Edivaldo Holanda Junior, não existe controle sem planejamento!!!

Publicado em   10/dez/2012
por  Caio Hostilio

Tirando o secretário de Esporte, que a meu ver sujou a lista de secretariado do futuro governo Holandista, haja vista que seu passado o denúncia em várias frentes, posso dizer que a escolha foi de técnicos mais voltados para o controle e não para atuar com rigor nas atividades fins das respectivas pastas.

É certo afirmar que o processo de planejamento e controle é de fundamental importância para a sobrevivência e o desenvolvimento de uma organização ou de uma gestão pública, partindo-se da premissa de que o gestor é capaz de planejar e controlar o destino das ações a serem praticadas.

Os tomadores de decisão podem tirar proveito dos pontos positivos das variáveis não-controláveis e se protegerem dos efeitos negativos resultantes daquelas, bem como manipular as variáveis controláveis a seu favor.

Pois é aí que entra a necessidade do planejamento. O planejamento e o controle financeiro tornam-se ferramentas indispensáveis para uma gestão pelas quais os gestores tomam decisões relevantes.

O orçamento e o controle financeiro permitem à organização ter parâmetros das necessidades dos recursos materiais, humanos e financeiros que precisará. Ao mesmo tempo, ambos viabilizam uma melhor utilização dos recursos, uma vez que permitem dimensionar quando e quanto será necessário em determinados períodos.

Muitos incautos acham que preparar um orçamento de uma gestão de um município com mais de 1 milhão de habitantes é tarefa fácil. Ele é flutuante e podem surgir suplementos do decorrer do ano, principalmente por conta da diminuição dos recursos. Esse é um plano de atividades, no sentido de se atingir um objetivo previamente determinado. Nesse contexto, o planejamento aparece como uma ferramenta essencial para uma gestão encontrar o melhor caminho na consecução de sua missão e se preparar para eventualidades. Sem um planejamento, a gestão terá variadas dificuldades em gerir seus recursos, além de causar conflitos e levar o controle a um caos sem limites.

Um controle sem planejamento, entretanto, não produz eficácia, pois planejar significa conhecer a realidade, poder comparar ao que deveria ser, tomar conhecimento rápido das divergências e suas origens, e tomar medidas para a sua correção. A ligação entre planejamento e controle é importante no sentido de fechar o ciclo, que conduz a gestão à eficácia.

Não existe um corpo sem cérebro!!!

Agora, a lambança no Esporte é algo constrangedor, tanto político quanto na essência da atividade fim e meio da pasta. Não haverá nem planejamento e sequer controle!!!

  Publicado em: Governo

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog