Cadê a transparência cara pálida?

Publicado em   14/fev/2013
por  Caio Hostilio

rubensjuniorbirapindaréTenho grande estima pelo prefeito Edivaldo Holanda Junior e espero que sua gestão tenha êxito, mas é impossível ver o quanto as politicalhas adotadas por seus aliados atrapalham.

Falam como se estivessem falando apenas para analfabetos e subestimam da inteligência alheia, coisa típica dos politiqueiros daqui do Maranhão, que já se acostumaram a querer induzir que o responsável por tudo nesse estado é apenas um gestor, quando existem 218 gestores.

Seguem a cartilha da canalhice, coisa que sei que o prefeito Edivaldo Holanda não comunga, mas que seu maior aliado tem como estratégia para alcançar o poder.

Primeiro, ouvi uma asneira daquelas que só cabe na cabeça dos idiotas. Como pode um deputado achar que a palavra de um gestor vale como transparência de gastos públicos? Isso é brincar de querer ser “Deus”. Já pensou o TCE, o TCU, a CGU, receber como prestação de contas apenas a palavra dos gestores? Seria uma balburdia!!!

Mas foi isso que eu ouvi, hoje (14), na Assembléia Legislativa, do deputado Rubens Junior. No final da sessão, pedi a ele todas as notas de empenho, as ordens de pagamento e, principalmente, a dotação orçamentária da Prefeitura de São Luís, referente ao Carnaval de 2013.  

Simplesmente esses defensores terminaram foi colocando o prefeito Edivaldo Holanda numa tremenda saia justa, coisa que ele não merecia.

O primeiro o “petista Bira do Pindaré, que disse: “O prefeito Edivaldo Holanda assumiu dia 1º de janeiro e assumiu em condições adversas, extremamente adversas, e não teve nenhum tipo de apoio por parte do Governo do Estado para realizar o carnaval de São Luís, ou seja, realizou com R$ 2 milhões, valor esse que foi divulgado amplamente e do qual toda a população tem conhecimento como o investimento feito no carnaval de São Luís.

Como o deputado está desinformado. O prefeito disse que tinha R$ 2 milhões e como não poderia bancar o desfile das escolas de samba, destinaria para a Saúde R$ 1 milhão e aplicaria somente R$ 1 milhão no carnaval. Como que agora ele aplicou os R$ 2 milhões? Então, ele enganou as escolas de samba.

Depois vem o deputado “neo-comunista” Rubens Junior e diz num aparte ao deputado Edilázio: “Na verdade, mais do que tentar ver qual carnaval foi vitorioso em relação ao outro, nós temos que perceber que são dois carnavais diferentes, de modelos diferentes e de certa forma complementares. Não concordo com V. Ex.ª quando diz que, o carnaval da prefeitura foi um fracasso, porque não foi, especialmente porque se apostou em dois princípios básicos neste carnaval, primeiro: da transparência, nós sabemos quanto foi gasto, o prefeito disse lá em janeiro ainda: não tenho dinheiro para poder fazer a passarela do samba, vou investir parte na saúde. Depois que o prefeito da capital tomou essa decisão, inúmeros outros prefeitos do interior do Estado tiveram a mesma coragem de fazer a mesma decisão, até porque foram respaldados pela população. Então um carnaval transparente.

Ora bolas!!! Mas que transparência? A palavra do prefeito? Então quem está falando a verdade, Bira ou Rubens Junior? Um diz que o prefeito gastou os R$ 2 milhões e o outro diz que o prefeito destinou parte para a saúde. Isso é transparência?

Então, que se apresentem todos os processos licitatórios, as ordens bancárias, as bandas contratadas e seus custos, os valores gastos com ornamentos para Praça Maria Aragão etc, pois assim veremos realmente a transparência!!!

No final, o deputado Marcelo Tavares resumiu a discussão sobre os custos do carnaval do governo estadual e do da Prefeitura com uma frase: “É o sujo falando do mal lavado!!!”

  Publicado em: Governo

12 Responses to Cadê a transparência cara pálida?

  1. Antonio Lima disse:

    Professor, e por falar em “transparência”: bem que o governo estadual poderia dar um bom exemplo divulgando o quanto custou a baianização do carnaval do Maranhão.
    Seria bom que a população soubesse o valor pago aos artistas da Terra e o quanto foi gasto com as atrações vindo da Bahia e de outras paragens.
    Aí Professor, essa cobrança que ora estar sendo feito ao Prefeito com tamanha propriedade, faça também ao Governo, e quem sabe assim o povo saiba quem realmente tem compromisso com a cultura popular e valoriza o bom trabalho feito pelos nossas heróis, digo, nossos Artistas.

  2. Telêmaco disse:

    CAIO,NESSA TUA POSTAGEM TU ERROU EM CHAMAR RUBENITA JÚNIOR DE NEO-COMUNISTA,QUANDO MELHOR SERIA TE-LO CHAMADO DE PSEUDO COMUNISTA OU MESMO PICARETAO, DA MESMA LAIA DE BIRITA DA PINDAIBA.MARCELELE BUCHUDO.

    • Caio Hostilio disse:

      Não tenho nada contra o Rubens Junior e o Marcelo, muito pelo contrário, até os tenho com muita estima. Apenas discordo da forma que tratam a política no Maranhão. O Marcelo, por exemplo, tem muita consciência sobre a falta de um debate mais amplo sobre as responsabilidades dos 218 gestores públicos no Maranhão. Rubens Junior, por sua vez, é um jovem que ainda precisa saber que ele está falando ali não só para pessoas sem conhecimento. Apenas isso. Do mais, são coisas do próprio jogo político do Maranhão, cuja cara de pau já colou!!!

  3. roberto. disse:

    Esses deputados aliados do comunista safado dino só sabem falar do governo não olham para seus município que lhe deram maioria, não cobram melhorias mas na ora que sai alguma emenda vão repartir com os gestores,procurem trabalhar para todos e deixaem o governo trabalhar.

    • Caio Hostilio disse:

      Até agora o Rubens Junior, por exemplo, não disse o que a mãe dele fez com o complemento do fundef, que diz bem claro que é para pagamento dos professores, ou seja, deveria pagar o 14º e 15º salário, coisa que só foi feita até hoje por Luis Fernando quando foi prefeito de Ribamar…

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog