Governadora Roseana, não vete esse projeto, pois é de utilidade pública!!!

Publicado em   05/mar/2013
por  Caio Hostilio

Excelentíssima Governadora Roseana Sarney, é extremamente humilhante a forma em que são tratados os maranhenses na estação Rodoviária de São Luís e de vários municípios desse estado, quando querem utilizar os banheiros que deveriam ser públicos, mas são cobrados taxas diferenciadas de acordo com as necessidades. Isso é simplesmente um desrespeito com os cidadãos.

Sabe-se que a Lei da ex-deputada Teresa Murad, proibindo a cobrança de taxas para uso de banheiros em estações rodoviárias, fora promulgada pela Assembléia Legislativa, num ato democrático do ex-presidente João Evangelista (já falecido).

Depois, o deputado Jota Pinto ingressou com um projeto resgatando que essa tal cobrança não fosse mais executada, coisa que foi vetado.

Senhora governadora, as pessoas, diante dos preços abusivos cobrados, procuram fazer suas necessidades fisiológicas atrás das paradas de ônibus. Para constranger ainda mais, os cobradores chegam a negar até a utilização do banheiro as pessoas idosas e aquelas que estão em situação de desespero. Isso é uma falta de respeito tremenda com o ser humano, além de não levar em consideração o poder aquisitivo das pessoas.

Diante dos fatos, espera-se que esse novo projeto de lei, do deputado Jota Pinto, não seja vetado e, assim, o direito e o bem-estar do cidadão seja assegurado!!!

projeto

  Publicado em: Governo

4 Responses to Governadora Roseana, não vete esse projeto, pois é de utilidade pública!!!

  1. Rafael Cortez disse:

    Não vai citar nada sobre as declarações do Luís Datena em rede nacional sobre seu ídolo José Sarney, sobre a cidade de Pinheiro, como estão os atendimentos em hospítais da cidade….ou até mesmo sobre os precatórios judiciais que Roseana não pagar,

    • Caio Hostilio disse:

      Miquinhoengana canalha, tu és um safado, pois foi o teu ex-prefeito Zé Arlindo foi quem surrupiou o dinheiro do SUS junto com a família do seu vice. Tu acha que Datena ou Dotona ou o escabau conhece a história, mas eu conheco, miquinhoengana canalha. Tu como macaco de auditório deve ter levado muitas banana$….. Vai com esse teu papo de frango goguento pra casa do caralho!!! Aqui não cola…

  2. Turene Amate disse:

    ASSIM É QUE COMEÇA O FUTURO GOVERNADOR, QUE VOCÊS TORCEM, PUBLICA AÍ…O POVO TEM QUE SABER…
    A classe dos trabalhadores públicos do Maranhão está há 575 dias aguardando a promessa do governo de que enviaria o Estatuto do Educador à Assembleia Legislativa. Em 2011, a governadora Roseana Sarney prometeu enviar o Estatuto no prazo de 60 dias, depois de 1 ano e 7 meses o documento ainda não chegou à Assembleia.
    O Estatuto do Educador ampara os trabalhadores da rede pública de ensino ao assegurar seus direitos e deveres, como por exemplo, as progressões e piso salariais, carga horária adequada à função e autorização de concursos públicos para o preenchimento de vagas com o objetivo de ampliar o quadro de profissionais da rede pública.
    A lentidão do governo em enviar o Estatuto para a aprovação ganhou voz no discurso do deputado estadual Rubens Pereira Jr. “Há uma semana Luís Fernando, então chefe da casa-civil, garantiu que em uma semana o Estatuto estaria aqui. Não recebemos e viemos à tribuna cobrar oque é direito dos professores e que trará benefícios pra toda sociedade maranhense”, afirmou o líder da oposição.
    O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão, Julio Pinheiro, lamenta que no estado ainda não existam parâmetros definidos que conduzam a uma educação de melhor qualidade. “Não temos meta e planejamento para atacar os problemas cruciais da educação no estado. Precisamos urgente, de um Plano Estadual de Educação”, ressaltou o dirigente.
    Outro problema apontado pelo presidente do sindicato é a falta de concursos públicos para suprir carências de profissionais nas redes de ensino. Só no Maranhão, por exemplo, a necessidade atual é criar concursos públicos para a contratação de cerca de vinte mil novos professores.

    • Caio Hostilio disse:

      Pergunta ao Sindicato do Flávio Dino, o Sinproesemma, aquele que a Diretoria passou a perna nos professores usando advogado, os porquês deles colocarem tantas dificuldades para concordar com o Estatuto… Você acha que está lidando com o imbecil, que não acompanha as coisas? Os camaradas estão fazendo uma politicalha do caralho para aceitar até uma virgula, coisa de canalha…

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog