santa Luzia do Paruá, Rosilene Cabral de Sousa (tesoureira); de Mata Roma, Gustavo Adriano Matos (2º tesoureiro); e de Pinheiro, Fábio Silva Nascimento (secretário de articulação política).

Secretário Luis Fernando assina ordem de serviço para obras de pavimentação de ruas e povoado em Araioses

Postado por Caio Hostilio em 28/jun/2013 - Sem Comentários

Foto 1 - Luis Fernando em AraiosesO secretário de Estado de Infraestrutura, Luis Fernando Silva, representando a governadora Roseana Sarney, esteve nesta sexta-feira (28), em Araioses, onde assinou ordem de serviço para execução de obras de pavimentação de vias urbanas no município e no povoado José Perez. O ato de assinatura, realizado na Praça Nossa Senhora da Conceição, contou com a presença da prefeita Valéria Cristina Leal (Valéria do Maninho), secretário de Estado de Assuntos Políticos e de Cidades, Hildo Rocha, prefeitos de Tutóia, Raimundo Nonato Abraão Baquil, (Diringa), e de Brejo, Omar de Caldas Furtado Filho (Dr. Omar) e o deputado estadual Max Barros.

Foto 2 - Luis Fernando em AraiosesCom essas obras do Governo do Estado, a sede do município irá ganhar asfalto na rua  Projetada (314,43m); avenida José de Alencar (pista dupla com canteiro central e iluminação, numa extensão de 977,86m; entorno da prefeitura (285m); e Rua do Mercado do Velho (212m), totalizando um 1.789,29m. Já no povoado José Perez foram beneficiadas as ruas do Comércio  (400,00m), Passarinho (305,80m), São Sebastião (237,50m), Mangueira (208,00 m), além do entorno da praça (115,50 m), totalizando 1.266,80m.

O secretário Luis Fernando informou que na realização dessas obras de pavimentação, o Governo do Estado investirá R$ 779.651,53. “São aproximadamente três quilômetros de asfalto em vias urbanas de Araioses, obra que o Governo do Estado executa em beneficio do povo”, disse.

A prefeita Valéria Leal ressaltou e agradeceu a parceria com Governo do Estado. “Quero agradecer por essa obra que o povo de Araioses recebe e estou muito feliz porque todos os meus pedidos são atendidos pelo Governo do Estado”, declarou, aproveitando para solicitar a estrada para o povoado de Carnaubeiras, principal produtor de carangueijo da região.

 De imediato o secretário Luis Fernando respondeu que o governo irá estudar a viabilidade de inclusão do povoado Carnaubeiras no Programa Viva Maranhão. Ele destacou que o Governo do Estado trabalha no incentivo a geração de emprego e renda. “O povoado fica próximo a Araioses e Água Doce e que precisa da estrada para escoamento da produção. Não podemos desperdiçar o potencial dessa região. Nós vamos transformar a cadeia produtiva do carangueijo e gerar mais emprego e renda para população”, afirmou Luis Fernando.

O secretário de Estado de Assuntos Políticos e de Cidades, Hildo Rocha, lembrou que o Governo do Estado está realizando obras em todo o Maranhão melhorando a qualidade de vida do povo e que Araioses recebe o asfaltamento das ruas com alegria. “A alegria da prefeita Valéria é reflexo da alegria do povo de Araioses, que hoje recebe benefício de ruas asfaltadas, o que representa desenvolvimento para cidade”, observou.

O deputado estadual Max Barros, que representou o presidente da Assembléia Legislativa do Maranhão, Arnaldo Melo, ressaltou que a vida do povo melhora com a chegada do asfalto. “Esse é um momento importante para Araioses, em que o Governo do Estado mostra trabalho em benefício do povo, que agora não vai mais ter poeira no verão e nem lama no inverno”, avaliou.

A satisfação com a chegada do asfalto foi reforçada pelo aposentado Bernardo Ferreira da Costa. “Asfalto é sempre muito bom, melhora a vida da gente. A cidade fica mais limpa e facilita a gente buscar mercadoria”, disse. A dona de casa Marinildes de Oliveira falou que o asfalto era esperado há muito tempo. “Aqui, com o asfalto será muito bom. Estamos felizes agora”, pontuou.

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog