Informativo

Publicado em   14/fev/2013
por  Caio Hostilio

Isso é transparência!!! Arrecadação do MA cresce 7,5% acima da inflação e compensa a queda nos repasses federais em 2012

imagesCAQ4PKKJA receita tributária do Maranhão alcançou em 2012 a marca de R$ 4,2 bilhões, conforme divulgado pela Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz). Esse resultado representou um crescimento real de 7,5% em comparação com o ano anterior, já descontada a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). O crescimento nominal foi de 13,2% em relação a 2011, quando a receita totalizou R$ 3,7 bilhões. Com o montante arrecadado, a Sefaz também superou a meta de receita prevista no orçamento estadual, atingindo 108,6% do valor previsto para 2012 (R$ 3,8 milhões). Em 2012, o Fundo de Participação dos Estados (FPE) teve uma redução de 12% em relação ao valor orçado, em decorrência da desoneração do IPI na venda de veículos, produtos da linha branca e móveis. “O primeiro semestre de 2013 tem um cenário preocupante para o orçamento dos estados, evidenciado, principalmente, pela perda da receita da CIDE, de mais de R$ 30 milhões em nosso estado, incidente na venda de combustível. Além disso, teremos uma redução da receita do ICMS provocada pela diminuição do valor da tarifa de energia elétrica, estimada em aproximadamente R$ 60 milhões. A previsão, é que a recuperação da economia ocorra somente no segundo semestre”, afirmou Cláudio Trinchão. No primeiro mês de 2013, o valor da arrecadação estadual alcançou R$ 410,2 milhões, superando em 15,9% a receita tributária realizada em janeiro de 2012 e estabelecendo um novo recorde nas receitas do Estado. O ICMS, imposto com maior participação na arrecadação, alcançou o valor de R$ 381,7 milhões, com um incremento nominal de 15,8% em relação ao ano passado.

Um trabalho despercebido!!! CAPS-AD realizou 114 atendimentos durante plantão do Carnaval

Foto 1 - SES - CAPS Atendimento foto Nestor BezerraO Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPsAD), mantido pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) no Monte Castelo, realizou 114 atendimentos a dependentes de álcool e crack no período do Carnaval. A informação repassada pela direção da unidade revela que 112 desses atendimentos foram motivados por uso ou consumo de crack, e dois por uso excessivo de bebidas, o que levou a alto grau de intoxicação por álcool. Segundo Marcelo Soares, diretor do CAPS-AD, todos os atendimentos foram realizados entre a segunda-feira de carnaval e a quarta-feira de cinzas, período em que a unidade trabalhou em regime de plantão para atender solicitações e pedidos de ajuda de usuários ou da família.  Ele explicou, ainda, que em sua maioria os pacientes foram tratados dentro da própria unidade, sem que fosse preciso remoção para leitos de retaguarda colocados a disposição nesse período em outras unidades. “Apenas uma remoção fez-se necessária para atendimento em leito hospitalar, devido à necessidade de internação de usuário já cadastrado anteriormente no CAPS, que foi resgatado e trazido até a unidade com apoio da Superintendência de Polícia da Capital”, ressaltou Marcelo Soares.

NOTA – Defesa Civil Estadual

defesaA Defesa Civil Estadual informa que está acompanhando com atenção o nível dos rios e a incidência de chuvas em todo o Maranhão, trabalho feito em parceria com órgãos dos Municípios abrangidos pelas regionais de São Luís, Imperatriz, Caxias, Pinheiro, Bacabal, Pedreiras, Balsas e Estreito. De acordo com monitoramento realizado, nesta quinta-feira (14), o nível dos rios é considerado normal em todo o território maranhense. Em Imperatriz, onde foi registrada ligeira alta no nível do rio Tocantins no início do mês, o leito já voltou ao normal. Em São Luís, segundo dados repassados por órgão municipal à Defesa Civil Estadual, 169 famílias teriam sido afetadas direta e indiretamente pelas chuvas que caíram nos últimos dois dias na capital. Nesta quinta-feira (14), a gestão municipal iniciou o cadastramento das famílias, para ter o número real de atingidos. A Defesa Civil Estadual está colaborando com o trabalho, auxiliando os técnicos do Município da nova gestão no preenchimento de formulários e outros documentos exigidos pela Legislação em vigor. A maioria dos afetados teve perdas materiais, já que as casas foram inundadas pela chuva, sendo que a água já escoou.

  Publicado em: Governo

4 Responses to Informativo

  1. rafaelle mousinho disse:

    o trabalho do caps é despercebido para que nao precisa de atendimento ou nao tem niguem na família com problemas de alccol e outras drogas, como quem colocou este título a uma reportagem desta

    • Caio Hostilio disse:

      Exatamente por isso, porque as pessoas não dão valor a um trabalho tão brilhante como esse!!!

  2. karolina disse:

    quanto ao caps e a defesa civil tudo bem. agora esse crescimento da arrecadação do estado é coisa pra inglês ver. sinceramente a população não sente os efeitos dessa gordura nos cofres, a começar pelos fornecedores do estado, que estão sem receber desde do ano passado, as secretarias do estado se fossem pacientes em um hospital estariam na UTI em estado de coma permanente. ou então a gestora do estado, no caso, a filha do oligarca, não está conseguindo gerir os recursos com qualidade para a população, vou usar o teu termo, mais o miquinho coloca o assunto em pauta para tentar mostrar a eficiência de quem lhe paga.

    • Caio Hostilio disse:

      Miquinha, aqui ninguém paga nada, agora se você quiser me pagar, é outra coisa!!! Quanto ao caso, sugiro que você tenha a integilência o suficiente de ir a secretaria e tirar suas dúvidas, visto a constituição de ampara para isso.

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog