Município de Monção é obrigado apagar salários atrasados de servidores

Publicado em   28/dez/2012
por  Caio Hostilio

A pedido do Ministério Público do Maranhão, a Justiça concedeu, em 19 de dezembro, medida liminar, determinando o bloqueio de 60% dos recursos relativos ao Fundo de Participação dos Municípios (FPM) de Monção (localizado a 244km de São Luís), para o pagamento dos salários atrasados dos servidores municipais.

No prazo de 48 horas, o secretário de administração, chefe de setor pessoal ou chefe de gabinete da prefeitura deve apresentar a folha de pagamento de todos os servidores municipais cujos salários estão atrasados, para que o pagamento seja providenciado.

O bloqueio das contas deve se estender pelo prazo necessário para a regularização de todos os vencimentos.

A decisão acolhe solicitação de Ação Civil Pública proposta pelo promotor de justiça Marco Antonio Santos Amorim, que responde pela Comarca de Monção. Assinou a decisão a juíza Clécia Pereira Monteiro.

Do mês de julho a outubro de 2012, os salários dos servidores municipais não foram pagos. Na ação, o promotor de justiça frisou que o município recebe regularmente os recursos do Governo Federal relativos ao FPM, Sistema Único de Saúde (SUS) e Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). Portanto, não existe razão para a inadimplência. “É evidente que o atraso decorre da má vontade da gestora de Monção”, disse Marco Antonio Amorim.

Em caso de descumprimento, será imposta ao município uma multa diária no valor de R$ 5 mil. Está prevista ainda uma multa de R$ 2 mil por dia de atraso se o Banco do Brasil, responsável pelas contas de Monção, não providenciar o bloqueio, para garantir o pagamento dos servidores.

Atualmente, a prefeita do município é Paula Francinete da Silva Nascimento, que vai deixar o cargo em janeiro.

  Publicado em: Governo

2 Responses to Município de Monção é obrigado apagar salários atrasados de servidores

  1. Dr. Selma disse:

    Sobre o texto show de Marco Villa…
    Na segurança ( 78 homicidios ate hoje) na saude estamos pessimos (72 hospitais prometidos cade?) na educação (as 5 piores escola é do nosso estado) estão é ou nao é um estado do medo?
    o texto do jornalista é fiel à realidade do Maranhão. Somos um estado miserável em quase todos os sentidos. A Justiça estadual atual de acordo com a cara e bolso do freguês. Quem já precisou dela sabe do que estou falando. Boa parte da polícia é truculenta e ineficiente. O esforço que fez o nosso secretário de comunicação para rebater o artigo, buscando argumentos falaciosos, é digno de um aumento salarial, ou talvez de um grande abraço da governadora. Não adianta esmurrar a ponta da faca. A elite preciosa que governou durante décadas o Maranhão, por mais que uns e outros tentem negar o óbvio, é responsável, sim, pela pobreza e miserabilidade do Maranhão. Eu, como maranhense e testemunha ocular, ratifico o texto do Vila.

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog