Justiça ou injustiça?

Publicado em   16/dez/2012
por  Caio Hostilio

Afinal, que sentença foi essa da Justiça maranhense em mandar o funcionário da Caema José Raimundo Ribeiro Pires indenizar o delegado Castelo Branco em R$ 200,00 reais? Será possível que houve bom senso? Não vou nem buscar os parâmetros jurídicos, coisa que desconheço, mas vou para os direitos do cidadão no exercício de suas funções profissionais – que é o de prestar serviço de necessidade ao coletivo -, ser espancado, danificado um bem seu particular (telefone celular), ser humilhado e tratado como se fosse um animal.

Essa reportagem do Fantástico chocou e, ainda, deixou todo o país estarrecido e os ludovicenses perplexos com o desfecho dessa história.

O delegado (conforme vídeo abaixo) deveria responder um inquérito administrativo, por abuso de poder, violação em paralisar uma prestação de serviço público prioritário ao coletivo e até o de racismo, pois o funcionário da Caema é Negro.

A direção da Caema errou, também, pois deveria ter aberto um processo administrativo e apurado as causas, principalmente se a paralisação do serviço naquele momento para passar a viatura do delegado comprometeria o serviço ali executado.

A Corregedoria da Policia teceu argumentos que não condizem com o que se ver no vídeo, principalmente o de violência contra um funcionário no exercício de suas funções, além de ter seu aparelho telefônico chutado pelo delegado, que é de nível superior.

A Justiça pisou feio na bola!!! Então, quem apanha da Polícia no exercício de suas funções profissionais, principalmente numa prestação de serviço em prol da coletividade, é humilhado, preso como animal e até indícios de racismo, principalmente quando o delegado chuta o celular de José Raimundo, como que se um negro não pudesse possuir um celular, ainda tem pagar R$ 200,00 reais a esse delegado? Isso é muita patacoada!!!

Sugiro ao funcionário da Caema, José Raimundo Ribeiro Pires, que ingresse com uma ação contra o Estado, por danos morais, maus trados, abuso de poder por um delegado que não tem preparo para lidar com a coisa pública, racismo, perda patrimonial, humilhação e, principalmente, que a Justiça repare sua sentença equivocada, fazendo com que o delegado o devolva 10 vezes o valor cobrado a ele.

Que vergonha!!!

  Publicado em: Governo

2 Responses to Justiça ou injustiça?

  1. vera lucia machado mendonça disse:

    O delegado não tem que devolver só 10 vezes mais o valor cobrado e sim um milhão de
    vezes. Isso é uma vergonha nacional.

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog