Secretários Luis Fernando e Hildo Rocha participam de inaugurações de obras em Santa Inês‏

Publicado em   28/dez/2012
por  Caio Hostilio

Foto 3 Luis Fernando em Santas foto Geraldo FurtadoOs secretários chefe da Casa Civil, Luis Fernando Silva, representando a governadora Roseana Sarney, e o de Cidades e Desenvolvimento Urbano, Hildo Rocha, acompanhados do prefeito de Santa Inês, Roberth Bringel, inauguraram, nesta quinta-feira (27), o Mercado Público do Parque Santa Cruz, obra realizada por meio de parceria entre Governo do Estado e Prefeitura. Os secretários ainda acompanharam inaugurações de escolas, quadras poliesportivas, centro de inclusão digital e uma unidade de saúde. 

De acordo Luis Fernando Silva, é fundamental que os municípios sejam parceiros do Governo, o que se reflete em obras e serviços de qualidade para a população. “Mais uma vez, o governo firma importantes parcerias para o desenvolvimento do município e benefício da população. As obras têm forte conotação social, pois vão mudar a realidade e a economia do município”, afirmou.

Segundo o chefe da Casa Civil, as obras geram renda e qualidade de vida. “A inauguração do Mercado do Parque Santa Cruz vai melhorar a vida da população dando oportunidades de emprego, e propiciando uma melhoria significativa na vida, tanto dos agricultores e pescadores que poderão vender sua produção, como das pessoas que trabalharão diretamente no mercado e suas famílias”, destacou.

O secretário Hildo Rocha ressaltou que o apoio do Governo é fundamental para que os municípios possam realizar grandes ações e obras. “Graças a apoio do Governo do Estado, o município de Santa Inês pode entregar obras nas áreas de saúde, infraestrutura e educação. O mercado será gerador de emprego e renda, e, além disso, foram pavimentados cinco quilômetros de ruas em Santa Inês”, contou.

O prefeito de Santa Inês, Roberth Bringel, afirmou que a parceria com o Estado trouxe benefícios para a população. “Agrademos ao Governo do Maranhão pelo apoio em ações e obras que beneficiam a população de Santa Inês. Somente neste fim de ano vamos entregar cerca de 10 obras para a comunidade, entre escolas municipais, ginásio poliesportivo e pavimentação asfáltica”.

Parcerias com o Governo

O Mercado Público do Parque Santa Cruz conta com área administrativa e 48 quiosques, locais de comercialização de mercadorias produzidas na região, como legumes, verduras, carnes e peixes.

Foram entregues uma estrada, com pavimentação asfáltica, entre o povoado Juçaral do Capistrano e a BR-316 e o trecho da Vila Olímpica, indo da Vila Marcone até os bairros da Coheb e Vila Cabral. Além disso, também foram asfaltadas as ruas dos bairros do Céu e Mutirão, totalizando cerca de cinco quilômetros e 200 metros de pavimentação.

Outras obras

As inaugurações em Santa Inês tiveram início na escola municipal Tomás Aquino Bringel e na quadra poliesportiva no bairro da Conceição. Em seguida, os secretários Luís Fernando e Hildo Rocha participaram da inauguração do Centro de Inclusão Digital, obra realizada pela Prefeitura em parceria com o Governo Federal; da entrega da Praça da Saudade Ildete Cordeiro e reinauguração da Biblioteca Pública Luís Barros Elouf; da inauguração da Escola de Ensino Fundamental, Teresinha Lopes, na Rua Bandeira Tribuzi; do Ginásio Poliesportivo Zeca Belisário, no bairro da Conceição; finalizando na entrega do Posto de Saúde do bairro Santa Filomena.

Também acompanharam as entregas de obras a deputada Estadual, Vianey Bringel; o prefeito de São João dos Patos, Zé Mário; prefeitos eleitos dos municípios próximos, vereadores, além de moradores e lideranças de Santa Inês.

  Publicado em: Governo

8 Responses to Secretários Luis Fernando e Hildo Rocha participam de inaugurações de obras em Santa Inês‏

  1. Rosemberg Trindade disse:

    POSTA ISSO, SÓ VOCê COMENDADOR QUE NÃO ACEITA ISSO, E AGORA LOBÃO ?
    Até a presidente Dilma Rouseff cansou das desculpas esfarrapadas do ministro Edison Lobão sobre os apagões, que têm sido a marca da sua longa gestão no Ministério das Minas e Energia – a parte que cabe ao PMDB nesse latifúndio em que foi transformado o Brasil.
    Os fenômenos naturais sempre foram responsabilizados (a propósito: a natureza é responsável?) pelos apagões e racionamentos a que o país está submetido há mais de duas décadas. Conversa para boi dormir.
    Enquanto ainda se especulava sobre o apagão de duas horas e dez minutos no aeroporto Antonio Carlos Jobim, o principal do Rio de Janeiro, a presidente admitiu o que o contribuinte (que paga uma energia elétrica das mais caras do planeta) só ainda não ousava proclamar: “Raio cai todo dia nesse País, a toda hora. Raio não pode desligar sistema. Se desligou, é falha humana. Não é sério dizer que a culpa é do raio. A nossa briga é para impedir que, quando o raio cai, o sistema pare”.
    Dilma, que já lembrara a impossibilidade de fazer ou não chover, escancarou o problema e sequer citou o nome do ministro, que é apadrinhado pelo presidente do senado José Sarney, por acaso ou não, também, do PMDB.
    Com relação ao Tom Jobim, outrora conhecido por aeroporto do Galeão, “o sistema elétrico inteiro terá de ser trocado. No Rio de Janeiro, sempre que a temperatura passa de 40 (graus), a (concessionária) Light tem problema” – o serviço de inteligência do Planalto deve tê-la informado de que, em Manaus, “tem problema” quando chove (e chove mais de seis meses).
    “Não podemos aceitar conviver com isso”, disse, enérgica, a presidente, para suavizar com a promessa de que governo investirá na manutenção da rede, em 2013, e lembrou que, antigamente, todos os recursos eram destinados somente à transmissão e à geração de energia, mas não à manutenção dos equipamentos, “por falta de verba”.
    E muda de assunto a presidente, incentivando o usuário: “Quando falarem para vocês que caiu um raio, vocês gargalhem”. Com que cara fica Edison Lobão?

    • Caio Hostilio disse:

      Que desculpa de Lobão!!! Procura se informar melhor e saber dos poucos investimentos para a área…

  2. Walker Maia disse:

    ISSO SÃO PARA OS COMEDADORES BLOGUEIROS, VCX ESTÁ NO PÁREO CAIO.
    “A oligarquia Sarney e seus seguidores têm horror a qualquer debate sério. Uma pena. Gostam mesmo é de fuxicos e futricas. Fazer o que?”. Do presidente da Embratur, Flávio Dino, em sua página no twitter.

    • Caio Hostilio disse:

      Acho que esse recado não é para mim!!! pois não vivo de fuxicos e futricas, mas sim de questionamentos críticos.

  3. Ludmilla Dyer disse:

    O governo Roseana Sarney (PMDB), considerado um dos mais inoperantes e corruptos da história do Maranhão, está completando o ano do quarto centenário de fundação da cidade de São Luís sem conseguir realizar uma única promessa feita aos eleitores ludovicenses nas eleições de 2010.

    Roseana conseguiu a maioria dos votos dos eleitores da capital prometendo construir Ponte do Quarto Centenário, ligando a Avenida Ferreira Goulart ao Aterro do Bacanga; Via Expressa e Avenida Quarto Centenário, obras que, segundo a governadora, serviriam para dar mobilidade ao tráfego da cidade. Dois anos depois o trânsito continua um caos e as obras atrasadas.

    Para justificar a não construção da Ponte, apresentada em maquete durante a campanha eleitoral, num típico caso de estelionato eleitoral, providenciaram um laudo técnico atestando contra a execução dos serviços e arquivaram definitivamente o projeto.

    O PAC Rio Anil, iniciado no governo Jackson Lago e que previa, além dos apartamentos, a construção de uma avenida, de repente foi transformada em Avenida Quarto Centenário, que seria inaugurada em dezembro deste ano. Os recursos vieram, mas a obra não anda e o prazo para entrega foi adiado.

    Falta de planejamento, também, provocou atraso na entrega das obras da Via Expressa. A avenida, diga-se de passagem, de muita utilidade para a cidade desde que construída integralmente, acabou se transformando em mais um problema para o já conturbado tráfego, provocando ainda mais engarrafamentos na área do Cohafuma.

    Como tudo que esse governo da oligarquia Sarney faz é pensando em ludibriar o povo, Roseana inaugurou um trecho da Via Expressa, ligando apenas o Jaracaty ao Cohafuma, como forma de embalar a candidatura do vice-governador Washington Oliveira (PT) a prefeito de São Luís, só que desta vez os eleitores, cansados de serem enganados, impuseram uma derrota vergonhosa ao representante da oligarquia e deve repetir o feito em 2014.

    De tudo que prometeu, o governo Roseana realizou uma única obra e assim mesmo pela metade: a reforma do Estádio Castelão, apenas do Estádio, pois o parque esportivo continua abandonado.

    Mas Esperar o que de uma governadora festeira que passa as noites em mesas de carteado e o dia inteiro dormindo? O Maranhão precisa se liberta dessa gente com a máxima urgência

    • Caio Hostilio disse:

      Êpa!!! Não tire esse título do governo de José Reinaldo que foi até gente presa pela PF… Os navalhados que pagaram pontes que não vão e vem de lugar algum, além de gastar 1 bilhão para eleger seu sucessor. Ah!!! Tem o de Jackson Lago que além da LEI DO CÂO, no apagar as luzes surrupiaram os cofres.

  4. Edson Maia disse:

    É conversa pra cá e conversa para lá mais é simples e curto o que o povo precisa saber. O Maranhão tem nada menos, nada mais do que as piores estradas do país seja estadual seja as federais que atravessam o estado. Afinal de contas quando é algum indicador ruim o MA está sempre em primeiro lugar não importa qual seja. O Maranhão é o retrato do atraso social, politico e educacional de uma país que já é uma vergonha mundial e o MA é a vergonha do Brasil.

    • Caio Hostilio disse:

      É? Então viaja pelo Tocantins e pelo Goiás e veja como estão estradas como eu fiz agora, que tive que ir a Brasília de carro. Vai lá!!!

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog